Presidente Temer estará na inauguração e credenciamento do Hospital de Câncer em Porto Velho, anuncia Lindomar Garçon

Diretor do Hospital de Câncer, Henrique Prata, faz homenagem a Lindomar Garçon em Brasília

A convite do Diretor Henrique Prata, o Presidente da República, Michel Temer, estará na inauguração e credenciamento do Hospital de Câncer da Amazônia, em Porto Veho, dia 23, quinta-feira.

O Presidente ainda visitará o Hospital Cosme e Damião onde o Deputado Federal Lindomar Garçon (PRB-RO) entregará parte dos equipamentos adquiridos através de emenda de sua autoria no valor de R$ 779.000.00 (Setecentos e setenta e nove mil reais).

O deputado estará presente nas duas solenidades para apoiar nossas crianças e por se tratar de um evento muito importante para a população do estado de Rondônia.

Lindomar Garçon já destinou, de suas emendas impositivas, R$ 1 milhão de reais para apoiar o Hospital de Câncer e já garantiu igual valor para 2018.

Dr. Henrique Prata nos honra muito por inaugurar esse Hospital aqui em Rondônia, que vai proporcionar aos que necessitam, um cuidado especial, finalizou Lindomar Garçon.

Léo Moraes realiza audiência pública sobre os conselhos tutelares de Rondônia

Léo Moraes realiza audiência pública sobre os conselhos tutelares de Rondônia

A audiência pública serviu para esclarecer algumas questões pertinentes e homenagear a classe pelo seu dia

O deputado Léo Moraes (PTB) realizou audiência pública no plenário da Casa de Leis na manhã desta sexta feira (17) para comemorar o dia do Conselheiro Tutelar e também para discutir as dificuldades da classe e possíveis soluções para o desenvolvimento da área.

O parlamentar agradeceu e elogiou os profissionais pelo seu dia, que é comemorado na data 18 de novembro. “São guerreiros do conselho que enfrentam muitas dificuldades, mas fazem um trabalho excepcional”, afirmou.
Segundo ele, o objetivo da audiência é esclarecer questões como as condições de trabalho dos servidores. “Temos dúvidas, até por falta de conhecimento, e fizemos essa audiência para saber das dificuldades enfrentadas. Queremos que vocês possam melhor atender a população”.

O vereador Edésio Fernandes (PRB), que já vem batalhando para melhoras nos conselhos do município e dos distritos, falou que vem acompanhando o trabalho dos servidores de perto e vê um grande problema na falta de estrutura e de material para o serviço.

”Eu me deparei com uma situação difícil de trabalho, não podemos cobrar o serviço deles sem antes dar condições. Alguns conselheiros não têm cadeira e nem computador para trabalhar, é um absurdo” destacou Edésio.

O vereador afirmou que está tentando realizar reuniões com o Prefeito, mas encontra dificuldades. Ele falou também que está atrás do veto de uma lei aprovada na Câmara de Vereadores em anos anteriores a sua candidatura, a qual cortou na metade o salário dos conselheiros tutelares.

“Essa situação é a maior briga e hoje é a questão da lei que foi uma injustiça.

Antes eles ganhavam R$5.300 e os vereadores diminuíram pela metade. Queremos a aprovação de uma lei que volte como era antes para que haja justiça para esses servidores”, declarou.

A presidente da Associação Estadual de Conselheiros Tutelares, Eliene Ferreira agradeceu a audiência e a homenagem do deputado e ressaltou que a associação ajuda a classe ao auxiliar as capacitações, mas que apenas isso não é o suficiente. “Nós auxiliamos nas capacitações, mas ainda é pouco. Não é só isso que precisam, mas também de condições e estrutura para trabalhar”.

Rose Silva, representante da Secretaria de Estado da Assistência Social (Seas), parabenizou os colegas do conselho pela data e declarou que a secretaria está acompanhando de perto os problemas dos municípios. “Nós temos o grupo de apoio do conselho e lá buscamos de fato dar esse apoio, então nem todas as vezes o estado está presente porque é muita coisa e não conseguimos alcançar todos, mas estamos lá sempre que possível”.

A representante da secretaria anunciou que o órgão está trabalhando na implantação do Sistema de Informação para Infância (Sipia). Com ele, os conselheiros terão a autonomia de realizar atendimentos e transcrever todo o
procedimento para que, no final do mês, tenha um relatório que aponte quais direitos foram violados dos conselheiros pelo município ou estado.

Ela falou também da emenda do deputado Ribamar Araújo (PR) para a realização da compra de 20 computadores para os conselhos do Estado.

A vice-presidente da Associação de Conselheiros tutelares, Francisca Oliveira, também parabenizou os colegas pelo dia e ressaltou que uma das grandes dificuldades para os conselheiros é o fato de a classe não ser respeitada. Disse também que muitos deles correm perigos constantes por conta do trabalho e não tem amparo do governo. ”A gente é uma classe que é autoridade, mas não é respeitada. Não temos segurança, muitos colegas conselheiros já foram mortos não só no aqui, mas em outros Estados”.

Por fim, o parlamentar agradeceu e lamentou a falta do secretário da Secretaria Municipal de Assistência Social e Família (Semasf) que deveria esclarecer a falta de repasse de recursos para o conselho. “Gostaria que eles tivessem vindo para esclarecer algumas questões”.

Apesar da falta do secretariado, Léo Moraes afirmou que irá participar da moção de aplausos proposta pela Câmara de Vereadores para homenagear os conselheiros tutelares na terça feira (21) para prestigiar e discutir questões como a burocracia em cima do recurso suplementar dos conselhos e a aprovação de suas emendas.

“O secretário da Semasf foi chamado e gostaria de prestigiar a classe e, de forma sadia, cobrar algumas questões do Poder Executivo Municipal para que possamos unir os poderes e ajudar ao máximo a classe”.

Cleiton Roque destina R$ 60 mil para aquisição de ambulancha

Cleiton Roque destina R$ 60 mil para aquisição de ambulancha

Comunidade ribeirinha de Pimenteiras corresponde a 30% da população do município

Através de indicação parlamentar individual do deputado Cleiton Roque (PSB), o município de Pimenteiras do Oeste foi beneficiado com R$ 60 mil, para ser usado na aquisição de uma ambulancha.

De acordo com o parlamentar, a ambulancha é um pedido do vereador do PSB, Adimilson, o Keki, que relatou a necessidade no atendimento à comunidade ribeirinha da região, correspondente a 30% da população de Pimenteiras.

Roque estava presente na Secretaria de Estado da Saúde, durante a manhã de terça-feira (14), local onde o convênio com a prefeitura foi assinado pelo secretário Williames Pimentel e o prefeito Olvindo Luiz Donde, o Vino (PDT).

O vice-líder do governo na Assembleia Legislativa agradeceu ao secretário de Saúde e ao governo do Estado pela liberação do recurso, “Tenho certeza que vamos melhorar as condições do atendimento do serviço público de saúde para a comunidade ribeirinha. Estou muito satisfeito em poder contribuir”, concluiu.

Eduardo Cunha insiste para ficar em Brasília e Justiça volta a negar

O ex-deputado Eduardo Cunha, condenado a 15 anos e 4 meses na Lava Jato, viu mais um de seus pedidos para permanecer preso na capital federal negado, desta vez, pelo juiz federal substituto da 10ª Vara, Ricardo Augusto Soares Leite, nesta sexta-feira, 17. Ele está preso desde 15 setembro no Departamento de Polícia Especializada (DPE), da Polícia Civil, em Brasília.

A transferência para a capital federal foi autorizada pelo juiz Sérgio Moro para que Cunha fosse interrogado na ação penal da operação Sépsis. O ex-deputado é réu na ação penal por desvios na Caixa Econômica Federal. O retorno à Curitiba está previsto para a próxima segunda-feira, 20.

Desde que chegou a Brasília, Cunha impetrou diversos recursos para permanecer definitivamente na capital federal. No entanto, os pedidos foram negados tanto pelo juiz federal Sérgio Moro quanto por Vallisney de Souza Oliveira, titular da 10ª Vara Federal em Brasília.

Por meio de seu advogado Délio Lins e Silva Júnior, o peemedebista insistiu, mais uma vez, para ficar em Brasília e, agora, teve o pedido negado pelo juiz substituto da 10ª Vara Ricardo Soares Leite.

“A defesa de Eduardo Cunha doravante denominado de requerente, requer a audiência de custódia, bem como a permanência do ora requerente em unidade prisional do Distrito Federal até sua realização, a fim de facilitar seu comparecimento pessoal ao referido ato processual sem o acréscimo indevido de custos ao estado”, narra o magistrado.

O MPF não se opôs ao pleito da defesa de Cunha.

O juiz Ricardo Soares Leite, no entanto, diz entender que ‘as razões invocadas não são aptas a justificar a permanência do custodiado na unidade prisional do Distrito Federal’.

“Isto porque a transferência do requerente já foi determiada pela 13ª Vara Federal do Paraná. Há então que se obter uma liminar oriunda de Tribunais Regionais ou Tribunais Superiores que obstem esta determinação judicial. Em seguida, entendo que não há necessidade de realizar audiêcia de custódia neste juízo, uma vez que não será possível a concretização de qualquer medida cautelar diversa da prisão, conforme previsão expressa pelo artigo 319 do Código de Processo Penal. Há outros decretos prisionais expedidos em desfavor do requerente, de modo que não se aplica o artigo 13 da Resolução n. 213/2015 do Conselho Nacional de Justiça, até porque não haverá qualquer utilidade prática na realização deste ato”, anotou o magistrado.

Inicialmente, o peemedebista ficaria por apenas 9 dias em Brasília, mas o magistrado da 10.ª Vara acolheu recurso de sua defesa para que ele permanecesse preso no Distrito Federal até que os termos de colaboração do doleiro Lúcio Funaro, réu ao lado do ex-parlamentar, fossem compartilhados pelo Supremo Tribunal Federal. A demora para a chegada do material à Justiça Federal de Brasília gerou sucessivos adiamentos da volta de Cunha a Curitiba.

Finalmente, no dia 7 de novembro, Cunha prestou depoimento. Ele negou ao juízo irregularidades na Caixa Econômica, e partiu para o ataque contra seus delatores. O peemedebista negou ter recebido dinheiro de Joesley para a suposta compra de seu silêncio e ainda afirmou que o doleiro Lúcio Funaro ‘nunca teve acesso’ ao presidente Michel Temer. “Esses três que ele cita, ele nunca teve. Na minha frente ele nunca cumprimentou o Michel Temer”.

Uma semana antes, o peemedebista ficou frente a frente com seu delator, em depoimento prestado por Funaro à 10ª Vara. Por videoconferência, também assistiu ao depoimento de outro colaborador, o ex-vice-presidente da Caixa Fábio Cleto. As declarações ainda foram acompanhadas por outro ex-presidente da Câmara peemedebista, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN).

Em audiência no dia 6 de novembro, o juiz Vallisney deferiu a juntada da delação de Funaro aos autos do processo contra Cunha e deu 12 dias para a Procuradoria e as defesas apresentarem suas alegações finais.

“Considerando o pedido da Defesa, da necessidade de facilitar imediatos encontros com o réu para os fins pedidos de diligências e atos preparatórios das alegações finais, considerando ainda a necessidade de preparação operacional do transporte aéreo pela Polícia Federal, Determino o retorno do acusado Eduardo Cunsentino da Cunha, à Subseção Judiciária de Curitiba/PR, em caráter definitivo, a partir de 20/11/2017 até 24/11/2017, a ser providenciado pela Polícia Federal (SR/PF/DF)”, anotou o magistrado.

Fonte: O Estado de S. Paulo

WhatsApp vai mudar e dar mais poder aos administradores de grupos

O WhatsApp está preparando uma série de novidades para acabar com a bagunça nos grupos de conversa e dar mais poder aos administradores. O aplicativo vai facilitar a exclusão de participantes, permitir que somente os administradores mudem o nome, a foto e a descrição do grupo e inserir uma função que, quando ativada, autoriza que somente os administradores enviem mensagens. As novidades foram descobertas pelo site WABetaInfo e ainda estão em fase de testes.

Uma da funções mais polêmicas é a do “Mudo”. Quando os administradores ativarem essa função, somente eles terão direito a enviar mensagens para aquele grupo. Os demais participantes não poderão enviar mensagens de texto, imagens, vídeos, GIFs, documentos, mensagens de voz ou iniciar uma nova sessão de localização ao vivo. Depois de ativada, a função só vai poder ser alterada novamente depois de 72 horas.

WABetaInfo/Reprodução

Outra função será permitir que somente os administradores mudem o nome, a foto e a descrição do grupo. Atualmente, qualquer participante pode fazer isso.

Reprodução

O WhatsApp vai permitir, ainda, que os administradores possam remover vários participantes de uma só vez e lançará um recurso de pesquisa para encontrar os usuários dentro do grupo mais facilmente. Outra novidade é que o criador do grupo não vai poder ser excluído por outros administradores.

Quando chega?

Segundo o site WABetaInfo, as novidades estão em fase de teste, tanto para Android quanto para iOS, e não é possível saber a data exata de quando todos os recursos estarão disponíveis, mas provavelmente, só depois do dia 6 de maio de 2018, quando está prevista a atualização do sistema.

Fonte: gazetadopovo

Criança de 1 ano cai com andador em piscina no quintal de casa e morre afogada em Cuiabá

Um menino de 1 ano morreu depois de cair na piscina que fica no quintal da casa da família, no Bairro Jardim Conquista, em Cuiabá, na noite de quarta-feira (15), e se afogar. Davi Luiz Munhoz Koch estava no andador quando caiu na água. Ele foi socorrido pela mãe, que tentou reanimá-lo.

Davi foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bairro Morada do Ouro, na capital, onde foi constatada a morte. “Ela (mãe) viu o Davi na piscina, o retirou e tentou reanimá-lo”, contou o pai da criança, o empresário Wellington Hans Pereira Koch.

Wellington contou ao G1 que “a história de Davi é prova viva que milagre existe”. Ele nasceu prematuro, de 24 semanas, durante tratamento da mãe contra uma infecção grave.

“Foi uma gravidez difícil. Ela (mãe) estava tomando remédio para segurar o bebê. Passou cinco dias internada e a bolsa estourou. Cortaram a medicação para fazer o aborto natural, pois estava com 22 semanas. Esperamos 24 horas e ele não veio e então decidimos junto com o médico voltar a medicação para segurar a gravidez”, afirmou o pai.

E, então, quando estava com 24 semanas, Davi nasceu. “Vinte e quatro semanas, segundo a medicina, seria o tempo para fazer um parto e tomar corticóide para ajudar a desenvolver o pulmão. No dia que completou 24 semanas, ela (mãe) tomou o corticóide e 24 horas depois fez um ultrasson que mostrou que o bebê estava encaixado e corremos para a sala de parto para o nascimento dele”, contou o pai.

Davi passou 4 meses internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Passado esse período, quando teve alta, ele começou a fazer tratamentos com fonoaudióloga, terapia ocupacional e fisioterapia.

Depois um tempo, foi constatada uma lesão no cérebro, que afetaria a parte motora e audição, segundo o pai. “Fizemos exames e o médico disse para nós que ele era deficiente auditivo. Refizemos a ressonância meses depois e misteriosamente não tinha mais nenhuma lesão no cérebro, nem cicatriz, simplesmente sumiu. Foi um milagre, segundo a médica”, afirmou.

Mesmo assim, o casal levou o filho para fazer outros exames em São Paulo. “E lá foi constatado que ele ouvia sim, tinha uma perda, mas ouvia som mais altos”, contou Wellington. Ele passou a usar aparelho auditivo que ajudou a desenvolver o aparelho auditivo e ele começou a ouvir sons mais baixos sem o aparelho.

Ele começou a andar após tratamento com um fisioterapeuta.

“Ele é um milagre, atrás de milagres, mas Deus quis seu anjinho de volta e o levou”, disse o pai.

O corpo de Davi foi sepultado no Cemitério Parque Bom Jesus de Cuiabá, no Bairro Parque Cuiabá, na capital, na manhã desta sexta-feira (17).

Fonte: g1

Deputados Picciani, Melo e Albertassi deixam presídio em Benfica

Os deputados estaduais Jorge Picciani, presidente da Alerj, Paulo Melo e Edson Albertassi, todos do PMDB, deixaram a Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, por volta das 18h desta sexta-feira (17/11), menos de duas horas após a decisão da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) suspender a prisão. A informação é do jornal Extra.

Segundo o jornal, os peemedebistas ficaram menos de 24 horas na cadeia, já que chegaram ao presídio por volta das 19h de quinta-feira (16). Os parlamentares saíram da cadeia em um carro com vidros escuros.

Mais cedo a Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) decidiu, por 39 votos a favor e 18 contrários, soltar os deputados fluminenses. Os peemedebistas foram acusados de lavagem de dinheiro, corrupção, associação criminosa e evasão de divisas, pelo Ministério Público Federal (MPF).

MPF vai pedir decisão do TRF sobre afastamento

De acordo com o texto, a força-tarefa da operação Cadeia Velha vai pedir, na terça-feira, que a Seção Criminal do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) volte a se reunir para decidir o afastamento de Picciani, Melo e Albertassi dos mandatos na Alerj. O pedido será entregue ao relator do caso, Abel Gomes, que deverá convocar uma sessão em caráter de urgência.

Os procuradores regionais da República avaliam que o afastamento não precisa ser submetido à aprovação da assembleia. Na sessão que decidiu a prisão dos parlamentares, Abel Gomes já havia adiantado que o seu voto incluía também o afastamento, mas que a questão deveria ser enfrentada pela Seção depois que a Alerj deliberasse sobre o pedido de prisão.

Fonte: metropoles

Mulher invade McDonald’s pela janela do drive-thru e rouba lanches

Uma mulher assaltou uma loja do McDonald’s de forma inusitada. Ela invadiu o estabelecimento pela janela do drive-thru para roubar comida e dinheiro.

Toda a ação foi registrada por câmeras de segurança, e as gravações foram divulgadas no Facebook do departamento de polícia de Howard, em Maryland, nos Estados Unidos. Segundo a investigação, a mulher levou US$ 1,4 mil e vários alimentos.

O roubo foi notado por uma funcionária que chegou pela manhã para seu turno, e encontrou o local revirado. Ao analisarem as imagens do sistema de segurança interno, os responsáveis pelo restaurante descobriram a ação que se desenrolou por volta de 1h.

Nas imagens, é possível acompanhar a ação desastrada da mulher, que pega até uma caixinha de Mc lanche feliz, e deixa o pacote cair no chão, no único momento em que parece se preocupar em ocultar o rosto.

Após a postagem do vídeo nas redes sociais, os policiais conseguiram identificar a suspeita, que foi presa nesta quinta-feira (16/11). Ela se chama Jessica Marie Cross, tem 27 anos, e é residente de Springdale.

Fonte: metropoles

Manifestante tenta invadir Planalto atirando tomates

O manifestante Ricardo Rocchi, que se denomina do movimento “Tomataço”, tentou invadir o Palácio do Planalto nesta sexta-feira (17) e atirou tomates na rampa do Palácio do Planalto. O ato foi marcado por gritaria e correria entre seguranças.

De acordo com o jornal ‘O Globo’, o manifestante já atuou anteriormente: no último mês, organizou um tomataço contra o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).

Após Rocchi tentar pular a cerca do prédio e gritar palavras de ordem, cerca de 20 militares da guarda presidencial se posicionaram em frente ao manifestante. O alvo era o presidente Michel Temer, que está em São Paulo.

“Pela Lava-Jato, pela justiça. O general Mourão precisou se manifestar. Ou saem da vida publica os bandidos como Temer ou eles vão ter que impor. Você viu isso? Então, tem que impor. Nós somos desse lado, do lado do bem, né? Não tem o mocinho e o bandido? Somos do bem, somos o mocinho”, disse Rocchi.

Fonte: noticiasaominuto

 

Família enterra corpo errado após falha de hospital em Duque de Caxias (RJ)

Rio – Um erro na liberação de um corpo no Hospital Caxias D’or, na Baixada Fluminense, fez com que uma família velasse e realizasse o enterro de um desconhecido na tarde desta quarta-feira, no Cemitério Raiz da Serra, em Duque de Caxias. A denúncia foi feita pela família do aposentado Cesar Carvalho Lobo, de 74 anos. A direção do hospital informou que abrirá uma sindicância para apurar o caso.

O idoso sofreu complicações renais em decorrência de diabetes e morreu no Caxias D’or na terça-feira. O reconhecimento e a liberação do corpo foram realizados por filhos do aposentado no mesmo dia. No entanto, um erro interno na liberação teria provocado a troca de cadáveres. Segundo a família, o corpo errado era de uma mulher.

O sobrinho do aposentado, Marco Moreira, notou que havia algo errado durante o velório. Ele não reconheceu a pessoa no caixão como sendo o tio. Ele disse comentou com parentes que o rosto parecia diferente. “Todos estranharam, mas no calor da emoção e com apenas um pedaço do rosto exposto por causa das rosas sobre o corpo, as pessoas acharam que deveria sim ser o meu tio. Alguns justificaram que o rosto estaria diferente porque as pessoas perdem sangue quando morrem”, lembrou. Segundo Marco Moreira, pelo menos cem pessoas participaram da cerimônia.

Segundo Moreira, funcionários do hospital entraram em contato com a família na manhã desta quinta-feira e informaram ter ocorrido um erro na liberação do corpo. “Essa confusão gerou um grande transtorno para a minha família. Meus primos disseram que o corpo do meu tio continua no mesmo lugar. O hospital se desculpou e disse que houve um erro interno. Eles se comprometeram a arcar com as custas de um novo enterro”, disse.

Moreira também contou que a unidade de saúde propôs a exumação do corpo enterrado e que a família da mulher sepultada por engano também foi chamada ao hospital. Uma reunião entre as duas famílias e a direção do hospital está prevista para a tarde desta quinta-feira para buscar uma solução para o impasse.

O Hospital Caxias D’or informou que está averiguando o fato e que está prestando toda assistência às famílias.

Fonte: odia.ig