Universitária é encontrada morta com marcas de facadas em banheiro de lavanderia

A vítima estava sozinha e teve o celular levado pelo suspeito, que trancou a porta depois do crime, segundo a polícia. Luiza era estudante de psicologia e trabalhava há 2 meses na lavanderia

Uma funcionária de uma lavanderia foi encontrada morta com marcas de facadas e agressão física dentro do banheiro do estabelecimento que fica na Avenida Belo Horizonte, no bairro Itapoã, em Vila Velha. O caso aconteceu na manhã desta quinta-feira (29).

A vítima estava sozinha e teve o celular levado pelo suspeito, que trancou a porta depois do crime, segundo a polícia. Duas câmeras de segurança que poderiam registrar o criminoso não estavam funcionando.

A jovem Luiza Mariano da Silva tinha 23 anos de idade, era estudante de psicologia da UVV e trabalhava na lavanderia, sozinha, há dois meses. Ela nasceu em São João da Barra, no Norte do Rio de Janeiro.

O assessor Cezar Mariano, tio da vítima, disse para a reportagem da TV Gazeta que a vítima saiu de casa nesta manhã e foi trabalhar. No horário de almoço, a mãe foi levar marmita para Luiza, bateu na porta e ela não atendeu.

Como a porta estava trancada e a jovem não atendida ao celular, a mãe chamou o tio. Cezar chegou à lavanderia, tentou abrir a porta e, em seguida, chamou um chaveiro.

Quando a lavanderia foi aberta, o tio encontrou a jovem morta. A equipe do Samu informou aos PMs que a mulher estava com marcas de agressões e facadas, dentro do banheiro.

Suspeita

O tio de Luiza, Cezar Mariano, falou com a reportagem da TV Gazeta e disse que, na sexta-feira (23), a jovem foi vítima tentou evitar um assalto na lavanderia e foi ameaçada pelo criminoso.

Luiza havia dito ao tio que um homem, descrito por ela como um “nóia”, tentou roubar, dias antes, um cliente dentro da lavanderia. O assaltante iria levar a sacola do cliente e ela impediu. Ao ser impedido de cometer o crime, o homem disse que voltaria para matar a jovem. Este caso não foi confirmado pela polícia.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário