PM vai “blindar” casa de Temer e diz que impedirá bloqueios em vias de SP durante protesto

PM vai "blindar" casa de Temer e diz que impedirá bloqueios em vias de SP durante protesto

“Não é a primeira vez que uma manifestação tem como destino a casa do presidente. As vias serão bloqueadas para impedir a chegada dos manifestantes”, afirmou o secretário de Segurança Pública de São Paulo, Mágino Alves Barbosa Filho.

As vias que dão acesso à casa do presidente Michel Temer, no Alto de Pinheiros, na zona oeste de São Paulo, serão bloqueadas nesta sexta-feira (28), para impedir a chegada de manifestantes ao local. As Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo realizarão um ato unificado no largo da Batata, em Pinheiros, marcado para as 17h e que tem como destino final a casa do presidente. Eles são contra as reformas trabalhistas e previdenciária.

“Não é a primeira vez que uma manifestação tem como destino a casa do presidente. As vias serão bloqueadas para impedir a chegada dos manifestantes”, afirmou o secretário de Segurança Pública de São Paulo, Mágino Alves Barbosa Filho.

O secretário afirmou também que não serão tolerados bloqueios nas vias que dão acesso aos aeroportos da capital paulista. “Estamos dispostos a garantir o direito de ir e vir e a manutenção da ordem pública. Fizemos reuniões com as centrais sindicais e todos concordamos que não será possível o bloqueio das vias”, disse citando as marginais e as vias que não acesso aos aeroportos.

O jornal o “Folha de S. Paulo” adiantou ontem que o MTST se unirá aos sindicalistas para impedir o funcionamento do aeroporto de Guarulhos.

“Uma coisa é interditar vias secundárias. Mas não há permissão para interdição de estradas e das marginais. Isso já foi avisado as centrais sindicais”, declarou o secretário.

Mágino não deu detalhes sobre número de efetivo da polícia militar que acompanhará as manifestações marcadas para amanhã e disse que, se necessário, a polícia vai agir com “energia”.
“Faremos de tudo para evitar o confronto. Mas se ele for necessário, agiremos com energia, dentro da legalidade”, disse.

Ao menos três atos estão marcados em diferentes pontos da capital paulista para esta sexta-feira. Além do das Frentes, os profissionais de educação municipal de São Paulo vão se unir a outras categorias a partir das 16h no vão livre do Masp, na avenida Paulista, região central, também para protestar contra as reformas da Previdência e trabalhista, agregando à pauta de reivindicações questões relacionadas ao Sampaprev — responsável pela previdência dos servidores municipais.

Os professores municipais também marcaram um ato na frente da prefeitura de São Paulo, às 15h.

Procurada, a Secretaria de comunicação da Presidência não quis comentar a mobilização. Em diversas ocasiões, Temer disse que as reformas são necessárias para o país voltar a crescer e retomar a geração de empregos. O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, chegou a dizer que sem a reforma da Previdência o Brasil pode “quebrar”. Sobre a reforma trabalhista, Temer tem dito que é necessário modernizar as normas que regem as relações de trabalho.

Fonte: uol.com

Na véspera da greve geral, Força Nacional desempacota bombas de gás em Brasília

Na véspera da greve geral, Força Nacional desempacota bombas de gás em Brasília

As proximidades do Congresso também foram gradeadas nesta quinta-feira com objetivo de isolar a Câmara e o Senado de possíveis investidas durante os protestos

Um dia antes da greve geral prevista ocorrer em diversos Estados do País, quem passava pelas proximidades do ministério da Justiça (MJ) em Brasília se deparou com dezenas de homens da Força Nacional desempacotavam no início da tarde caixas de papelão com uma série de artefatos como capacetes, escudos, armas e tubos de gás. A cena foi registrada e viralizou nas redes sociais.

Horas depois, o ministro da Justiça, Osmar Serraglio, informou que a Força Nacional foi convocada nesta quinta-feira (26) para realizar protocolo de segurança, em torno da sede do ministério. De acordo com assessoria do MJ, a determinação do ministro para a realização da atividade foi para o dia de hoje, mas a Força Nacional estará preparada para qualquer “eventualidade” que ocorra nas manifestações previstas para esta sexta-feira (28).

Episódio ocorreu por volta das 10h30 de quinta-feira
Episódio ocorreu por volta das 10h30 de quinta-feira

As proximidades do Congresso também foram gradeadas nesta quinta-feira com objetivo de isolar a Câmara e o Senado de possíveis investidas durante os protestos. O procedimento é protocolo quando grades manifestações são marcadas para a Esplanada dos Ministérios.

Greve. A greve geral é organizada pelas centrais sindicais em protesto contra as reformas da Previdência e trabalhista. Segundo sindicalistas, a última grande paralisação envolvendo diversas categorias ocorreu em 1986, durante o governo Sarney, contra o Plano Cruzado.

Fonte: O Estado de S. Paulo

Empresa da filha de Donald Trump é acusada de usar trabalho escravo

Empresa da filha de Donald Trump é acusada de usar trabalho escravo

Semanas com 60 horas de jornada e pagamento de US$ 1 (R$ 3,18) por hora são as condições dos empregados chineses de uma fábrica de roupas

Semanas com 60 horas de trabalho e pagamento de US$ 1 (R$ 3,18) por hora são as condições dos empregados chineses de uma fábrica que produz roupas para a marca G-III Apparel, grupo proprietário da marca da filha do presidente dos Estados Unidos, Ivanka Trump. De acordo com o jornal americano Washington Post, que cita um relatório da Fair Labor Association, uma organização que promove a defesa dos direitos dos funcionários a nível internacional, as irregularidades são “exorbitantes”.

As fraudes, de acordo com a publicação, envolvem diversas horas extras, amplos volumes de tarefas e salários muito abaixo dos estabelecidos em outras regiões da China. A polêmica revelação ofusca as campanhas de Ivanka para que os americanos comprem apenas produtos “made in USA” e de emponderamento feminino no local de trabalho.

No entanto, o jornal admite que não está claro se as mercadorias com a marca da “filha do presidente” são realmente produzida na fábrica inspecionada, mas a China continua sendo a a principal produtora de roupas assinadas por Ivanka, apesar de sua empresa também trabalhar com companhias de Bangladesh e de diversos países da América do Sul.

Em outubro, quando ocorreu a inspeção, foi constatado que a G-III Apparel importou aos Estados Unidos 110 toneladas de peças, entre camisas, saias e roupas sociais semelhantes as usadas pela filha de Trump.

A polêmica surgiu enquanto Ivanka visitava a Alemanha, na terça-feira (25/4), onde participou de um evento de incentivo ao empoderamento econômico das mulheres, que reuniu a chanceler alemã, Angela Merkel, e a diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde. Na ocasião, Ivanka foi vaiada pela plateia.

Fonte: metropoles.com

Explosão em McDonald’s causa pânico em Grenoble, na França

Explosão em McDonald’s causa pânico em Grenoble, na França

Incidente destruiu um banheiro e provocou um início de incêndio no local nesta quinta-feira (27/4)

Uma explosão em uma loja da rede americana de fast-food Mc Donald’s localizada na cidade de Grenoble, na França, destruiu um banheiro e provocou um início de incêndio no local nesta quinta-feira (27/4).

Segundo o site francês Le Dauphiné Libere, os funcionários da lanchonete, que estavam no piso térreo, viram várias chamas no segundo andar e logo chamaram a polícia. Cerca de 30 pessoas estavam no local no momento da explosão e foram evacuadas. Nenhum cliente ficou ferido.

As autoridades francesas estão investigando “a natureza da explosão” e interditaram a principal rua da cidade. Todas as pessoas localizadas próximas ao restaurante foram aconselhadas a saírem da área como medida de precaução.

Fonte: metropoles.com

Na Rússia, homem enfurecido enche o carro da esposa com concreto; veja vídeo

Na Rússia, homem enfurecido enche o carro da esposa com concreto; veja vídeo

Mulher trocou o sobrenome para participar de campanha publicitária promovida por rede de supermercados; caso ocorreu em São Petersburgo

Enfurecido com a atitude da esposa, um homem alugou um caminhão betoneira e encheu o carro da mulher de concreto. O caso ocorreu em São Petersburgo, a segunda maior cidade da Rússia. A situação bizarra, como era de se imaginar, viralizou em redes sociais de todo o mundo.

Mas o que irritou o cidadão a esse ponto? Se você pensou em traição, saiba que está enganado. Se a sua resposta foi “problemas familiares”, acertou. Na Rússia, família é assunto sério e algum assunto mal resolvido pode tomar consequências dramáticas – e, em muitos casos, bizarras.

O indivíduo não identificado ficou irritado depois que a sua mulher mudou seu sobrenome para participar de uma promoção da rede de supermercados Verny . Em russo, “verny” significa “fiel”. A ação promocional, batizada de “seja fiel”, previa uma premiação para quem mudasse o sobrenome para “Verny” ou “Vernaya” (substantivo feminino). A mulher, então, não pensou duas vezes e resolveu participar da campanha, o que gerou esse “pequeno” problema familiar entre ela e o marido.

O prêmio previsto para quem mudasse o sobrenome era de 50 mil rublos, o equivalente a aproximadamente 850 dólares ou R$ 2.700. Além disso, dois dos participantes iriam ganhar automóveis da marca Škoda. A premiação principal era um apartamento em Moscou , que seria sorteado entre os que aderissem à campanha.

A vingança

Quando o marido descobriu que a esposa havia trocado seu sobrenome, pegou o carro da mulher e se dirigiu até uma das unidades da rede supermercadista e estacionou em frente à loja. O cidadão, então, chamou um caminhão betoneira e começou a descarregar o concreto pelo vidro dianteiro esquerdo.

O material cobriu os dois bancos da frente e chegou até a metade do volante. O peso do concreto fez a suspensão arriar, deixando o veículo rebaixado. A situação chamou a atenção de dezenas de curiosos, que aproveitaram para tirar fotos do automóvel concretado.

Dizem que a Rússia é um dos países onde ocorrem as situações mais esquisitas em todo o mundo. A julgar pelo fato em questão, a afirmação não deixa de ter um fundo de verdade.

Vídeo:

Fonte: ig.com

‘Maratonas de sono’ não compensam noites mal dormidas, diz pesquisa

‘Maratonas de sono’ não compensam noites mal dormidas, diz pesquisa

Pesquisa mostrou que dormir muito no final de semana não compensa as noites mal dormidas ao longo da semana

Você costuma dormir pouco e compensar nos fins de semana? De acordo com estudo da Universidade Baylor, nos Estados Unidos, o costume de dormir por horas seguidas, em ‘maratonas de sono’ para tentar contrabalançar as noites mal dormidas, pode causar sérios danos ao cérebro.

O estudo mostrou que períodos de sono irregulares, principalmente em pessoas mais jovens, deteriora a função cognitiva, afeta a atenção e a criatividade. O costume de postergar o sono pode influenciar, até mesmo, a saúde mental, causando ansiedade e depressão, segundo informações do site britânico Daily Mail. A Fundação Nacional do Sono, dos Estados Unidos, recomenda que jovens adultos durmam entre sete e oito horas por noite.

O estudo

No estudo, os pesquisadores analisaram os padrões de sono de 28 estudantes de design de interiores da Universidade Baylor, em Waco, no Texas (EUA), a partir da actigrafia – monitoramento do ciclo atividade-repouso do corpo humano. Os resultados mostraram que 79% dos participantes dormiam menos de sete horas em, pelo menos, três noites por semana. O interessante é que os próprios estudantes acreditavam que dormirem mais do que de fato dormiam.

Os participantes também completaram duas sessões de testes cognitivos, uma no início do estudo e outra no final, nos mesmos horários, que avaliavam seus níveis de criatividade e atenção. “O que chamamos de ‘criatividade’ é, muitas vezes, a capacidade das pessoas de ver o elo entre as coisas que, à primeira vista, parecem não estar relacionadas”, explicou Michael Scullin, diretor de neurociência e cognição do sono da Universidade Baylor, ao Daily Mail.

Criatividade

Três palavras vagamente conectadas entre si, como ‘sore’, ‘shoulder’ e ‘sweat’ (em português, dor, ombro e suor) eram ditas aos participantes e eles precisavam descobrir qual seria a quarta palavra que as conectaria. “O que primeiro vem à mente são palavras relacionadas ao exercício físico, mas, neste caso, nenhuma palavra desse tipo realmente funciona”, disse Scullin. “Na verdade, a palavra mais criativa e correta seria ‘cold’ [resfriado]”.

Segundo a autora da pesquisa, Elise King, professora de design na Universidade Baylor, existe um mito de que as ideias criativas ocorrem no meio da noite, por isso muitos viram a madrugada estudando. “Vimos as consequências desse tipo de pensamento: ansiedade, depressão e outras questões da saúde mental. Sem falar os perigos de dirigir tendo o sono privado“, completou.

Memória a curto prazo

A atenção executiva, mais conhecida como memória de trabalho, permite que as pessoas guardem memórias por um curto período de tempo enquanto realizam uma tarefa. Para avaliar esse nível de atenção, os voluntários observaram uma grade com quadrados pretos e brancos e então decidiram se a grade era simétrica ou não.

Depois, foram mostradas uma grade com um quadrado destacado em vermelho e, em seguida, outra grade com um quadrado diferente também destacado em vermelho. Esse jogo se repetiu cinco vezes até que eles fossem solicitados a lembrar de todos os locais na ordem correta. “Quanto maior a variabilidade de sono durante a semana, pior a função cognitiva do participante”, afirmou o diretor.

Fonte: veja.com

Embaixada dos EUA alerta americanos sobre greve geral de amanhã

Embaixada dos EUA alerta americanos sobre greve geral de amanhã no Brasil

Em uma “mensagem de segurança” enviada hoje, o órgão recomenda a americanos que evitem chegar perto das manifestações de amanhã.

A convocação da greve geral parece ser uma ameaça aos cidadãos americanos no Brasil, de acordo com para a embaixada dos EUA em Brasília.

A embaixada achou melhor advertir os americanos aqui residentes ou de férias sobre os perigos da paralisação.

Em uma “mensagem de segurança” enviada hoje, o órgão recomenda a americanos que evitem chegar perto das manifestações de amanhã.

Alerta que protestos pacíficos já terminaram com embates violentos no país.

As informações são do Blog do Lauro Jardim – Oglobo.com

Homem armado com faca invade Fórum a procura do promotor em São Francisco do Guaporé (RO)

Homem armado com faca invade Fórum a procura do promotor em São Francisco do Guaporé (RO)

Logo após o ataque, o homem foi imobilizado e detido pelos seguranças até a polícia comparecer e prende-lo

Um rapaz armado com uma faca invadiu nesta tarde de quarta- feira (26) o prédio do Fórum, no centro São Francisco do Guaporé.

Segundo informações, a invasão ocorreu por volta das 17h, o acusado invadiu uma das salas do órgão a procura do promotor de justiça inconformado por ter sido denunciado criminalmente no art. 157 (roubo).

Leandro da Fonseca Cruz, conhecido por “Corim” descontrolado emocionalmente destruiu  três computadores e uma impressora jogando-os ao chão. Logo após o ataque, o homem foi imobilizado e detido pelos seguranças até a polícia comparecer e prende-lo.

Fonte: rotacomando.com

Indígenas promovem novo ato na Esplanada

Indígenas promovem novo ato na Esplanada

O Acampamento Terra Indígena entregará um documento às autoridades pedindo a adoção de medidas para defender o direito das etnias

Considerada a maior mobilização dos povos indígenas dos últimos anos, o Acampamento Terra Indígena promove nesta quinta-feira (27) mais um ato na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, para entregar um documento às autoridades pedindo a adoção de medidas para defender o direito das etnias.

Endereçado aos Três Poderes da República, o texto faz críticas a projetos de lei em tramitação no Congresso Nacional que violam os direitos dessa população.

As lideranças ainda condenam ações do governo federal e o sucateamento de órgãos como a Fundação Nacional do Índio (Funai).

De acordo com representantes do movimento, mais de 4 mil pessoas participam da edição deste ano, “a maior da história”.

Desde o início, a mobilização foi planejada e está sendo mediada por representantes das forças policiais para evitar episódios como o ocorrido na última terça-feira, quando indígenas que protestavam no gramado em frente ao Congresso Nacional foram contidos por agentes.

A manifestação começou pouco antes das 16h e percorreu um dos sentidos da Esplanada, em direção ao Congresso Nacional.

O objetivo é protocolar o documento nos ministérios da Justiça, Educação, Meio Ambiente e Saúde. Neste último, três lideranças entraram no prédio, acompanhadas de agentes da Polícia Militar, para entregar as reivindicações, classificadas pelos indígenas de “denúncia” à sociedade brasileira e à comunidade internacional.

Às 17h, os ministros da Justiça, Osmar Serraglio, e da Casa Civil, Eliseu Padilha, vão se encontrar com uma comissão formada por 12 lideranças indígenas.

Fonte: exame.com

SP terá policiamento reforçado durante greve geral nesta sexta

SP terá policiamento reforçado durante greve geral nesta sexta

Segundo o secretário de Segurança Pública, o efetivo irá impedir bloqueios em rodovias, vias centrais e acessos aos aeroportos

O policiamento será reforçado em São Paulo, nesta sexta-feira, 28, por causa de manifestações. O secretário da Segurança Pública do Estado paulista, Mágino Alves, afirmou que o efetivo irá impedir bloqueios em rodovias, vias centrais, como marginais e Corredor Norte-Sul, e acessos aos aeroportos.

“Uma coisa é você interditar uma via secundária, outra coisa interditar uma via de grande importância para uma cidade. A interdição das estradas também é impossível. Não há permissivo para este tipo de ação”, disse.

O secretário se reuniu nesta quinta-feira, 27, com os comandos de policiamento, para discutir as ações que serão tomadas nesta sexta.

Porém, não detalhou a quantidade nem como deverá agir o efetivo policial. Ele acredita ainda que os atos serão pacíficos e não haverá confronto com a polícia.

“Vamos usar o policiamento reforçado em todo o Estado. Estamos preparados para atender todos os tipos de demandas. O equipamento usado será o mesmo utilizado para o controle de distúrbios civis”, ressaltou.

O Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) pretende fechar os acessos aos aeroportos de Congonhas, na zona sul da cidade, e de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo.

Segundo Mágino Alves, a missão é garantir o direito de ir e vir. “Vamos garantir a manutenção da ordem pública. Fazendo com que aqueles que desejam se manifestar no dia da paralisação se manifestem com tranquilidade e aqueles que querem manter a rotina diária devem ter os direitos respeitados também. Isso ficou acordado com as sindicais, que a gente teria esta certeza de que as centrais agiriam com tranquilidade”, destacou.

Diversas categorias e centrais sindicais realizarão paralisações e manifestações, nesta sexta-feira contra as reformas da Previdência e trabalhista.

Sobre os protestos em direção à residência do presidente Michel Temer, em Pinheiros, na zona oeste da cidade, o secretário Mágino Alves acrescenta que serão criados bloqueios nas proximidades para impedir a chegada do grupo.

“Bloqueios são estudados conforme a movimentação dos manifestantes”, completou. Ainda segundo o secretário, vias centrais que forem interditadas deverão ser imediatamente desbloqueadas.

Em São Paulo, um protesto organizado pelas frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo está marcado para as 17 horas no Largo da Batata, na zona oeste da capital paulista.

Mais cedo, ao meio-dia haverá protesto na Avenida Paulista. E às 15 horas, professores municipais realizarão uma assembleia e na sequência farão protesto em frente à Prefeitura Municipal, no Viaduto do Chá, na região central.

“Nesses locais é comum que tenham manifestações. Vamos trabalhar no sentido de que elas possam ocorrer. Os acessos aos aeroportos são vias que não podem sofrer este tipo de interdição. Agora se a via for interditada, nós vamos solicitar que ela seja desobstruída”, destacou.

O comandante-geral da Polícia Militar (PM), coronel Nivaldo Restivo, o diretor do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), Emygdio Machado Neto, o diretor do Departamento de Polícia Judiciário da Macro São Paulo (Demacro), Albano David Fernandes, participaram da reunião com o secretário Mágino Alves, na manhã desta quinta-feira, 27.

Fonte: exame.com