URGENTE: Vigilância Sanitária interdita parte da Central de Polícia em Rondônia

Baratas por todo os lados, mau cheiro, fezes voltando pelas latrinas e paredes com reboco desmanchando. A Central de Polícia de Porto Velho, principal delegacia de Rondônia, que atende 24 horas é o retrato da segurança pública do Estado na gestão Confúcio Moura (PMDB).

Em função das condições degradantes e insalubres a que são submetidos os profissionais que atuam naquele prédio, o Sindicato da Polícia Civil havia encaminhado um ofício à Vigilância Sanitária de Porto Velho, que esteve no local e interditou parcialmente vários locais, como depósitos e celas onde ficam os presos provisórios.

As imagens são estarrecedores e nojentas e mostram que o descaso do atual governo com a segurança pública não se restringe apenas à precariedade do efetivo e equipamentos, mas também na estrutura física das delegacias.

Veja as imagens que foram feitas essa semana no local, antes da interdição e depois:

 

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta