Divulgação de notas do Enem deve ser antecipada para quarta-feira

Divulgação de notas do Enem deve ser antecipada para quarta-feira

Informação foi dada pelo ministro da Educação, que também afirmou que continuidade dos contratos do Fies está garantida.

A divulgação das notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), prevista para acontecer na próxima quinta-feira, 19, deve ser antecipada para a quarta, dia 18. A informação foi prestada nesta sexta-feira, 13, pelo ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM), durante compromisso no Rio de Janeiro. No mesmo dia será lançada uma consulta pública para debater eventuais mudanças nesse exame.

Desde que as regras do Enem se tornaram públicas, a divulgação das notas está prevista para o dia 19. Nesta quinta, porém, o Enem informou que está se esforçando para antecipar em um dia essa divulgação.

Sobre a consulta pública, o ministro não quis adiantar quais mudanças serão propostas no Enem. A intenção do Ministério é adequar o Enem à reforma do ensino médio, em discussão no Congresso Nacional, afirmam especialistas. Uma das possibilidades é que treineiros (estudantes que ainda não concluíram o ensino médio e fazem a prova só para testar seus conhecimentos) sejam proibidos de fazer o exame – para eles passaria a ser aplicado um simulado, sempre no mês de julho.

As notas do Enem podem ser usadas para ingressar no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), no ensino superior privado pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e para obter financiamento pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), além de servir também para obter a certificação do ensino médio.

Fonte: Oestadão.com

Herdeiro da Samsung é interrogado por 22 horas e pode ser preso

Herdeiro da Samsung é interrogado por 22 horas e pode ser preso

Ao sair da sessão, ele não falou com a imprensa. Uma porta-voz da companhia disse que ele foi direto para a sede da companhia.

O herdeiro da gigante Samsung Lee Jae-Yong foi interrogado pelas autoridades sul-coreanas por mais de 22 horas.

O executivo foi questionado por sua participação em um escândalo de corrupção envolvendo a ex-presidente e grandes empresas do país. A força-tarefa que investiga o caso ainda avalia se fará, ou não, um pedido de prisão do executivo de 48 anos por suborno. Uma decisão pode ser tomada no domingo.

A Samsung é investigada pelo pagamento de propina em troca do apoio do governo ao plano de fusão de duas de suas unidades em 2015. O negócio consolidou o comando de sua principal operação, a Samsung Electronics, sob Lee, que é neto do fundador do grupo. Ele também é acusado de mentir em um depoimento ao Congresso no fim do ano. O executivo negou ter ordenado qualquer pagamento.

O interrogatório de Lee é mais um capítulo de uma série de eventos que abalaram o mundo político e corporativo da Coreia. A presidente do país, Park Geun-hye, sofreu um processo de impeachment em dezembro depois de ser acusada por tráfico de influência.

A Samsung e outras grandes empresas coreanas (chamadas de chaebols) como LG e Hyundai teriam pago propina a Choi Soon-sil, uma conselheira pessoal da presidente. Os recursos seriam usados para influenciar decisões do governo.

Park e Choi negam ter feito qualquer coisa errada. Em audiências no Congresso, LG e Hyundai não negaram ter feito pagamentos, mas afirmaram que não tinham outra opção senão fazê-los.

Hackers divulgam dados de Kassab após polêmica com banda larga

Hackers divulgam dados de Kassab após polêmica com banda larga

Grupo Anonymous mandou mensagem para Kassab e operadoras sobre limitar a banda larga fixa: “não se atrevam”.

Após uma polêmica declaração sobre limite de banda larga, hackers divulgaram na internet dados pessoais de Gilberto Kassab, ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

Em um perfil no Facebook, o grupo Anonymous publicou informações como CPF, nome da mãe e endereço do ministro.

“Acabou a novela. Ministro diz que haverá, sim, limite na internet fixa no Brasil. Chegou a hora da internet dizer aos novos governantes quem é que manda nessa por**!”, escreveram os hackers.

O grupo também mandou uma mensagem às operadoras quanto à limitação da franquia de internet banda larga (como acontece na internet móvel): “não se atrevam”.

Kassab voltou atrás em sua declaração quanto ao limite da internet fixa.

Fonte: exame.com

Jovair vai a Alckmin e articula para adiar eleição

Inquérito de queda de aeronave que matou filho de Alckmin é arquivado

Líder do PTB, o deputado Jovair Arantes participou de um encontro considerado estratégico para a sua campanha à presidência da Câmara nesta sexta (13).

Jovair reuniu deputados aliados, além dos governadores De São Paulo, Geraldo Alckmin, Marconi Perillo, Goiás, e do prefeito João Doria.

Jovair tenta adiar o pleito, e assim conseguir mais tempo contra seu principal adversário, o franco favorito Rodrigo Maia (DEM-RJ). O pleito está marcado para o dia 2 de fevereiro.

Fonte: veja.com

Disney negocia usar imagem digital de Carrie Fisher em ‘Star Wars’

Disney negocia usar imagem digital de Carrie Fisher em 'Star Wars'

Acordo vem sendo estudado junto aos detentores do patrimônio da atriz.

A Disney está negociando com os detentores do patrimônio de Carrie Fisher, morta em dezembro, aos 60, usar a imagem digital da atriz nos futuros filmes da saga “Star Wars”, informou a “BBC”.

Com consentimento da atriz, sua imagem de princesa Leia no primeiro filme da série, de 1977, já havia sido utilizada em “Rogue One” (2016). Neste longa, também foi usada a imagem de Peter Cushing (1913-94), intérprete do governador Tarkin, fato que levantou polêmica por “ressuscitar” o ator 22 anos após a sua morte.

Leia teria um papel importante nos episódios oito (dirigido por Rian Johnson) e nove (com direção de Colin Trevorrow) da saga. As cenas de Fisher no oitavo capítulo aparentemente já foram gravadas, mas não as do nono (a ser lançado em 2019), no qual seriam usadas as imagens digitais da atriz.

Fonte: noticiasaominuto

Setor do PT quer lançar candidatura de Lula à presidência na semana que vem

Lula lidera intenções de voto para 2018, segundo pesquisa

Proposta ainda está em construção; Lula seria candidato ao terceiro mandato em 2018 com a plataforma de revogar imediatamente, caso eleito, todos os feitos do governo Michel Temer.

Setores da esquerda do PT articulam o lançamento da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência da República na próxima sexta-feira, 20, durante a reunião do Diretório Nacional do partido, em São Paulo. Pela proposta, Lula seria lançado candidato ao terceiro mandato com a plataforma de revogar imediatamente, caso eleito, todos os feitos do governo Michel Temer –em especial a PEC do Teto e a reforma da Previdência– com amparo de uma frente composta por movimentos sociais e partidos de esquerda.

“O Diretório Nacional, reunido em 20 de janeiro de 2017, deve apresentar a candidatura de Lula à Presidência da República, conclamar a mobilização por diretas já e a construção da unidade popular de esquerda. Deve dirigir-se especialmente às Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, ao PCdoB, ao PDT, ao PSOL, para construirmos juntos uma frente única com o objetivo de eleger um governo democrático-popular que revogará de imediato todos os decretos e leis golpistas e convocará uma assembleia nacional constituinte com participação popular e liberdade irrestrita de comunicação”, diz trecho do esboço de resolução, sujeito a alterações, elaborado pelo secretário nacional de Formação, Carlos Árabe, representante da Mensagem.

A ideia, segundo Árabe, é usar a força de Lula junto ao eleitorado, mensurada nas últimas pesquisas de opinião, como catalisador para uma “revolução” democrática com o objetivo de derrubar o governo Temer, convocar novas eleições e uma constituinte.

“Não exigimos que seja uma frente de todos com Lula. É uma frente progressista pelas diretas na qual o PT apresentaria o nome de Lula”, disse o dirigente petista.

O objetivo, de acordo com ele, é não afastar partidos como o PDT e o PSOL que devem lançar candidaturas próprias ao Planalto em 2018.

A proposta, por enquanto, ainda está em construção dentro do Muda PT. Até a semana que vem os autores devem procurar as demais forças do partido para conseguir maioria no Diretório Nacional.

Integrantes da corrente majoritária Construindo um Novo Brasil (CNB) concordam que Lula é o candidato e que seu nome deve ser lançado com urgência mas avaliam com cautela a proposta.

“Lula é o nosso candidato, quanto antes colocarmos a candidatura dele na rua, melhor, mas não pode ser de forma açodada”, disse o secretário nacional de Organização, Florisvaldo Souzam da CNB.

As frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo ainda não discutiram a proposta. Integrantes das organizações lembram que as frentes são compostas por entidades ligadas a outros partidos como PSOL e PC do B. Por enquanto as prioridades destas organizações são uma campanha pelas “Diretas Já” e pela constituinte exclusiva para a reforma política.

Segundo fontes do partido, a antecipação atende a dois objetivos, explorar politicamente a fragilidade do governo Temer e reforçar a defesa jurídica de Lula, réu em cinco processos, quatro deles referentes à Lava Jato e suas ramificações. Se condenado em segunda instância Lula ficaria inelegível com base na Lei Ficha Limpa.

Fonte: Oestadão.com

PF prende em RO suspeito de levar brasileiros ilegalmente para os EUA

PF prende em RO suspeito de levar brasileiros ilegalmente para os EUA

Operação visa desarticular organização criminosa de ‘coiotes’.
Ainda não foi descoberta localização dos brasileiros desaparecidos, diz PF.

A Polícia Federal (PF) prendeu na manhã desta sexta-feira (13), em Ji-Paraná (RO), durante a Operação Piratas do Caribe, uma pessoa suspeita de participar de uma organização criminosa de ‘coiotes’ responsável por levar brasileiros ilegalmente para os Estados Unidos (EUA). Os policiais também cumpriram um mandado de busca e apreensão em Ariquemes (RO), no Vale do Jamari. Conforme a PF, ainda não foi descoberta a localização dos 12 brasileiros desaparecidos em novembro do ano passado nas Bahamas.

A Operação foi deflagrada nos estados de Rondônia, Santa Catarina e Minas Gerais. Segundo o delegado da PF, Raphael Baggio de Luca, a ação visa desarticular uma ramificação brasileira de uma organização criminosa que transporta brasileiros de forma ilegal ao exterior, principalmente aos Estados Unidos, via Bahamas.

Conforme Luca, o grupo de 12 brasileiros desaparecidos foi transportado por esta organização. “Dentre as pessoas que esta organização transportou, encontram-se 12 brasileiros que estão desaparecidos”, disse.

O objetivo desta fase da investigação é colher provas de onde estejam estes brasileiros e verificar o grau de envolvimento de outras pessoas neste esquema, “que não só envolveu brasileiros como outras pessoas do estrangeiro”, informou o delegado.

Luca explica que a PF está trabalhando em conjunto com o Itamaraty em busca da localização dos brasileiros, mas até o momento ninguém foi encontrado. “Vamos continuar em busca deste pessoal, até obtermos uma resposta”, disse.

Cerca de 30 policiais participaram da operação no cumprimento de sete mandados de busca e apreensão e de prisão preventiva nos três estados. De acordo com a PF, a operação é resultado de investigações que começaram a partir do desaparecimento de um brasileiro que teria tentado entrar ilegalmente nos Estados Unidos.

Como funcionava o esquema

A PF explica que existia um grupo no Brasil que aliciava o brasileiros que tinham vontade de morar nos EUA. Do Brasil, essas pessoas eram levadas ao Panamá e depois para as Bahamas. No aeroporto, havia um guichê específico marcado para a passagem dos brasileiros, onde teria um funcionário da organização criminosa. O brasileiro deveria ser um dos 10 primeiros passageiros a desembarcar.

“Quando chegavam nas Bahamas, ficavam em uma casa pelo tempo que a organização determinasse, até receber a ordem para embarcar via barco das Bahamas para os Estados Unidos, na região da Flórida”, disse o delegado.

A promessa era que os brasileiros atravessariam em um iate, mas a realidade era outra. “Na verdade, colocam em um barco, canoa, embarcações péssimas. Faziam as atravessias de forma perigosa, à noite. Durante o dia, ficavam escondidos em ilhas na região, sem alimentação, sem bebida, para continuar a viagem à noite. Tudo para ludibriar a fiscalização”, afirmou Luca.

O preço cobrado pela organização varia, conforme o delegado. “Teve quem pagou R$ 40 mil, outros R$ 60 mil. Um grupo de quatro pessoas daria uma casa para atravessar, é nesta média de preço”, informou.

Fonte: g1.com

Ex-bancário transforma rescisão em um negócio de R$ 18 milhões

Ex-bancário transforma rescisão em um negócio de R$ 18 milhões

Raniery Queiroz foi demitido do banco em que trabalhava. Então, uniu seu conhecimento no ramo com suas reservas para abrir um negócio próprio.

Um investimento polpudo não garante um negócio de sucesso. Da mesma forma que grandes investimentos podem evaporar diante de uma má gestão, empreendimentos com pouco capital inicial podem acabar dando muito certo.

Esse segundo caso resume bem a trajetória do empreendedor Raniery Queiroz: ele começou seu negócio com 13 mil reais – o dinheiro de sua rescisão, logo após ter sido demitido do seu cargo de gerente de banco. Com um bom conhecimento da concorrência e de quais diferenciais poderia trazer, seu pequeno escritório deslanchou. Saiba mais: Foi demitido? Conheça seus direitos e faça o dinheiro durar

Assim nasceu a MTCred: uma rede de pequenos escritórios de crédito consignado (empréstimo descontado diretamente da folha de pagamentos da pessoa física).

Só no ano passado, o negócio faturou 18 milhões de reais – e, para o ano que vem, quer dobrar o faturamento e chegar a 100 unidades.

Demissão, mudança de vida e diferenciais

Queiroz trabalhou durante dez anos no setor bancário, em agências de Cuiabá (Mato Grosso). Porém, em 2008, a filial onde trabalhava fechou – e ele perdeu o emprego de gerente. “Tinha de buscar algo para fazer, e não queria mais voltar para as grandes redes de bancos. Acabei virando empreendedor por essa pressão mesmo”, conta.

O ex-bancário pensou nas habilidades que havia adquirido na carreira, e optou abrir um empreendimento na área de crédito consignado – com a qual havia trabalhado por um ano. O investimento inicial de 13 mil reais, vindo da rescisão do seu último emprego.

“Usei o dinheiro para montar a estrutura do meu escritório, em julho de 2008. Em seis meses, éramos o principal agente pequeno de crédito consignado do estado”, diz Queiroz.

Segundo o empreendedor, sua experiência em grandes bancos foi fundamental para fazer o empreendimento, chamado de MTCred, destacar-se no meio da concorrência.

“No lado das pequenas empresas, havia um mercado amador, formado por gente não profissionalizada e sem estrutura para expandir, por exemplo. Viemos com a proposta de realmente ter uma empresa organizada, com fluxo de caixa, processos e setores bem definidos”, defende Queiroz.

Ao mesmo tempo, o negócio tem um custo menor do que os grandes bancos e, assim, pode oferecer taxas mais atrativas – e um melhor atendimento, segundo o empreendedor

“A gente consegue oferecer os mesmos serviços dos bancos, só que com mais personalização. Eu atendo o cliente em casa, de forma remota e fora do expediente, por exemplo. No começo tínhamos uma jornada de 14 a 15 horas por dia, para realmente fazer acontecer.”

A taxa cobrada pela MTCred para o crédito consignado começa em 1,70% ao mês. Segundo a empresa, a média praticada pelo mercado é de 2,34%.

Reestruturação e expansão

Com isso, a MTCred chegou a ter 35 unidades próprias em 15 estados, por meio de parcerias concentradas em alguns sócios regionais. Porém, os planos não foram como esperado e algumas lojas não tinham uma boa operação.

“Percebemos que o nosso negócio depende muito do cuidado do dono: é preciso prospectar ativamente os clientes e mostrar segurança, já que lidamos com crédito e dinheiro. Com os sócios, a gestão se perde um pouco: eles têm várias unidades e não podem estar todos os dias em todas”, explica Queiroz.

Por isso, em 2011 a empresa adotou um outro modelo de expansão, focado em ter donos mais presentes: o franqueamento. Hoje, a MTCred possui 6 lojas próprias e 24 unidades franqueadas. “A intenção, em longo prazo, é ficar só com a loja-matriz e transformar o resto em franquias.” Saiba mais: Franquias Brasileiras – Estratégia, Empreendedorismo, Inovação e Internacionalização – Patrocinado

A reestruturação do negócio, aliada à busca de brasileiros pelo crédito em anos de crise econômica, trouxe frutos ao negócio. No ano passado, a MTCred faturou 18 milhões de reais, e vendeu 156 milhões em crédito.

Planos para 2017

Falando em crise, o negócio também resolveu aproveitar não só a procura dos consumidores finais, mas também a de potenciais franquados. Por isso, lançará neste ano o modelo de franquias Smart, que operam em “home office” (trabalho de casa). Saiba mais: 10 segredos para um home office incrivelmente produtivo

“É um modelo feito para esse momento de crise, visando profissionais que não conseguem recolocação no mercado e não podem investir em um ponto comercial. Não é preciso ter experiência em crédito, pois fonecemos os materiais de treinamento e o suporte ao longo da operação; mas uma qualidade desejável é ser comercial, saber como vender”, diz Queiroz.

Com isso, a MTCred espera chegar a 100 franquias até o fim de 2017. Isso geraria um faturamento anual de 36 milhões de reais e cerca de 300 milhões de vendas em crédito.

Meditação, arteterapia e Reiki passam a integrar procedimentos do SUS

Meditação, arteterapia e Reiki passam integrar procedimentos do SUS

Novidade foi publicada no Diário Oficial da União. Musicoterapia, tratamento naturopático, tratamento osteopático e quiropraxia também foram incluídos.

Meditação, arteterapia e Reiki agora fazem parte dos procedimentos oferecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A novidade foi publicada nesta sexta-feira (13) no Diário Oficial da União.

A portaria do Ministério da Saúde também inclui musicoterapia, tratamento naturopático, tratamento osteopático e tratamento quiroprático. Todas essas práticas integrativas passam agora a fazer parte da Tabela de Procedimentos do SUS na categoria de “ações de promoção e prevenção em saúde”.

O SUS já oferecia algumas opções de práticas integrativas como práticas corporais em medicina tradicional chinesa, terapia comunitária, dança circular, ioga, oficina de massagem, auriculoterapia, massoterapia e tratamento termal. Esses procedimentos continuam disponíveis.

Entenda as novas práticas incluídas no SUS

  • Arteterapia: uso da arte como parte do processo terapêutico
  • Meditação: prática de concentração mental com o objetivo de harmonizar o estado de saúde.
  • Musicoterapia: uso dos elementos da música – som, ritmo, melodia e harmonia – com propósito terapêutico.
  • Tratamento naturopático: uso de recursos naturais para recuperação da saúde.
  • Tratamento osteopático: terapia manual para problemas articulares e de tecidos.
  • Tratamento quiroprático: prática de diagnóstico e terapia manipulativa contra problemas do sistema neuro-músculo-esquelético.
  • Reiki: prática de imposição das mãos por meio de toque ou aproximação para estimular mecanismos naturais de recuperação da saúde.

Fonte: g1.com

 

Entenda os detalhes da disputa para a presidência da Câmara

Entenda os detalhes da disputa para a presidência da Câmara

No dia 2 de fevereiro a Câmara dos Deputados elege o presidente para o biênio 2017-2018, em um momento crucial para o governo.

No dia 2 de fevereiro a Câmara dos Deputados elege o presidente para o biênio 2017-2018, em um momento crucial para o governo, que pretende ver aprovada uma série de reformas, com destaque para a da Previdência, considerada crucial para a retomada do crescimento econômico, juntamente com a emenda que limita os gastos públicos, já promulgada.

Além de definir a pauta da Casa, e da prerrogativa constitucional de aceitar ou rejeitar pedidos de impeachment do presidente da República, o próximo comandante da Câmara, por uma excepcionalidade –já que o país não conta com um vice-presidente– assumirá o Planalto cada vez que Michel Temer se ausentar do país.

Confira, a seguir, os detalhes da eleição dos integrantes da Mesa Diretora da Câmara:

1º de fevereiro

12h – Prazo limite para a formação de blocos parlamentares. A composição irá nortear a composição de cargos da Mesa Diretora pelo critério da proporcionalidade, com exceção da presidência da Casa, que não precisa ser submetida a esse princípio.

15h – Reunião de líderes para definir a distribuição dos cargos da Mesa aos blocos formados.

23h – Prazo limite para registro das candidaturase sorteio da ordem dos candidatos na urna eletrônica.

2 de fevereiro

9h – início da sessão para eleição dos 11 cargos da Mesa Diretora: presidente, dois vices-presidentes, quatro secretários e quatro suplentes.

A eleição

– Os deputados escolherão os próximos integrantes da Mesa em votação secreta, por meio de urnas eletrônicas, a partir de um quórum mínimo de 257 parlamentares no plenário.

– O processo eleitoral será cond

uzido pela Mesa anterior, a não ser que algum de seus integrantes seja candidato. O atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ainda não anunciou formalmente sua candidatura, mas caso oficialize a postulação, não poderá coordenar o processo.

– A apuração é realizada por cargo e começa pelo presidente. Apenas depois do resultado para a presidência é que passa-se à conferência dos votos para os outros postos.

– Para vencer a disputa, o candidato precisa obter a maioria absoluta dos votos, equivalente à metade dos presentes mais um.

– Se nenhum dos candidatos obtiver essa marca, é realizado um segundo turno de votação. Vence quem receber mais votos.

Polêmica

– A provável candidatura de Rodrigo Maia à reeleição enfrenta resistência entre alguns parlamentares, que chegaram a pedir que o Supremo Tribunal Federal (STF) se pronuncie sobre o tema. Alegam que a Constituição veda a recondução do presidente da Casa em uma mesma Legislatura (período de funcionamento do grupo de parlamentares eleitos por quatro anos).

– Munido de pareceres jurídicos, Maia argumenta que o texto constitucional não proíbe explicitamente a reeleição no seu caso, já que assumiu a presidência da Câmara para um mandato tampão, após a renúncia do então presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

– Outros candidatos da base do governo de Michel Temer disputam o posto: o líder do PTB, Jovair Arantes (GO), que lançou sua candidatura em movimentado evento e conta com dissidências em diversos partidos, inlcusive da oposição, para obter grande número de votos;

– O líder do PSD, Rogério Rosso (DF), que obteve o aval de seu partido para lançar a candidatura, mas depois viu a cúpula da legenda flertar com a candidatura de Maia, é o outro nome da base aliada. Tanto Rosso como Jovair questionam a constitucionalidade de uma reeleição do deputado do DEM.

– A disputa para a presidência tem ainda um nome da oposição, o deputado André Figueiredo (PDT-CE). A candidatura de Figueiredo pode se desidratar, diante de discussões internas em grandes partidos da oposição, como o PT, que vê no eventual apoio a um dos deputados da base uma possibilidade de garantir espaço na Mesa pelo critério da proporcionalidade.