Sesc emite justificativa sobre espetáculo em que artistas exploram o ânus uns dos outros

Durante a última quarta-feira (18), propagaram-se em redes sociais imagens de pessoas correndo em círculos enquantocolocavam o dedo no ânus uns dos outros. Tratava-se de uma intervenção artística que seria exibida no mesmo dia no Teatro Patativa do Assaré, em Juazeiro do Norte, no Cariri.

A apresentação do espetáculo paulista “Macaquinhos”aconteceu na 17ª edição da Mostra Sesc Cariri de Culturas, a partir das 23 horas desta quarta-feira. Com a divulgação das imagens de outras apresentações do grupo, houve burburinho quanto ao conteúdo com cunho sexual.

Em nota emitida nesta quinta-feira (19), o Sesc Ceará esclareceu que se resguardou em divulgar o espetáculo somente ao público interessado, com censura de 18 anos e exigência de carteira de identidade aos presentes. A entidade repudiou a divulgação prévia das imagens em redes sociais.

O jornal Tribuna do Ceará havia procurado a assessoria de comunicação do Sesc Ceará na própria quarta-feira (18), para confirmar se a apresentação artística aconteceria. Na ocasião, a assessoria informou que desconhecia a realização do evento.

Segundo informou a assessoria nesta quinta-feira, a divulgação aconteceu de forma tímida apenas na página da Mostra, em paralelo ao espetáculo “Oblação”, também com censura 18 anos. A gerência de comunicações do Sesc Ceará justificou que o motivo para a reduzida divulgação foi a quantidade de atrações, e não o teor da apresentação do Macaquinhos.

“Como são cinco dias frenéticos de programação, não temos como fazer a divulgação aprofundada de cada espetáculo separadamente. Muitas vezes nossa equipe de repórteres produz material do pós apresentação”, explica.

A chamada do evento havia sido publicada na página da Mostra no Facebook na última segunda-feira (16), mas não na fanpage do Sesc Ceará. “O Sesc cumpre o dever de incentivar o fazer artístico, respeitando a pluralidade e a formação crítica e autônoma do ser”, reforça a nota.

O projeto Macaquinhos, de São Paulo, nasceu em 2011 com uma intervenção no Museu do Piauí. Nas apresentações, baseadas no livro “O Povo Brasileiro”, de Darcy Ribeiro, os nove artistas, completamente nus, exploram o orifício anal uns dos outros com base em três premissas: aprender que existe cu; aprender a ir para o cu; e aprender a partir do cu e com o cu.

 

O Sesc Ceará emitiu uma nota diante da repercussão sobre a intervenção cultural (Foto: Reprodução)

Adolescente desaparece após sair do colégio Dom Bosco

Os pais de Amanda Cristina Pinto Ramalho Lima, de 15 anos, estão procurando a jovem que desapareceu nesta [su_frame align=”right”] [/su_frame]sexta-feira após sair do Colégio Dom Bosco, em Porto Velho. Segundo informações repassadas pelo pai da jovem, ela foi deixada na escola pelo avô, que foi busca-la por volta do meio-dia e foi informado que ela não estava na escola. Em contato com a direção, ninguém soube informar precisamente se a moça havia assistido aula, ou que horas havia saído.

A família procurou a polícia, que por sua vez disse que precisa aguardar um prazo maior para começar a procurar. Se alguém tiver informações sobre o paradeiro de Amanda, favor fazer contato através do telefone 69 93756339 (Lúcio Lima – Pai da jovem).

amanda
Amanda está trajando uniforme do colégio Dom Bosco

Aneel faz pesquisa e diz que a Eletrobrás Rondônia (aquele lixo) é “a melhor da Amazônia”

O Rondoniagora descobriu, publicou e a gente não pode levar a sério, mas é verdade. A Eletrobras Distribuição Rondônia foi reconhecida nesta quinta-feira com o Prêmio Índice Aneel de Satisfação do Consumidor (IASC). A pesquisa foi realizada pela Agencia Nacional de Energia Elétrica (Aneel), entre julho e agosto deste ano. Na categoria Região Norte, os consumidores de Rondônia indicaram maior satisfação pelos serviços prestados pela Eletrobrás, entre as demais da região.

Os itens avaliados pelos consumidores foram qualidade percebida, valor, satisfação, confiança e fidelidade.

A cerimônia de premiação aconteceu em Brasília, no final da tarde desta quinta-feira. Na pesquisa realizada no período de 2 de junho a 17 de agosto, foram entrevistados 25.186 consumidores residenciais, de forma presencial domiciliar. Ao todo, participaram da pesquisa 550 cidades brasileiras atendidas pelas 101 distribuidoras, sendo 63 concessionárias e 38 permissionárias.

Na região Norte, participaram da pesquisa as distribuidoras Boa Vista Energia S/A – Eletrobras Distribuição Roraima, Centrais Elétricas de Rondônia S/A – Eletrobras Distribuição Rondônia, e Energisa Tocantins Distribuidora de Energia S.A – ETO.

Durante o evento, o diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino falou sobre a importância do Prêmio que representa o reconhecimento daquelas empresas que se destacam pela perspectiva pelo consumidor – razão de ser de toda a estrutura do setor elétrico. Segundo Rufino, a pesquisa deve ser usada pelas distribuidoras como um instrumento de gestão de seus processos, a fim de promover a melhoria da qualidade dos serviços por elas prestados. “Ao pagar mais caro, como o consumidor está pagando, aumenta legitimamente o seu nível de exigência com relação ao serviço”, ressaltou o diretor-geral.

PAINEL POLÍTICO gostaria de conhecer algum consumidor que tenha sido ouvido nessa pesquisa, já que o tal IASC “reflete a percepção do consumidor residencial sobre a qualidade dos serviços prestados pelas concessionárias e permissionárias de distribuição”.

Casal Raupp destina R$ 2 milhões em emendas para Candeias

Atendendo pedidos dos vereadores de Candeias do Jamari, Lúcio Rojas (PC do B), César do Candeias (PC do B) e Miguel Senna (PRP), o senador Valdir Raupp e a deputada federal Marinha Raupp destinaram juntos R$ 2 milhões em emendas para o município, vizinho à Porto Velho.

“A gente sabe que o país enfrenta grandes obstáculos na área econômica. Essas dificuldades também atingem os municípios, especialmente os de pequeno porte, como é o caso de Candeias do Jamari. Então, precisamos correr atrás de apoio, buscar parcerias afim de garantir os recursos para as obras que precisamos realizar no município”, disse o vereador Lúcio Rojas.

Os recursos serão utilizados em construções e reformas de prédios públicos do município.

Em Vilhena, secretário de Saúde de Rondônia avisa: “2016 será ainda pior”

DEM rediscute aliança com Pimentel e pode apoiar Léo Moraes
O secretário de Estado da Saúde de Rondônia, Williames Pimentel, em Vilhena por ocasião da 8ª reunião Ordinária de Câmara Técnica da Comissão Intergestores Bipartite – CIB, da qual participaram alguns secretários e técnicos da Saúde e autoridades como Afonso Emerick, presidente do Cosens; deputado estadual Só Na Bença (PMDB); Paulo Lermen, promotor de justiça; e Ronaldo Alevato, secretário regional de Estado, disse em seu discurso de abertura do segundo dia de reunião que a crise na saúde tende a ser pior em 2016.
Para o secretário, o sistema de saúde brasileiro passa por grande debate devido à crise que o país enfrenta. “O rombo de R$ 12 bilhões que foi contingenciado pela equipe econômica para conter a crise do déficit primário vai impactar na saúde, inclusive, podemos nem receber os recursos do Fundo Nacional de Saúde no mês que vem”, disse.
Pimentel salientou em sua falaque os secretários de Estado da Saúde de todo o país estão pressionando o ministro da área para que ele libere R$ 4 bilhões para pagar o total referente ao que deve no mês de dezembro.
Além da crise, que causou a alta do dólar e impulsionou os preços dos insumos cotados na moeda americana, a queda no poder aquisitivo da população também contribui para agravar a situação das aúde. “A perda do poder aquisitivo propiciou a migração de cerca de 300 mil pessoas por mês dos planos de saúde privados para o SUS”, disse Pimentel.
O secretário revelou ainda que com a deficiência orçamentária  e a falta de recursos, o Estado voltou ao quadro crítico de anos atrás. “Esta semana o Hospital João Paulo tinha pacientes no chão, tivemos que instalar um comitê de crise, tomamos mais 30 leitos do Santa Marcelina, montamos um centro cirúrgico dentro do Santa Marcelina, e contratamos mais dois ortopedistas para fazer seis cirurgias pela manhã e seis a tarde”, contou.
Pimentel citou inúmeras ações do governador Confúcio Moura (PMDB) na área da saúde, disse que ele está mantendo uma política austera para poder segurar as contas num nível sustentável e investindo no setor, citando como exemplo o novo pronto socorro de Cacoal. “Eu não quero ser pessimista, mas no ano que vem a tendência é piorar; se não tiver uma força política no Congresso para estabelecer, seja dinheiro da CPMF, da cuia de tacacá, da cabaça que dá em árvore, seja qual for o nome que irão dar, se não entrar dinheiro dentro do sistema, nós vamos piorar ainda mais, vamos afundar, vamos para a UTI. Não há condições de manter o sistema sem aporte de recursos novos”, pontuou.
As informações são do Folha do Sul Online

Lombriga aumenta fertilidade das mulheres, diz estudo

Uma infecção causada por um conhecido verme parasita aumenta a fertilidade da mulher, afirmam cientistas. Um estudo realizado com 986 índias na Amazônia boliviana concluiu que aquelas que tinham infecção permanente por Ascaris lumbricoides, ou lombriga, tiveram dois filhos a mais do que aquelas sem a doença. Também registraram menor tempo entre as gestações e a primeira gravidez em idade menor.

Em artigo publicado na revista especializada Science, pesquisadores sugerem que o parasita, que pode alcançar até 36 cm de comprimento, altera o sistema imunológico para facilitar a gravidez.

Assim como os fetos, os parasitas são considerados intrusos por esse sistema, e estimulam estratégias de tolerância imunológica para não serem atacados pelo próprio organismo.

Os resultados da investigação podem levar a novos medicamentos usados em tratamentos de infertilidade, concluem.

Em média, as famílias das mulheres da etnia tsimané possuem nove crianças. E cerca de 70% da população possui infecção provocada por vermes parasitas.

Efeito oposto

Mas enquanto o Ascaris lumbricoides elevou a fertilidade no estudo, que levou nove anos, vermes nematódeos, como os causadores da ancilostomose (ou amarelão), causaram o efeito oposto – três filhos a menos ao longo da vida.

Um dos autores do estudo, Aaron Blackwell, da Universidade da Califórnia Santa Bárbara, disse que os efeitos identificados são “inesperadamente grandes”.

Segundo ele, o sistema imunológico da mulher muda naturalmente durante a gravidez, para evitar a rejeição ao feto, e algo semelhante ocorre na presença da lombriga.

“Acreditamos que os efeitos que notamos provavelmente se devem a essas infecções alterando o sistema imunológico das mulheres, de modo a torná-las mais ou menos receptivas à gravidez.”

Blackwell diz que o uso de parasitas como tratamento de fertilidade é uma “possibilidade intrigante”, mas diz que é preciso mais pesquisas “antes que possamos recomendar qualquer pessoa a tentar isso”.

Rick Maizels, especialista em vermes parasitas e sistema imunológico da Universidade de Edimburgo, considerou “horrível” a descoberta dos efeitos negativos das infecções por nematódeos sobre a gravidez. “Metade das mulheres de 26 a 28 anos ainda não engravidaram, e isso tem um impacto enorme na vida.”

Ele acredita que esses vermes também possam estar estimulando infertilidade porque causam anemia.

Surpresa e futuro

Allan Pacey, especialista em reprodução humana da Universidade de Sheffield, disse que a descoberta da relação entre infecção por lombriga e fertilidade é “surpreendente e intrigante”.

Segundo ele, drogas já foram empregadas para alterar o sistema imunológico da mulher e tentar elevar a possibilidade de sucesso em fertilizações in vitro, mas os resultados não foram satisfatórios.

“Não gostaria de sugerir que mulheres tentem se infectar com parasitas para elevar a fertilidade, mas estudos complementares sobre a imunologia de mulheres que possuem lombrigas podem levar a novas drogas para tratamento da infertilidade”.

Polícia francesa invade hotel em Mali e liberta pelo menos 80 reféns

A polícia francesa enviou cerca de 50 agentes do seu corpo de elite a Bamako, capital do Mali, após a invasão do hotel Radisson Blue por parte de um grupo de terroristas islâmicos.

A hospedagem costuma ser usada por funcionários da companhia aérea Air France. Segundo a imprensa local, o grupo é formado por 12 pessoas, que mantiveram cerca de 170 reféns durante horas. Até o momento, pelo menos 80 deles foram resgatados, incluindo os colaboradores da empresa francesa.

O sequestro já deixou três mortos, mas o número de vítimas ainda pode aumentar porque o hotel é palco neste momento de uma operação das forças de segurança do país africano. O grupo jihadista Al Mourabitoun, que tem Mokhtar Belmokhtar, ex-chefe da Al Qaeda no Magreb, como um dos seus fundadores, reivindicou o sequestro em um hotel de Bamako, capital do Mali.

De acordo com a agência turca “Anadolu”, os terroristas entraram no Radisson Blue a bordo de um carro com placa diplomática. Além disso, eles teriam libertado pessoas capazes de citar trechos do “Corão”, o livro sagrado do Islã.

Facebook cria ferramenta que mostra menos postagens de ex-namorados

Quando se termina o namoro com uma pessoa, a primeira atitude de muita gente é removê-la das suas redes sociais. Mas o Facebook também pensa em quem quer superar, mas não apagar, o ex das redes, e lançou uma ferramenta que mostra menos postagens e reduz as interações possíveis com antigos parceiros sem bloqueá-los ou removê-los do seu grupo de amigos no site.

A função começou a ser testada nos Estados Unidos na versão para celulares do Facebook, e aparece assim que um usuário muda seu status de relacionamento para solteiro.

As opções são as seguintes:

– reduzir o número de vezes que o nome e a foto de perfil do ex aparecem no Facebook sem precisar deletá-lo. As postagens da pessoa também deixam de aparecer na sua linha do tempo, e o nome dela não é sugerido ao escrever uma mensagem ou marcar amigos em fotos;

– limitar o que o ex pode ver das atualizações de fotos, vídeos e status;

– editar quem pode visualizar postagens antigas com o ex, ou até se desmarcar de publicações da pessoa.

Segundo o Facebook, “esse trabalho é parte de nosso esforço contínuo em desenvolver ferramentas para pessoas que estão passando por momentos difíceis em suas vidas. Esperamos que essas ferramentas ajudem as pessoas a terminar relacionamentos no Facebook com mais facilidade, conforto e noção de controle”.

Luizinho Goebel participa de encontro estadual da Saúde

O deputado Luizinho Goebel (PV) participou de um grande encontro realizado em Vilhena nos dias 19 e 20 de novembro promovido pela Secretaria de Estado da Saúde. Gestores de vários setores da saúde pública participaram do evento que promoveu debates em busca de melhorias para o setor.

Luizinho enfatizou a importância do encontro para aprimorar a saúde de maneira que seu alcance social seja cada vez mais próximo da necessidade do cidadão. Para ele encontrar soluções, ainda que administrativas, que melhorem a gestão no setor público de saúde é fundamental para diminuir os problemas que o setor atravessa, mas que em Rondônia tem sido amenizados diante de uma gestão profícua da Secretaria de Saúde do Estado.

Ele elogiou o empenho do governador Confúcio Moura (PMDB) em buscar melhorias para o setor e em especial do secretário Wilhames Pimentel e seu quadro de gestores na busca de avanços no atendimento à população. Além de gestores e coordenadores regionais da saúde estadual e do secretário Pimentel, o encontro foi prestigiado por prefeitos da região.

Collor gastou R$ 3 milhões em cartões de crédito, mas declarou salário de ‘apenas’ R$ 700 mil, diz PF

A revista Veja informa que os gastos do senador Fernando Collor (PTB-AL) com cartão de crédito entre 2011 e 2013 foram considerados incompatíveis com a renda declarada por ele à Receita Federal, segundo laudo da Polícia Federal que analisou os rendimentos do parlamentar no período. O laudo 1480 foi finalizado no último 25 de setembro. No período investigado de dois anos, as faturas de três cartões de crédito do senador somaram pouco mais de 3 milhões de reais, enquanto que seu rendimento declarado, basicamente o salário de senador em todo o período, foi cerca de 700.000 reais, já considerados os descontos.

[su_frame align=”right”] [/su_frame]O laudo pericial foi anexado ao inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF) que investiga o senador por suspeita de receber propina do esquema de corrupção descoberto pela Operação Lava Jato. “A movimentação com cartão é incompatível com os rendimentos declarados”, afirma o documento.

As investigações revelaram que o senador gastou quase cinco vezes mais do que declarou ter recebido para pagar a fatura do cartão de crédito entre 2011 e 2013. Embora seja sócio das empresas Água Branca Participações, TV Gazeta e Gazeta de Alagoas, o senador só incluiu nas declarações de imposto de renda do período investigado os rendimentos do Senado.

Após deixar a presidência da República, Collor voltou à política em 2007 quando foi eleito para um primeiro mandato de oito anos e reeleito em 2015. O laudo também aponta um “montante expressivo” de empréstimos contraídos pelo senador junto à TV Gazeta de Alagoas no período analisado que ajudaram o petebista a justificar seu crescimento patrimonial.

“Se não tivesse o empréstimo, o crescimento patrimonial seria incompatível. Há indícios de empréstimos fictícios”, concluíram os policiais. Os peritos também consideraram “desproporcional” o fato de Collor ter apenas 12,28% da TV para contrair os empréstimos milionários.

Em apenas um dos anos investigado, um deles correspondeu a 110 vezes o patrimônio do senador. A Polícia Federal fez ainda um segundo laudo sobre as contas do senador Fernando Collor para a investigação da Lava Jato. Finalizado em 6 de outubro deste ano, o laudo 1547 reforça as suspeitas sobre os repasses da TV Gazeta Alagoas para Collor.

Os investigadores também descobriram que os valores eram sequenciamente depositados na conta da TV e no mesmo dia eram repassados para duas contas bancárias da firma e depois transferidos para contas de Collor, integralmente ou em parte. Reportagem do jornal Folha de S. Paulo revelou nesta quinta-feira que parte do dinheiro foi usado por Collor para pagar prestações de carros de luxoapreendidos pela PF e já liberados.

No período investigado nesse laudo, de 2011 a 2014, Collor declarou a compra de carros como Cadilac SRX, Hyundai Azera, Honda Acoord, Land Rover, Hyundai Vera Cruz, Toyota Hilux. Na mesma época, ele declarou a venda da Ferrari S-43, Maserati, Toyota Hilux e Hyundai Azera. O laudo identificou ainda 469 depósitos na conta do senador de 2.000 reais feitos em 33 datas de 2011 a 2014, totalizando 938.000 reais e 46 depósitos de 1.500 reais num total de 69.000 reais. As repetições, segundo o entendimento do Banco Central, podem indicar lavagem de dinheiro.

Os policiais identificaram que um assessor de Collor no Senado fez depósito numa conta que depois foi transferido para o senador. Num mesmo dia também foram feitos quatro depósitos num intervalo de quatro minutos. O mesmo laudo também confirma informação de Rafael Ângulo, funcionário do doleiro Alberto Youssef que atuava na entrega de dinheiro do esquema, de que ele viajou para Maceió e era recebido no aeroporto por um diretor da TV Gazeta de Alagoas.

O advogado de Collor foi procurado pela reportagem pelo celular e por meio de mensagem, mas não ligou de volta. A defesa tem negado qualquer envolvimento do senador com o esquema da Lava Jato. O advogado Fernando Neves, que representa o senador, disse que “não pode comentar sobre esse assunto porque os processos correm em segredo de Justiça”.