Nova Mamoré é a 5474º melhor cidade do Brasil em qualidade de vida, de um total de 5.500

Nova Mamoré é a 5474º melhor cidade do Brasil em qualidade de vida, de um total de 5.500

O estado de São Paulo domina o topo do ranking com oito cidades nas primeiras poisções

Considerando os 5,5 mil municípios do Brasil, as 100 cidades a seguir são as que apresentam o melhor e o pior quadro de bem-estar no país, segundo um levantamento inédito do Observatório das Metrópoles, coordenado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

O estado de São Paulo domina o topo do ranking com oito cidades nas primeiras posições. Considerada a cidade mais organizada do estado, Buritizal, no norte de São Paulo, lidera a lista com índice de 0.951. Quanto mais próximo de 1,0, melhor é a condição de bem-estar da cidade.

Para chegar ao resultado, o estudou levou em conta cinco fatores de qualidade: mobilidade urbana, condições ambientais e habitacionais, serviços coletivos urbanos e infraestrutura.

De acordo com a pesquisa, mais da metade dos municípios estão em condições ruins com o atendimento adequado de água e esgoto, coleta de lixo e atendimento de energia.

AS MELHORES

Cidade Estado Índice Ranking
Buritizal São Paulo 0,951
Santa Salete São Paulo 0,941
Taquaral São Paulo 0,937
Dirce Reis São Paulo 0,936
Santana da Ponte Pensa São Paulo 0,936
Fernão São Paulo 0,934
Águas de São Pedro São Paulo 0,934
Pompéia São Paulo 0,932
Antônio Prado de Minas Minas Gerais 0,931
Votuporanga São Paulo 0,931 10º

AS PIORES

Cidade Estado Índice Ranking
Turiaçu Maranhão 0,580 5465º
Mirinzal Maranhão 0,579 5466º
Campos Lindos Tocantins 0,579 5467º
Chaves Pará 0,578 5468º
Mocajuba Pará 0,578 5469º
Miguel Alves Piauí 0,576 5470º
Manoel Urbano Acre 0,576 5471º
Lago Verde Maranhão 0,576 5472º
Riacho Frio Piauí 0,576 5473º
Nova Mamoré Rondônia 0,575 5474º

 

Fonte: Exame

Coluna – Saída de Delner Freire da folha de pagamento tem a ver com seguro pecúlio

Coronel foi exonerado em outubro deste ano sem nenhuma explicação, mas procurador abriu investigação; e ainda, a delação de Rover está tirando o sono de muitos

Pensem comigo

Ele vinha sofrendo pesadas críticas há meses, tendo sido chamado por diversas vezes à comparecer na Assembleia Legislativa para dar satisfação de suas ações abusivas e atrapalhadas na folha de pagamento do Governo do Estado. Mesmo assim, o coronel Delner Freire vinha se mantendo no cargo. Porém, em 25 de outubro deste ano, em plena campanha eleitoral, o governador resolve exonerar o coronel, assim, sem mais nem menos. Estranho, né?

Investigação

Um Procurador deu início a um levantamento sobre uma série de irregularidades na folha de pagamento, afinal, não eram apenas “meia dúzia de gente reclamando”, eram muitos. A coisa envolve o “Seguro Pecúlio”, que nada mais é que um seguro de vida e vinha sendo descontado no contracheque de centenas de servidores estaduais sobre a identificação de “verba 6027” ou “verba 6007”.  O seguro não é obrigatório, mas essa informação não era repassada. O percentual descontado era de 1,84% do salário para o seguro “6027” e de 1,74% para o seguro “6007” é descontada sobre o vencimento básico e demais gratificações, exceto o Auxílio Transporte.

Então

Uma empresa gerencia esse tal “seguro”, e claro, ganha para isso. Ocorre que não existe nenhum tipo de decreto que regulamente essa questão, assim como não existe nenhuma obrigatoriedade para que o servidor pague esse seguro. Como muitos milhares sequer sabem dessa situação, muitos estão entrando na justiça para tentar reaver o que já foi pago erroneamente. Outro ponto é, quem estava ganhando dinheiro com isso?

Pois é…

O coronel deve explicações, e muitas. Sua saída pode até ter lhe dado algum tempo, e “esfriado” a situação, mas isso não deve perdurar. Já tem gente demais querendo saber detalhes e ele é o responsável direto. Vamos aguardar o desenrolar…

Enquanto isso

A defesa do ex-presidente Lula entrou com pedido de prisão contra o juiz federal Sérgio Moro, alegando “abuso de autoridade” por parte do magistrado. No Rio de Janeiro o ex-governador Sérgio Cabral teve a cabeça raspada e vai para uma cela de 9 metros quadrados na companhia de 5 outros criminosos e o também ex-governador Anthony Garotinho, que deu “o show” quando estava sendo transferido para Bangu, conseguiu uma liminar para voltar ao hospital e depois deve seguir para casa. Ainda não é dessa vez que ele vai encontrar Cabral.

Em Brasília

Na próxima terça-feira está agendada uma reunião entre a bancada federal de Rondônia, o governador Confúcio Moura e o presidente Michel Temer. Na pauta, pedido de socorro financeiro e conclusão de obras paradas em Rondônia. A União vem acenando com a possibilidade de dar uma ajuda financeira aos estados. Ganha quem souber pedir melhor.

Expectativa

O prefeito de Vilhena José Rover, que está preso desde a semana passada “entregou geral” todos que mantiveram algum tipo de relação ilícita com ele. E a lista é grande. Rover está negociando uma delação para tentar se livrar da cadeia e seu depoimento, que ainda não foi homologado, envolve até ministro em Brasília, que teria feito maracutaia através de parlamentares rondonienses. Agora é esperar a homologação e ver os resultados. O certo é que os estoques de Rivotril andam baixos nas farmácias em Rondônia.

Emendas

A grande questão que envolve não apenas Rover, mas praticamente todos os prefeitos, diz respeito a liberação de emendas aos municípios. Por mais que a turma aqui em Brasília adore repetir a frase, “minha parte foi liberar a emenda, o que acontece depois não é minha responsabilidade”, até os bagres do Madeira sabem que isso não é verdade. Alguns parlamentares acompanham e ainda fazem lobby para determinadas empreiteiras ou empresas. E é essa turma que Rover entregou. Pelo que circula até agora, as “comissões” variam de 1,5 a 30%. E como isso acontece? Fácil, o projeto é redimensionado para menos, sob a alegação de que os preços sofreram aumentos. A obra reduz, mas o valor se mantém.

Prova disso

É a imensa quantidade de alterações que são feitas nos projetos.

Mulheres que têm filhos mais tarde vivem por mais tempo

As mulheres têm optado por engravidar mais tarde. Diversas pesquisas populacionais já apontaram essa tendência, inclusive entre as brasileiras. Segundo o  Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), houve uma queda no número de mulheres que têm filhos na faixa dos 15 aos 24 anos e, simultaneamente, cresce a proporção de mães que tem entre 25 e 39. Sabe-se que a gravidez tardia aumenta o risco de complicações tanto para a mãe quanto para o bebê. Agora, um novo estudo traz uma boa notícia: as mães mais velhas tendem a viver por mais tempo. O levantamento, publicado na revista científica American Journal of Public Health, foi realizado com 28 000 mulheres. Após observar os dados, os pesquisadores perceberam que metade delas viveram até os 90 anos. Todas tinham uma característica em comum: tinham tido o primeiro filho depois dos 25 anos. De acordo com o autor Aladdin Shadyab, da Universidade da Califórnia San Diego School of Medicine, elas tinham uma probabilidade 11% maior de viver até os 90 anos. Além disso, as que tinham mais de um filho apresentaram uma longevidade maior do que aquelas que tiveram apenas um.

Policia Civil deflagra “Operação Tanque Cheio” e prende 07 servidores públicos

Polícia Civil do RJ deflagra megaoperação para prender 96 PMs e 70 traficantes

Os suspeitos utilizavam também o abastecimento em galões e sempre que os abastecimentos ocorriam era para completar o tanque

A Polícia Civil de Santa Luzia D’Oeste deflagrou nesta sexta-feira (18), a “Operação Tanque Cheio”, na prefeitura municipal de Alto Alegre dos Parecis/RO. A operação ocorreu após a denúncia de abastecimentos irregulares, em que particulares e servidores abasteciam seus veículos e no momento de efetuar o pagamento utilizavam a placa de veículos públicos de várias Secretarias Municipais.

Durante as investigações os policiais constaram que muitos veículos utilizados para o esquema criminoso estavam parados, ou seja, sem condições de uso há aproximadamente 02 (dois) anos na garagem da Prefeitura Municipal e seguiam sendo abastecidos, citando o exemplo do veículo da marca Chevrolet, modelo CELTA, de placas NCI 9511 da Secretaria de Agricultura que foi abastecido 48 (quarenta e oito) vezes no período de Setembro de 2015 à Setembro de 2016.

Participaram da operação cerca de quarenta policiais, dentre Delegados, Escrivães, Datiloscopistas e Agentes das delegacias de Santa Luzia D’Oeste, Alta Floresta D’Oeste, Rolim de Moura, Alvorada D’Oeste e Ouro Preto D’Oeste. Além da busca na Prefeitura e Secretarias, várias residências e comércios também sofreram ações policiais.

Após o cumprimento aos Mandados de Busca e Apreensão na Prefeitura, Secretarias, comércios e residências os policiais apreenderam vários processos, notas fiscais, documentos e computadores. O próximo passo da operação será individualizar a conduta dos demais envolvidos no crime de Peculato e Associação Criminosa, ressalvando que a investigação já apontou a participação de 09 (nove) pessoas, sendo 07 (sete) servidores da prefeitura e 02 (dois) particulares.

Sancionada lei que autoriza doação de terreno para construção da sede da OAB de Cacoal

Sancionada lei que autoriza doação de terreno para construção da sede da OAB de Cacoal

O pelo prefeito de Cacoal, Francesco Vialetto, sancionou, nesta sexta-feira (18), a Lei 173/2016, que autoriza o Poder Executivo a doar para a Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Rondônia (OAB/RO) um imóvel para a construção da Sede da Subseção de Cacoal. O Projeto de Lei foi aprovado pela Câmara de Vereadores do município, na última segunda-feira (14), durante sessão ordinária.

A vice-presidente da OAB/RO, Maracélia Oliveira, juntamente com a diretoria e conselheiros da Subseção de Cacoal, esteve reunida com o prefeito Francesco Vialetto, nesta manhã, para receber o documento que formaliza a doação do terreno, um pleito que atende a um antigo anseio da advocacia de Cacoal.

Segundo o prefeito de Cacoal, a Lei 173/2016, que autoriza a doação de um imóvel de 1.500,00m², localizado nos fundos do Fórum Cível da Comarca, é um momento histórico para a OAB e para o município. “A OAB representa uma classe essencial e indispensável à administração da Justiça, é uma porta voz da sociedade. Fico feliz em contribuir para este momento tão importante. A construção da nova Sede reitera o respeito que temos pela OAB”.

Ao agradecer a doação, o presidente da OAB/RO, Andrey Cavalcante, afirma que esta é, sem dúvida, uma grande conquista para a advocacia. “Agradeço todo o apoio da prefeitura e da Câmara, esse ato demonstra o reconhecimento da atuação da OAB. A cessão do terreno confirma a relação de confiança e credibilidade entre instituições. Mais uma grande vitória para a advocacia rondoniense”, disse.

“Essa conquista foi fruto do incansável trabalho do nosso presidente Andrey Cavalcante e contou com o apoio dos diretores e conselheiros de Cacoal. A advocacia cacoalense esta em festa! Contamos com o apoio de todos, especialmente da bancada federal, para conseguirmos angariar recursos para elaboração e execução do projeto da nossa nova Sede”, ressalta a presidente da Subseção, Julinda da Silva.

O conselheiro seccional Diógenes Nunes de Almeida Neto ressalta que a doação do terreno irá facilitar em muito o trabalho da advocacia na região. “A construção da Sede vai garantir a melhora no desenvolvimento dos trabalhos dos advogados e prestar à sociedade um serviço de muito mais qualidade”.

“A doação do terreno representa o início da concretização de um sonho dos advogados da região. A construção da Sede própria vai atender os anseios dos advogados de Cacoal e, consequentemente, melhorar o atendimento à classe e à sociedade”, destaca João Francisco Pinheiro Oliveira, conselheiro seccional.

Valério César Milani e Silva, conselheiro seccional, destaca que a conquista do terreno é a realização de um sonho. “Temos muita gratidão por todos que batalharam por esta cessão, para enfim termos nossa casa própria no município. Sem dúvida, é um momento histórico para a OAB”.

A conselheira seccional Gloria Chris Gordon também comemora a conquista da advocacia cacoalense. “Era um anseio antigo da nossa classe. Agora vamos construir a Sede da Subseção que favorecerá a agilidade na prestação de serviço à população”.

Já nos próximos dias, as diretorias da OAB/RO e da Subseção de Cacoal devem iniciar o projeto para a construção da Sede da Subseção. “A Seccional, junto à sua diretoria, se esforçará para inaugurar a obra ainda durante esta gestão. Queremos entregar um ambiente apropriado para o advogado trabalhar e, também, realizar a capacitação profissional”, finaliza Andrey Cavalcante.

Irmãos Schincariol voltam a ser presos em operação da PF

Irmãos Schincariol são processados por montar organização criminosa

Fernando Machado Schincariol e Caetano Schincariol Filho, donos da cervejaria Malta, são acusados de crime tributário

Os irmãos Fernando Machado Schincariol e Caetano Schincariol Filho, donos da Cervejaria Malta, voltaram a ser presos, nesta sexta-feira (18), acusados de crime tributário. Eles foram alvo da nova fase da Operação Valleta, da Polícia Federal, que investiga uma organização criminosa constituída para a prática de fraudes fiscais, estelionato e lavagem de dinheiro. Um terceiro suspeito foi preso e outros três investigados foram detidos e são ouvidos, mas vão cumprir medidas restritivas de direitos.

De acordo com a investigação do Ministério Público Federal (MPF), o grupo vinha agindo desde 1995 e teria dado um prejuízo de R$ 2 bilhões ao fisco nacional. Os irmãos Schincariol já haviam sido presos, de forma preventiva, em março e maio deste ano.

Embora sejam da mesma família de origem italiana, os Schincariol de Assis não têm ligação empresarial com os antigos donos da Cervejaria Schincariol, de Itu, hoje pertencente à Brasil Kirin. A Cervejaria Malta não havia se manifestado sobre as prisões até o início da tarde.

Estadão

Investimentos no Tesouro Direto registram maior atividade da história em outubro

Investimentos no Tesouro Direto registram maior atividade da história em outubro

Programa do governo alcançou R$ 1,885 bilhão com vendas de títulos e 1,24 milhão de cadastrados no período, segundo dados do Tesouro Nacional

O Tesouro Direto apresentou, no mês outubro, 175.997 operações. De acordo com dados divulgados nesta sexta-feira (18) pelo Tesouro Nacional, esta foi a maior atividade no programa de investimentos do governo em toda a série histórica. A venda de títulos somou R$ 1,885 bilhão e atingiu 1,24 milhão de cadastrados no período.

Segundo o levantamento, o Tesouro Direto teve um crescimento de 74,4% nos últimos 12 meses. Somente no mês passado foram cadastrados 50.539 investidores. O valor médio por operação foi de R$ 10.710,48. As aplicações de até R$ 5 mil corresponderam a 70,3% das operações no período, sinalizando a utilização do programa por pequenos investidores.

Os títulos indexados ao Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial, foram os mais procurados no período, respondendo por 60% dos investimentos. Os títulos ligados à Selic, taxa básica de juros da economia, equivaleram a 21,6% do total. Os títulos prefixados, cujos juros são definidos antecipadamente representaram 18,4%.

Em outubro, o estoque do Tesouro alcançou R$ 38,1 bilhões. O resultado representa um aumento de 4,1% em relação a setembro. Na comparação com o mesmo período de 2015, o crescimento foi de 66,2%.

O programa do governo foi criado em 2002 com o objetivo de popularizar esse tipo de aplicação e permitir que pessoas físicas possam adquirir títulos públicos diretamente do Tesouro, via internet e sem a necessidade da intermediação de agentes financeiros. O investidor precisa somente pagar uma taxa à corretora responsável pela custódia dos títulos.

A venda dos títulos é uma das saídas encontradas por governos para captar recursos para pagar dívidas e honrar compromissos. Em troca, o Tesouro Nacional se compromete a devolver o valor com um adicional que pode variar de acordo com a Selic, índices de inflação, câmbio ou uma taxa definida antecipadamente, no caso de papéis prefixados.

O Tesouro Direto é considerada por muitos especialistas como a melhor opção de investimento, já que oferece a possibilidade de começar com investimentos de apenas R$ 30 e possui um risco de crédito reduzido, aumentando a segurança de quem investe.

 

Com informações da Agência Brasil.

Ministra do TSE determina retorno de Garotinho a hospital

Luciana Lóssio afirmou que não cabe a juiz avaliar quadro clínico de um preso

A ministra Luciana Lóssio, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinou nesta sexta-feira a transferência do ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho para um hospital. A decisão é liminar (provisória) e será levada à apreciação do plenário do TSE na próxima sessão da Corte.

O ex-governador foi preso pela Polícia Federal sob a acusação de usar programas sociais para comprar votos. Após a prisão, ele ficou sozinho em um quarto no hospital desde a última quarta-feira (16), quando chegou ao local após ter sido preso pela Polícia Federal e ter passado mal. Ele foi submetido a exames que mostraram alterações cardíacas e a equipe médica indicou que ele passasse por um cateterismo.

Na noite desta quinta (17), Garotinho foi transferido do Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro, para o Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, Zona Oeste do Rio, onde ele não poderá receber o tratamento médico que foi indicado para seu quadro cardíaco.

Na noite de quinta, o juiz Glaucenir Silva de Oliveira, de Campos de Goytacazes, decidiu pela transferência, por conta de suspeitas de que o ex-governador tenha recebido tratamento privilegiado na unidade pública.

Glaucenir afirmou ter chegado ao seu conhecimento que “Anthony Garotinho estava recebendo diversas regalias no Hospital Souza Aguiar” e que “nenhum preso por ordem judicial pode ter direito a qualquer regalia ou tratamento diferenciado, seja em unidade prisional ou hospitalar”.

Na decisão desta sexta, a ministra afirma que não cabe ao juiz avaliar o quadro clínico do ex-governador. Ela diz ainda que o juiz procedeu sem qualquer embasamento técnico-pericial por parte da equipe médica que acompanhava o quadro de saúde de Garotinho.

“Atitude, a meu ver, em tudo temerária, ante o risco de grave à integridade física do custodiado”, diz a ministra na decisão.

Ela ainda destaca que o juiz Glaucenir de Oliveira afirmou, no despacho em que ordenou a transferência de Garotinho para o Complexo Penitenciário, que recebeu notícias de supostas regalias.

Para Luciana Lóssio, não é “minimamente razoável” que uma decisão judicial, que poderia trazer graves consequências à saúde do ex-governador, seja tomada por “notícias de supostas regalias, em relação às quais não se indicou nada de concreto”.

“A fim de assegurar o adequado e necessário acompanhamento médico, determino à autoridade policial a imediata remoção do ora paciente, Anthony William Garotinho Matheus de Oliveira, para hospital – podendo ser na rede privada, desde que por ele custeado – o qual
deverá estar apto à realização dos exames indicados no relatório médico”, decide a ministra.

Ao final do despacho, a ministra Luciana Lóssio afirmou que Garotinho deve permanecer sob custódia enquanto houver necessidade devidamente atestada pelo corpo clínico. Ela autoriza ainda que a família de Garotinho e seus advogados possam visitá-lo no local, ficando proibida a utilização de celular.

G1

Defesa de Lula pede a prisão do juiz Sérgio Moro

Lula vira réu por tentativa de obstruir Justiça

Defesa do ex-presidente Lula entrou cm uma queixa-crime contra o juiz da Lava Jato na Procuradoria-Geral da República

Os advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ingressaram com uma queixa-crime subsidiária na Procuradoria Geral da República para que o juiz Sergio Moro, que conduz a Operação Lava Jato na primeira instância, em Curitiba,  seja condenado por abuso de autoridade.

Entre as punições previstas para esse tipo de delito, está a detenção de dez dias a seis meses, a suspensão do cargo e a demissão.

“Diante disso, o artigo 16 da Lei 4.898/65 autoriza que a vítima de abuso de autoridade, no caso Lula e seus familiares, possa propor diretamente a ação penal por meio de peça denominada ‘queixa-crime subsidiária’, tal como a que foi protocolada nesta data perante o Tribunal Regional Federal da 4ª. Região, que tem competência originaria para conhecer e julgar ações penais contra agente público investido nas funções de juiz federal na circunscrição de Curitiba”, diz a nota.

As informações são da Veja

40% das pessoas preferem wi-fi a sexo, álcool e chocolate, diz estudo

O estudo também mostra que o WI-FI também influencia as escolhas que as pessoas fazem nas suas viagens e deslocações

Um estudo realizado pela plataforma iPass, com a participação de mais de 1700 voluntários dos EUA e da Europa, concluiu que 40% das pessoas escolhe a ligação WI-FI como a coisa mais essencial no dia, enquanto 37% escolheu o sexo, 14% chocolate e 9% álcool.

Patricia Hume, chefe comercial da iPass, comentou: “Wi-Fi não é apenas o método mais popular de ligação à internet, ele superou muitos outros luxos e necessidades humanas. A ideia de que o Wi-Fi seria considerado mais importante do que o sexo, o álcool e o chocolate seria impensável há alguns anos”.

O estudo também mostra que o WI-FI também influencia as escolhas que as pessoas fazem nas suas viagens e deslocações. Ao todo, 72% dos inquiridos admitiu já ter escolhido hotéis com base na sua experiência de WI-FI e 21% admite fazê-lo sempre.