Nazif tapeou a população com transporte público

Impeachment

A terça-feira começou em clima de beligerância política entre os poderes republicanos. O Executivo preocupado com um possível desencadeamento de impeachment da presidente. O Legislativo em ebulição sendo contido por um atento Supremo Tribunal Federal. Uma coisa é certa: a crise se instalou definitivamente e atingiu todas as rampas na praça dos poderes.

Entendimento

A reprovação das contas governamentais de 2014 pelo Tribunal de Contas da União não constitui crime de responsabilidade, sendo insuficiente para embasar um processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff. O argumento foi apresentado pelos juristas Celso Antônio Bandeira de Mello e Fabio Konder Comparato em parecer encomendado pela defesa da presidente no Tribunal Superior Eleitoral. Há entendimentos diferentes, mas a cassação em si pela reprovação das contas no TCU, ao que parece, não se sustenta.

Belzebu

Embora a situação de Dilma Rousseff não seja confortável pelos motivos sobejamente conhecidos da população, a vida do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, está cada dia pior com a iminência de ser apeado do mandato muito antes do que se imaginava. De líder imaculado da oposição passou a ser o belzebu do parlamento desde que foram divulgadas as contas secretas na Suíça.

Inferno

Aliados de outrora estão se afastando e os atuais amigos do presidente da Câmara dos Deputados estão fugindo dele com o diabo da cruz. Em Brasília é comum dizer: Política é como o show business: você tem uma estreia fantástica, desliza por algum tempo e acaba num inferno. O inferno astral de Cunha está apenas começando!

Parábolas

Todos os finais de semanas o governador de Rondônia, Confúcio Moura, vai às redes sociais para exercitar os dons de escriba e tem seguidamente alertado que a crise que assola o país está beirando as fronteiras rondonienses. Como Moura adora escrever por parábolas, as observações registradas despertam mais curiosidades aos auxiliares, pois ficam atentos ao Diário Oficial do Estado já que a crise nacional afetou em geral os empregos e, particularmente, aos cargos comissionados.

Mutirão

Ainda não estão esclarecidos os motivos pelos quais duas pessoas foram a óbito – e outras estão em estado grave – após um discutível mutirão para operar pacientes no município de São Francisco do Guaporé. O assunto foi abordado pelo Fantástico e as explicações dadas pelas autoridades estaduais não convenceram as famílias das pessoas que morreram. Mutirão em tempo pretérito era para tapar buracos; o atual está levando as pessoas ao buraco.

Transporte

Ao assumir a administração municipal de Porto Velho o prefeito Mauro Nazif anunciou com estrondo que acabaria com o monopólio dos transportes coletivos, que melhoria a frota e garantiu com romperia o contrato. Cumpriu apenas parte da promessa.

Tapeação

O prefeito da capital não consegue concluir o processo licitatório para colocar ônibus limpos, baratos e refrigerados para a população. Com poucos meses para o novo processo eleitoral, Nazif (e seu fiel escudeiro Gilson) tentam cumprir o resto da promessa de olhos na eleição municipal. Encalacrados numa administração sem planejamento nem gestão, dificilmente concluem a promessa. Se concluírem, será de forma capenga. Mas já há quem diga que a gestão melhorou (?) e que os Nazifs merecem um novo mandato. Haja tapeação…

Elogios

Esta coluna fez críticas recentes à direção do Palácio das Artes pela ociosidade daquele espaço, agora é obrigada a elogiar as programações que estão acontecendo com espetáculos de boa qualidade. Para quem diz que este cabeça chata só critica, está aí um elogio governamental. Mas não se empolguem já que o missivista não é dado a capitulação.

Coluna – Embargo de obras na 319 mostra apatia das bancadas de Rondônia e Amazonas

Para não perder a piada

Notícia do governo, “Policiais concluem curso de operações com baixa luminosidade em Porto Velho”. Deve ser para atuar nos apagões…

Pode fechar

O Congresso Nacional não tem mais utilidade. O Supremo Tribunal Federal (STF) mostrou isso nesta terça, ao conceder não uma, mas três liminares suspendendo qualquer tipo de discussão sobre o impeachment de Dilma Roussef. Melhor fechar o congresso e deixar o STF legislar. Ao mesmo tempo, o Tribunal Superior Eleitoral, que havia autorizado por maioria investigações sobre o financiamento de campanha de Dilma, unificou todos os processos referentes a Dilma/Temer. Dependendo do relator, a coisa só vai andar quando o inferno congelar…Se for o mesmo relator de Confúcio Moura, João Otávio de Noronha, nem precisa de advogado. Lá nas Minas Gerais dele (aquela só dele), pode tudo em campanha, então nem precisa discutir.

Esse é um dos problemas

Da politização do poder Judiciário. Ministro de suprema corte não deveria ser indicado por presidente da República. A tal “sabatina” feita no Senado não passa de jogo de cena. O Brasil precisa rever todo seu modelo político-administrativo. Como um ministro vai julgar com isenção quem lhe deu um emprego vitalício, com todas as mordomias, cujo único pré-requisito é ser “amigo do rei”? A interferência do Judiciário nesse processo revela com clareza as manobras governistas. É nessa hora que favores são cobrados e os magistrados usam como desculpa para tamanha interferência, a desculpa de que “a justiça não pode se deixar levar pela opinião pública”. De fato, não pode. Mas também não pode ser venal e descarada.

Por pior que sejam

Essas falhas, a justiça ainda é um dos pilares da sociedade brasileira. E até isso o PT vem conseguindo jogar merd*.

Curiosidade

Luciana Christina Guimarães Lóssio, aquela ministra do Tribunal Superior Eleitoral que pediu vistas ao processo de Dilma Roussef e depois faltou à sessão, foi nora do ex-senador Odacir Soares. Ela foi casada com o filho de Odacir, Rodrigo, e já andou aqui por Porto Velho há alguns anos. Eles já estão separados.

Na frigideira

E o próximo a queimar no óleo fervente que está no fogo do governo é Eduardo Cunha (PMDB-RJ). O (ainda) presidente da Câmara das Deputados está tendo uma amostra do que é ter uma máquina aparelhada indo contra ele. A que ponto chegamos nesse país, precisamos de um deputado encalacrado no maior dos clichês para tentar acabar com uma quadrilha bolivarista que comanda o país. Precisamos torcer pelo bandido para acabar com outros. Fundo do poço…

E começou

Se você olhar com atenção, vai perceber que o noticiário político nacional começa a dar mais destaque para os problemas de Cunha que os rolos de Dilma e sua trupe. Fica olhando o movimento durante o restante da semana…

Motoserra na alta

55.455 km², essa foi a área que Rondônia desmatou entre 1988 a 2014, segundo apontou levantamento do Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal (Prodes), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). E deve aumentar ainda mais, já que a SEDAM não dá conta sequer de emitir licenças ambientais, imagine fiscalizar queimadas e derrubadas clandestinas. Quem já teve oportunidade de sobrevoar Rondônia, já testemunhou que floresta por aqui é lenda. No meio da mata surgem clareiras enormes. E não são derrubadas de madeireiros não. Quem desmata é quem cria gado, diz o bordão criado por Ivo Cassol.

Enfim

Os camelôs deixaram nesta terça-feira a praça Marechal Rondon (também conhecida como praça do Fórum e praça do Baú) e estão sendo levados para o antigo shopping popular, que foi reformado. Eles devem ficar temporariamente no local. A desocupação foi pacífica. Agora só falta liberar a Jonathas Pedrosa, né prefeito?

No Brasil

De acordo com a revista Exame, estão sendo registradas 7 demissões por minuto no país, e esse número vai dobrar. De acordo com a reportagem, entre 2015 e 2016, 2 milhões de pessoas devem engrossar a fila do desemprego, o que é um recorde na história do país.

Desaparecidos

Uma página na internet para localizar crianças desaparecidas, elaborada pelo Conselho Federal de Medicina, será tema de audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) nesta quarta-feira (14), às 9h. O endereço da página, que será lançada durante a audiência é www.criancasdesaparecidas.org. Esta audiência será realizada em caráter interativo, com a possibilidade de participação popular. As pessoas que tenham interesse em participar com comentários ou perguntas, podem fazê-lo por meio do Portal e-Cidadania www.senado.leg.br/ecidadania, e do Alô Senado, pelo número 0800 612211.

Bancos

Continuam em greve sem previsão de retorno. Esta é a segunda semana, a coisa começa a apertar a partir dos próximos dias. Pior é que a crise afeta também os caixas eletrônicos. Em média, 5 de 10 estão parados, seja por “problemas técnicos”, seja por “falta de dinheiro”. Pior é não poder pagar boletos de outros bancos acima de R$ 700 nas lotéricas.

Muito zen

E o governador Confúcio Moura aproveitou o feriadão para tergiversar sobre a paz de espírito e a crise. Em seu blog nada de notícias ruins. Ele recomendou aos rondonienses que “descansem bastante” e que sejam “criativos na crise”. Quem não acha graça nenhuma nessa “criatividade” são as empresas que aguardam receber há quase dois anos…

Forçando

Louvável a iniciativa da Eucatur em disponibilizar uma linha interestadual entre Porto Velho e Manaus (AM) para forçar o trânsito na estrada. O problema é que, como sempre, no Brasil, o pessoal dá um jeito de atrapalhar qualquer iniciativa e na última sexta-feira o IBAMA fez o favor de embargar as obras de recuperação da BR 319, alegando, entre outras, que o DNIT está cometendo uma série de crimes, como supressão de Área de Preservação Permanente (APP), estocagem de madeira sem licença, destinação irregular de efluentes, utilização de material de jazidas, intervenções em corpos hídricos, alargamento de pista, construção de bueiros, desvio de ponte danificada e alojamentos para trabalhadores sem condições mínimas de segurança e salubridade. E para fechar com chave de ouro, o IBAMA aplicou multa de R$ 7.510.500 no DNIT. Esse é o país do progresso de Dilma e seus bolivaristas.

Enquanto isso

O Amazonas continua isolado. É bom dar uma olhada nessa sanha do IBAMA em impedir a retomada da BR 319, viu senador Acir Gurgacz. Isso tem cara de sabotagem pura e simples de ONGs que ganham muito dinheiro com papo furado de preservação.

Essa ação do IBAMA

Comprova que as bancadas de Rondônia e Amazonas são meros coadjuvantes em Brasília. Se as obras ficarem paradas por muito tempo, perde-se tudo que já foi feito. Populações inteiras aguardam a conclusão dessa estrada. É inadimissível que em meio a essa crise política o PT ainda tenha força para segurar uma obra tão importante. Acorda Ivo Cassol, acorda Valdir Raupp, vai lá Gurgacz, chama os senadores Omar Aziz, Sandra Braga e Vanessa Grazziotin e faz essa coisa andar. Deixa o Ibama multar, o que não pode é parar a obra.

Aniversário

E no último domingo a Churrascaria Paraná, a mais tradicional de Porto Velho completou 37 anos. E continua com o melhor churrasco da cidade. Imbatível!

Clínica Mais Saúde informa: Miopia é mais comum entre os filhos mais velhos

Os primogênitos têm um risco 10% maior de serem míopes em comparação aos irmãos. Entre os casos da doença, 20% podem ser considerados graves. É o que diz um estudo publicado quinta-feira, no periódico científico JAMA Ophthalmology. De acordo com os pesquisadores, da Universidade de Cardiff, na Grã-Bretanha, uma das suposições é o excesso de ansiedade dos pais, que faz o primogênito ficar por um tempo exagerado dentro de casa, debruçado sobre livros e aparelhos eletrônicos. O hábito que pode impactar na visão. Para o trabalho, foram analisados cerca de 90.000 pessoas. Os estudiosos cruzaram diversas informações dos voluntários, como dados demográficos, comportamental (por exemplo, tempo gasto ao ar livre), histórico educacional e oftalmológico. Os resultados mostraram que aqueles que nasceram primeiro eram mais propensos a sofrer de problemas oculares. Segundo os autores, os casais constumam ter um instinto de proteção exagerada sobre o filho mais velho, fazendo com que ele fique muito tempo em casa. Há ainda o uso de iPads e celulares, istrumentos que exigem da visão sobremaneira. Afora, claro, os fatores genéticos que contribuem – e muito — para o desenvolvimento da miopia.

Outro pedido de impeachment será apresentado esta semana

A oposição apresentará na sexta-feira novo pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff que incluirá a formulação já feita pelos juristas Hélio Bicudo e Miguel Reale Jr., além de indicações de que as operações conhecidas como pedaladas fiscais continuaram em 2015, disse nesta terça-feira o líder do PSDB na Câmara dos Deputados, Carlos Sampaio (SP).

Com o novo pedido, segundo o líder, a oposição desiste de aditar o pedido que já está nas mãos do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), formulado por Bicudo e Reale Jr.

A ideia do aditamento era incluir a indicação da continuidade das pedaladas.

Sampaio disse ainda esperar que Cunha acate o novo pedido e argumentou que não será afetado pela decisão tomada mais cedo pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que concedeu três liminares suspendendo as decisões de Cunha sobre questão de ordem da oposição em torno do trâmite de eventual impeachment.

PAINEL POLÍTICO torce para que dê certo…

TJRO determina que governo do Estado pague precatórios humanitários

 

O  Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado de Rondônia  (SINTERO) e o Sindicato dos Servidores da Polícia Civil do Estado de Rondônia (SINSEPOL) recorreram ao Tribunal de Justiça para que o Estado pagasse precatórios humanitários que vinham sendo recusados.


Para o pagamento do precatório humanitário é necessário a comprovação de uma doença grave, ou ter idade avançada.

 

Esse foi o caso de vários professores e policiais  que comprovaram ser portadores de doenças graves, e, em recurso, tiveram seus pedidos aceitos pelo Tribunal de Justiça que determinou os pagamentos mesmo o governo indeferindo o pedido. Só ficaram de fora os servidores que não conseguiram comprovar doenças graves.

 

De acordo com a lei, são considerados portadores de doenças graves pessoas com doenças como tuberculose ativa, alienação mental, câncer, Aids e outras enfermidades que precisam ser comprovadas por laudos médicos.
As decisões foram publicadas no Diário da Justiça desta terça-feira, 13.

Com apoio de metade do PT, PSOL e Rede pedem cassação de Cunha

O PSOL e a Rede protocolaram nesta terça-feira (13) no Conselho de Ética da Câmara representação em que pedem a cassação do mandato do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Quarenta e cinco dos 512 colegas de Cunha – menos de 10% da Câmara –, que integram sete partidos políticos, assinaram o pedido. Entre eles 32 petistas (mais da metade da bancada de 62 deputados).

Apesar de terem pedido em nota o afastamento de Cunha do comando da Casa, apenas 3 integrantes dos principais partidos de oposição colocaram o nome na representação – dois do PSB e 1 do PPS.

Isso mostra que, apesar da manifestação pública, os principais líderes oposicionistas na Câmara continuam dando suporte nos bastidores a Cunha, que é quem pode deflagrar um processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff.

Adversário do presidente da Câmara, o PT também se recusou a apoiar oficialmente o “fora, Cunha”, sob a avaliação que não é prudente afrontá-lo neste momento. Mas liberou a adesão de seus deputados.

A representação lista a série de suspeitas que pesam contra Cunha, que foi denunciado pela Procuradoria-Geral da República sob a acusação de envolvimento no esquema de corrupção na Petrobras. Recentemente veio à tona a informação de que o deputado e familiares são beneficiários de contas secretas na Suíça, que também teriam sido irrigadas pelo dinheiro desviado da estatal.

“É patético que na República tenhamos na presidência da Câmara dos Deputados um parlamentar com esse conjunto de acusações, com indícios robustíssimos. E que grande parte da Casa não reaja”, afirmou o deputado Chico Alencar (RJ), líder da bancada do PSOL, momento antes de entregar o documento ao presidente do Conselho de Ética, José Carlos Araújo (PSD-BA).

“Os fatos estão comprovados e estão previstos como incompatíveis com o decoro parlamentar”, reforçou Alessandro Molon (RJ), líder da Rede.

Rito

Assim como quase todos os órgãos políticos da Câmara, o Conselho é controlado por até agora aliados de Cunha. Nesta quarta (14), a representação será enviada para a Mesa, presidida por Cunha, que terá prazo de três sessões para numerá-la e devolvê-la ao Conselho.

Daí, é marcada uma sessão para a instalação do processo por quebra de decoro, ocasião em que será sorteado um relator para elaborar um parecer preliminar. Essa é a data limite para que Cunha renuncie ao mandato como forma de barrar o processo de cassação.

Ele tem negado todas as acusações, porém, e dito que não renunciará à presidência da Câmara nem ao mandato.

Não há prazo para o relator apresentar seu parecer, que pode ser pela absolvição, cassação ou outra punição mais branda. Mas a praxe é que isso ocorra em cerca de dez dias.

O Conselho decide então se aceita ou não esse relatório preliminar. Se aceitar, começa o trabalho para a confecção de um parecer da comissão, que vai a voto no plenário. “Nesse Conselho não vai haver hipótese de protelação”, afirmou o presidente do colegiado.

Cunha só é cassado caso o plenário da Câmara referende uma possível decisão do Conselho pela cassação. É preciso o apoio de pelo menos 257 dos 512 colegas de Cunha, em votação aberta.

Como PAINEL POLÍTICO previu, é o começo do fim. Vão fritar Cunha até que não sobre nem um osso da espinha.

Lula diz que atraso em repasses garantiu programas como o Bolsa Família

O atraso, denominado pedalada, está sendo usado pela oposição para defender publicamente o impeachment da presidente

[su_frame align=”right”] [/su_frame]O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje (13/10) que os atrasos dos repasses a bancos públicos da presidenta Dilma Rousseff garantiram os recursos para programas sociais. “A Dilma fez as pedaladas para pagar o Bolsa Família. Fez as pedaladas para pagar o Minha Casa, Minha Vida. Todo mundo sabe que o Minha Casa, Minha Vida, até três salários mínimos tem um forte subsídio do governo”, informou ao discursar na abertura do 1º Congresso do Movimento de Pequenos Agricultores, em São Bernardo do Campo, região metropolitana de São Paulo.

O ex-presidente ressalvou que não conhece o processo que avaliou as contas do governo federal no Tribunal de Contas da União (TCU). “Estou vendo a Dilma ser atacada por conta de umas pedaladas. Não conheço o processo. O que posso dizer é que talvez a Dilma, em algum momento, tenha deixado de repassar orçamento para a Caixa e não sei para quem para pagar outras coisas que ela tinha de pagar no último momento.”

Na quarta-feira (7/10), o TCU recomendou, por unanimidade, a rejeição das contas do governo federal de 2014. Um dos pontos que embasou o parecer foi o atraso no repasse de recursos para a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil, referentes a despesas com programas sociais do governo, o que configuraria operação de crédito. A análise do tribunal foi encaminhada sexta-feira (9/10) para apreciação do Congresso Nacional.

O atraso, denominado pedalada, está sendo usado pela oposição para defender publicamente o impeachment da presidente. Segundo Lula, esse tipo de posicionamento não é democrático.

“Perdi três eleições nesse país. Voltava para casa e, como dizia o velho [Leonel] Brizola, ia lamber minhas feridas. Eles perderam a quarta e não se conformam. Eles deveriam sair do palanque e criar vergonha, porque eles não querem deixar a Dilma governar”, criticou.

O ex-presidente disse ainda que parte da sociedade tem ódio dele e do PT por causa dos avanços sociais dos últimos anos. “O ódio destilado contra nós emana da constatação de que nós conquistamos um pouco. Um pouco mesmo”, declarou.

Conforme Lula, os grupos que atacam o governo querem retroceder os processos implementados por ele e Dilma.“Uma das proezas que os raivosos estão querendo por em prática e acabar com as políticas sociais”.

Entre as conquistas, Lula destacou os programas que expandiram o acesso ao nível superior, concedendo bolsas e financiamento estudantil. “Isso para garantir que o filho do pedreiro possa ser engenheiro, para que a filha da empregada possa ser doutora, cientista política, filósofa, o que ela quiser.”

Lula adiantou que aconselhará a presidenta a se aproximar da população e de organizações sociais, como o Movimento de Pequenos Agricultores.

“Quando temos problemas, quando as coisas não estão muito bem, não temos outro remédio. Temos de ir ao encontro do povo para receber oxigênio., para que faça sentido governar. Porque foi exatamente para gente como vocês que nós pensamos em criar um partido político”, concluiu.

STJ julga indenização de R$ 93 milhões para Cicarelli por vídeo de sexo

Sessão deveria ter ocorrido na terça-feira passada (6/10), mas foi remarcada para hoje. Imagens feitas em 2006, mostravam a apresentadora e o ex-namorado em cenas picantes na praia

O vídeo com cenas íntimas da modelo e apresentadora Daniela Cicarelli com seu ex-namorado Tato Malzoni, na praia de Tarifa, na costa da Espanha, voltou à cena. Nesta terça-feira (13/10) está previsto, na 4ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), o julgamento sobre os valores da indenização que o Google talvez tenha de pagar por não ter tirado o vídeo do ar – a soma deve ultrapassar R$ 93 milhões. A sessão deveria ter ocorrido na terça-feira passada (6/10), mas foi remarcada para hoje, por determinação do ministro relator Luis Felipe Salomão.

Em 2012, o Tribunal de Justiça de São Paulo determinou que o vídeo fosse retirado do YouTube, sob pena de R$ 250 mil por dia. O ex-casal afirma que a ordem foi desobedecida e apresentou um recurso que corrige os valores da indenização para a cifra milionária.

Relembre
As imagens de 2006, gravadas na praia, mostravam Cicarelli e seu então namorado, Tato Malzoni, em um clima acima do nível “impróprio para menores” dentro do mar. O vídeo, é claro, acabou viralizando rapidamente no Youtube. A ação movida pela ex-VJ da MTV vem então se arrastando por anos.

“Praça da Bíblia” poderá ser usada em parada gay, decide juiz

“A Praça da Bíblia é um local público razão porque não podem ser impedidos de realizarem o evento. Postulam seja concedido salvo conduto aos participantes do evento visando a livre manifestação no espaço público”. Com esse argumento o juiz Edson Yukishigue Sassamoto, de Ji-Paraná concedeu liminar para que aconteça na Praça da Bíblia a 5ª Parada do Orgulho de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais no próximo domingo, 18. Desde 2008 que uma lei municipal proíbe o uso do espaço em eventos não religiosos.

De acordo com a decisão do juiz, a ação não pode ser impedida de ocorrer no local, “se tratando da Praça da Bíblia, espaço público por excelência, não há porque impedir a realização de qualquer evento de manifestação popular pacífica em referido local, havendo de ser reconhecida inconstitucional a Lei Municipal”, expõe a decisão do magistrado.

O organizador do evento Fabrício Xavier, disse que a prefeitura negou autorização para realizar o encerramento da passeata na praça baseada na lei. “Algumas pessoas pensam que o que queremos é afrontar, mas na verdade precisamos de um local com palco, pois teremos shows artísticos. É a única na cidade que tem palco pronto. A gente não quer nada além do direito de se manifestar e de usufruir de bens públicos que ajudamos a financiar”, comenta.

Serasa suspendeu a divulgação de informações sobre inadimplência

A Serasa Experian, dona do maior banco de dados de crédito do país, vai suspender a divulgação de informações (indicadores econômicos e pesquisas) que usam como base o cadastro de devedores da
empresa e são usadas pelo mercado para estabelecer políticas de crédito e tomar decisões de negócios.

A suspensão dos indicadores é por tempo indeterminado e ocorre em razão da lei paulista que obriga o envio de carta com aviso de recebimento (AR) para a pessoa com dívida em atraso, antes de incluir seu nome em cadastros de inadimplentes

Dados divulgados pela Serasa Experian na sexta­feira (9) mostram que o Brasil registrou 57,2 milhões de pessoas e 4 milhões de empresas inadimplentes em agosto.

 

Site da Câmara de Vereadores mostra tudo, menos as leis em vigência

O site da Câmara Municipal de Vereadores de Porto Velho apresenta todas a informações com relação a atuação dos edis, mas não fornece nenhuma lei municipal vigente.

Seja as atividades parlamentares, as comissões, os portais para os servidores da casa e até mesmo uma campanha de conscientização do câncer de mama (outubro rosa) o portal funciona muito bem. Mas quando se procura o primordial, que é o objetivo de uma casa de leis diga-se de passagem, ao clicar na aba Leis e Projetos o portal simplesmente diz que a página não pode ser encontrada.

Desta forma se um portovelhense quiser saber quais são as leis municipais e quantas são, terá que procurar em outro lugar porque no site da Câmara não vai encontrar.

Se na Câmara o cidadão não encontra as leis, vai achar onde?