Após a reportagem do  Fantástico mostrando as mordomias que o condenado Marcos Chaves está recebendo no sistema prisional através do programa de ressocialização desenvolvido pela ACUDA, fomos até o local onde o corpo da estudante Naiara Karine foi encontrado, após ter sido estuprada, asfixiada e esfaqueada em um caso que até hoje não foi devidamente esclarecido. No local, uma cruz marca onde o corpo estava. É ermo, isolado e tomado pelo mato. Fica na zona urbana de Porto Velho.

A matéria do Fantastico levanta uma polêmica, até que ponto o crime nesse país é punido de fato? É justo com as famílias das vítimas esse tipo de programa de ressocialização?

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta