Vitorino Cherque e outros quatro da Cerberus seguem presos

A Justiça Federal prorrogou a prisão dos envolvidos na Operação Cerberus que desarticulou uma quadrilha com ramificação dentro da prefeitura municipal de Mirante da Serra, tendo como corpo principal o ex-prefeito Vitorino Cherque além de funcionários públicos e empresários. Segundo a Controladoria Geral da União – CGU com o apoio da Polícia Federal o bando desviou cerca de R$ 20 milhões em um esquema iniciado em 2011.

No sábado era grande a expectativa na frente da Casa de Detenção de Ouro Preto do Oeste quanto a liberação dos envolvidos, já que o prazo das prisões temporárias se findavam nesta data. No entanto, a direção da unidade prisional recebeu a confirmação da Justiça Federal de Ji-Paraná que todas as prisões tinham sido prorrogadas por mais cinco dias.

Foram indeferidos os pedidos de liberdade formulados pela defesa e prorrogadas as prisões de Vitorino Cherque, Leandro Gimenez da Silva, Mário Alessandro de Souza Camargo e Dilcenir Camilo de Melo. A decisão é do juiz da 1ª Vara Federal de Ji-Paraná, Eduardo Santos da Rocha Penteado. Foram soltos no dia 3, Paulo Henrique Yasaka, Maúra de Matos Gonineli, Bianca Yasaka Lopes e Rodrigo da Silva Peroni.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário