Vídeo do Porta dos Fundos “Delação” vira um dos mais descurtidos do Brasil

In Destaque, Videos

No meio da polarização política do país, o canal de humor “Porta dos Fundos”, um dos maiores do YouTube nacional, virou tema de polêmica. Uma das esquetes produzidas pelo grupo foi tão criticada por parte da população que se tornou uma das publicações menos curtidas em todo o site de compartilhamento de vídeos.

“DELAÇÃO”, roteirizado por Fábio Porchat e protagonizado por ele e Gregório Duvivier, satiriza um depoimento de um político à Polícia Federal. Ele cita vários envolvimentos do PSDB que são ignorados, mas recebe toda a atenção quando fala a palavra “lula” totalmente fora de contexto.

Campanhas na internet acusaram o vídeo de ser pró-governo, além de zombar do trabalho da PF durante investigações recentes, como as da Lava-Jato. O resultado do ódio massivo? O vídeo está entre os mais detestados da história do YouTube — ocupando o 101º lugar mundial no momento em que esta matéria é publicada, com mais de 453 mil “dislikes” (64,84% das interações).

Colocação na lista do Youtube
Colocação na lista do Youtube

O corte da placa do YouTube por Aruan, a reportagem sobre o “Rei do Camarote” e uma campanha a favor do aborto são os vídeos mais odiados do país, bem acima da esquete do Porta dos Fundos. Clássicos como a música “Friday”, de Rebecca Black, também compõem o ranking. Você pode conferir a playlist completa clicando aqui.

Resposta de Antônio Tabet no Facebook
Resposta de Antônio Tabet no Facebook

Antonio Tabet, do Kibe Loco, que é um dos integrantes do grupo, fez um longo post no Facebook respondendo às críticas. Segundo ele, os membros possuem posições políticas diferentes e atiram “em mais de uma direção”, criticando livremente todos os lados. “Esse revanchismo bobo só fomenta o ódio”, escreveu, citando não só os dislikes, mas tentativas de derrubar o canal ou fazer o Porta dos Fundos deletar o vídeo. Confira a publicação acima.

Via Tecmundo

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!

You may also read!

Divulgar fotos íntimas sem permissão vai dar de 3 meses a 1 ano de prisão

Espalhe essa informação Câmara tipifica crime de exposição de fotos íntimas na internet O Plenário da Câmara dos Deputados

Read More...

Minas Gerais confirma 83 mortes por febre amarela

Espalhe essa informação Diante do quadro, o governo mineiro anunciou novas medidas para o combate ao surto Em novo

Read More...
Indicação de Moraes ao STF é aprovada na CCJ e segue para o plenário do Senado

Indicação de Moraes ao STF é aprovada na CCJ e segue para o plenário do Senado

Espalhe essa informação Ministro licenciado da Justiça teve indicação aprovada por 19 votos a 7; indicado por Temer, se

Read More...

Deixe uma resposta

Mobile Sliding Menu