Americano é preso após ‘paquerar’, beijar e transar com uma tela de arame

Americano é preso após 'paquerar', beijar e transar com uma tela de arame

Antes de colocar seu pênis em um dos buracos, o texano foi visto urinando e dando um “beijo de língua” para criar o clima. Vizinha testemunhou a cena

Um homem foi preso na cidade texada de Austin, no Estados Unidos, depois de ser flagrado por sua vizinha fazendo sexo com a tela de arame que separa as duas casas. O breve relacionamento entre Eliodoro Estala, de 32 anos, e a cerca aconteceu na manhã da última quarta-feira (8).

Antes do sexo , entretanto, Eliodoro fez todo o “ritual”: “paquerou” a cerca, como todo conquistador. Depois, urinou na tela e tirou suas roupas. Em seguida, “posicionou sua boca em um dos buracos da cerca e colocou a língua para fora, movendo-a para cima e para baixo”, de acordo com o relatório policial.

Diana Vazquez, a vizinha que assistiu ao ato de luxúria, contou às autoridades que, passadas as preliminares, Eliodoro “enfiou seu pênis ereto em um dos vãos da tela” e então começou a “fazer sexo com a cerca”.

Quando a polícia chegou, encontrou o homem saindo de sua casa, aparentemente sob efeito de drogas. Ele alegou que estava do lado de dentro durante a suposta relação sexual, mas agentes foram capazes de identificá-lo em um vídeo feito por Diana.

“Por causa do reflexo do sol e da sombra da casa não fui capaz de ver o pênis do acusado nas imagens capturadas no celular da vizinha”, afirmou um dos policiais encarregados pela investigação do caso.

Apesar de ter sido preso por uma acusação de exposição indecente, Eliodoro foi liberado depois de fazer uma aparição na corte e declarar estar ciente de que seu comportamento foi inapropriado e que não deve ser repetido.

Saindo da seca

Eliodoro não é o primeiro a ser preso por transar com um objeto inusitado. Outro homem chamado Martin Gregory foi levado sob custódia depois de manter relações com um colchão e assistir à pornografia em volume alto, em público.

Já em Ohio, Edwin Tobergta foi preso depois de ser pego no flagra transando com uma boia em formato de espreguiçadeira no meio de uma via local. Essa foi a terceira vez que ele foi levado à delegacia por ser flagrado fazendo sexo com o objeto inflável.

Fonte: ig.com

Coluna – Mosquini, o arauto da moralidade, pede a cabeça de Raupp no PMDB

E ainda, emenda de R$ 130 milhões iria para Porto Velho de um jeito ou de outro

Um brincante

O deputado federal Lúcio Mosquini tem um senso de humor, digamos, meio atrapalhado. Ele foi o signatário de um documento elaborado pelo deputado Carlos Marun, pedindo aos parlamentares peemedebistas que estejam envolvidos com a operação Lava jato e detém cargos de direção do Partido, deixem a direção da sigla. Entre eles, o senador Valdir Raupp, alvo de uma delação ainda sem comprovação material, de que o dinheiro repassado para sua campanha em 2010, e declarado ao TSE, foi “propina”. Mas o humor do deputado de Jaru se deve ao fato de Mosquini, entre os peemedebistas, é quem deveria ficar fora de qualquer discussão sobre moralidade partidária, afinal, quem não lembra da Operação Ludus?

Mosquini

Alex Testoni (ex-prefeito de Ouro Preto do Oeste) e mais uma “carrada de gente” foram presos acusados de desviar recursos das obras do Espaço Alternativo, em Porto Velho para a campanha eleitoral de 2014, quando ele foi eleito deputado federal. O processo está no STF em função do foro, mas continua em inquérito. Não que isso seja impedimento, ou que ele tenha se ressocializado e no ápice do arrependimento tenha resolvido “empurrar o conterrâneo”, mas que é uma incoerência, isso não resta dúvida.

No caso de Raupp

Ainda tem muita água para rolar e pairam dúvidas de todos os lados. Já no caso de Mosquini, as obras paradas e irregularidades, falam por si…

E no país da impunidade

O goleiro assassino, Bruno Fernandes assinou contrato com o time Boa Esporte, que disputa a Série C do futebol brasileiro. O anúncio foi feito nesta sexta-feira por sua esposa e por seu advogado. O goleiro assassino foi condenado pela morte de Elisa Samudio, com quem tinha um filho ao qual não queria pagar pensão. Ficou 6 anos preso, o corpo da vítima nunca foi encontrado e ele já está até tirando selfies com “fãs” (?). Um desses lunáticos, ameaçou de morte uma das idealizadoras do abaixo assinado que pede a suspensão da liberdade do assassino.

De volta ao batente

O deputado estadual Léo Moraes retornou ao batente e já comemora a redução nas tarifas de energia em Rondônia, uma ação provocada por ele que resultou nessa importante conquista. O Estado tem uma das tarifas mais caras do país e acredite, não é brincadeira. Em Porto Velho, uma casa com ventilador, geladeira e televisor não paga menos de R$ 200. Uma matemática amalucada que só a Eletrobrás Distribuição Rondônia consegue fazer…

Por falta de espaço

O ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral só não é mais ladrão por falta de espaço. Ele comprou US$ 1.054.989,90 (R$ 3,3 milhões, na cotação de quinta) em diamantes apenas dois meses antes de ser preso pela Operação Calicute, desdobramento da Lava-Jato. A força-tarefa responsável pelas investigações identificou que Cabral recebeu propina e lavou dinheiro em 15 contas espalhadas por sete países, movimentando mais de R$ 319 milhões em propinas. É uma ratazana que merece apodrecer na cadeia. E olha que ele nem é do PT…

As emendas

O deputado federal Nilton Capixaba (PTB) que é líder da bancada federal de Rondônia em Brasília foi o maior articulador para obter a emenda impositiva no valor de R$ 130 milhões que serão usados para asfalto em Porto Velho. Não teve manobra nem conversa de destinar parte desse recurso para o interior porque não pode. O recurso estava disponível desde o ano passado e foi destinado à capital pelo simples fato de ser a única cidade que comportaria o volume de obras. Era isso ou nada. O resto da conversa é papo furado.

Fake news

Impressiona a quantidade de absurdos que são divulgados por sites obscuros com manchetes totalmente descabidas. E pior, são compartilhadas à exaustão nas redes sociais, às vezes até por pessoas que acreditamos serem esclarecidas. A asneira da semana é a manchete “Lula respira por aparelhos e deve ter morte declarada na próxima semana” de um tal lavajatosergiomoro2. Outra que insiste em aparecer é “Marisa está viva e foi fotografada na Itália”, do tal saudevidaefamilia. Tão ruins quanto esses links são as correntes de Whatsapp, com barbaridades como “Paracetamol 500 contém um vírus” ou “hoje foi decretado o holocausto econômico brasileiro e praticamente ninguém ficou sabendo”. Fala sério, até quando Brasil?

Perigosamente ameaçador

A tensão entre Ásia e Estados Unidos vem aumentando a cada dia. Até o Irã realizou testes nucleares essa semana, a Coréia do Norte lança mísseis em direção ao Japão e os EUA se articulam para interceder na região. Pelo jeito, é questão de tempo (e não muito) para que algum maluco aperte o botão vermelho nuclear…

E o office boy?

Ficou brabo com a divulgação de suas atividades extra-curriculares na Seduc…

Iogurte pode ter efeito no tratamento da depressão, diz estudo

Pessoas com depressão poderão em breve ter um novo e inusitado aliado na luta contra a doença: o iogurte.  Um estudo realizado por pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade de Virgínia, nos Estados Unidos, mostrou que os lactobacilos, bactéria probiótica encontrada no iogurte, regulam o nível de um metabólico chamado kynurenine, cujo aumento está associado à depressão. De acordo com os autores, a descoberta mostra que o aprofundamento na compreensão do microbioma intestinal pode nos permitir tratar a saúde mental naturalmente, eliminando as drogas tóxicas. Seu experimento mostrou que quando ratos foram submetidos ao estresse – um dos fatores de risco da depressão – a única alteração na composição do microbioma intestinal foi a perda de lactobacilos, seguida pelo aumento do níveis de kynurenine no sangue e do aparecimento de sintomas de depressão. Por outro lado, o simples fato de inserir a bactéria em sua alimentação fez os sintomas praticamente desaparecerem. Entretanto, os pesquisadores ressaltam que o iogurte ainda não deve ser visto como um tratamento único. Embora não haja mal em pessoas com depressão comerem iogurte, em hipótese alguma elas devem parar o tratamento sem consultar seus médicos.

Doença emergente que afeta gatos pode atingir humanos

Doença emergente que afeta gatos pode atingir humanos

Doença se chama esporotricose e é causada por um fungo que vive naturalmente no solo.

Há uma doença emergente que se alastra pelo Brasil, mas da qual pouco se tem falado, a não ser no Rio de Janeiro.

O gato é a maior vítima do problema, uma micose causadora de lesões sérias e potencialmente fatais quando não tratadas em tempo hábil.

A doença se chama esporotricose e é causada por um fungo que vive naturalmente no solo, o Sporothrix sp..

No Brasil, Sporothrix brasiliensis é o agente etiológico mais prevalente, embora S. schenckii também seja encontrado em menor proporção.

Por meio de unhadas (o termo técnico é “arranhadura”), os gatos infectados transmitem o fungo a outros felinos, a cães e também a seus donos.

As lesões em humanos e cães geralmente não são tão severas como nos felinos e raramente impõem risco à vida. Mesmo em gatos, que são mais afetados, a doença tem cura, mas o tratamento é caro e demorado.

E a doença se concentra em animais da periferia e de comunidades carentes, o que dificulta o tratamento devido principalmente ao custo.

“No Brasil, a esporotricose humana não é uma doença de notificação compulsória e, por isso, a sua exata prevalência é desconhecida”, disse a veterinária Isabella Dib Gremião, do Laboratório de Pesquisa Clínica em Dermatozoonoses em Animais Domésticos do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas da Fundação Oswaldo Cruz (INI/Fiocruz).

“Desde julho de 2013, devido ao status hiperendêmico da esporotricose no Rio de Janeiro, a doença se tornou de notificação obrigatória no estado. Apenas no INI/Fiocruz, unidade de referência no Rio de Janeiro, mais de 5 mil casos humanos e 4.703 casos felinos foram diagnosticados até 2015”, disse a pesquisadora.

Apenas naquele ano, segundo dados da Vigilância Sanitária do município do Rio de Janeiro, foram 3.253 casos felinos. Já em 2016, verificou-se um aumento de 400% no número de animais diagnosticados. Ao todo, o órgão fez 13.536 atendimentos no ano passado – seja nos institutos públicos veterinários, em assistência domiciliar ou comunitária. Em pessoas, a Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro registrou no ano passado 580 casos.

Essas estatísticas se referem apenas aos casos notificados. Os pesquisadores apontam que o nível de subnotificação deve ser grande. Gremião é a primeira autora de um trabalho que acaba de ser publicado na revista PLOS Pathogens sobre a transmissão da esporotricose entre gatos e humanos.

O biólogo Anderson Rodrigues, professor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), outro dos autores do artigo, estuda a genômica das muitas espécies do gênero Sporothrix (são 51, sendo cinco de relevância médica) para comparar seus DNAs com o do S. brasiliensis, o agente causador da doença emergente no Brasil e de longe a espécie mais virulenta.

Em pesquisa em seu pós-doutorado com Bolsa da FAPESP, Rodrigues descreveu em 2016 uma nova espécie, Sporothrix chilensis, isolada a partir do diagnóstico de um caso humano em Viña del Mar, no Chile.

“A análise comparativa dos genomas de Sporothrix permitirá identificar grupos de genes especificamente ligados aos fatores de virulência e mecanismos de sobrevivência durante a infecção”, disse Rodrigues.

“Nossa expectativa é ampliar significativamente a compreensão da diversidade genética e resposta fisiológica em Sporothrix, um passo inicial para o desenvolvimento de métodos melhores para controle desses patógenos”, disse.

Transmissão e tratamento

Não se sabe como o Sporothrix brasiliensis começou a infectar os gatos. Até o aumento no número de casos no Rio de Janeiro, a esporotricose era considerada uma doença muito esporádica e ocupacional, lembra Rodrigues.

Ela é conhecida como a “doença dos jardineiros”, pelo fato de os primeiros casos diagnosticados nos Estados Unidos no fim do século 19 terem sido entre plantadores de rosas.

O fungo ocorre naturalmente no solo e sobre a superfície de plantas como a roseira. No caso norte-americano, os pacientes se infectaram ao se arranhar em seus espinhos.

O primeiro diagnóstico de esporotricose animal no Brasil é de 1907, entre ratos naturalmente infectados nos esgotos da cidade de São Paulo – os primeiros casos felinos ocorreram nos anos 1950.

“A doença tradicionalmente acometia uma a duas pessoas ao ano. Mas em 1998 o total de casos no Rio de Janeiro começou a crescer”, disse o professor Zoilo Pires de Camargo, chefe do Laboratório de Micologia Médica e Molecular da Unifesp e coordenador do Projeto Temático “Biologia Molecular e Proteômica de fungos de interesse médico: Paracoccidioides brasiliensis e Sporothrix schenckii”, conduzido de 2010 a 2016 com apoio da FAPESP, orientador de Rodrigues no seu pós-doutorado.

Do Rio de Janeiro, a doença se espalhou para outras cidades fluminenses, e de lá para outros estados. A recente emergência da esporotricose felina na região metropolitana de São Paulo chama a atenção dos pesquisadores da Unifesp e do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), onde 1.093 casos foram confirmados nos últimos anos.

Já há casos de esporotricose em todo o Sudeste e o Sul do Brasil. Começam também a se manifestar na região Nordeste e no exterior. Em Buenos Aires, em 2015, foram relatados cinco casos humanos positivos.

Apesar de existir outras espécies de fungos do gênero Sporothrix espalhadas pelo mundo e que também provocam a doença, segundo os pesquisadores a epidemia brasileira é única, pelo agente etiológico a atacar felinos, por ter se tornado uma zoonose a partir do momento que os gatos passaram a transmitir o fungo aos humanos e pelo expressivo número de casos.

“Nos anais da medicina, o maior surto de esporotricose teria ocorrido nos anos 1940 entre mineiros na África do Sul.

A origem da infecção nos 3 mil casos relatados estava no madeiramento de sustentação das galerias das minas, onde havia colônias de Sporothrix. Uma vez identificados os focos, a madeira foi tratada e a epidemia acabou”, disse Camargo.

No Brasil, além da falta de capacidade de fazer diagnósticos em larga escala nas esferas municipal, estadual e nacional, falta acesso a remédios para tratar a doença.

O medicamento de referência é o antifúngico itraconazol, de preço elevado. A cada mês e ao longo de seis meses são necessárias no mínimo quatro caixas: duas para tratar o animal e outras duas para o tutor, caso este esteja doente.

Como todo proprietário de gatos sabe, por mais queridos que sejam seus bichanos eles arranham, principalmente em situação de estresse como na hora de dar remédio.

Enquanto não estiver livre do fungo, o gato pode continuar transmitindo o fungo. Após o primeiro ou o segundo mês de tratamento, geralmente as lesões desaparecem, mas o fungo, não. “A interrupção do tratamento antes de seis meses pode levar ao ressurgimento das lesões”, disse Camargo.

Não se conhece a razão pela qual os gatos são tão suscetíveis ao Sporothrix brasiliensis nem porque neles a doença é tão grave. Um gato com lesões pode ter o fungo em suas garras. Ao brigar com outro gato, um cão ou perseguir um rato, ele passa o fungo por meio de arranhaduras.

As arranhaduras nos gatos ocorrem geralmente na cabeça, local mais comum do aparecimento de lesões, mas não o único. O fungo presente nas lesões destrói progressivamente a epiderme, a derme, o colágeno, os músculos e até ossos. Além disso, o fungo pode acometer os órgãos internos, agravando o quadro clínico.

“Quando o animal chega a essas condições, é comum ele ser abandonado pelos donos. Vai para a rua e alimenta a cadeia de transmissão. Se o gato morre, ele é enterrado no quintal ou num lixão, que serão contaminados pelo fungo presente no cadáver”, disse Gremião.

Segundo a pesquisadora, além da capacidade de diagnosticar todos os casos e do acesso ao medicamento, o combate ao surto de esporotricose exige que os governos realizem campanhas educativas sobre a guarda responsável do animal.

Este conteúdo foi originalmente publicado no site da Agência Fapesp.

Fonte: exame.com

Morador reage a assalto e mata assaltante no PR

Morador reage a assalto e mata assaltante no PR

Ele estava com uma arma usada para decoração e que não funciona.

Um homem tentou invadir uma casa, na vila Casoni, em Londrina, no norte do Paraná, na manhã desta sexta-feira (10), e foi baleado pelo proprietário. Quando a polícia chegou, o homem já estava morto.

Ele estava com uma arma usada para decoração e que não funciona.

De acordo com testemunhas, o homem estava saindo com diversos objetos quando foi baleado por pelo menos quatro tiros no tórax e abdômen. Segundo a perita Larissa Richter, foram quatro disparos na região frontal do corpo. Não há informações se o morador e o suspeito entraram em luta corporal e a hipótese só poderá ser confirmada pelo Instituto Médico Legal (IML).

A arma utilizada e o dono do imóvel não foram localizados. De acordo com o Tenente Castro, do 5º Batalhão de Polícia Militar (PM), familiares do dono do imóvel estiveram no local e informaram que o homem vai se apresentar para a polícia.

O homem morto ainda não foi identificado.

Fonte: paranaportal

Ação entre polícia do Brasil e dos EUA evita suicídio que seria exibido ao vivo

Ação entre polícia do Brasil e dos EUA evita suicídio que seria exibido ao vivo

Segundo a Polícia Civil em SC, Facebook detectou intenção de usuário.
Homem de 40 anos disse estar desempregado e prestes a ter 4º filho.

Em uma ação conjunta que envolveu policiais no Brasil e nos Estados Unidos, um homem de 40 anos foi impedido de se suicidar durante uma transmissão ao vivo pelo Facebook, na madrugada da última quarta-feira (8), no Oeste de Santa catarina, informou a Polícia Civil do estado. O nome da cidade não foi divulgado para não comprometer o atendimento às pessoas envolvidas.

De acordo com a Polícia Civil, foi a própria rede social que identificou, por meio de ferramentas de controle, que o usuário dava sinais de que pretendia transmitir a própria morte por enforcamento. Além de postagens de conteúdo suicida, ele havia feito um vídeo ao vivo em que deu a atender que se mataria nas duas horas seguintes.

Assim que surgiu o alerta, a empresa, com sede nos Estados Unidos, repassou as informações à autoridade policial nos Estados Unidos, que acionou a Secretaria de Segurança Pública de Santa Catarina.

Por meio dos dados do cadastro do usuário, policiais catarinenses chegaram até a casa do homem, onde confirmaram a situação e evitaram o suicídio. Ele foi encaminhado pelos bombeiros a um hospital, onde foi medicado. Ele agora passa por acompanhamento psicológico da assistência social da prefeitura da cidade onde mora, informou a Polícia Civil.

O homem alegou que pretendia se matar por estar desempregado e porque a mulher está grávida do quarto filho. Ele tem histórico de problemas psicológicos e depressão.

O G1 procurou o Facebook no Brasil para obter detalhes sobre o funcionamento das ferramentas de controle e a frequência desse tipo de situação entre os usuários, e aguardava retorno até a publicação desta notícia.

Fonte: g1/sc

Moro diz que advogado faz ‘propaganda política’ de Lula e veta pergunta

Moro afirma que Lula adotou “táticas de intimidação”

No fim da audiência, Moro brincou com Meirelles

Em mais um embate com os advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta sexta-feira (10/3) durante audiência da Lava-Jato, o juiz Sérgio Moro afirmou que o criminalista Cristiano Zanin Martins estava fazendo “propaganda política” do governo Lula e, por isso, vetou uma pergunta dele ao ministro da Fazenda Henrique Meirelles – arrolado pela defesa do petista na ação penal do caso tríplex.

“Pelos elementos que o sr. tem, o governo do presidente Lula foi um governo que trouxe benefícios ao país e não um governo que tenha buscado benefícios pessoais para os governantes e pessoas do alto escalão do governo?”, indagou o advogado, na tentativa de rebater a tese da Lava-Jato de que houve um grande esquema de corrupção orquestrado por Lula em seus mandatos presidenciais (2003/2010).

O magistrado vetou a pergunta, sob argumento que Zanin estava buscando ouvir opinião do ministro.

“Ele (Meirelles) responde sobre fatos apenas”, disse Moro. “A impressão é que a defesa está fazendo propaganda política do governo anterior. Não é apropriado, aqui existe um objeto de acusação bem delimitado. Fica indeferida a pergunta.”

Zanin negou. “Propaganda política não estou fazendo, excelência. Até porque eu sou advogado e não cabe a mim fazer nenhum tipo de consideração de natureza política. Eu só estou enfrentando a acusação difusa que o Ministério Público lançou nos autos.”

Em sua última intervenção, o defensor questionou Henrique Meirelles se ele “teve conhecimento de algum elemento concreto que pudesse indicar a presença de uma estrutura criminosa de poder durante o governo do presidente Lula que tivesse o presidente Lula como comandante dessa estrutura criminosa”.

“Eu não tive acesso a nenhum tipo de informação sobre isso, inclusive, porque não era o papel do Banco Central”, declarou o ministro da Fazenda.

No fim da audiência, Moro brincou com Meirelles.

“Sr. ministro, agradeço mais uma vez a disposição de Vossa Excelência para responder essas questões. Sei que o tempo de Vossa Excelência é muito valioso, mas o Juízo também não tem perguntas a Vossa Excelência. Teria perguntas sobre Economia, mas não é o momento apropriado, está fora do objeto do processo. Deixamos para uma outra oportunidade eventualmente.”

Fonte: correiobraziliense

Gigantescas estátuas de faraós são encontradas em fossa egípcia

Gigantescas estátuas de faraós são encontradas em fossa egípcia

As relíquias foram encontradas no distrito de Mattarya, local da antiga capital Heliópolis, hoje um bairro populoso nos arredores do Cairo.

Uma equipe de arqueólogos anunciou a descoberta no Cairo de duas estátuas de faraós de mais de 3.000 anos de antiguidade.

As relíquias foram encontradas no distrito de Mattarya, local da antiga capital Heliópolis, hoje um bairro populoso nos arredores do Cairo.

O anúncio da descoberta, feito na quinta-feira à noite, reforça a hipótese sobre a escultura gigantesca do Templo do Sol que se encontrava nesse local na época do faraó Ramsés II.

Segundo Ayman Ashmawy, o chefe da equipe de arqueólogos egípcios e alemães, alguns dos restos correspondem a uma estátua de oito metros de comprimento, esculpida em quartzo, e que representa “provavelmente” o próprio Ramsés II.

“Esta estátua não pode ser identificada, mas o fato de que se encontre às portas do templo do rei Ramsés II poderia significar que lhe pertence”, explicou o ministério egípcio de Antiguidades em um comunicado.

O outro fragmento da estátua é de calcário, e pertenceria à época do rei Seti II.

Ramsés II e Seti II eram faraós da dinastia XIX, que governaram de 1314 a 1200 a.C.

“A descoberta das duas estátuas mostra a importância de Heliópolis, dedicada ao culto de Rá”, o deus do Sol do Antigo Egito, explicou Ashmawy.

Heliópolis ficou muito danificada durante a época greco-romana, quando a maior parte dos seus obeliscos e colossos foi transportada a Alexandria ou à Europa.

Fonte: exame.com

Mãe acorda após sete anos em coma e finalmente conhece a filha

Mãe acorda após sete anos em coma e finalmente conhece a filha

A sérvia entrou em coma em 2009, justamente por complicações na hora do parto. Ela era mantida em estado vegetativo na Sérvia

Uma mulher de 25 anos acordou depois de sete anos em coma. Além da surpresa que animou os médicos, Danijela Kovačević também conseguiu, finalmente, ver sua filha pela primeira vez.

A sérvia entrou em coma em 2009, justamente por complicações na hora do parto. Ela era mantida em estado vegetativo em Indjija, no norte da Sérvia. Com a boa notícia, vem uma nova batalha: ela precisa ser transferida para a Alemanha, onde será internada para ampliação do tratamento.

Para conseguir isso, uma campanha foi criada na internet, que pretende conseguir 50 mil euros. Na página, há a explicação do que aconteceu a Danijela. Aos 17 anos, a jovem deu à luz Marija e teve sepse, uma infecção que acomete a corrente sanguínea, provocando adversidades no parto.

Ao Daily Mail, um amigo da família garantiu que a garotinha, agora com 7 anos, sai todos os dias da escola direto para encontrar a mãe. “Ela a conforta, a faz rir e não desiste de ter esperança de que ela um dia consiga abraçá-la”, disse.
Atualmente, a mulher já consegue segurar uma caneta, bem como sentar e manter conversas. De acordo com os médicos, isso é resultado de uma terapia física e fonoaudiológica intensa, que tem causado estímulos nas células cerebrais.

“Danijela está muito melhor que antes. Ela ganhou peso, está mais consciente e mais viva. Ela reage, sorri e até fica brava”, contou Djordje Kovačević, pai de Danijela, ao Daily Mail.

Fonte: metropoles.com

Pai mostra foto da filha minutos antes da morte, em campanha contra o bullying

Pai mostra foto da filha minutos antes da morte, em campanha contra o bullying

Encontrada pelo pai, a jovem foi levada para o hospital, mas não resistiu.

Na quinta, 8 de março, Julia faria 18 anos, e o pai da jovem usou as redes sociais para evitar que, assim como ela, outros jovens percam a vontade de viver. Aos 16 anos, a adolescente tentou se enforcar na casa da família, em Cheshire, no Reino Unido, depois de uma série de episódios de bullying online. Encontrada pelo pai, a jovem foi levada para o hospital, mas não resistiu.

Adrian, de 42 anos, postou, então, uma mensagem contra o ódio e o bullying, e algumas fotos chocantes da menina minutos antes de sua morte, ainda em coma no hospital. “É provavelmente uma das decisões mais difíceis que eu tive que tomar ao lançar as fotos de Julia, mas eu não podia aguentar mais um dia ver crianças lindas, amáveis e importantes e adolescentes e adultos pensando que não merecem amor por causa do ódio, do estigma e do bullying”, publicou.

O pai ainda fez um apelo para que o público espalhasse a notícia de que ele participará de um programa de TV. “Quando mais discutirmos o ódio e seus efeitos maléficos, mais poderemos acabar com isso”, escreveu Adrian.

Segundo o site “Daily Mail”, o pai conseguiu ver as fotos da menina 17 meses após a sua morte. “Eu tirei as fotos minutos antes da morte de Julia e as enterrei no meu telefone até agora porque eu não queria olhar para ela e ainda não quero, mas eu sabia que voltaria a elas, obviamente para ajudar a informar as pessoas, porque eu acho que a causa é muito importante”.

 

Fonte: extra.globo

Bruno fecha contrato de dois anos com o Boa Esporte e posa com camisa do clube

Bruno fecha contrato de dois anos com o Boa Esporte e posa com camisa do clube

Depois de ficar preso por quase sete anos, ex-goleiro do Flamengo acertou volta ao futebol.

O goleiro Bruno, ex-Flamengo, e que passou quase sete anos preso por suposta participação no assassinato da ex-amante Eliza Samúdio, está de volta ao futebol.

O jogador acertou contrato de dois anos com o Boa Esporte, de Varginha (MG), clube da Série B do Campeonato Brasileiro, e deverá ser apresentado oficialmente na próxima semana.

O clube ainda não se pronunciou oficialmente sobre o assunto, mas fotos do goleiro com o uniforme do time já circulam nas redes sociais.

Bruno foi flagrado em um almoço com dirigentes do time de Varginha nesta sexta-feira (10), momentos antes da foto vazar na internet confirmando o acerto.

O ex-goleiro do Flamengo tinha um contrato assinado com o Montes Claros, também de Minas Gerais, até 2019, mas resolveu acertar a oferta do Boa Esporte para defender o time da Segunda Divisão Nacional.

Fonte: r7.com