Coluna – Maurão ocupa espaço dentro do PMDB e Emerson Castro deve ser rifado

Coluna Painel Politico, jornalista Alan Alex

Governador planeja mudanças na Casa Civil e Detran após dia 2 de abril e Castro não está inserido em seus planos

Esfriou

A divulgação das planilhas da Odebrecht, pelo jeito, esfriou a Lava-Jato, o impeachment e a crise com Lula. Como enlameou praticamente toda a república, atingindo em cheio o Congresso, a mídia deu destaque nesta quinta-feira, véspera de feriado, ao câncer do governador do Rio de Janeiro, continuou repercutindo as planilhas e baixou o tom. Um dos mais criticados foi o Jornal Nacional, da Rede Globo, que optou por não falar os nomes dos enrolados por ‘falta de tempo’. Pois é, assim é o Brasil, corrupto na essência. Quem estava esperando grande coisa em todo esse foguetório, vai continuar esperando…

Por aqui

Confúcio Moura deve promover mudanças em seu secretariado a partir do dia 2. Ele quer colocar a irmã Cira na Casa Civil, e a outra irmã, Cláudia no Detran. Com isso, ele rifa Emerson Castro que vai ficar fora do jogo. Mas, pessoas próximas afirmam que ele andou fazendo algumas ameaças a Confúcio, não diretamente, mas mandou recado alegando que se for ‘rifado’ vai ‘entregar o cunhado’ de Confúcio, Francisco de Assis que está fora do circuito faz tempo. Então, essas ameaças devem ser vazias, coisa de quem está sentindo a corda no pescoço.

Castro também

Declarou que não aceita ser ‘rebaixado’ e só aceitaria sair do governo com a garantia que seria vice de Maurão de Carvalho em 2018, coisa que dificilmente deva ocorrer em função de alianças com outras legendas, até para ter mais tempo de TV, dinheiro, etc. É bom lembrar que pelas novas regras eleitorais, a doação de recursos para campanhas eleitorais por pessoas jurídicas está proibida e pessoas físicas limitada a um percentual calculado sobre a declaração do Imposto de Renda. Portanto fica complicado para qualquer partido sair sozinho.

O argumento do governador

É que existe forte pressão por parte da Assembleia para tirar Emerson da Casa Civil, e isso não é de hoje. Nos últimos meses, Maurão de Carvalho vem pressionando para emplacar Valdivino Tucura como adjunto da Casa Civil, o que deve acontecer a partir de 2 de abril. Emerson alega ter apoio dos deputados, que isso seria mentira e por ‘coincidência’ Confúcio recebeu dois telefonemas, um de Cleiton Roque (PSB) e outro de Ezequiel Júnior (PSDC), ambos dizendo que Emerson ‘é a melhor coisa que o governo tem atualmente’.

O problema

É que Maurão levou com ele para o PMDB, além dele próprio, Lebrão, Jean Oliveira e Glaucione, eles, claro, querem espaço no governo também. Atualmente o PMDB conta com 7 deputados estaduais, o PDT é a segunda bancada com 3 e o restante divide entre os demais partidos. Emerson não tem mandato, não tem voto e tampouco é unanimidade entre os parlamentares. A corda, de fato, vai apertar em, seu pescoço a partir do próximo mês.

Denúncia

Agentes penitenciários fizeram preocupantes denúncias sobre a situação em que se encontra o sistema prisional do Estado. Eles protocolaram uma série de documentos no Ministério Público, Assembleia Legislativa e OAB pedindo adoção de medidas urgentes em relação a uma série de situações, entre elas a falta de armamento e pessoal. A coisa está tão complicada que advogados não estão conseguindo ter acesso a seus clientes porque falta pessoal para buscar os presos nas celas. Mais detalhes sobre o assunto, AQUI.

Estupidez humana

A que ponto chega a intolerância e a estupidez nesse mundo. Um jornal europeu divulgou nesta quinta-feira que as usinas nucleares da Bélgica eram o alvo do plano original dos terroristas que realizaram os atentados da terça-feira em Bruxelas, que ainda garantiu que os suspeitos pertencem a uma única célula jihadista. O jornal La Dernière Heure afirmou que, depois que parte do grupo foi desmantelado na operação antiterrorista no distrito de Forest, na semana passada, que levou à captura do suposto responsável logístico dos atentados em Paris, Salah Abdeslam, e de outro cúmplice, Amine Choukri, na sexta-feira, os investigadores evitaram um ataque provavelmente pior. A ação das autoridades belgas teria obrigado os outros integrantes da célula terrorista a acelerarem suas missões e a revisarem seus alvos iniciais, segundo o La Dernière Heure. Ou seja, os imbecis pensam, em causar um desastre nuclear que atingiria milhões em nome de uma causa estúpida. Pior que uma hora esses idiotas ainda conseguem.

Abandono

Reportagem de PAIENL POLÍTICO esteve em Ariquemes e constatou que as obras do Hospital Regional de Ariquemes estão abandonadas e vem causando transtornos para a população, e pior, colocando em risco a saúde de todos, já que os buracos feitos para as fundações viraram verdadeiros criadouros de mosquitos. Para ver como está a situação por lá, inclusive em vídeo, CLIQUE AQUI.

Avião

A deputada federal Manoela D´àvila (PCdoB-RS), apelidada carinhosamente de ‘avião’ na planilha da Odebrecht postou um vídeo em seu perfil no Facebook negando ter recebido doações da empresa. De acordo com a plainhla, “avião” teria recebido R$ 300 mil na campanha de 2012, mas ela afirma que o dinheiro não chegou porque ela caiu nas pesquisas e talvez por isso a empresa tenha desistido. Esse é um dos grandes problemas em Brasília, quando a lama é jogada no ventilador, todo mundo fica cego, surdo e mudo.

Viagem agora, só a Maricá

Claudia Cruz, esposa de Eduardo Cunha e a filha Danielle entregaram nesta quinta-feira seus passaportes na Justiça Federal em Curitiba. Com isso, elas ficam impedidas de sair do país. Segundo O Antagonista, elas “vão ter de passar a Páscoa em Maricá”.

Clínica Mais Saúde informa – Pular o café da manhã não prejudica a dieta

Pular o café da manhã não fará com que você engorde, como ainda ditam muitos estudos sobre o assunto. No entanto, fazer a primeira refeição do dia pode dar mais energia. É o que diz uma pesquisa publicada recentemente no periódico científico American Journal of Clinical Nutrition. Pesquisadores da Universidade de Bath, na Grã-Bretanha, fizeram um experimento com 23 adultos para entender o real papel do café da manhã no ganho de peso. Durante seis semanas os participantes foram divididos em dois grupos: o primeiro precisava ingerir 700 calorias no café da manhã, enquanto o segundo poderia apenas beber água até o almoço. Os resultados mostraram que, embora o grupo do jejum tenha comido mais no almoço, o aumento calórico não foi suficiente para superar o déficit de 700 calorias ingeridas pelos outros participantes. Os autores concluíram também que pular essa refeição também não aumentou a fome dos participantes ao longo do dia nem afetou seus níveis de gordura ou fez com que eles ganhassem mais peso. No entanto, os integrantes do grupo que tomava café da manhã queimaram mais calorias ao longo do dia, principalmente devido à maior prática de atividade física. O que sugere que essa refeição pode ajudar as pessoas a ficarem mais ativas.

A jornais estrangeiros, Dilma diz que impeachment pode causar ‘cicatrizes duradouras’

‘Por que eles querem que eu renuncie? Porque eu sou uma mulher fraca? Eu não sou’, disse a presidente

A presidente Dilma Rousseff insistiu em entrevista a jornalistas estrangeiros. que não renunciará ao cargo e reafirmou que não há justificativa para o processo de impeachment. Segundo o jornal britânico The Guardian, a presidente disse ainda que retirá-la do cargo pode gerar “cicatrizes duradouras” para a democracia brasileira. Segundo o The New York Times, a petista disse que “dorme bem à noite” e que o esforço da oposição para a remover do Planalto “carece de bases legais”.

A reportagem do jornal americano descreve que Dilma adotou um tom “desafiador” na conversa, que durou mais de uma hora, em seu escritório no Palácio do Planalto, insistindo que não pretende renunciar. “Nós apelaremos a todos os meios legais disponíveis”, afirmou a presidente, ao ser perguntada sobre se aceitaria uma derrota no Congresso sobre o impeachment. Segundo o relato do Times, Dilma negou que tenha recebido financiamento ilegal em sua campanha.

Dilma reafirmou que se “mantém firme” no cargo e que a paz reinará no Brasil durante a realização da Olimpíada no Rio. “Por que eles querem que eu renuncie? Porque eu sou uma mulher fraca? Eu não sou”, disse a presidente, segundo o jornal The Guardian.

Ainda de acordo com o jornal britânico, a presidente acusou a oposição de não aceitar a derrota apertada nas eleições de 2014 e, desde então, trabalhar pelo “quanto pior, melhor” com a sabotagem da agenda legislativa apresentada pelo Executivo, fato que tem “afundado o País”, cita a reportagem. Dilma criticou ainda “métodos fascistas” usados por alguns nomes da oposição.

O Times, por sua vez, lembra o imbróglio em torno da nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como ministro-chefe da Casa Civil. Em um editorial publicado no último sábado, o jornal americano classificou de “ridículas” as explicações de Dilma para justificar a nomeação de Lula, principalmente porque ocorre em meio às denúncias de corrupção apuradas pela Operação Lava Jato.

Na entrevista desta quinta, Dilma defendeu a escolha do ex-presidente. “Lula é meu parceiro”, disse ela, segundo o Times. Ela ressaltou a capacidade de negociação e articulação política de Lula e afastou a justificativa de que a nomeação é apenas para protegê-lo da Operação Lava Jato, dando foro privilegiado ao ex-presidente.

O Times destaca na reportagem uma pesquisa recente, que mostra que 68% da população é favorável ao impeachment e que os brasileiros têm saído às ruas para protestarem contra o governo. “Não vou dizer que é agradável ser vaiada”, disse Dilma aos jornalistas estrangeiros ao falar das manifestações. “Mas não sou uma pessoa depressiva. Eu durmo bem à noite.”

A reportagem destaca ainda que o impeachment de Dilma pode ser votado na Câmara e no Senado já no próximo mês e que a presidente ainda enfrenta outra possibilidade de perder o mandato, a análise de irregularidades no financiamento da chapa que a elegeu pelo Superior Tribunal Eleitoral (TSE). Neste caso, o vice-presidente, Michel Temer, não poderia assumir o Planalto.

Estadão Conteúdo

Abandonada, obra do Hospital Regional de Ariquemes vira piscinão de zika e dengue

Orçada em R$ 35 milhões, esqueleto abandonado vem causando indignação e virou risco à saúde pública da cidade

Com a pedra fundamental lançada no dia 2 de Junho de 2015, o que era pra ser a salvação dos doentes que sofrem na região do Vale do Jamari, tornou-se um pesadelo para a população de Ariquemes.

Trata-se do novo hospital, que faz parte do programa de descentralização do atendimento de média e alta complexidade no Estado. Com um projeto de ter 140 leitos, sendo 113 de internação, seis de unidades de cuidados intermediários, 20 leitos unidade de tratamento intensivo (UTI), seis leitos de recuperação pós-anestésica e cinco centros cirúrgicos, tudo isso só está no papel.

A obra orçada em pouco mais de R$ 35 milhões está abandonada por parte do estado e o sonho começou a virar pesadelo.

“100 dias”

Esse foi o tempo que durou para que os primeiros problemas relacionados às obras de construção do Hospital Regional de Ariquemes aparecessem. O Hospital Regional seria para atender a região do Vale do Jamari, composta pelos municípios de Ariquemes, Alto Paraíso, Buritis, Cacaulândia, Campo Novo de Rondônia, Cujubim, Machadinho do Oeste, Monte Negro, Rio Crespo que somam mais de 250 mil habitantes.

Moradores de Ariquemes estão indignado com o estado pelo que está acontecendo, “É lamentável, mas, sinceramente eu já esperava por isso. Temos um vendaval de obras paradas em Ariquemes”, observa Edson, do Setor 09 Debaixo. “É, Ariquemes está perdida com nossos governantes. Precisamos tanto de um novo hospital. Fico muito triste com tudo isso”, relata Laudiceia, Setor 08. “Não me surpreende. Eles deveriam primeiro terminar as várias obras que estão abandonadas no município, para depois sim, começar outras”, opina Maria Auxiliadora, moradora do Setor 03.

E de fato a população de Ariquemes está coberta de razão ao se revoltar com a paralisação dos trabalhos. Tem muito dinheiro público apodrecendo em várias obras abandonadas no município. Somente na Avenida Tancredo Neves, centro da cidade, temos a obra do teatro, que já se estende por 10 (dez) anos e a UPA – Unidade de Pronto Atendimento, que inclusive fica ao lado das obras do Hospital Regional.

Se já era difícil de acreditar que a obra seria concluída em até 18 meses, prazo estipulado pelo próprio governador Confúcio Moura, agora ficou impossível. Espera-se que o provável problema burocrático ocorrido entre o estado e a Caixa Econômica seja resolvido com urgencia.

Pior que enquanto o governo gasta milhões em campanhas de prevenção e combate ao mosquito aedes aegypt, as obras do hospital que estão abandonadas, viraram um enorme criadouro do mosquito, colocando em risco à saúde da população. A reportagem de PAINEL POLÍTICO® esteve no local. Confira fotos:

har1
Obras do Hospital Regional de Ariquemes estão abandonadas
har2
Obras do Hospital Regional de Ariquemes estão abandonadas
har3
Obras do Hospital Regional de Ariquemes estão abandonadas
har4
Obras do Hospital Regional de Ariquemes estão abandonadas
har5
Obras do Hospital Regional de Ariquemes estão abandonadas
har6
Obras do Hospital Regional de Ariquemes estão abandonadas
har7
Obras do Hospital Regional de Ariquemes estão abandonadas
har8
Obras do Hospital Regional de Ariquemes estão abandonadas
har9
Obras do Hospital Regional de Ariquemes estão abandonadas
har10
Obras do Hospital Regional de Ariquemes estão abandonadas
har11
Obras do Hospital Regional de Ariquemes estão abandonadas
har12
Obras do Hospital Regional de Ariquemes estão abandonadas

Em Brasília, manifestantes hostilizam Dilma na rua

Um vídeo divulgado no Facebook na tarde desta quinta-feira, mostra centenas de pessoas hostilizando com xingamentos a presidente da República, Dilma Roussef. As imagens, que já tem mais de 1,4 mil compartilhamentos  foram postadas há cerca de 50 minutos no perfil do Avança Brasil Maçons BR, mas não fazem referência específica ao local, mas pelas imagens dá para perceber que se trata de uma das saídas do Planalto.

Os manifestantes gritam palavras de ordem, como ‘nossa bandeira jamais será vermelha’ e xingam a presidente de ‘ladra’, entre outras. Assista:

 

 

Rafaeli Paz quer ser a Bela da torcida Corinthiana

Ela é dançarina e modelo fotográfica, já integrou os grupos Felinas do Funk e Tigresas do Funk, ficou conhecida nacionalmente como a MC Rafinha e agora quer conquistar a Fiel torcida no maior concurso de beldades que representam os principais times do nosso futebol.

Paulista de 29 anos, Rafaeli Paz está disposta a garantir os votos da segunda maior torcida do Brasil , a do Corinthians no concurso Belas da Torcida do portal UOL.

Exibindo um corpo escultural e com tatuagens de arrancar o folego dos marmanjos, Rafaeli posou para fotos com a camisa do Timão e disse que não irá poupar esforços para ganhar o título.

Ela que já foi destaque na Gaviões da Fiel em 2013 pretende voltar ao carnaval no próximo ano e por isso já está malhando bastante para chegar com uma barriguinha trincada e fazer os homens ficarem de boca aberta.

raf1
Rafaeli Paz quer ser a musa do Corínthians
raf2
Rafaeli Paz quer ser a musa do Corínthians
raf3
Rafaeli Paz quer ser a musa do Corínthians
raf4
Rafaeli Paz quer ser a musa do Corínthians
raf5
Rafaeli Paz quer ser a musa do Corínthians
raf6
Rafaeli Paz quer ser a musa do Corínthians

Servidores da Justiça do Trabalho terão ‘auxílio-moradia’

A ANAJUSTRA divulgará o texto da resolução assim que ela for publicada pelo Conselho

Na sessão da última sexta-feira, 18, o Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), aprovou por unanimidade, o pedido da Associação Nacional dos Servidores da Justiça do Trabalho ANAJUSTRA para regulamentação do pagamento do auxílio-moradia.

A parcela, segundo o Conselho, tem por finalidade compensar, mensalmente, gastos realizados pelo servidor com aluguel de moradia ou hotelaria quando, para o exercício de cargo em comissão ou função de confiança de certo nível, suceder deslocamento para outro município. No entanto, a entidade ressalta que não há, na Justiça do Trabalho, norma que uniformize procedimentos, de forma a facilitar o pagamento do benefício nos Regionais.

No pedido, que teve como relator o conselheiro Carlos Coelho de Miranda Freire, a ANAJUSTRA solicita que a regulamentação siga a resolução nº 4/2008 do Conselho da Justiça Federal (CJF), “considerando a semelhança das situações dos servidores do Judiciário Trabalhista e dos demais órgãos da Justiça Federal”.

A ANAJUSTRA divulgará o texto da resolução assim que ela for publicada pelo Conselho.

Agentes denunciam falta de armas e pessoal nos presídios de Rondônia

Advogados estão sendo impedidos de visitar seus clientes por falta de agentes nos plantões

Agentes penitenciários protocolaram no Ministério Público do Estado, Assembleia Legislativa e na OAB, graves denúncias em relação a falta de equipamentos e pessoal nos presídios rondonienses. Um dos casos mais graves, diz respeito aos armamentos. Para se ter uma idéia, no arsenal estão registradas 13 espingardas e apenas 5 estão sendo usadas, já que 8 foram ‘baixadas’ (estão quebradas). Dos 9 revólveres catalogados, apenas 7 estão operacionais. Os agentes também estão carregando as armas com munição de treino, sujeita a falhas e que não deveriam ser utilizadas em serviço.

Cozinha do Pandinha usada pelos agentes
Cozinha do Pandinha usada pelos agentes

Em relação a falta de pessoal, a questão está tão séria que a Secretaria de Justiça encaminhou memorando circular no último dia 3 a todas as unidades informando que os agentes que forem convocados para trabalhar nas eleições desse ano, não poderão ser dispensados por dois dias, conforme estabelece a legislação.

Enfermaria do Pandinha está sempre faltando medicamentos
Enfermaria do Pandinha está sempre faltando medicamentos

A situação é tão complicada que o livro de registros relata que um advogado foi atender seu cliente por volta das 19 horas no presídio de porte médio ‘Pandinha’ (Edvan Mariano Rosendo) e não conseguiu porque haviam apenas seis agentes de plantão, um no portão, um na base fixa, dois em ronda e apenas dois disponíveis para buscar o preso, “o problema é que a maioria das celas tem cerca de 10, 12 presos, não dá para irem apenas dois agentes para buscar presos”, relatou um agente penitenciário que não quis divulgar seu nome.

Os agentes também denunciam a falta de medicamentos para atender os presos. No plantão do dia 12 deste mês, o livro de registros informa a falta de diversos medicamentos de uso controlado.

Em praticamente todos os livros de registro dos plantões são narradas ocorrências de serviços que deixaram de ser realizados devido a falta de pessoal ou de equipamentos. O governo do Estado não consegue resolver a falta de pessoal, mas paga salários altíssimos ao primeiro escalão. Para se ter uma ideia, o atual secretário de Justiça, Marcos José Rocha dos Santos recebe cerca de R$ 14 mil por representação de cargo comissionado, foram o salário de coronel de PM, que é pouco mais de R$ 13 mil. Centenas de aprovados no último concurso público aguardam chamamento, mas o governo não os convoca, alegando ‘falta de recursos’.

De acordo com a denúncia, o sistema prisional de Rondônia vem operando bem abaixo do mínimo recomendavel, colocando em risco a vida dos agentes e da população em geral. O deputado estadual Léo Moraes (PTB) foi notificado sobre a situação dos presídios e informou que pretende montar uma comissão, composta por membros do judiciário e da Organização dos Estados Americanos (OEA) para acompanhar de perto a situação, que beira o caos.

Rondônia já foi condenada pela Corte Interamericana de Justiça em função das chacinas ocorridas no sistema prisional. O Estado também vem sendo notificado periódicamente para implantar melhorias, mas não se mexe nesse sentido. Uma das alternativas que havia sido pensada pelo governador ainda em seu primeiro mandato era a privatização de algumas unidades, mas também não avançou nesse sentido. Enquanto isso, presos e agentes vivem em uma espécie de acordo mútuo, mas que pode ser quebrado a qualquer momento.

Lava Jato exige dados sobre Lula em eventual acordo de delação da Odebrecht

PF pede prorrogação de inquérito sobre Lula, Dilma e Cardozo no STF

Na última terça-feira (22), o grupo tornou pública a intenção de executivos da empresa em fechar uma colaboração efetiva

Para a força-tarefa da Operação Lava Jato, um ponto visto como essencial para os investigadores em uma negociação é que os executivos do Grupo Odebrecht revelem dados sobre os pagamentos de palestras, doações e reformas feitas em benefício do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Com a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, de tirar das mãos do juiz federal Sérgio Moro os inquéritos envolvendo o ex-presidente, a empreitera poderia negociar seu acordo tanto na Justiça de Curitiba, quanto no STF – nos casos dos processos envolvendo alvos com foro privilegiado. Em nota, o grupo mandou um sinal ao mercado de que quer falar sobre doações eleitorais.

Além de confessar ter conhecimento sobre o “departamento da propina” revelado pela Operação Xepa – 26ª fase deflagrada na terça-feira (22) –, os procuradores da força-tarefa querem detalhes sobre a corrupção em outras obras e áreas do governo. Algumas delas já estão no radar da Lava Jato, como o setor de plataformas na Petrobras, o estádio Itaquerão, em São Paulo, o Porto Maravilha, no Rio, entre outras.

Por outro lado, a tentativa de negociação de uma delação premiada por executivos do Grupo Odebrecht começou mal, na avaliação dos procuradores. Na nota de esclarecimento divulgada nesta quarta-feira (23), em que afirmou não existir sequer negociação iniciada sobre acordos de colaboração com executivos ou leniência com o Grupo Odebrecht, a força-tarefa critica a divulgação do possível acordo.

Aécio diz que é “inaceitável o que está acontecendo” e internautas não perdoam

Aécio Neves depõe à PF em Brasília

Senador falava de discurso “alarmista e distante da realidade” que Dilma fez para embaixadores; internautas cobraram Aécio

O senador Aécio Neves deu um tiro no próprio pé no Twitter na tarde desta quarta-feira (23). Ao postar “É inaceitável o que está acontecendo”, Aécio imediatamente começou a receber uma chuva de respostas de internautas. “Meu amigo, inaceitável é você falar bosta sobre o atual governo quando seu nome está em todas as listas de propina já publicadas”, publicou uma usuária.  “O quê? Seu nome em tudo que é podridão? É mesmo! Votei no senhor é estou muito decepcionada. Nunca mais”, disse outra internauta. Em uma hora, o tuíte de Aécio já havia sido retuitado cerca de 2 mil vezes.

Senador criticou o tom
Reprodução/Twitter

Senador criticou o tom “alarmista e absolutamente distante da realidade” no discurso de Dilma

O senador se referia à ação promovida pela presidente Dilma na última terça-feira (22). Segundo o presidente nacional do PSDB, Dilma convidou embaixadores para irem ao Palácio do Planalto para “ouvir um discurso alarmista e absolutamente distante da realidade como se o Brasil estivesse prestes a sofrer um golpe de estado”.

Enquanto alguns usuários da rede social mantiveram o tom sério de cobrança ao senador, outros se engajaram numa brincadeira de escrever coisas que são inaceitáveis de estarem acontecendo seguidos no tuíte de Aécio. “Sense8 apenas em 2017”, “Amanhã eu ter aula”, “Açaí a 20 reais o litro”, “Eu ter pego o ônibus errado de novo”, são algumas das reclamações bem-humoradas dos internautas.

Veja abaixo mais “indignações” dos usuários:

Vereadores ganham muito pouco – Professor Nazareno

Reforma do Estado deve preceder a tributária - Por José Américo Leite Filho

Os vereadores de Porto Velho, numa ação mais do que justa e popular, aprovaram recentemente para si mesmos um aumento de quase sete por cento retroativo a um ano e meio. Dos pouco mais de doze mil reais por mês, os legisladores portovelhenses vão ganhar a partir de agora a irrisória quantia de 14 mil e setecentos reais mensais. Uma merreca, uma esmola, uma verdadeira miséria levando em consideração o grande trabalho que a Câmara de Vereadores faz em benefício de toda a população sofrida desta cidade. O Brasil pode até estar em crise econômica e com dificuldades de caixa, mas não é isso que se verifica na “capital das sentinelas avançadas”. Uma das únicas repartições públicas de Rondônia que realmente tem mostrado trabalho e eficiência, este aumento veio apenas coroar um reconhecido êxito.

Um conhecido colunista local escreveu que “enquanto em outras cidades do Brasil vereadores reduzem seus salários por exigência da sociedade, os de Porto Velho promovem esse aumento absurdo, usando desculpas esfarrapadas que afrontam ainda mais a dignidade da cidadania portovelhense e até as instituições existentes para defender a população desses políticos que conspurcam o nobre exercício da representação popular. Essa decisão da mesa diretora da Câmara Municipal tem cheiro de crime contra a economia pública”. É possível que o jornalista esteja totalmente equivocado com esta nobre e justa decisão dos edis de Porto Velho, pois se o juiz Sérgio Moro tivesse coragem suficiente de trabalhar por aqui, a Câmara de Vereadores seria um dos únicos locais que não seria visitado pelo eminente magistrado.

Os parlamentares municipais deveriam ser indicados para um Prêmio Nobel pelo muito que têm feito em nosso benefício. Na atual legislatura nunca foi registrado um único escândalo naquela casa de leis. Ali, não há um único integrante que não tenha inúmeros trabalhos prestados à população. Em 2014, durante a enchente histórica do rio Madeira, por exemplo, cada vereador se multipicou por dez ou doze para atender aos atingidos. A nossa cidade hoje está um brinco por causa do incansável trabalho destes honrados políticos. Todos eles, juntamente com o Prefeito Mauro Nazif, têm dado a própria alma para o progresso e o desenvolvimento da “cidade das hidrelétricas”. Por isso, é uma grande injustiça alguém em sã consciência afirmar que é exorbitante o irrisório salário que eles recebem. O povo devia era contribuir com mais verba para eles.

Dizer que a brava e politizada população de Porto Velho devia reagir à manobra desses políticos aumentarem o próprio salário é uma sandice sem tamanho. O povo de Porto Velho reagir a uma injustiça da classe política local? Aqui, devido ao grande número de benfeitorias feitas fica até difícil convencer a inexistente opinião pública de alguma coisa. Inúmeras ruas asfaltadas, obras pipocando por todos os bairros e avenidas, saneamento básico, água tratada, inúmeras praças, projetos de arborização, logradouros públicos decentes, transportes coletivos de Primeiro Mundo, salários altíssimos para os servidores do município, saúde e educação ímpares, além de incontáveis áreas de lazer é tudo o que se tem visto na cidade. E em tudo tem a mão “divina” destes vereadores. Trinta ou quarenta mil reais por mês ainda seria pouco para cada um deles. Porto Velho sobreviveria sem uma Câmara de Vereadores como esta?

*É Professor em Porto Velho.