Varejo deve terminar ano com queda recorde nas vendas, aponta IBGE

In Economia
Cai número de brasileiros que vão usar 13º nas compras de fim de ano

Em 2015, o varejo fechou com baixa de 4,3%.

A queda de 6,4% acumulada de janeiro a novembro de 2016 nas vendas do varejo aponta para o segundo ano em que o comércio terminará com perda recorde de vendas, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em 2015, o varejo fechou com baixa de 4,3% e é improvável que o resultado de dezembro de 2016 leve o setor a reverter a tendência para o calendário, avalia Isabella Nunes, gerente da coordenação de comércio do IBGE. Assim, o comércio deve encerrar 2016 com o pior resultado dos últimos 15 anos. “Fica um pouco difícil de reverter esse resultado, dado que só resta um mês”, afirmou Isabella em relação à pesquisa apresentada nesta terça­feira, referente a novembro. O comércio está 11,8% abaixo do pico de vendas alcançado em novembro de 2014.

A atividade sentiu o fechamento de vagas no mercado de trabalho, a queda na renda das famílias e a inflação alta dos alimentos, principalmente no primeiro semestre, enumerou a pesquisadora.

No conceito do varejo ampliado, que inclui veículos e peças e material de construção, a queda no ano foi de 8,8%. O resultado fechado de 2016 deve representar o terceiro ano consecutivo de baixa e também deve ser o pior dos últimos 15 anos. O desempenho ruim ocorre principalmente por causa do setor automotivo, que acumula retração de 13,9% no ano; em 2015, o recuo foi um pouco menor, de 17,8%.

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!

You may also read!

Recontagem no AM descobre mais 41 presos foragidos no Ano Novo

Mutirão carcerário analisa processos de 5,2 mil detentos de Manaus

Espalhe essa informação Defensora se espanta com “penas altíssimas” e casos de presos que entraram no sistema em 2014

Read More...
Nomes de Nelson Jobim e FHC voltam a circular como alternativa a Temer

Nelson Jobim: Biografia individual se faz na política, não no Judiciário

Espalhe essa informação Segundo Jobim, “tudo isso faz parte daquilo que hoje nós chamaríamos de ação-espetáculo” O ex-ministro e

Read More...
Após delação, assessor especial de Temer pede demissão

‘Aceito acareação com quem quer que seja’, reage Yunes a operador de Cunha

Espalhe essa informação “Aceito acareação com quem quer que seja ratificando todos os dizeres do meu depoimento”, disse Yunes

Read More...

Deixe uma resposta

Mobile Sliding Menu