fbpx
Veja quais são os carros mais roubados no Brasil e os índices que alertam para o perigo

A Smartia, empresa de seguros, mapeou e catalogou as ocorrências de roubo de carros, segundo levantamento de dados estatísticos. A pesquisa indica 3.800 carros roubados por mês no Estado de São Paulo, sendo que, apenas na capital, constatou-se a metade dos casos. Além disso, observou-se que o período da noite é o preferido dos ladrões, uma vez que reúne, também, 50% das incidências da prática criminosa, em relação às manhãs (18%), tardes (20%) e madrugadas (12%).

Mais informações incluem preferência dos ladrões por cor e local do roubo, no período de junho a novembro de 2017. No primeiro quesito, evidencia-se que os criminosos não se sentem muito atraídos, por exemplo, por carros verdes, rosas, roxos, amarelos ou laranjas, uma vez que as mais procuradas são: prata (6.823 unidades = 30%); preto (5.309 unidades = 23%); branco (3.598 unidades = 16%); cinza (3.467 unidades = 16%); vermelho (2.114 unidades = 9%); azul (658 unidades = 3%) e outros (4%).

Por fim, o segundo quesito indica a preferência dos bandidos quanto a onde roubar. Os lugares são: vias públicas (17.423 unidades); residências (1.417 unidades); comércio/serviços (503 unidades); rodovias (132 unidades); unidades rurais (107 unidades); restaurantes (54 unidades); escolas/universidades (45 unidades) e outros (3035 unidades). Apenas 6% dos carros roubados são flagrados. Segue o ranking dos modelos mais vulneráveis, segundo a Smartia, durante junho e novembro de 2017.

1- Volkswagen Fox (587 unidades/mês)

Volkswagen Fox
Divulgação

Volkswagen Fox

O compacto da marca alemã já está no fim da linha, com apenas duas versões (Connect e Xtreme, ambas com motor 1.6), depois que o Polo chegou ao mercado. Mas já teve seus dias do glória, quando esteve entre os modelos mais vendidos. O espaço interno e a relação entre custo e benefício sempre foram os principais atrativos do modelo que aparece como o modelo mais roubado do Estado de São Paulo conforme o levantamento da Smartia.

2- Hyundai HB20 (470 unidades/mês)

Hyundai HB20
Divulgação

Hyundai HB20

O hatch compacto da marca coreana aparece como vice-campeão entre os mais roubados do Brasil mês a mês, porque está entre os carros mais vendidos do País. Entretanto, já está no 6º ano de produção sem mudanças significativas e, por isso, sente o peso da idade. Enquanto isso, a nova geração deverá ser lançada apenas em 2019 pelo o que vem sendo falado nos bastidores do setor automotivo.

3- Chevrolet Onix (381 unidades/mês)

Chevrolet Onix
Divulgação

Chevrolet Onix

O carro mais vendido do Brasil fica com a 3ª colocação entre os 10 mais roubados do País. O bom volume de unidades circulando também influenciou o resultado. Tem qualidades para ser líder de vendas, mas logo terá que ter mais novidades para manter o reinado. A GM já investe em uma nova família de modelos, que deverá vir ao mercado em meados de 2020.

4- Fiat Uno (354 unidades/mês)

Fiat Uno
Divulgação

Fiat Uno

Depois que o pequeno Mobi foi lançado, as vendas do Uno foram caindo e hoje ocupa apenas o 25º lugar entre os carros mais vendidos do Brasil, de acordo com o ranking da Fenabrave (Federação dos Distribuidores de Veículos). Mas, assim como o VW Fox, o hatch da marca italiana também já esteve entre os carros mais vendidos do Brasil, o que acaba despertando o interesse dos gatunos.  Ao contrário do rival da VW, porém, o Uno ainda pode ser encontrado em várias versões, com motores 1.0 ou 1.3 Fire FireFly, com câmbio manual ou automatizado e com opções diversas de acabamentos e nível de equipamentos.

5- Volkswagen Gol (294 unidades/mês)

Volkswagen Gol
Divulgação

Volkswagen Gol

Ele já foi o campeão absoluto de vendas do Brasil durante 27 anos consecutivos. E vem recuperando posições nos rankig dos mais vendidos do País e atualmente ocupa o 6º lugar entre os mais vendidos, ainda conforme os números da Fenabrave. Com posição de dirigir mais baixa que a do Fox e com conjunto robusto e eficiente, o carro ainda desperda o interesse não apeas de uma legião de fãs, mas também dos que furtam e roubam veículos no Estado de São Paulo, de acordo com os dados levatados pela Smartia.

6- Ford Fiesta (235 unidades/mês)

Ford Fiesta 1.6
Divulgação

Ford Fiesta 1.6

Assim como o Mobi prejudicou as vendas do Uno, o Ka levou quase todos os possíveis compradores de Fiesta, que recebeu mudaças recentes, como grade frontal que segue o estilo adotado no Ford GT e sistema multimídia Sync3,  a mais moderna da marca americana. Porém, as novidades não tem se mostrado suficientes para aumentar as vendas do hatch compacto que é produzido a conta gotas na fábrica de São Bernando do Campo (SP).

7- Toyota Corolla (232 unidades/mês)

Toyota Corolla
Divulgação

Toyota Corolla

No terreno dos sedãs médios o Corolla é o líder isolado de vendas, chegando a vender mais que a soma dos rivais. Entretanto, seu sucesso ns lojas também reflete no volume de unidades roubadas, uma vez que suas peças passam a ter mais procura no mercado clandestino. Na linha 2018, o sedã passou a ter controle eletrônico de estabilidade (ESP) disponível, retoques no desenho e mais equipamentos.  Entre outros detalhes,  ainda falta uma central multimídia mais prática, com comandos intuitivos e de funcionamento rápido.

8- Chevrolet Classic (195 unidades/mês)

Chevrolet Classic
Divulgação

Chevrolet Classic

Eis outro modelo que já foi líder de vendas, desta vez entre os sedãs. Deixou de ser produzido em meados de 2016, dando lugar do Prisma Joy, bem mais moderno e eficiente. Por conta das centenas de milhares de unidades produzidas em mais de 20 anos de produção, o carro tem peças bem procuradas no mercado negro e, por conta disso, figura entre os 10 carros mais roubados em São Paulo, conforme os dados da Smartia. No auge das vendas, no inicio dos anos 2000, ficava entre os modelos em conta com bom espaço no porta-malas e com baixos custos, seja de manutenção, seguro e consumo de combustível.

9- Honda Fit (187 unidades/mês)

Honda Fit
Divulgação

Honda Fit

Na linha 2018 o Fit ficou mais equipado, passou a ter controle eletrônico de estabilidade entre os itens disponíveis e ganhou uma central mltimídia mais moderna, que pode espelhar celulares iOS ou Android, que funciona com mais rapidez e com GPS embutido. Também passou a ter faróis com LED no lugar de làmpadas na versão topo de linha e retoques no desenho entre as mudanças. Apesar do preço salgado sempre ficou entre os modelos mais vendidos do sgmento, o que o torna atrativo para os ladrões.

10- Renault Sandero (182 unidades/mês)

Renault Sandero
Divulgação

Renault Sandero

Está prestes a mudar, o que deverá acontecer ainda no primeiro semestre. Entre as novidades, haverá retoques no desenho, mais equipamentos e uma dose extra de refinamento para que fique mais distante do Kwid dentro da linha Renault no Brasil. Como estamos falando de um dos carros mais vendidos do Brasil, o hatch é outro que figura entre os mais roubados em São Paulo, conforme o estudo da Smartia. Em janeiro, ficou logo atrás do Kwid no ranking dos mais vendidos da Fenabrave, em 18º lugar, com 2.666 unidades vendidas, ante as 2.729 do subcompacto.

A lista é do IG

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta