Brasil

Veja a lista de nomes dos mortos do massacre da Compaj que já foram liberados

Veja a lista de nomes dos mortos do massacre da Compaj que já foram liberados

Mais 30 já estão identificados, mas ainda não tiveram os procedimentos concluídos para liberação

O Instituto Médico Legal (IML) do Amazonas iniciou a liberação dos corpos dos presos mortos do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) e na Unidade Prisional do Puraquequara.

Nesta terça-feira (3) foram liberados nove corpos. Mais 30 já estão identificados, mas ainda não tiveram os procedimentos concluídos para liberação.

Os nomes só serão informados à medida que as famílias forem comunicadas.

Até o momento foram liberados os corpos de:

Raijean da Encarnação Medeiros,

Arthur Gomes Peres Júnior,

Magaiver Vieira Rodrigues,

Dheick da Silva Castro,

Francisco Pereira Pessoa Filho,

Rafael Moreira da Silva,

Erraison Ramos de Miranda,

Lucas Alves de Souza e

Rafael Moreira da Silva.

Uma Força-Tarefa coordenada pelo Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC), da SSP-AM, e apoio de funcionários do Sistema Prisional, trabalha na identificação dos mortos por meio de impressões digitais e arcada dentária. “A análise está sendo feita por peritos capacitados do Instituto de Criminalística, Instituto de Identificação e IML e com insumos suficientes para examinar todos os corpos, identificar e liberar o mais rápido possível”, afirmou Jéferson Mendes, diretor do Departamento de Polícia Técnico Científica do Amazonas (DPTC).

Na segunda-feira (2) foram realizadas coletas de informações junto aos familiares das vítimas, que passaram por uma entrevista com psicólogos do IML, onde informaram características físicas específicas dos presos.

Psicólogos e o Serviço Social do IML estão em contato permanente com as famílias para auxílio até que os corpos sejam identificados e liberados.

O atendimento para os familiares dos presos foi reforçado nesta terça-feira, com um núcleo direcionado para serviços de informações e acolhimento, por meio de parceria entre DPTC, Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), Secretaria de Estado de Ação Social (Seas) e Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap).

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!
Next article Preso no Brasil tem direito demais, dever de menos e vive como animal
Previous article Governo do AM já identificou 36 vítimas do massacre da Compaj

Related posts

0 Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Você pode ser o primeiro a comentar esta postagem postar comentário!

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta