Vitaminas podem turbinar câncer

Consumo de suplementos enfraquece defesa do organismo contra mutações – e estimula crescimento de tumores em ratos

Tomar vitaminas não pode fazer mal à saúde, certo? Errado. Um estudo feito pela Universidade de Gotemburgo, na Suécia, descobriu que o consumo das vitaminas A, C e E acelerou o crescimento de tumores de pulmão em ratos de laboratório. “A taxa de sobrevivência deles caiu pela metade”, diz Martin Bergö, líder do estudo. Os cientistas constataram que as vitaminas inibem a ação de uma proteína chamada p53, que atua como supressora de tumores.

Quando detecta mutações, essa proteína obriga a célula a se suicidar antes que se multiplique e vire um tumor. Ou seja: a p53 funciona como uma patrulheira anticâncer. Em ratos, os suplementos vitamínicos reduzem a proteção natural oferecida por essa enzima. Não se sabe se o mesmo mecanismo é válido para seres humanos, mas há indícios de que o consumo de suplementos possa ser perigoso para pessoas que já tenham tumores, ainda que pequenos, ou pertençam a algum grupo de risco.

Estudos anteriores já haviam apontado que suplementos contendo vitamina A elevam o risco de câncer de pulmão em fumantes, e pílulas de vitamina E aumentam em 17% o risco de câncer de próstata em homens acima de 55 anos. “Nosso estudo não diz nada sobre o efeito (do consumo de suplementos) em pessoas saudáveis”, adverte Bergö.

Mas, por via das dúvidas, ele aconselha que as vitaminas sejam ingeridas por meio de uma alimentação balanceada – e não pelo consumo de cápsulas ou comprimidos.

Super Interessante

News Reporter
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta