fbpx
Ursa parda que vive no calor de Teresina (PI) come ração de cachorro; zoo nega maus tratos

Uma petição online em circulação nas redes sociais pede a transferência da ursa Marscha, que mora no Parque Zoobotânico de Teresina. De acordo com a Confederação Brasileira de Proteção Animal (CBPA), autora do abaixo-assinado, o animal está mal instalado e está enlouquecendo por conta do calor.

“Ela está com visíveis sintomas de loucura e de neurose que vem se agravando há algum tempo com certeza com a contribuição do calor de Teresina, que é completamente incompatível biologicamente com a sua necessidade de temperaturas muito mais baixas”, explica Carolina Mourão, presidente da CBPA.

Segundo Carolina, Marsha é da espécie urso pardo, natural de países frios como o Canadá e o norte dos Estados Unidos. O pelo seria como um casaco de pele que no momento vive sob um calor de que varia entre 36 a 40 graus, de acordo com a ativista. “As condições em que ela vive são completamente inadequadas e é de extrema crueldade tentar segurá-la no zoológico de Teresina”, afirma.

A presidente da CBPA também criticou a alimentação do animal. De acordo com ela, o Zoobotânico de Teresina oferece como única alimentação para ela ração de cachorro. A petição já tem mais de 2.600 assinaturas.

Administração de parque critica petição e diz que não há maus-tratos

O Parque Zoobotânico afirma que o local em que Marsha vive é o maior recinto de urso do país. O alojamento conta com 450 metros quadrados, área de cambeamento, duas maternidades e o espaço de exposição que é arborizado e possui uma piscina.

“Vez por outra esse recinto do parque é atacado, como agora por uma pessoa de Brasília, que mora no frio, monta um vídeo irresponsavelmente para tentar reduzir e massacrar a equipe do parque e tirar o urso daqui”, informou José Renato Uchôa, coordenador do Parque.

Além disso, o parque alega que a ursa é idosa e já aparenta o cansaço da idade. Conforme o veterinário do local, Marsha tem qualidade de vida em seu habitat. “Esse recinto foi todo adaptado para os ursos. Na parte individual dela, tem outra piscina e um sistema de aspersão que fica ligado o dia todo deixando a temperatura em torno de 25 graus”, explicou Alexandre Clark.

Antes de ir para o Zoobotânico, Marsha viveu por cerca de 20 anos em um circo. “Comparado com o que ela vivia, o estresse é bem menor porque foi um animal que viveu em um circo viajando por todo o Nordeste em uma jaula de dois por dois metros”, disse Clark.

Conforme o Parque, todo os dias a Marsha é alimentada com cerca de 15 kg de comida e que parte dessa alimentação conta com carne do frango, frutas e verduras. O biólogo do Zoobotânico explicou que utilizam ração de cachorro para complementar a alimentação .

“Esse animal passou 20 anos se alimentando com essa ração então nós não queríamos mudar bruscamente o tipo de ração e o único objetivo é a fonte de proteína e não causa nenhum mal a ela”, garantiu Celso Mendes.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta