Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Vídeos mostram briga de torcedores do Flamengo e do Palmeiras no Mané Garrincha; assista

0

Estão circulando pelo WhatsApp vídeos que mostram a selvageria da briga entre torcedores de Flamengo e Palmeiras em jogo realizado noestádio Mané Garrincha neste domingo (5/6). As cenas são chocantes: cadeiras e lixeiras voam pelos ares, muito spray de pimenta e até extintores de incêndio são usados nas brigas que tomaram conta dos corredores do local.

Os policiais militares tentam, mas não conseguem conter os torcedores (muitos mascarados) que se enfrentaram em clima de guerra. Nos vídeos, é possível ver que as brigas envolveram muito mais gente do que os 30 detidos na noite deste domingo.

A confusão começou quando a torcida do Palmeiras deixou o local reservado na arquibancada, correndo pelo lado externo do anexo II, onde estavam torcedores do Flamengo. Os seguranças tentaram, mas não conseguiram conter os palmeirenses. Quando a PM foi acionada, os alviverdes estavam com os rostos tampados com camisetas.

Houve confronto entre as duas torcidas, mas a polícia usou gás de pimenta e bombas de efeito moral para dispersar a multidão. Vários torcedores ainda entraram para a área dos bares, arremessaram lixeiras contra os policiais, e a corporação reagiu com bombas e spray novamente.

Há imagens muito fortes também de um dos torcedores do Flamengo que foi espancado por integrantes de uma organizada do Palmeiras.

Violência

De acordo com os relatos, cerca de 30 torcedores do Palmeiras espancaram um torcedor do Flamengo. O grupo foi detido e prestou depoimento na 5ª Delegacia de Polícia, na área central de Brasília.

Evandro Gatto, 48 anos, veio de Petrópolis (RJ) para o jogo e ficou gravemente ferido e está internado no Hospital de Base de Brasília. A Polícia Civil, por meio de nota, informou que ele está em observação e já foi para a sala amarela, onde ficam pacientes já estabilizados, mas que precisam de cuidados especiais. Outras duas pessoas machucadas na confusão e levadas à unidade da rede pública também estão fora de risco. Todos os envolvidos na pancadaria foram liberados.

Em junho de 2015, Gatto havia sido detido após uma briga na Arena Pantanal, em Cuiabá, em um jogo do rubro-negro contra o Vasco. Nessa confusão, também foram presos torcedores da Mancha Verde, torcida organizada do Palmeiras.

Três policiais também ficaram feridos durante as tentativas de acabar com a confusão no estádio. Um deles teve as mãos perfuradas por estilhaços, outro foi atingido nas costas por um extintor e o sargento Dirlei Neves levou uma pedrada no nariz. Aproximadamente 350 policiais atuaram durante o jogo no Estádio Nacional, com o apoio de policiais especializados que fizeram a escolta de torcedores.

Portal Metropole

Comentários
Carregando