BrasilPolícia

Vídeo mostra festa com drogas e álcool em presídio feminino no Recife

Vídeo mostra festa com drogas e álcool em presídio feminino no Recife

Imagens foram feitas em réveillon na Colônia Penal Feminina, segundo Sindicato dos Agentes. Evento foi chamado de ‘Bonde do Prato’, em referência ao consumo de drogas.

Em meio à crise carcerária, imagens feitas em Pernambuco evidenciam a perda de controle de gestão em um presídio para mulheres. Um vídeo, que teve autenticidade confirmada pelo Governo do Estado, mostra uma festa de com direito a álcool e drogas realizada pelas presas da Colônia Penal Feminina do Recife, no Engenho do Meio, na Zona Oeste da cidade.

Nas imagens, é possível ouvir as detentas chamando o evento de “Bonde do Prato”, em referência ao consumo de drogas, possivelmente cocaína. Na gravação, presidiárias também aparecem com celulares e tiram fotos, enquanto dançam e ouvem música. A maioria se exibe com copos na mão e o clima é de animação.

As imagens são do dia 31 de dezembro de 2016 e seriam da festa de réveillon, segundo o Sindicato dos Agentes Penitenciários de Pernambuco (Sindasp-PE). Elas acabaram parando nas redes sociais, no domingo (8). O link do vídeo chegou ao WhatsApp da Globo Nordeste nesta terça (10).

O secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, disse ao G1 que as presidiárias receberam as devidas punições. Um inquérito administrativo foi aberto para apurar as circunstâncias da festa. “Isso é afrontoso. Nove [presas] foram identificadas por consumo de drogas, estão em celas de disciplina e vão responder a inquérito administrativo”, afirmou Pedro Eurico.

O vídeo

Nas primeiras imagens, o vídeo mostra uma detenta falando ao celular, no meio do corredor da unidade. Outras presas estão em volta. Em seguida, a câmera focaliza uma das celas. O espaço está ornamentado com panos e tem paredes pintadas em várias cores.

Nesse momento do vídeo, uma das presas afirma que é o “Bonde do Prato”. Em seguida, aparece uma das mulheres cheirando algo que se assemelha à cocaína. Outra presa exibe cigarros de maconha. “É massa”, declara outra presidiária, usando uma gíria local para falar sobre o entorpecente.

Depois das imagens captadas na cela, a câmera focaliza de novo a festa no corredor da unidade. O som alto, de uma música brega, vem de um pequeno aparelho e anima as mulheres. Elas dançam, bebem e tiram fotos.

Lotação

A ColôniaPenal Feminina do Recife tem capacidade para 200 detentas. Hoje, abriga 691, de acordo com no Sindicato dos Agentes Penitenciários de Pernambuco (Sindasp-PE). O número de responsáveis pela guarda, conforme a entidade, não é suficiente.

“São três a quatro pessoas por plantão para dar conta dessa população. O ideal seria contar com pelo menos 30 servidores”, afirma o presidente da entidade, João Carvalho. Diante do problema, ele voltou a cobrar uma posição do governo de Pernambuco sobre o concurso para agentes. “Eles tinham prometido para 2016, mas foi adiado outra vez”, afirmou.

Veja o vídeo:

 

Fonte: g1.com

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!
Next article México reafirma que não pagará muro de Trump de 'nenhuma maneira'
Previous article Telecom volta a negar rumores sobre fusão entre TIM e Oi

Related posts

0 Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Você pode ser o primeiro a comentar esta postagem postar comentário!

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta