fbpx
Xampu de celebridades é acusado de causar calvície em mulheres

Marca americana Wen Hair Care, que tem famosas como Brooke Shiels como garotas-propaganda, sofre processo de 26 milhões de dólares

A marca de xampu Wen Hair Care está sendo processada nos Estados Unidos sob a acusação de provocar calvície em mulheres. Centenas de consumidoras entraram com ações na Justiça contra a fabricante, em ações que, somadas, chegam a 26 milhões de dólares.

O caso tem ganhado notoriedade porque, além da gravidade das acusações, tem celebridades entre suas garotas-propaganda. A lista inclui nomes como o da atriz Brookse Shields, que alcançou a fama com seu papel no filme A Lagoa Azul, de 1980, a cantora e atriz Alyssa Milano, conhecida especialmente por sua participação na sérien de TV Charmed (1998-2006), e Angie Harmon, da série Law & Order.

Na última segunda-feira, um juiz federal americano estabeleceu o valor total da ação, de 26,3 milhões de dólares. Segundo depoimentos colhidos pela defesa das consumidoras, as mulheres relatam que “arrancaram tufos de cabelo com as mãos” e que têm visto “grandes quantidades de cabelo caindo diariamente”.

A fabricante divulgou nota sobre o caso. “O Wen by Chaz Dean é seguro, e nós continuamos a oferecer a nossas centenas de milhares de clientes o Wen by Chaz Dean os produtos que elas conhecem e amam. Como o processo judicial toma tempo e dinheiro, nós tomamos a decisão financeira de buscar um acordo financeiro (com as consumidoras) para que deixemos esse episódio para trás e possamos nos concentrar em entregar produtos de qualidade.” Mais de 200 consumidoras, de 40 estados, fazem parte da ação coletiva.

Ironicamente, o slogan do Wen é “usar nunca é demais! Quanto mais você usa, melhores os resultados”.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta