Nova reunião termina sem acordo, e greve dos bancários continua

Em seu 10º dia, paralisação fechou mais de 12 mil agências.
Reunião de negociação foi realizada nesta quinta-feira

A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) informou que, após nova reunião realizada nesta quinta-feira (15) com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), não houve acordo sobre o reajuste reivindicado pelos bancários, e orientou a continuidade da greve.

Segundo a Contraf, os bancos reapresentaram a proposta que já haviam feito na reunião de terça-feira (13), que terminou sem acordo. Na sexta-feira (9), os bancários já haviam recusado a outra proposta da Fenaban. A greve teve início na terça-feira passada (6).

Em seu 10º dia, a greve dos bancários fechou mais da metade das agências do país, segundo a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT). De acordo com balanço do comando dos grevistas, 12.608 agências e 49 centros administrativos tiveram as atividades paralisadas.

A Fenaban não tem divulgado balanços diários de agências fechadas, mas informa que a população tem à sua disposição uma série de canais alternativos para realizar transações financeiras.

De acordo com o Banco Central, o país tem 22.676 agências bancárias instaladas, segundo último balanço do Banco Central.

Reivindicações
A categoria havia rejeitado a primeira proposta da Fenaban – de reajuste de 6,5% sobre os salários, a PLR e os auxílios refeição, alimentação, creche, e abono de R$ 3 mil. A proposta seguinte, também rejeitada, foi de reajuste de 7% no salário, PLR e nos auxílios refeição, alimentação, creche, além de abono de R$ 3,3 mil.

Os sindicatos alegam que a oferta não cobre a inflação do período e representa uma perda de 2,39% para o bolso de cada bancário. Os bancários querem reposição da inflação do período mais 5% de aumento real, valorização do piso salarial – no valor do salário mínimo calculado pelo Dieese (R$ 3.940,24 em junho) -, PLR de três salários mais R$ 8.317,90, além de outras reivindicações, como melhores condições de trabalho.

A Fenaban disse em nota que “o modelo de aumento composto por abono e reajuste sobre o salário é o mais adequado para o atual momento de transição na economia brasileira, de inflação alta para uma inflação mais baixa”.

Atendimento
Em nota, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) lembra que os clientes podem usar os caixas eletrônicos para agendamento e pagamento de contas (desde que não vencidas), saques, depósitos, emissão de folhas de cheques, transferências e saques de benefícios sociais.

Nos correspondentes bancários (postos dos Correios, casas lotéricas e supermercados), é possível também pagar contas e faturas de concessionárias de serviços públicos, sacar dinheiro e benefícios e fazer depósitos, entre outros serviços.

Greve passada
A última paralisação dos bancários ocorreu em outubro do ano passado e teve duração de 21 dias, com agências de bancos públicos e privados fechadas em 24 estados e do Distrito Federal. Na ocasião, a Fenaban propôs reajuste de 10%, em resposta à reivindicação de 16% da categoria.

G1

Coluna – Cassol garante mandato e está à um passo de ser candidato em 2018

Coluna Painel Politico, jornalista Alan Alex

Manobra no STF garantiu “pena alternativa”, para a perda do mandato e italiano agora trabalha para garantir elegibilidade

Monopólio

Todo monopólio é pernicioso e prejudicial principalmente à sociedade. E no Brasil temos um pernicioso e perigoso monopólio, o da venda de armas que é controlado pela gigante Forjas Tauros, maior fabricante de armas da América Latina, que vende armamento para forças armadas e forças policiais brasileiras, apoiada por uma legislação que inibe a compra de equipamentos de outras empresas.

De acordo com o blog

The Intercept Brasil, “Desde 2000, o mercado de armas no Brasil foi definido por uma canetada. A atualização do decreto R-105, assinada por Fernando Henrique Cardoso, estabeleceu a regulamentação para a fiscalização de produtos controlados e determina, em seu artigo 190, que “o produto controlado que estiver sendo fabricado no país, por indústria considerada de valor estratégico pelo Exército, terá sua importação negada ou restringida”. Em suma: uma arma só pode ser importada com autorização do Exército, que raramente fornece permissões e estabelece, na prática, o monopólio da Taurus sobre o mercado”.

Em Rondônia

Policiais Militares e civis já relataram problemas com as armas da empresa, tais como travamentos e disparos acidentais. Os relatos, normalmente são registrados, por vezes as armas são trocadas, mas o problema se mantém. Um grupo conseguiu coletar 198 assinaturas das 171 necessárias para a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito e protocolou pedido de abertura da CPI na tarde de terça-feira (13). Resta saber se o lobby da empresa vai se manter firme e forte. Só à título de curiosidade, no Brasil há 15 anos, havia ao menos cinco indústrias de armamentos: Taurus, Rossi, Imbel, CBC e Boito. Hoje apenas a Taurus. A Imbel fabrica apenas uma arma e vem sobrevivendo à duras penas. A Glock tentou entrar no país, mas não conseguiiu, o lobby da “bancada da bala” falou mais alto.

Se livrando

O senador Ivo Cassol (PP-RO), apesar de ser catarinese vem agindo na ‘mineirice’ e está a um passo de conseguir ser candidato ao governo em 2018, conforme ele anda falando há tempos em reuniões e entrevistas pelo Estado. Cassol atribuiu sua “inucência” a forças divinas, mas o que ele tem mesmo é um bom time de advogados. já se livrou da cadeia com a redução da pena e na última quarta-feira (13) conseguiu mais uma proeza, não perde mais o mandato. Cassol vai cumprir uma “pena alternativa” ainda não definida pelo Supremo Tribunal Federal.

Impedido

O ministro Luiz Fux se deu por impedido após uma questão de ordem e seu voto foi anulado. Assim, a votação ficou empatada e jogo mudou à favor do italiano.

Com isso

Apesar de estar ainda tecnicamente inelegível, os advogados do senador estão trabalhando pesado para tentar reverter a condenação. Como Cassol vem conseguindo rediscutir cada ponto, existe a possibilidade, remota (mas lembrem-se, estamos no Brasil) dele conseguir disputar nem que seja por força de liminar. A partir disso, tudo pode acontecer. Se Cassol tiver sucesso, o cenário para 2018 muda completamente.

Registro

“Água não tem cabelo”, dizia minha falecida avó. E essa é uma máxima que devemos lembrar todas as vezes que, por mais calor que esteja, formos entrar em um rio ou igarapé. Na tarde desta quinta-feira o Brasil foi abalado pela morte prematura do ator Domingos Montagner, 54 anos, que foi dar um mergulho nas águas do rio São Francisco após o almoço. Uma tragédia.

Levou varada

Roberto Sobrinho, candidato do PT a prefeitura de Porto Velho perdeu oito programas eleitorais por ter mentido sobre ter deixado recursos para as obras da rodoviária da capital e ainda terá que pagar uma multa de R$ 4 mil por ter desobedecido a determinação de mostrar a logomarca do PT nos programas eleitorais (Roberto é petista, mas tenta se desvencilhar da legenda durante a campanha).

Clínica Mais Saúde informa – Dificuldade para engravidar? A causa pode ser a sua imunidade

Na população em geral, 15% a 20% das mulheres não conseguem engravidar. De cada 10 mulheres que engravidam, só três terão o bebê. Entre os sete abortos espontâneos, seis ocorrerão no início da gestação e durante a menstruação. O casal com dificuldade para engravidar deve, antes de tudo, se submeter a exames pontuais  e rotineiros, como espermograma, avaliação das trompas e reserva ovariana. Cerca de 70% dos problemas de infertilidade são decorrentes de tais problemas. Muitos pacientes deixam de investigar a causa neste momento. Pois o segundo passo fundamental a ser tomado é recorrer aos exames imunológicos. Isso porque, cerca de 98% das mulheres que tentaram engravidar e sofreram abortos espontâneos apresentam algum tipo de problema imunológico. Baseado em um levantamento realizado com 11.000 pacientes e na revisão de estudos clínicos, o especialista aponta os problemas imunológicos mais frequentes que podem dificultar a gestação ao impedir a implantação do embrião no útero e ou até mesmo provocar abortos precoces. As 5 causas imunológicas que impedem a gravidez são, Aloimunidade, Trombofilias, Autoimune – Fator antinuclear, Autoimune – Tiroidite e a Endometrite Crônica.

Lotado na SEDAM, PM é preso por ameaçar outros PMs em feira

ocorrencias policiais

Denison Trindade Silva foi detido na V8 em Ariquemes após mostrar arma para policiais

Um episódio constrangedor foi registrado em Ariquemes no último dia 31 de julho na boate V8, que havia sido montada no Parque de Exposições e só foi revelado esta semana.

O incidente envolveu o policial militar Denison Trindade Silva, 32, e outros três companheiros de farda, o capitão Áureo César e os policiais Paulo César e Cristiano Companini.

Denison é policial militar, mas está lotado na SEDAM, onde ocupa o cardo de Chefe de Desenvolvimento Florestal. O boletim de ocorrência número 7450-2016, registrado no dia 31 de julho desse ano, narra que Paulo Roberto estava no parque de exposição de Ariquemes, na V8, e por volta das 4 horas, Denisson Trindade Silva, chamou sua esposa, a senhora Núbia para dançar. Paulo teria se aproximado de Denison e informou que a mesma era casada.

Neste momento, Denison intimidou Paulo, levantando a camisa e mostrando uma arma de fogo e pediu para que Paulo não se aproximasse. Neste momento, os outros dois policiais que estavam com Paulo se aproximaram e pediram para que Denison se identificasse, ele negou e foi conduzido pelos três para o posto policial.

Em razão da ameaça, mediante apresentação de arma de fogo para a vítima, o conduzido foi levado para o quartel, a fim de ser identificado e posteriormente conduzido à delegacia. No trajeto Denison alegou ser “policial do serviço de inteligência”e que estaria “em missão de investigação”. Quando os policiais chegaram ao quartel descobriram que ele está cedido para a SEDAM e ele então recebeu voz de prisão.

“Herança de Sangue”, com Mel Gibson. Não perca seu tempo

Filme é previsível e chega a ser cansativo. Fuja!

O filme marca o retorno de Mel Gibson às telas, após uma longa temporada encostado, mas era melhor que nem tivesse voltado. Assim é a sinopse, “John Link (Mel Gibson) vive em meio ao deserto na Califórnia onde seu trailer também serve como estúdio de tatuagem. Vivendo longe de drogas e violência, ele tem seu cotidiano afetado com a chegada de sua filha desaparecida que está jurada de morte por traficantes. Ele fará de tudo para protegê-la”.

A partir disso, já se sabe exatamente como a trama vai seguir. Atuações sofríveis, estereótipos de bandidos mexicanos, presos tatuados, um passado neonazista, nenhuma cena surpreendente. Em certos momentos dá vontade de ir embora. Você terá a certeza que já viu o filme, em diversas cenas. Até o final é sem graça. Fuja!

Abaixo o trailer:

Thriller/Filme de ação ‧ 1h 28m

Data de lançamento: 1 de setembro de 2016 (Brasil)
Direção: Jean-François Richet
Roteiro: Peter Craig
Produção: Pascal Caucheteux, Chris Briggs, Sebastien Lemercier
Produtoras: Why Not Productions, Wild Bunch

Alan Alex é editor de Painel Político e dá pitaco em cinema

Advogado é preso por hipnotizar clientes para fins sexuais

Símbolo da justiça

Advogado de Ohio se declarou culpado de seis acusações de sequestro com específica motivação sexual

 Um advogado de Ohio que hipnotizada suas clientes para fins sexuais se declarou culpado de seis acusações. As informações são do site da revista Times .
Michael W. Fine, de 59 anos, levantou suspeita após uma cliente sair de uma reunião com lapsos de memória, desconforto na vagina e uma alça do sutiã caída. Ela voltou ao encontro seguinte com uma câmera escondida e o gravou a colocando em transe, dando ordens sexuais e dizendo que ela estava “fazendo amor com o maior amante do mundo”.

A vítima levou a gravação para a polícia, que a convenceu a voltar ao escritório usando dispositivos de áudio. Quando Michael a hipnotizou novamente, os oficiais invadiram a sala e o prenderam. Quando o caso de tornou público, outras mulheres se apresentaram relatando eventos semelhantes.

Na última segunda-feira (12), Fine se declarou culpado de cinco acusações de sequestro e uma tentativa de sequestro, todas com uma especifica motivação sexual. Em novembro ele voltará ao tribunal para ouvir a sentença. Seus advogados pretendem fechar um acordo judicial para que ele passe 12 anos na prisão.

Veja como foi a experiência de quem rodou no carro autônomo do Uber

Nesta quarta-feira (12), carros que se locomovem sem motoristas se posicionam durante demonstração do serviço em Centro de Tecnologias Avançadas do Uber, em Pittsburgh, nos Estados Unidos; veículos são do modelo Ford Fusion e integram programa de testes.

O Uber lançou nesta quarta-feira (14) o primeiro serviço de transporte de pessoas em carros autônomos nos Estados Unidos. Ainda se trata de um programa experimental, com uma pequena frota de veículos, todos do modelo Ford Fusion híbrido (com motor elétrico e um a combustão) e restrito à cidade de Pittsburgh.

Só podem participar pessoas que a própria empresa seleciona. Jornalistas de alguns veículos da mídia americana foram convidados a experimentar. Veja abaixo o que eles disseram.

Limite de 2 passageiros

O “Business Insider” contou que os passageiros selecionados para o programa de testes acionam o Uber pelo aplicativo, na opção UberX, da mesma forma que para pedir carros “normais”. Uma mensagem indica que:
– você foi selecionado para o carro autônomo;
– o limite é de 2 passageiros; isto porque os bancos da frente são ocupados por um motorista de Uber e um engenheiro da empresa, que podem intervir no carro a qualquer momento;
– que é obrigatório usar cinto de segurança e que você não pagará pela viagem. “É por nossa conta”, diz o aplicativo.

Motorista com mãos no volante

O jornal “USA Today” relatou que o motorista era instruído a segurar levemente no volante o tempo todo, mostrando estar pronto a assumir a direção imediatamente sempre que sinais sonoros e mensagens no painel avisassem da necessidade. No banco de trás também há uma tela que mostra informações sobre o carro aos passageiros.

A reportagem cita que, “em diversas ocasiões”, o motorista tomou o controle, “quando a situação era muito complexa para os algoritimos do carro”, como quando um veículo estava estacionado na contramão da calçada da direita.

Manobrando sozinho

A agência Reuters relatou que, em uma viagem de aproximadamente 1 hora de duração, o carro se mostrou seguro: sozinho, ele parou nos sinais vermelhos, passou por uma ponte, ultrapassou um veículo e reduziu a velocidade quando um carro à frente abriu a porta para a rua.

A reportagem do “USA Today” descreveu que condução foi suave praticamente o tempo todo e que o carro evitou ciclistas e pedestres em uma avenida movimentada do percurso (Penn Avenue).

Além do Uber, outras empresas desenvolvem projetos com carros autônomos, todos em fase de testes.

Encontrado o corpo do ator Domingos Montagner, 54

Secretário de turismo é denunciado por morte de Domingos Montagner

Protagonista da novela ‘Velho Chico’ estava desaparecido desde a tarde de quinta-feira

Foi encontrado no fim da noite desta quinta-feira o corpo do ator Domingos Montagner. Atual protagonista da novela das 9 da Globo, Velho Chico, Montagner, 54 anos, desapareceu na quinta-feira após mergulhar nas águas do Rio São Francisco, na cidade de Canindé de São Francisco, em Sergipe. O ator entrou no rio por volta das 13 horas e não retornou à margem.

Trajetória – Nascido em São Paulo, em fevereiro de 1962, Domingos Montagner teve uma interessante e meteórica trajetória pelo campo artístico. Antes de conquistar o posto de galã global, o ator foi professor de educação física no ensino fundamental, tarefa que ele afirmava ser grato por ter experienciado. “Eu tinha uma verdadeira paixão em dar aula”, contou certa vez no Domingão do Faustão.

Na mesma época ele demonstrou interesse pelo teatro e circo. Seu primeiro contato profissional com as artes cênicas foi no curso de interpretação no Circo Escola Picadeiro, no começo dos anos 1990. O pontapé na área o conduziu à criação do grupo circense La Mínima, em 1997, ao lado de Fernando Sampaio. Em 2003, os sócios deram início ao projeto paralelo Circo Zanni. Com direção artística de Montagner, a iniciativa, que continua na estrada, tem o intuito de colocar em foco circos pequenos e de médio porte em cidades brasileiras.

A fantasia de palhaço passou então a fazer parte do cotidiano do ator. Foi vestido assim, aliás, que ele participou do comentado espetáculo A Noite Dos Palhaços Mudos, que conquistou o prêmio Shell de Teatro em 2009, e deu origem ao curta-metragem de mesmo nome.

Domingos fazia par romântico com Camila Pitanga
Domingos fazia par romântico com Camila Pitanga

O sucesso da peça no teatro fez o ator ser convidado para um teste na TV. A estreia aconteceu em 2008, quando ele tinha 46 anos, na série Mothern, da GNT.Montagner permaneceu por duas temporadas no programa antes de participar dos seriados da Globo Força Tarefa, A Cura e Divã, respectivamente, entre 2010 e 2011.

A primeira novela veio em 2011: Cordel Encantado. O carisma e beleza exótica do ator o fizeram conquistar o público e também prêmios. Entre eles as honrarias de melhores do ano da revista CONTIGO e do Domingão do Faustão na categoria ator revelação.

A carreira meteórica levou Montagner a emendar um trabalho no outro. O destaque veio com o papel de protagonista na minissérie Brado Retumbante, seguido pelo arrebatador Zyah, em Salve Jorge, em 2012. Entre o bruto e o amável, o personagem turco roubou o título de galã de Rodrigo Lombardi, que, no folhetim, interpretava o militar Theo. No mesmo ano, Montagner estreou no cinema com o filme Gonzaga – de Pai Pra Filho, de Breno Silveira

O próximo protagonista viria em 2015, na novela Sete Vidas, na qual viveu Miguel, um doador de sêmen que é procurado por sete filhos em busca do pai biológico. No mesmo ano, o ator rodou três longas-metragens, que só entraram em cartaz em 2016: De Onde te Vejo, Vidas Partidas e Um Namorado para Minha Mulher. Montagner ainda vai aparecer nos cinemas este ano com o filme Através da Sombra, sem data de estreia prevista.

Durante o acidente, Montagner estava em um intervalo das gravações da novelaVelho Chico, de Benedito Ruy Barbosa, com direção de Luiz Fernando Carvalho. Ainda não se sabe como o personagem será substituído na produção. O ator já tinha na agenda o próximo trabalho, a próxima minissérie da Globo, inspirada no livro Carcereiros, de Drauzio Varella.

Casado com Luciana Lima há 14 anos, o ator deixa três filhos: Leo, de 12 anos, Antônio, de 7, e Dante, de 5.

Kim Kardashian faz 6 mil selfies durante viagem de apenas 4 dias ao México

Fotos foram tiradas quando a socialite esteve em um resort de luxo com amigos e os filhos

A socialite e empresária norte-americana Kim Kardashian, de 35 anos, admitiu ter feito 6 mil selfies durante uma viagem de apenas quatro dias ao México.

As fotografias foram feitos no mês passado, quando a morena esteve em um resort de luxo, na cidade de Punta Mita, acompanhada de amigos e dos filhos, North, de 3 anos, e Saint, de apenas 9 meses. As informações são do jornal The Sun.

Detalhes da viagem foram feitos por Kim Kardashian ao site de sua irmã mais nova, a modelo Kendall Jenner, de 20 anos.

A principal estrela do reality show americano “Keeping up with the Kardashian” contou que aproveitou os dias nublados para ficar em seu quatro fazendo as fotos enquanto experimentava nove biquínis novos.

Mais detalhes da viagem da morena com a família devem ser revelados na próxima edição do reality, que já teve 12 temporadas.

Kim é realmente muito fã de selfies. Tanto é que ela já lançou um livro chamado “Selfish”, apenas com suas fotos nesse estilo.

Selfish in Mexico

Uma foto publicada por Kim Kardashian West (@kimkardashian) em

Vítimas de armas defeituosas da Taurus pedem abertura de CPI

Armas defeituosas matam impunemente, blindadas pelo lobby e pelo Exército

Perigo que mora no coldre dos que têm a missão de “servir e proteger”. Policiais civis e militares de todos os estados são reféns do armamento da brasileira Forjas Taurus, maior fabricante de armas da América Latina, que, há anos, vem sendo denunciada por disparos acidentais. Beneficiados por uma legislação que abre portas para o monopólio da empresa, instituições policiais não conseguem adquirir outros armamentos. Enquanto isso, as armas já fizeram mais de 50 vítimas só no Brasil.

A empresa, que movimentou 823 milhões de reais em 2015 e era financiadora de campanhas de deputados federais, segue com o negócio intocado – e na sombra, já que a transparência não é o forte do setor. Laudos, perícias e depoimentos de vítimas têm sido sistematicamente desconsiderados. Responsabilidades não são apuradas e, há pelo menos dois anos, com o conhecimento dos Governos Federal e Estaduais, policiais vêm matando e morrendo acidentalmente.

O Exército acusa a Taurus, sediada em Porto Alegre, de falhar no controle de qualidade de seus armamentos. Por sua vez, a empresa, que exporta para mais de 80 países, diz que jamais foi comunicada a respeito disso pelo órgão que a fiscaliza e adverte: vai processar quem insiste em disseminar “acusações falsas” ou tentar “prejudicar sua reputação”.

Desde 2000, o mercado de armas no Brasil foi definido por uma canetada. A atualização do decreto R-105, assinada por Fernando Henrique Cardoso, estabeleceu a regulamentação para a fiscalização de produtos controlados e determina, em seu artigo 190, que “o produto controlado que estiver sendo fabricado no país, por indústria considerada de valor estratégico pelo Exército, terá sua importação negada ou restringida”. Em suma: uma arma só pode ser importada com autorização do Exército, que raramente fornece permissões e estabelece, na prática, o monopólio da Taurus sobre o mercado.

Embora o Exército não assuma que exista um monopólio mantido com sua ajuda, esse cenário vem sendo desenhado ao longo do tempo pelos militares. A regra vigente é uma atualização do Decreto no 24.602, de 6 de julho de 1934, do então Governo Provisório, que foi o que, originalmente, colocou o controle sobre as armas nas mãos dos militares.

Depois de anos sem se pronunciar, o Exército confirma que as armas produzidas pela Taurus têm mesmo defeitos de fabricação. Apesar de não revelarem quais são e desde quando eles ocorrem, o Exército, responsável pela fiscalização do setor, admite o problema: “As falhas constatadas fazem parte de deficiências, por parte da empresa, no controle de qualidade da fabricação de produtos em escala industrial”, informou ao The Intercept Brasil.

Sem entrar em detalhes, o Exército afirmou ainda que, dentre as sanções aplicadas à empresa, estão o impedimento de fabricar e comercializar as armas sob investigação, a ampliação dos recalls e instauração de um processo administrativo.

CLIQUE AQUI para ler a reportagem completa sobre o assunto, produzida pelo Intercept Brasil

Sobrinho perde 8 programas e é multado em R$ 4 mil

PT confirma Roberto Sobrinho como pré candidato a prefeito da capital

Foi reconhecido que Roberto Sobrinho mentiu em quatro propagandas em bloco exibido na televisão

O candidato a prefeito do PT, Roberto Sobrinho, que está com seu registro de candidatura indeferido pela justiça eleitoral e ainda está na disputa por conta de uma liminar concedida pelo TRE/RO, que pode ser cassada a qualquer momento, sofreu mais um duro golpe esta semana.

O Juiz Eleitoral Acir Teixeira Grécia da 21ª Zona Eleitoral julgou procedente ação proposta pela Coligação Majoritária “Porto Velho Mais Forte”, do atual prefeito Mauro Nazif, e condenou Roberto Sobrinho a perda de quatro programas de rádio, em razão de ter descumprido a determinação liminar contida no processo n. 29-10, que determinava que ele exibisse o nome do PT em sua propaganda; aplicou ainda a Roberto Sobrinho a multa de R$4.000,00.

O mesmo magistrado julgou procedente duas ações de direito de resposta proposta também pelo atual prefeito, onde foi reconhecido que Roberto Sobrinho mentiu em quatro propagandas em bloco exibido na televisão, pois alegou falsamente que tinha deixado dinheiro em caixa para construir a nova rodoviária, espaço multi-evento e parque das águas, e que o atual prefeito tinha perdido tal recurso.

Segundo o Juiz e o Ministério Público, tal alegação foi considerada mentirosa, motivo pelo qual concederam um minuto de direito de resposta a Mauro Nazif em cada programa de Roberto, isso em quatro programas, restando ao petista somente vinte segundos para passar sua mensagem.

Consultado pela reportagem, o advogado de Nazif, Nelson Canedo, informou que o direito de resposta já foi veiculado na TV, e que os programas de rádio já não serão mais veiculados a partir de amanhã.