Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Volume do Rio Madeira segue aumentando

0

O nível do rio Madeira chegou bater a cota de 19,02m, abaixou um pouco e se mantém estável, porém o prejuízo e os problemas acarretados pela maior cheia da história tem afetado muitas comunidades, entre distritos, regiões ribeirinhas e capital.

Em Porto Velho até o final de semana o registro feito pela Defesa Civil do município é de que já havia 25 pontos de vias interditados pela Secretaria Municipal de Trânsito (Semtran) nas regiões afetadas no centro, em bairros tradicionais como Mocambo – onde até os moradores estão pescando na área alagadiça -, Areal, Cai N’água e Triângulo. Entre as vias interditadas estão: Avenidas Tenreiro Aranha, Campos Sales, Rio de Janeiro, Alexandre Guimarães, Rogério Weber, João Alfredo e Euclides da Cunha, dentre outras. O tráfego em todos esses perímetros foram desviados para ruas adjacentes e vem afetando inclusive os coletivos.

DISTRITOS

Em Jacy-Paraná, a 90 quilômetros da Capital, BR 364, o nível da água está muito acima do previsto, com a lâmina da rodovia com cerca de 60 centímetros de profundidade, deixando muitas casas, prédios públicos inundados. O risco de aumentar o número de desabrigados na região é muito maior caso o rio ultrapasse os 19 metros. De acordo com o Coordenador da Defesa Civil do município, José Pimentel, vai ser o caso de abrigar as muitas famílias em barracas na área de uma fazenda próxima onde a cheia ainda não atingiu.

Em União Bandeirantes, a cheia já fez com a estrada de acesso fosse bloqueado por estar intransitável e o desvio para que a população e a ajuda chegue no centro da comunidade com provisões.

Na região da Ponta do Abunã, próximo a divisória com o estado do Acre, a estrada ainda vem apresentando preocupação as autoridades, tanto do DNIT quando a Polícia Rodoviária Federal, que vem mantendo o acesso pela BR apenas durante o dia, para evitar problemas. A Defesa Civil alertou, no entanto, que o distrito de Abunã já está isolado e que o socorro está chegando através de embarcações ou por helicóptero. Apesar da situação preocupante, as famílias atingidas foram levadas para abrigos e estão dentro do previsto.

 

Comentários
Carregando