Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Veterinários descobrem que tartaruga mais velha do mundo é gay

Com 186 anos, Jonathan, manteve um "relacionamento sério" com uma tartaruga macho por 26 anos

0

Jonathan, a tartaruga mais velha do mundo, vivia com Frederica havia 26 anos. Até que, depois de passar por alguns exames, os cuidadores descobriram que Frederica, na verdade, era um macho, o que fez de Jonathan uma tartaruga homossexual.

Com 186 anos, Jonathan vive em Santa Helena, uma ilha que é parte do território ultramarino britânico, e fica a 1.200 km da costa da África do Sul. Ele chegou a ilha aos 30 anos, como presente para um governador. De acordo com o jornal “The Times”, a tartaruga viveu sozinha na ilha até os 80 anos de idade, quando começou a ficar muito irritada, batendo em árvores e até interrompendo jogos de cricket do governador.

Em 1991 ele ganhou uma parceira. A paixão foi instantânea. Ele e Frederica se acasalavam todos os domingos de manhã, mas nunca geravam nenhum filhote. Recentemente, Frederica fraturou o casco e foi enviada ao veterinário, que fez uma chocante descoberta: Frederica na verdade é Frederico. Os machos mantiveram uma relação homossexual durante quase três décadas.

Vale destacar que as diferenças entre os sexos das tartarugas não são tão obvias quanto para outros animais, já que quando o pênis das tartarugas não está estimulado, ele fica alojado dentro de seu corpo. Assim, seria preciso fazer um corte no animal para descobrir o sexo. O formato do estômago e as marcas nos cascos também ajudam a identificar se uma tartaruga é fêmea ou macho.

O curioso nessa história é que o casamento entre pessoas do mesmos sexo não é permitido em Santa Helena. No entanto, até o momento, o governo da ilha não se pronunciou sobre a possibilidade de punir as tartarugas.

Fonte: correiobraziliense

 

 

Comentários
Carregando