Jato do Bradesco cai e mata 4 pessoas; veja imagens

(Nota da Redação: as primeiras informações diziam que eram 8 passageiros. Já corrigimos) Um jatinho Citation 7 do Bradesco caiu quando voava de Brasília para São Paulo. A aeronave levava 4 pessoas, entre elas o presidente da Bradesco Vida e Previdência, Lucio Flávio Conduru de Oliveira.

Não há sobreviventes.

Morreram no acidente Lúcio Flávio de Oliveira, presidente da Bradesco Vida e Previdência,  Marco Antônio Rossi, presidente da Bradesco Seguro e dois tripulantes.

Leia também:

Perícia deve analisar local de queda de avião; documentos foram encontrados

O avião, que viajaria de Brasília para São Paulo, perdeu contato com os radares às 19h04, segundo a Força Aérea Brasileira (FAB). Os bombeiros foram acionados às 19h45. Cinco viaturas de Catalão, a cidade mais próxima de Guarda-Mor (a 409 km de Belo Horizonte) em condições de fazer o resgate, foram até o local.e chegaram à propriedade rural onde o jato se espatifou por volta das 20h40. Ainda havia fogo na área, que foi controlado sem muita dificuldade.

A Polícia Militar mineira chegou logo depois e toda a área foi isolada. Com a falta de luz natural e a dificuldade de trabalho, os bombeiros deixaram o local pouco depois da meia-noite. A previsão é que Polícia Técnica de Minas volte à fazenda onde estão os destroços do jato assim que o dia amanhecer.

Ainda segundo o sargento Prudente, os destroços do jato ficaram espalhados por uma grande área. Com o impacto, abriu-se uma cratera de 12 metros de diâmetro e entre 5 e 6 metros de profundidade. Cerca de um terço da aeronave ficou quase intacta. O restante ficou muito fragmentado. “As partes do avião eram muito pequenas. Isso dificultou os trabalhos e não foi possível identificar partes dos corpos. Tudo ficou queimado”, relata.

uploads-1447202569088-conduru
Documentos foram encontrados nos destroços
uploads-1447206121604-AnL8gstKNfx8abxBAARYSeJk8NPmwW5OUGHI19k0GG10
Imagem mostra local da queda
uploads-1447206465886-AoV8Y4r4FjTk8nt8L6QAFiYP5ohunvyqiOMVeihWQsd5
Documentos da aeronave
uploads-1447206438848-AmuKO1Pz_PfNwbPmQbWV1mUolaxZOXv6x8tDwDPbtLFV
Documentos da aeronave. As imagens e informações são do blog O Antagonista

Bem-vindo à ditadura: Por MP governo vai endurecer contra caminhoneiros

O G1 informa que o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, anunciou na noite desta terça-feira (10) que o governo editará uma medida provisória para endurecer as penalidades aos caminhoneiros que mantiverem os bloqueios de rodovias no país.

A multa para quem fizer os bloqueios aumentará de R$ 1.915 para R$ 5.746. Os organizadores de manifestações com bloqueio poderão ser multados em R$ 19.154.

PRINCIPAIS MEDIDAS ANUNCIADAS PELO MINISTRO
1. Aumento da multa para quem bloquear estradas – de R$ 1.915 para R$ 5.746 (o dobro em caso de reincidência).
2. Distinção entre quem bloqueia rodovias e quem organiza os atos. No caso dos organizadores, a multa cobrada passará a ser de R$ 19.154. Para reincidente, o valor também será cobrado em dobro.
3. Grevista reincidente perde, por dez anos, acesso a incentivo de crédito para adquirir novo veiculo.
4. Polícia Rodoviária Federal fica autorizada a contratar guincho particular para remover veículos que bloqueiam estradas. O custo do guincho será cobrado do caminhoneiro.
5. Força Nacional fica autorizada a atuar no desbloqueio de estradas, em auxílio à Polícia Rodoviária Federal.
Fonte: Ministério da Justiça

Nesta terça, houve registro de atos em Goiás, Bahia, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins. Na segunda, ao menos 14 estados foram alvos dos protestos. Os manifestantes que fizeram os últimos bloqueios dizem ser autônomos e se declaram independentes de sindicatos.

Eles são contra o governo Dilma Rousseff, pedem o aumento do valor do frete, reclamam da alta de impostos e da elevação nos preços de combustíveis, entre outras reivindicações.

“Estamos criando uma nova situação [ao publicar a medida], com a introdução de um novo artigo no Código Nacional de Trânsito: ‘Usar veiculo para deliberadamente interromper, restringir ou perturbar a circulação na via, se classifica como infração gravíssima, e será aplicada multa de R$ 5.746”, adiantou o ministro. Em caso de reincidência, o valor será dobrado.

Segundo Cardozo, a medida será publicada na edição desta quarta (11) do “Diário Oficial da União”. “Entendemos como inaceitável, no estado democrático, que pessoas utilizem veículos para bloquear estradas”, disse o ministro.

Pela legislação atual, a multa prevista tanto para quem obstrui vias quanto para quem organiza atos com bloqueio é de R$ 1.915. Em caso de reincidência, o valor da multa é dobrado.

Com a medida provisória, também serão diferenciados aqueles que bloqueiam as vias daqueles que organizam os atos. No caso dos organizadores, a multa cobrada passará a ser de R$ 19.154. Para quem for reincidente, o valor também será cobrado em dobro.

Entre as sanções que serão endurecidas, também estão a proibição, por dez anos, de o grevista reincidente receber incentivo de crédito para adquirir veículos. Outros pontos, como a suspensão do direito de dirigir por 12 meses e apreensão do veículo, que já estão previstos no Código Nacional de Trânsito, continuam valendo.

Outro trecho incluído no texto permite que a Polícia Rodoviária Federal (PRF) contrate guinchos particulares para remover os veículos que bloquearem vias. O custo com os guinchos será pago pelo próprio motorista. De acordo com o ministro, entre segunda e terça-feira foram aplicadas mais de 100 multas a caminhoneiros por bloqueios.

Além disso, Cardozo autorizou que a Força Nacional auxilie a PRF na desobstrução das estradas. “Não se trata de uma ação governamental para calar opositores. Há uma tentativa de atender ao interesse público”, explicou o ministro.

Bloqueios desta terça-feira
De acordo com o ministro da Justiça, às 19h desta terça, 14 trechos de rodovias, em seis estados, continuavam com interdições. No estado de Tocantins, um trecho estava totalmente bloqueado e um parcialmente – quando apenas caminhões são impedidos de passar pelos grevistas.

Além disso, dois trechos em Santa Catarina, seis no Paraná, um no Mato Grosso, um no Mato Grosso do Sul e dois em Minas Gerais permaneciam parcialmente bloqueado às 19h desta terça, segundo Cardozo. “Os demais estados não têm interdição de vias. O que nos mostra claramente que há uma diminuição substantiva de manifestações”, disse o ministro.

“[A manifestação ocorre] Sem uma pauta específica de atendimento daqueles que fazem manifestações. É, portanto, uma manifestação claramente política […] apenas nos demonstra claramente que é inaceitável, que esse tipo de situação não pode ocorrer”, enfatizou.

‘Crime’
Mais cedo, a presidente Dilma Rousseff afirmou, em visita ao Rio de Janeiro, queobstruir rodovias “é crime”. “Obstruir é crime. Obstruir, afetar a economia popular é crime. Manifestar é algo absolutamente legal. É da democracia. É algo que faz bem ao pais e à democracia”, afirmou, mais cedo, a presidente.

“Reivindicar, nesse país, é um direito de todo mundo. Então reinvindicação, no Brasil, há muito tempo não é crime. Nós construímos a democracia para não ser crime. Agora, esse país é um país responsável. Interditar estradas, comprometer a economia popular, desabastecendo com alimentos ou combustíveis, isso tem componentes de crime”, disse Dilma.

Coluna – Supremo decide nesta quinta sobre medicamentos sem registro

Julgamento vai definir se União, Estados e Municípios devem pagar por remédios que não foram aprovados pela Anvisa, como a fosfoetanolamina sintética, que trata câncer

No Supremo

O Brasil é um estado paternalista, e isso não é nenhuma novidade. A universalidade do sistema de saúde é uma prova disso. Independente da enfermidade, o Estado arca com as despesas através do Sistema Único de Saúde (SUS), que todos reclamam mas é o que salva pobres e ricos. A conta é sempre do ente público, independente da quantidade de dinheiro que você tenha. Assim também é com o fornecimento de medicamentos, até mesmo aqueles tidos como “experimentais”. Mas isso pode mudar a partir desta quinta-feira, quando o Supremo Tribunal Federal vai julgar exatamente o fornecimento de medicamentos e tratamentos médicos não listados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Estão na pauta três recursos e uma proposta de súmula vinculante. Só para a União o impacto de uma derrota em todos os processos em andamento no Judiciário será de R$ 2,8 bilhões, de acordo com o anexo “Riscos Fiscais” da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) desse ano.

Não é que o Estado vai parar de pagar

Não se trata disso. A questão diz respeito diretamente a medicamentos que não foram autorizados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), órgão responsável pela liberação dessas substâncias. O caso mais recente diz respeito a fosfoetanolamina sintética, um medicamento que combate o câncer, que está sendo distribuído por força de liminar, mas não tem registro na Anvisa. A Defensoria Pública da União quer a súmula vinculante devido a alta quantidade de casos que entopem o judiciário anualmente. O texto, segundo o órgão, terá que dividir a responsabilidade sobre os três entes, União, estados e municípios e a possibilidade de bloqueios judiciais para o cumprimento das sentenças. O tema é complexo e o jornal Valor aprofundou a discussão.

Fantástico, mas só na propaganda

O governador Confúcio Moura classificou como “fantástico” a implantação do programa “SUS Mediado” que já deveria estar funcionando na Defensoria Pública do Estado reduzindo a carga que existe tanto sobre os servidores quanto aos defensores. Em síntese o programa prevê que uma equipe da Secretaria de Estado da Saúde fique na Defensoria para dar agilidade a receitas, pedidos de exames e outras demandas que abarrotam o órgão de defesa diariamente. Isso não aconteceu. Ainda. Mesmo programa tendo sido lançado há quase 30 dias as coisas continuam exatamente como eram antes.

Bom só para a bandidagem

A justiça brasileira inventou uma tal de audiência de “audiência de custódia” que virou o sonho de qualquer bandido pé de chinelo. Agora eles não precisam mais contratar advogados e só ficam presos no máximo por 24 horas. Após esse período devem ser soltos. Crimes “leves” como furtos, agressões a companheiras (lesão corporal leve), brigas de bar e até embriaguez ao volante são resolvidas nas tais “audiências”. O resultado prático é que a bandidagem é solta mais rapidamente, e de graça. Coisas de um judiciário que acredita ser o Brasil, um país desenvolvido…

Enquanto isso

Nos Estados Unidos, os vagabundos estão se vendo com sérios problemas devido a dívidas contraídas nas prisões. Por lá, em pelo menos 20 estados, preso tem que pagar diária na cadeia e a dívida é cobrada após a soltura. Se não pagar, sofre uma série de restrições. Mas é lá. Aqui a família do preso recebe uma “ajuda de custo” do governo…Um país de todos, né?

Sabe a SEDAM?

Pois é. Por lá continua tudo exatamente como antes. Nada acontece. Parada igual água de poço no verão. Governador, o que falta para aquilo lá funcionar? O senhor poderia dar um presente de natal ao setor produtivo exonerando os dois, secretário e adjunto. Rondônia agradeceria.

Grupo LF informa – Dicas de manutenção para seu carro

Pneus e Rodas – Sempre use pneus com as medidas indicadas pelo fabricante do veículo. Com os pneus frios, calibre-os a cada 15 dias e antes de viajar. Os pneus modernos já indicam desgaste: devem ser trocados quando o desgaste atingir um triângulo ou as letras TWI, que são impressas nas laterais do pneu. Fazer o rodízio, o alinhamento e balanceamento a cada 10.000 km aumenta a vida dos pneus, melhorando a segurança e dirigibilidade do veículo. Freios – Sobre os freios é importante periodicamente realizar a manutenção de alguns itens. Fluído do freio – a troca deve ser realizada a cada 2 anos ou conforme o fabricante recomendar. Sem a troca, umidade pode ser acumulada, anulando a frenagem. Troca de pastilhas: ao realizar esse procedimento, o profissional deverá medir a espessura dos discos de freio. Se estiver dentro da tolerância, poderá ser retificado; se estiver fora dessa medida, deverá ser substituído. Suspensão – A revisão do conjunto de suspensão deve ser feita a cada 30.000 Km. Os sinais de que há problemas são ruídos e a falta de estabilidade nas curvas.

Não podem reclamar

Os brasileiros não podem se queixar do governo de Dilma Roussef, como os rondonienses não podem reclamar de Confúcio Moura, assim como os portovelhenses não podem discordar de Mauro Nazif. Os três foram eleitos pelo voto direto, pela maioria dos eleitores e Dilma e Confúcio foram reeleitos. Ninguém vai às ruas. Protestos só na internet. E olhe lá. Sabe quantas assinaturas o site do movimento pró-impeachment conseguiu até hoje? Apenas 1.237.992, de um universo de 81,5 milhões de brasileiros que acessam a internet atualmente (pesquisa divulgada em 15 de setembro deste ano), ou seja, o povo gosta.

Desistiram

Os caminhoneiros deram início na segunda-feira a uma paralisação nacional. A ideia era que, a partir deles, a população se juntaria aos protestos dando início a uma corrente em todo o país exigindo a saída de Dilma Roussef. O governo agiu rápido e colocou a polícia para dispersar as manifestações e o ministro da Justiça deu ordem para que os caminhões que estivessem bloqueando as rodovias fossem multados em quase R$ 2 mil. Como eles não encontraram apoio na sociedade, desistiram do impeachment. Vão apresentar a pauta de reivindicações e deixar a Dilma onde está. Como eu disse, o brasileiro gosta, portanto não pode reclamar.

Ativistas de sofá

Pois é. Uma das lideranças dos caminhoneiros disse em entrevista à Veja que o povo só quer se manifestar no Facebook. Tá certo ele. Brasileiro acha que manifestação tem que ser “coisa familiar”. Quando vai para a rua é para fazer selfie com camiseta da seleção brasileira e acha que vai derrubar governo assim. Então tá. Vamos continuar exatamente como estamos. Reclamando no Facebook enquanto a turma rouba adoidado. Brasil-sil-sil. E prepara o grito, as Olimpíadas estão chegando!

E em uma BR qualquer

A turma do MST comemora. As estradas são só deles. Quando são eles que interditam rodovias, invadem órgãos públicos ou atrapalham o trânsito nas cidades com as famosas “marchas”, a polícia faz de conta que não está acontecendo nada.

Eu falei

Há tempos atrás que o Grupo Rovema ficaria responsável pelo transporte público em Porto Velho. Arrumaram uma empresa “fanta” que segurou toda a porrada e eis que surge, salvadoramente o grupo Rovema para resolver os problemas de transporte da Capital. Prepara mano, o que é ruim sempre pode piorar. Lembra da Dilma?

Clínica Mais Saúde informa – Quer viver até 100 anos? Seja positivo

Somente 5% dos idosos da Grã-Bretanha, com idade entre 65 e 92 anos, se consideram velhos. Aliás, muitos afirmaram estar mais felizes do que nunca. É o que diz uma pesquisa financiada pelo site britânico Spring Chicken, especializado em vender acessórios desenvolvidos para facilitar a vida dos idosos. Cerca de 30% dos participantes também afirmaram que, se pudessem escolher, permaneceriam na idade atual e 22% disseram que o passar dos anos lhes trouxe um sentimento de confiança desconhecido até então. As informações são do jornal britânico The Telegraph. “Ser ‘velho’ é apenas um estado de espírito. O processo de envelhecimento começa por volta dos 30 anos, mas, para a maioria das pessoas, não deveria ser um problema até os 90 anos. Entretanto, devido a uma combinação de fatores, como o envelhecimento em si, a perda da boa forma física e o desenvolvimento de doenças, as pessoas podem começar a se sentir velhas aos 65 anos”, disse Muir Gray, especialista em envelhecimento e Chief Knowledge Officer do Serviço Nacional de Saúde (NHS, na sigla em inglês) britânico, ao The Telegraph.

Aliado de Cunha assume cadeira no Conselho de Ética

Mais um movimento para salvar o mandato do presidente da Câmara, foi colocado em prática. Sem esconder a intenção de blindar Eduardo Cunha, o deputado Paulinho Pereira (SD-SP) assumiu nesta terça-feira uma cadeira no Conselho de Ética, que investiga Cunha pelo envolvimento no escândalo de corrupção na Petrobras.

Braço-direito do presidente da Câmara, Paulinho nem sequer era suplente no colegiado, mas chegou ao posto depois que seu correligionário, Wladimir Costa, renunciou alegando problemas de saúde.

“O mal para nós é a presidente Dilma, por isso ela precisa ser tirada. Quem fez toda a roubalheira foi o PT. Para tirar a Dilma nós precisamos manter o Cunha, é o único jeito de conseguirmos o impeachment”, disse Paulinho

TST confirma justa causa levar celular para trabalho quando empresa não permite

Realizar o uso do celular no horário do expediente quando as regras da empresa não permite, pode ser caracterizado como demissão por justa causa segundo o Tribunal Superior do Trabalho (TST).

A decisão foi tomada após o TST em uma decisão, rejeitar o recurso de um atendente de telemarketing, demitido pela empresa onde trabalhava. Ignorar regra já conhecida do ambiente de trabalho resulta em quebra de confiança, “elo necessário para o prosseguimento normal da relação de emprego”, e justifica a demissão.

Insetos causam acidente envolvendo cinco veículos na Ponte do Rio Jaru

O engavetamento envolvendo cinco veículos que transitava por volta das 21 horas desta segunda feira (09), sobre a ponte do Rio Jaru, teve seu inicio possivelmente pela aglomeração de insetos tipo pequenas mariposas nas luminárias da ponte, milhares destes insetos caíram sobre a via, a deixando escorregadia.

Segundos os envolvidos, um motociclista derrapou e caiu no chão, logo os outros 2 caminhões,ônibus e um carro frearam bruscamente ocasionando o engavetamento.

Com informações do site Anari notícia

inseto

caminhão

Mulher de Pizzolato critica o PT: ‘Ele foi abandonado’

A esposa do ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil, Henrique Pizzolato, alegou preferir viver longe do marido do que vir para o Brasil. Andrea Haas, afirmou que teme o assédio da imprensa brasileira. “Não voltei porque aqui estou tranquila”, disse.

Em Modena, na Itália, Andrea prepara um pedido de revisão criminal do mensalão, que será apresentado ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Andrea comentou também que tem queixas contra o PT. “Pizzolato foi abandonado pelo partido. Depois que o caso do mensalão explodiu, o PT simplesmente fingiu que não era com ele. A base do partido, a militância, começou a se definhar ali”, disse.

Documentos enviados pela Suiça à Lava-Jato são legais e não vão anular operação

O blog O Antagonista revela que a defesa de Márcio Faria, ex-diretor da Odebrecht, colocou em dúvida o método de obtenção pela Força Tarefa das informações sobre contas da empreiteira na Suíça. Os advogados alegaram que não existiria nos autos nenhum pedido de cooperação internacional envolvendo a Odebrecht.

[su_frame align=”right”] [/su_frame]Para encerrar a discussão, levianamente alimentada pelos blogs sujos para tentar desqualificar a Lava Jato, o procurador Deltan Dallagnol respondeu que partiu das autoridades suíças a iniciativa de encaminhar as contas secretas da Odebrecht naquele país.

A papelada foi enviada por meio do Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional, do Ministério da Justiça, respeitando o rito legal. É por essas e outras que Lula quer a cabeça de José Eduardo Cardozo.

Jean Oliveira se reúne com a secretária de Educação

O deputado estadual Jean Oliveira recebeu, na terça-feira (10), a visita da secretária de Estado da Educação de Rondônia, professora Fátima Gavioli, que foi tratar de assuntos pertinentes à sua pasta.

Uma das pautas levada aso deputado pela secretária de Estado da Educação foi a reformulação da Lei Complementar Nº 680 que dispõe sobre o Plano de Cargos e Salários da Secretaria de Estado da Educação. Ensino Médio com Intermediação Tecnológica, Projeto Integrar, Reordenamento das escolas nos municípios, climatização e eficiência energética, além de Escola de Tempo Integral. Esses assuntos e outros foram debatidos pela secretária Gavioli e o deputado Oliveira.

A secretária elogiou o compromisso dos parlamentares para com o setor educacional de Rondônia, especialmente na busca pela melhoria da qualidade do ensino na rede estadual. O deputado Jean Oliveira colocou-se a disposição da secretaria de Estado da Educação de Rondônia para contribuir no que for possível, para a melhoria do sistema educacional em Rondônia.

Google Maps passa a ter mapas offline com navegação sem internet

Voltada a donos de smartphone que não tenham acesso à internet, mas com potencial de cair no gosto mesmo de quem navega com pacotes 4G, uma nova função do Google pretende abrir caminhos de motoristas desconectados. A empresa libera nesta terça-feira (10) o download de mapas no Google Maps, que passará a traçar rotas mesmo que o aparelho esteja offline. A princípio apenas para celulares Android.

A novidade é que ele ganhará funções que tipicamente necessitam de internet: fará buscas por estabelecimentos comerciais e lugares dentro da área selecionada (assim como ver informações básicas a respeito deles, como telefone e cardápio).

Veja o passo-a-passo:
1. instale o Google Maps ou atualize para a versão 9.17 do Android
2. Pesquise pelo local pretendido
3. Suba o cartão que surgir no canto inferior da tela para selecionar a opção de download
4. Selecione a área do mapa a ser baixada no celular.