Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Veja 6 dicas para adquirir carro novo financiado

0

Estudos mostram que 35% dos brasileiros que buscam crédito no mercado irão utilizar o dinheiro para comprar um automóvel

Não tem engarrafamento que faça o brasileiro desistir do sonho do automóvel próprio. E, como nem todo mundo tem tempo, condições ou paciência para juntar o valor total, muitos recorrem ao bom e velho financiamento. Ao decidir comprar um carro novo financiado, é preciso ficar atento a alguns detalhes para evitar dores de cabeça. A LF Imports, concessionária Mitsubishi em Rondônia e o Guia de Bolso dão algumas dicas.

Estudos mostram que 35% dos brasileiros que buscam crédito no mercado irão utilizar o dinheiro para comprar um automóvel. Para te ajudar na hora de realizar seu sonho, separamos 6 dicas para adquirir um carro novo financiado. Não deixe de ler!

Faça um planejamento financeiro

Antes de fechar negócio, o consumidor precisa organizar seu planejamento financeiro. Afinal, como estamos falando de um bem com custo elevado, parte da planilha de gastos da família ficará comprometida com o valor das parcelas por um bom tempo.

Sendo assim, o indicado é fazer uma previsão desse gasto somado às outras despesas e, em seguida, avaliar se o financiamento é viável e não colocará as finanças no vermelho. Ah, e as parcelas não devem comprometer mais do que 30% do orçamento.

Tenha cuidado com as armadilhas das concessionárias

Para atrair o consumidor, as concessionárias apostam em financiamentos a perder de vista ― alguns chegam a 84 parcelas. Mas tome cuidado para não cair nesta tentação. Quando sai da loja, o veículo já começa a perder valor. Ao terminar de pagar o carro, ele valerá bem menos. Vale pesquisar na internet, consultar um especialista, ou até mesmo amigos e familiares. A intenção é avaliar se aquele investimento vale a pena e não trata-se de uma cilada. E como você irá pagar juro pelo tempo que estiver parcelando esta compra, quanto menos vezes dividir o financiamento, melhor. Visite a LF Imports, lá você vai encontrar as melhores condições.

Avalie o custo total e pesquise

Na hora de fechar o financiamento, o valor das parcelas não é o único item a ser avaliado. O consumidor precisa estar atento ao Custo Efetivo Total (CET), que inclui os juros, o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras), taxa da concessionária, entre outros. Vale a pena pesquisar em vários lugares: por trás de parcelas aparentemente iguais, você pode ter taxas diferentes que irão impactar no valor total do financiamento.

Escolha a opção mais adequada para você

As concessionárias têm apresentado opções bem flexíveis de financiamento direto. O cliente já sai com o carro da loja, basta ficar atento às taxas cobradas. Outra possibilidade é tentar uma linha de crédito direto com o banco. Você pega um empréstimo e compra o carro à vista, economizando com as taxas. Clientes com mais tempo de relacionamento na instituição podem conseguir boas negociações.

O consórcio é uma opção livre dos juros. O consumidor paga a parcela, que se soma a uma taxa de administração. A desvantagem é ter que esperar o sorteio ou dar um lance para pegar o carro. Já o leasing é uma opção mais vantajosa se comparado aos financiamentos, visto que o IOF não incide sobre esta modalidade.

Não se esqueça de contabilizar os outros gastos

Junto com o financiamento do carro, o consumidor precisa organizar seu planejamento financeiro para as demais despesas que começam logo depois da compra. Existe o custo para emplacamento, documentação, seguro, IPVA, dentre outros. Uma dica de economia é fugir dos despachantes. O processo para emplacamento do veículo, por exemplo, é algo relativamente simples e pode ser feito pelo proprietário. Já o IPVA e o seguro são despesas mensais/anuais e precisam ser inseridas definitivamente na planilha de gastos.

Seja paciente

Por fim, não deixe que a emoção atrapalhe suas escolhas. Comprar um carro novo financiado é um sonho de consumo que precisa ser friamente calculado. Nada de agir por impulso ou sob a influência de amigos ou familiares. Eles podem até ajudar na escolha do modelo, cor e acessórios, mas o financiamento é uma decisão estratégica que precisa ser tomada considerando seu planejamento financeiro.

Comentários
Carregando