Vítimas de golpe em UBER e Easy Taxi pagaram R$ 1,7 mil por corrida em Recife

As vítimas provavelmente não conferiram a placa e entraram no carro mesmo assim

Pelo menos 29 pessoas foram vítimas de um suspeito que aplica golpes por meio de corridas por aplicativos como o Uber e a Easy Táxi. Desde o último dia 24 que o motorista está sendo investigado pela polícia. Um inquérito foi instaurado para apurar o caso. O homem chegou a cobrar, além dos valores das corridas, R$ 1,7 mil dos clientes.

“O suspeito tem um aplicativo de uma bandeira no celular, capaz de se conectar com uma máquina de cartão de crédito através de bluetooth. Depois de terminar a viagem, ele alega não conseguir finalizar a corrida pelo aplicativo e pede para que o passageiro passe o cartão na máquina, que já está previamente configurada para debitar um valor bem maior do que o que é cobrado pelo aplicativo”, explica o delegado João Gustavo Godoi, responsável pelo caso.

Ainda segundo o delegado encarregado da investigação, o nome do taxista e a placa do carro no cadastro não coincidem com a sua identidade nos apps. “Já ouvimos a pessoa cadastrada no aplicativo e ela alegou não ter conhecimento desse golpe. As vítimas provavelmente não conferiram a placa e entraram no carro mesmo assim”, disse Godoy.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário