Coluna – Patrimônio de políticos cresce mais que capim no inverno

Rasteira

Ivo Cassol quase conseguiu dar um tombo sem precedentes no grupo de seu desafeto político, Expedito Júnior, e de quebra ainda deixar Expedito Neto, candidato a deputado federal, filho de Júnior, fora do páreo nestas eleições. É que o senador conseguiu convencer, sabe-se lá como, o presidente do Solidariedade (SDD) Francisco de Assis Pinto a registrar uma segunda ata. Nesta, estavam fora o filho de Expedito e os candidatos a deputado estadual Alex Redano e Gilvani Fernandes, vereador em Ouro Preto do Oeste. A confusão não terminou ainda. A Executiva Nacional do SDD interviu, mas cabe ao Tribunal Regional Eleitoral decidir qual ata será válida, ou ainda, anular as duas e deixar o SDD fora da disputa.

Assis Pinto

Está sumido desde que aprontou a traquinagem. Ivo Cassol não comentou o assunto, mas no sábado o clima no escritório do PP/PR era de euforia pela “rasteira” aplicada. Expedito lamentou e disse aguardar a decisão do TRE, “não gosto desse tipo de atitude”, disse. Porém, meses atrás o mesmo Expedito havia conseguido o SDD da mesma forma, com intervenção da nacional. Então fica tudo empatado.

Interessante

Que o Solidariedade está aparecendo no sistema do TRE em duas coligações, na de Cassol, “O Respeito Está de Volta” e na de Expedito, “Frente Muda Rondônia”.

Agora pode

Candidatos já estão liberados para pedir votos. Nas redes sociais, pipocam montagens com fotos.

Decisiva

Essa semana vai ser movimentada para alguns candidatos, entre eles o ex-prefeito de Alvorada do Oeste Laerte Gomes, que está em Brasília batalhando para conseguir uma certidão e poder registrar sua candidatura sem grandes problemas. Outro que também está na expectativa é Moreira Mendes, que aguarda uma decisão sobre seu recurso. Os dois estão otimistas.

Ressaca

O deputado estadual Maurão de Carvalho está organizando sua campanha. Ele, que foi pré-candidato a governo, está agora correndo atrás do prejuízo. Apesar de tudo, segundo Maurão, “não ficaram mágoas”.

Como faz?

Até os bagres que restaram no Madeira sabem que não tem como um servidor público ficar milionário, se ele depender do salário. Existe teto, vem os descontos, enfim, uma série de mecanismos de controle que complicam a vida do sujeito. Mas parece que essas coisas não se aplicam aos políticos. O governador Confúcio Moura é exemplo disso. E ele deveria ministrar palestras, porque conseguiu, em 7 anos entre ser prefeito de Ariquemes e governador de Rondônia, aumentar seu patrimônio em mais de 2.000%. Isso mesmo, seu rico dinheirinho cresceu, e muito ao longo desses anos.

Fermento

Confúcio declarou nas eleições de 2008, um modesto patrimônio de pouco mais de R$ 319 mil. Na época ele era prefeito de Ariquemes e estava disputando a reeleição. Em 2010, quando foi candidato ao governo, sua fortuna estava em mais de R$ 8 milhões. Um verdadeiro fenômeno financeiro.

Cadê os R$ 2 milhões?

Agora em 2014, o governador declarou patrimônio de R$ 6,5 milhões, entre dinheiro e bens, como terrenos e até uma dívida pública de pouco mais de R$ 2 milhões. Sem contar um empréstimo de mais de R$ 700 mil feito a sua filha, Bárbara Moura. Os valores de alguns imóveis (que são surreais) baixaram, outros aumentaram, enfim, parece que comprar imóvel em Ariquemes é uma questão de oportunidade, tinha até terreno de R$ 1.500 na declaração de 2010.

O caso

Do governador é escandaloso, e deveria haver uma forma mais eficaz de controle sobre o patrimônio dos políticos nesse país. Não vamos nem falar sobre a quantidade de cabeças de gado em fazenda de político.

Falando em valores

Essa questão de valores de imóveis declarados pelos políticos chega a ser uma afronta a inteligência de qualquer cidadão, principalmente com a cara dos juízes eleitorais. É subestimar a inteligência de qualquer pessoa. Quer ver um exemplo? O ex-prefeito de Porto Velho Roberto Sobrinho, que agora é candidato a deputado federal, declarou nas eleições de 2008 ser proprietário de uma linha telefônica no valor de R$ 500. Na declaração desse ano, ele alega ser proprietário de uma linha no valor de R$ 300. Quem vende linha telefônica hoje em dia?

Definido

Após idas e vindas e muita discussão, o grupo liderado pelo senador Ivo Cassol lançou dona Ivone Cassol para o Senado, tendo como suplentes o pastor Jânio Alencar e o empresário vilhenense Ilário Bodanese. Com isso, fica resolvida a questão do Senado. Disputam uma única vaga Acir Gurgacz (atual senador), Aluízio Vidal, Ivone Cassol, Rubens Moreira Mendes e Walter Silvano Gonçalves.

Fale conosco

Pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no Facebook.com/painel.político e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondência para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Para fazer parte de nossos grupos no whatsapp envie um whats para 9248-8911 com a seguinte informação: nome+sobrenome+NOTÍCIAS (apenas para receber informações); Caso queira participar de debates e interagir com os demais membros envie nome+sobrenome+DEBATES; Não incluímos ninguém por indicação, a própria pessoa deve enviar o pedido. Notícias são enviadas até às 22 horas, a partir desse horário só se for algo de grande relevância. Também estamos com grupos no aplicativo Telegram. Para mais informações acessehttp://painelpolitico.com/grupos-de-noticias.

Anticoncepcionais serão em microchips daqui a 4 anos

Controlar a ingestão da pílula anticoncepcional diariamente, no mesmo horário, pode parecer uma tarefa simples, mas casos de esquecimento são comuns e, por si só, essa rotina é maçante. Para facilitar o dia a dia das mulheres que fazem uso do medicamento, existem soluções como injeções e adesivos, mas uma start-up americana pretende resolver de vez a questão com o implante de um chip. Com sede em Massachusetts, nos EUA, a MicroCHIPS desenvolveu um pequeno dispositivo que promete controlar a fertilidade da mulher por 16 anos. O chip mede 20mm x 20mm x 7mm e deve ser implantado nas nádegas, no braço ou no abdômen. Ele libera diariamente 30 microgramas de levonorgestrel, hormônio presente em diversos contraceptivos. Caso a mulher mude de ideia e queira ter um filho, basta desligar o chip com um controle remoto. Para voltar a usar o método contraceptivo, basta um novo clique. Segundo a empresa, o chip deve começar a ser testado no ano que vem nos EUA, com previsão para chegar ao mercado em 2018. O chip é de titânio e platina para evitar rejeição, com uma fina membrana que libera o medicamento com uma pequena carga elétrica. Apesar de o sistema já ter demonstrado funcionar corretamente, ainda existem questões a serem resolvidas, como a necessidade de criptografar o sistema para evitar o ataque de hackers.

 

Corrida de touros deixa quatro feridos em Pamplona, na Espanha

espanha2Um rápido e emocionante “encierro” inaugurou nesta segunda-feira (7) as corridas das festas de São Firmino de Pamplona, no norte da Espanha, e quatro pessoas ficaram feridas, uma delas chifrada por um touro. “Foi uma corrida muito bonita, foi limpa, os touros (…) não caíram”, comentou um corredor experiente, Jaime Morcillo, procedente de Albacete, no sul da Espanha.

Aos 36 anos, Morcillo participa pela quinta vez das corridas de São Firmino e para ele esta festa, que atrai todos os anos milhares de pessoas à capital de Navarra, “é o que há de maior”.
saiba mais
Festa de São Firmino leva multidão às ruas de Pamplona, na Espanha
Em apenas 2 minutos e 25 segundos cinco touros de Torrestrella, guiados por seis bois, realizaram os 848,6 metros de percurso pelas estreitas e deslizantes ruas de Pamplona, inundadas por milhares de corredores, experientes ou novatos, com alguns tentando se aproximar o máximo possível dos animais.
Mas o risco está sempre presente nestes “encierros”, onde os corredores mais experientes acompanham os novatos com atitudes às vezes imprevisíveis. “Foi uma corrida muito bonita porque a manada corria e em várias ocasiões era possível tocar no touro”, explicou Morcillo ao chegar à praça de touros de Pamplona, onde os animais serão mortos durante a tarde na corrida diária, tradição denunciada reiteradamente pelos grupos ecologistas.
Durante o “encierro”, um corredor espanhol de 52 anos foi ferido por uma chifrada na pelve quando um touro se separou do grupo, mas está fora de gravidade. Outras quatro pessoas foram hospitalizadas, três delas por traumatismos. Já a Cruz Vermelha atendeu 37 pessoas, a maioria na praça.

espanha1fonte : g1

 

CEO da Match, empresa de venda de ingressos da Copa, é preso no Rio

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu na tarde desta segunda-feira (7), no Copacabana Palace, na Zona Sul, o inglês Raymond Whelan, principal executivo (CEO) da Match Services, empresa que tem direitos exclusivos sobre a venda de ingressos para a Fifa, por suspeita de que ele seja um dos chefes de quadrilha internacional de cambistas que agia durante a Copa do Mundo. Com ele, a polícia encontrou cem ingressos para os jogos. A prisão temporária de cinco dias, expedida pela Justiça do Rio, faz parte da investigação que já havia prendido 11 pessoas, incluindo o argelino Mohamed Lamíne Fofana, que estaria diretamente abaixo de Raymond.ray_1

Por volta das 17h40, o executivo chegou à 18ª Delegacia de Polícia, na Praça da Bandeira, que é a responsável pelo inquérito. Ray deve ser enquadrado no Artigo 41 do Estatuto do Tocedor, como fornecedor de ingressos. A pena para o crime é de até quatro anos de prisão. O passaporte dele foi apreendido.
Cem ingressos apreendidos
De acordo com a polícia, Raymond, de 64 anos, estava na área comum do hotel, tranquilo, quando foi abordado pelo promotor Marcos Kac. Os dois foram até o quinto andar, onde o CEO da Match estava hospedado. Ele não reagiu à prisão e negou que tenha ligação com o esquema de repasse de ingressos. Com ele foram apreendidos aproximadamente 100 ingressos e cerca de R$ 1,3 mil dólares. A saída do hotel foi feita pela porta dos fundos, evitando a imprensa, que estava do outro lado, na Avenida Atlântica.

Segundo a polícia, Whelan morava no Rio havia dois anos, embora não fale português. Dois filhos do executivo moram na Barra da Tijuca, na Zona Oeste.

Antes da prisão, a empresa divulgou uma nota informando que vai investigar as acusações e cancelar todos os ingressos comprados pela empresa do argelino Lamine Fofana.
Colaboração da Fifa
Em entrevista coletiva pela manhã, a Fifa afirmou que forneceu uma lista de telefone de todas as pessoas que estão trabalhando para a entidade no Brasil, entre elas funcionários e prestadores de serviço. Segundo a instituição, os responsáveis em desviar ingressos serão punidos, independentemente de quem seja.
Segundo a polícia, a quadrilha trabalhava com dezenas de números de telefone, com contatos no Brasil e no exterior. Uma forma de estar sempre disponível para os clientes. As escutas da Polícia Civil feitas com a autorização da Justiça e exibidas no Fantástico neste domingo (6) mostraram que o chefe do esquema controlava a cotação dos ingressos no mercado clandestino mudando os preços diariamente (veja a reportagem no fim do texto).
Um dos homens flagrados na gravação da polícia é o argelino Mohamed Lamíne Fofana. Ele foi preso na terça-feira (1º) em um condomínio da Barra da Tijuca, na Zona Oeste da cidade. Ele se apresentou à polícia como empresário. No caderno encontrado com ele, anotações comprovam o esquema que ele comandava. Ao todo, eram 112 ingressos para várias partidas em camarotes vip, que poderiam render R$ 912 mil por jogo.
Nas gravações da polícia, Fofana conversava com um dos principais contatos dele no Brasil, Antônio Henrique de Paula Jorge, que também foi preso. Em outra página, anotações revelam que ele tinha pelo menos 25 ingressos vip para a final da Copa, cada um custaria R$ 51 mil, em um total de R$ 1,3 milhão.
Ligações telefônicas
A polícia descobriu 900 ligações de Fofana, feitas nos últimos dois meses, para um dos celulares de uso da Fifa no Brasil. A delegação da Fifa está hospedada no Copacabana Palace. “Quando as pessoas interessadas nesses ingressos ligavam pra ele, dizia que iria para o Copacabana Palace negociar para poder lá adquirir esses ingressos valiosos e transferir para os clientes”, afirmou o delegado titular da 18ª DP, Fábio Barucke.
Em uma gravação, Antônio Henrique disse que também recebe ingressos de seleções europeias. Outra seleção que daria os ingressos seria a seleção brasileira e o fornecedor estaria dentro da concentração da equipe, em Teresópolis, na Região Serrana do Rio.
“Essa pessoa se dizia ter fácil acesso a seleção brasileira, que seria de conhecimento de um jogador de futebol que ele iria lá na Granja para pegar os ingressos que a seleção teria recebido da Fifa ou da CBF a título de cortesia. Esses ingressos seriam captados pra entregar pra quadrilha pra poder vender para o público”, contou Barucke.
A CBF não quis comentar o caso porque não é parte da investigação. A assessoria de imprensa da entidade afirma que não circulam ingressos na Granja Comary, a sede da concentração da seleção brasileira. O diretor de marketing da Fifa disse em entrevista coletiva que a entidade está colaborando com as investigações.

fonte:g1

Ariquemes: PM prende infrator após roubo em comércio e recupera motoneta roubada

Após informação repassada ao CIOP, sobre um um roubo em andamento na loja ItaipúMateriais para Construção uma guarnição da PM, ciente das informações do infrator, realizaram buscas e encontraram um indivíduo com as mesmas características na rua Rolim de Moura, 2639, setor BNH. O suspeito ao ser abordado ficou nervoso e no quintal da residência dele foi localizada uma motoneta Biz 125, vermelha, sem placas que após consulta veicular constatou-se ser produto de roubo, conforme ocorrência 1967-2014 3ºDP.

Foi encontrada na residência uma Arma de brinquedo tipo pistola provavelmente utilizada no roubo realizado momentos antes no estabelecimento comercial. O infrator, Leandro Dutra Maciano, 22 anos foi reconhecido pelas vitimas como sendo o autor do assalto na loja Itaípu. Diante dos fatos foi dado voz de prisão ao delinquente e conduzido até a Delegacia de Polícia Civil em Ariquemes, onde foi entregue, juntamente com a motoneta, arma e objetos roubados à Autoridade de Polícia Judiciária para adoção das medidas cabíveis.

Leandro foi identificado como responsável por vários roubos na cidade de Ariquemes, sendo reconhecido por outras vítimas de assaltos, conforme ocorrência policial nº 1941-2014 3º/DP, e OP 2082-2014/DP/, nessa última o infrator, acompanhado de outro indivíduo, aparecem nas filmagens do sistema interno de segurança de um Hotel da cidade como autor do delito. Vale ressaltar que Leandro possui outras passagens pela delegacia por Vias de fato, Oc. Pol. 4352-2014 e Desacato, Oc. Pol. 4586-2012.

Fonte: portal da polícia militar

Polícia Militar prende jovem que disparou arma de fogo durante a 35ª Cavalgada, em Ji-Paraná

Se não fosse a intervenção rápida da Polícia Militar, em Ji-Paraná, alguns fatos isolados poderiam ter terminados em tragédia e apagado o brilhantismo da festa. Tal fato aconteceu já no final da Cavalgada, em frente ao portão principal do Parque de Exposições Hermínio Victorelli. Dois indivíduos começaram uma briga e um deles sacou uma pistola, atirando duas vezes contra um jovem. Por sorte, o jovem não foi atingido e os criminosos fugiram do local a pé. Rapidamente as Guarnições de Rádio Patrulha e GOE (Grupo de Operações Especiais), se deslocaram para o local e começaram a patrulhar as imediações.

Depois de alguns minutos, na Rua T-20 com a Avenida Maringá, uma guarnição do GOE, se deparou com os suspeitos festejando no meio de uma aglomeração de pessoas. Ao avistar a polícia, os suspeitos saíram em desabalada carreira, sendo alcançados na Rua T-18 com a Avenida Brasil. Eles foram identificados como Leonardo Patrício de Oliveira, de 25 anos e Adão Dias Damaceno, de 28 anos.

Durante uma busca pessoal, os PM’s acabaram encontrando uma pistola calibre 765, com duas munições intactas, na cintura do Leonardo Patrício.

Diante dos fatos, a dupla recebeu voz de prisão e foram conduzidos à 2ª DP, onde foram entregues para a autoridade policial.

fonte: portal da polícia militar

Repiquete faz aumentar para 12,72 o nível das águas no Madeira

Situacao_riomadeira_800px_01O nível do rio Madeira voltou a subir nos últimos dias. De acordo com o chefe de Operações da Defesa Civil Municipal, Paulo Afonso, isso está ocorrendo em decorrência de um fenômeno natural e comum nesta época do ano, chamado popularmente de “repiquete”.

O repiquete sempre acontece de acordo com o comportamento das chuvas nas cabeceiras dos rios que compõem a Bacia do Madeira. “Entre quarta e quinta-feira choveu forte no rio Beni e na foz do Guaporé. Isso fez aumentar o nível das águas nos rios Abunã e Madeira e as consequências são percebidas na área urbana e em alguns dos distritos de Porto Velho”, explicou Afonso.

Situacao_riomadeira_800px_02A cota do rio nesta sexta-feira (4) é de 12,72m e até a segunda-feira deverá atingir os 13 metros. “Esse repiquete já era esperado, como também são ainda uns dois ou três que ainda virão até a nova temporada de chuvas, esperada para o mês de setembro”, afirmou o agente, esclarecendo também que apesar de o repiquete estar de acordo com o movimento natural do rio, o que surpreende é a altura do nível das águas. “No ano passado, nesse período, o rio estava entre sete e oito metros. Isso demonstra que diferentemente dos casos de outras enchentes já verificadas, na pós-cheia o rio não recuou conforme se esperava. Desde a enchente o nível está se mantendo entre onze e doze metros. Este é o repiquete mais forte que tivemos depois da vazante do rio, e pelas monitorações das réguas acima de nossa posição, o que se deve prever é ainda uma pequena elevação nos próximos dias”, desatacou.

Situacao_riomadeira_800px_03A Defesa Civil está trabalhando com a hipótese de que o rio Madeira tenha passado por um forte assoreamento após a grande enchente deste ano. Não há estudos conclusivos, mas a formação de bancos de areia em algumas partes, apesar do volume alto das águas, leva a crer que a cheia fez deslocar muitos sedimentos que se depositaram no fundo. Dessa forma, as notícias acerca de elevações das águas estão sempre sendo comunicadas pela Defesa Civil às comunidades próximas às margens e as formações de bancos de areia comunicadas aos navegantes. “Há muitos ribeirinhos que retornaram às suas antigas residências por conta própria e o trânsito de embarcações no Madeira é muito grande. Trabalhamos com a possibilidade, muito provável, de que exista mesmo um grande assoreamento, de forma que qualquer elevação no volume possa acarretar transbordamentos e qualquer variação de vazante o surgimento de bancos de areia que possam trazer perigo às embarcações. Por isso, consideramos importante manter informadas as comunidades ribeirinhas e os navegantes.

Da mesma forma, quanto às influências das usinas no comportamento do rio, técnicos de diversas instituições têm estudado o assunto e emitido proposições, mas ainda não temos um estudo conclusivo pelo qual possamos nos basear para afirmar essa influência, no entanto, procuramos nos manter sempre bem informados sobre as condições das barragens e sobre outros assuntos que possam relacionar a presença das hidrelétricas a comportamentos anômalos do rio. O que já adotamos como norma é que a cota 15 sinaliza para nós a providência de serviços de socorros e estado de alerta”, finalizou o chefe de Operações.

fonte: prefeitura Porto Velho

Após 20 anos do último disco, Pink Floyd lança álbum inédito em outubro

Rick Wright, Dave Gilmour, Nick Mason e Roger Waters em sessão fotográfica do Pink Floyd, Inglaterra, 1973
Rick Wright, Dave Gilmour, Nick Mason e Roger Waters em sessão fotográfica do Pink Floyd, Inglaterra, 1973

Após 20 anos sem nenhum disco inédito, o Pink Floyd vai surpreender os fãs com o lançamento de “The Endless River”, previsto para outubro. A informação foi passada por Polly Samson, mulher do vocalista e guitarrista David Gilmour.

“Aliás, o disco do Pink Floyd que sai em outubro se chama ‘The Endless River'”, escreveu Samon, despretenciosamente, em sua conta no Twitter.

Ela explica ainda que as músicas são baseadas em sessões de 1994, ainda com o tecladista Rick Wright. O músico morreu aos 65 anos de câncer, em 2008.

A vocalista de apoio Durga McBroom-Hudson, que excursionou com o Pink Floyd entre os anos de 1980 e 1990, publicou em sua conta no Facebook mais algumas informações sobre o inédito “The Endless River”.

“As gravações começaram durante as sessões de “The Division Bell” (disco lançado em 1994 e considerado como o último do grupo) e sim, era um projeto paralelo originalmente chamado de ‘The Big Spliff’ que Nick Mason (baterista do Pink Floyd) falou sobre.”

“É por isso que há músicas com Richard Wright. Mas David e Nick voltaram ao material e fizeram mais desde então. Inicialmente era para ser totalmente instrumental, mas eu entrei em dezembro e cantei em algumas faixas”, explica Durga.

Banco nega empréstimo para a construção do único motel de Cerejeiras

motel copy(1)O município de Cerejeiras não tem motel. Os moradores locais, caso precisem deste tipo de serviço, tem poucas opções disponíveis, dependendo da coragem e da condição financeira de cada um.

Os usuários mais endinheirados costumam pegar o carro e ir até as cidades de Colorado ou até mesmo Vilhena, sendo que ambos os municípios possuem motéis. Essa prática realmente ocorre em Cerejeiras, principalmente nos finais de semana.
Alguns, entretanto, resolvem encarar os hotéis locais como substitutos dos motéis. Em uma entrevista recente para a edição impressa do jornal FOLHA DO SUL, um proprietário de hotel confirmou que há cidadãos que moram na cidade e usam os estabelecimento para hospedagem em seus encontros amorosos.

Para os moradores que não têm coragem de ir a um hotel ou recursos para se deslocar a outro município, a alternativa disponível é o aeroporto local (foto), que é largamente usado para a prática de sexo casual.

Para piorar, um entrave no financiamento bancário de um motel no município pode perpetuar essa situação.
Um empreendedor local, que não será identificado, procurou Caixa Econômica Federal para financiar a construção de um motel a quatro quilômetros de Cerejeiras. A surpresa foi grande ao saber que o banco estatal não financia a construção deste tipo de estabelecimento. Só libera recursos para a construção de hotéis.

Diante desta opção, o empreendedor trocou de opção e afirma que vai construir um hotel no mesmo local, embora seja fora da área urbana de Cerejeiras. Mas, por outro lado, há um boato de que o local será mesmo é um motel disfarçado.
Enquanto essa indefinição entre bancos e empreendedores no município não sejaresolvida, os cerejeirenses se viram como podem ao precisar dos serviços de um motel.

fonte: TudoRondônia

Judoca Ruan Gladson conquista mais um ouro em Cacoal

judoca3O judoca portovelhense é estudante da escola Barão dos Solimões, Ruan Gladson, conquistou mais uma medalha de ouro durante a disputa da 2° Etapa do Ranking Estadual de Judô de Rondônia, que aconteceu neste sábado, na cidade de Cacoal.

Só nesse ano Ruan conquistou o titulo Estatual de Judô, ficou em 4° lugar no Brasileirão Regial 4. Ganhou medalha de ouro na 1a Etapa do Ranking, realizado na cidade de Ouro Preto.

O judoca de Porto Velho se prepara para o JOER (Jogos Escolares do Estado de Rondônia) onde deverá conseguir índice para competir nos jogos nacionais.

 

 

Fonte: Assessoria de Imprensa – Marcelo Gladson

CENA DA CIDADE – Camaro atola em viaduto da Jatuarana

O inacabado viaduto da Avenida Jatuarana que corta a BR-364 na região Sul de Porto Velho foi cenário de mais um fato no mínimo curioso.

Dessa vez, um automóvel Camaro, carro de luxo da Chevrolet de mais de 400 cavalos, ficou atolado no lameiro ao entorno da obra.

A foto, que repercutiu nas redes sociais na manhã desta segunda-feira (07) mostra um grupo de pessoas empurrando carro de mais de cem mil reais dentro do que ainda resta de uma obra que já consumiu milhares de reais entre licitações e aditivos.Vale ressaltar que o trecho onde o carro ficou atolado ainda está em obras e como ele é muito rebaixado foi inevitável ficar preso.7046c983f5738c19cd4a920b05847bbe

Fonte: Rondoniaovivo – Imagem/Facebook