Jovem gasta quase R$ 5 mil por mês para ser “Barbie da vida real”

Uma adolescente contou que gasta cerca de R$ 4.500 por mês em cosméticos e tratamentos estéticos para se transformar em uma “Barbie da vida real”. Gabriela Jirackova, da República Tcheca, tem apenas 18 anos e usa o dinheiro dos pais para colocar enchimentos de lábios, apliques no cabelo e comprar maquiagem permanente que lhe dão a aparência de uma boneca viva.

Segundo ela, é tudo para se sentir mais “sexy”. A jovem começou com essa transformação aos 16 anos e fez, recentemente, uma cirurgia para aumentar os seios. Ela disse que gostaria de fazer mais operações e implantes, além de remover algumas costelas e colocar mais silicone nos seios.

Jirackova tem 20 mil seguidores no seu Instagram e posta dezenas de fotos com visuais parecidos com os da boneca. Sua inspiração vem de outras Barbies da vida real e de sua coleção de bonecas, contou ao jornal inglês Daily Mail. Ela rebate as críticas dizendo que não acredita em um visual natural.

“O fato de gostar de beleza artificial não significa que tenha baixa autoestima”, afirma. “Acho que quase não há nada natural hoje em dia. Passo três horas e meia todos os dias me preparando Manter minha imagem é difícil”, falou.

Fonte: metropoles

Defesa de Lula recorre contra decisão do TRF-4 no processo do triplex; leia a íntegra

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entrou nesta terça-feira (20) com recurso contra a decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) no processo do triplex do Guarujá (SP). O recurso neste caso, é de embargos de declaração, que não permite reverter a sentença, já que o parecer dos três desembargadores foi unânime.

A decisão do julgamento de 24 de janeiro, em Porto Alegre, foi por manter a condenação da primeira instância e aumentar a pena de Lula para 12 anos e um mês. Esgotadas as possibilidades de recurso no TRF-4, Lula pode ser preso.

Nos embargos de declaração, a defesa pode verificar se existe dúvida, contradição ou explicação a ser dada pelos desembargadores sobre a decisão.

No processo da Operação Lava Jato, Lula é acusado de receber o imóvel como propina da empresa OAS em troca de favorecimento em contratos com a Petrobras. O ex-presidente nega as acusações e afirma ser inocente.

O julgamento dos embargos de declaração costuma ser rápido, apesar de não ter prazo. No caso de Lula, será realizado pelos mesmos desembargadores da 8ª Turma: João Pedro Gebran Neto, Leandro Paulsen e Victor Luiz dos Santos Laus. Por meio de nota, os advogados de Lula afirmaram que o recurso aponta “omissões em relação a elementos que constam no processo”, “contradições com os seus próprios termos” e “obscuridades” (leia a íntegra abaixo).

Instâncias superiores

A defesa de Lula poderá ainda recorrer da condenação em mais duas instâncias superiores: o Superior Tribunal de Justiça (STJ) e o Supremo Tribunal Federal (STF), ambos em Brasília.

No STJ, poderá ser apresentado recurso especial se a defesa apontar algum aspecto da decisão que configure violação a lei federal, como o Código Penal ou de Processo Penal. No STF, caberá recurso extraordinário se os advogados apontarem que a decisão do TRF-4 viola a Constituição.

Raquel Dodge envia dois acordos de delação ao Supremo

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) dois acordos de delação premiada. Segundo informações do Ministério Público Federal (MPF), os dois temos, somados, preveem a devolução de R$ 10 milhões. Os nomes dos delatores estão em sigilo. As delações dependem da homologação da Corte.

Segundo o site da Procuradoria-Geral da República, estes são os dois primeiros acordos assinados na gestão de Dodge. A PGR diz ainda que há outras tratativas em andamento. Outros oito acordos foram ajustados e devolvidos ao Supremo.

Congresso derruba veto a novas regras de adoção

Após um acordo entre os partidos e com a participação do governo, o Congresso Nacional derrubou o veto ao Projeto de Lei 5850/16, do deputado Augusto Coutinho (SD-PE), que trata de novas regras de adoção (Lei 13.509/17).

Na Câmara dos Deputados, houve 313 votos unânimes contra os vetos e, no Senado, foram 50 votos unânimes pela derrubada. A matéria irá à promulgação.

O veto parcial recaiu sobre quatro dispositivos. Um deles previa a reavaliação, a cada três meses, de criança ou adolescente inserido em programa de acolhimento familiar ou institucional.

Segundo o governo, esse prazo, reduzido em relação ao atual, provocaria sobrecarga de trabalho das equipes interprofissionais dos serviços de acolhimento do Sistema Único de Assistência Social (Suas), “podendo comprometer o trabalho em outras tarefas essenciais”.

Foi vetado ainda o poder do juiz de suspender o poder familiar da mãe se os pais ou representantes de outros integrantes da família da criança não comparecessem em audiência para confirmar a intenção de exercer o poder familiar ou a guarda da criança ou adolescente.

O argumento para o veto é de que a redação mostra incongruência com o proposto em outro trecho do mesmo artigo, que determina a extinção, e não a suspensão, do poder familiar. Além disso, justifica o Poder Executivo, para a colocação da criança para adoção seria necessário retirar também o poder familiar do pai, não previsto pelo dispositivo, que só aborda o poder familiar da mãe.

Fonte: agenciacamara

Morre terceiro filho de grávida que teve parada cardíaca após chá de bebê

Morreu no início da tarde desta terça-feira (20) o terceiro bebê que estava internado em estado grave na Santa Casa de Jales (SP) após um parto de emergência feito no domingo (18), quando a mãe dos trigêmeos sofreu uma parada cardíaca e não resistiu.

Giseli Cristina Sanches, de 39 anos, estava no sétimo mês de gestação e passou mal na noite de domingo (18), dia do chá de bebê. O companheiro ligou para o Samu mas, quando estava na ambulância, a caminho da Santa Casa de Jales, Giseli teve uma parada cardíaca e morreu.

Depois da morte dela, um dos bebês morreu durante o parto de emergência e os outros dois morreram nesta terça-feira.

Gisele estava grávida de trigêmeos e acabou morrendo em Jales após passar mal (Foto: Reprodução/Facebook)

De acordo com a família, até o quinto mês de gestação, Giseli tinha uma gravidez normal, sem complicações. Mas, por conta da idade e por estar grávida de trigêmeos, a gestação, natural, sempre foi considerada de risco, e por isso ela fazia acompanhamento pré-natal no Hospital de Base, em São José do Rio Preto (SP).

Os familiares disseram que a mulher passou por consulta na última quinta-feira (15) no HB, e por conta dos inchaços que tinha, acharam que ela iria ser internada. Mas o médico não pediu a internação e a liberou para ir para casa.

A família alega negligência do HB, por não ter internado Giseli na quinta-feira (15) e informou que a autópsia da vítima resultou em embolia pulmonar.

Em nota, o Hospital de Base de Rio Preto lamentou a morte da paciente e disse que, até o presente momento, não recebeu por parte dos familiares nenhuma manifestação sobre o atendimento prestado pela instituição à gestante.

O hospital disse ainda que “sobre o atendimento e demais informações sobre a paciente, estas não podem ser divulgadas para não infringir o sigilo médico e em respeito à privacidade da paciente”.

O corpo de Giseli foi enterrado nesta terça-feira (20), em Jales, após passar pelo IML (Instituto Médico Legal). Ela era casada, e tinha outros dois filhos, um jovem de 18 anos e uma adolescente, de 14.

Fonte: g1

Deputado Edson Martins libera recursos para campeonato em Urupá

O deputado Edson Martins (MDB) liberou na manhã desta terça-feira (20) emenda parlamentar no valor de R$ 15 mil para o município de Urupá. O recurso será aplicado na realização do 1° Campeonato Martim Pescador da Linha 15.

Edson Martins recebeu em seu gabinete os vereadores Reni de Oliveira (PV), Nai Martins (PV) e Marcelinho (PV), juntamente com as lideranças do município de Urupá, Leonardo da Silva e Osmar da Silva, que agradeceram o recurso.

O parlamentar disse que seu gabinete está de portas abertas para a população, e que tem procurado colaborar com os municípios, principalmente nas áreas de infraestrutura, saúde e educação.

Cleiton Roque recebe vereadores de Campo Novo

Na tarde de hoje (20), o deputado Cleiton Roque (PSB) recebeu os vereadores Gerson de Souza Lima (PSDB) e Roni do Ônibus (PDT), ambos de Campo Novo para tratar de emendas parlamentares em prol do distrito de Rio Branco.

Segundo o parlamentar, através de uma emenda de sua autoria, serão empenhados R$ 90 mil para a aquisição de insumos e fabricação de manilhas no distrito até março. “O vereador Gerson sempre está conosco buscando esses recursos com a finalidade de atender pedidos dos moradores da região. Essas manilhas serão utilizadas para ajudar na recuperação da zona Rural”, diz.

Eles debaterem ainda a respeito das ações que estão sendo realizadas para resolver a questão da regularização fundiária Urbana e Rural da região. “Sabemos que o desenvolvimento de uma localidade está atrelado a regularização fundiária e por isso estamos empenhados em resolver isso o mais rápido possível”, expõe.

Ao final da reunião, o deputado reafirmou o compromisso que fez com os vereadores de providenciar um distribuidor de calcário para atender as necessidades do distrito o mais breve possível.

Antes de intervenção, Planalto propôs retirar R$ 204 milhões da segurança

R$ 204 milhões. Esse é o valor que o Governo Federal pretende retirar da Segurança Pública para atender a demandas dos municípios em áreas como saúde, educação e assistência social ao longo deste ano. Elaborada pelo Ministério do Planejamento e encaminhada ao Congresso com a assinatura do presidente Michel Temer, a proposta consta no Projeto de Lei de Crédito Especial (PLN) 1/2018, que tramita desde o dia 9 de fevereiro – uma semana antes de o presidente decretar a intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro e voltar as forças do governo para essa questão.

Os R$ 204 milhões se referem a ações ligadas à Justiça, Cidadania e Segurança Pública que seriam gerenciadas pelo Ministério da Justiça. E dois dos cortes sugeridos afetariam diretamente o estado do Rio: menos R$ 5 milhões para a construção de uma nova sede para a Polícia Rodoviária Federal e menos R$ 5 milhões para a aquisição de viaturas e equipamentos para os bombeiros estaduais.

Em dezembro de 2017, Temer falou sobre a proposta diante de um grupo de prefeitos que seriam beneficiados por ela. Em troca do andamento do PLN, pediu apoio à tramitação da reforma da Previdência: “Eu peço para que os senhores, a partir de agora, façam contatos com colegas deputados e senadores e digam: ‘olha, a sociedade quer e precisa disso [da reforma da Previdência]’”.

Mas, desde a semana passada, com a intervenção no RJ, o Congresso está impedido de votar qualquer Proposta de Emenda Constitucional (PEC), entre elas a da reforma da Previdência. O PLN 1/2018, no entanto, segue tramitando no Congresso. Até a última segunda-feira (19), havia recebido 68 emendas parlamentares.

*Com reportagem de Chico Marés 

Fonte: metropoles

Fogo de Chão é vendida por US$ 560 milhões para empresa americana

A empresa de investimentos Rhône Capital anunciou nesta terça-feira (20) acordo para comprar a rede de churrascarias Fogo de Chão por US$ 560 milhões.

A oferta da Rhône é toda em dinheiro e os acionistas da Fogo de Chão receberão US$ 15,75 por ação da empresa, valor que representa um prêmio de 25,5% em relação ao fechamento do papel na sexta-feira passada.

“Após um processo de avaliação das opções disponíveis, o conselho de administração está confiante de que esta transação vai dar à Fogo de Chão oportunidade significativa de gerar valor para nossos acionistas e fornecer o melhor caminho adiante para a Fogo de Chão”, disse o presidente-executivo da rede de churrascarias, Larry Johnson, em comunicado.

A aquisição deve ser concluída no segundo trimestre após obter aprovações regulatórias.

Negócios

Esta não é a primeira vez que a rede é vendida. Em 2012, o fundo de investimentos GP Investments anunciou um acordo para a venda de 100% da FC Holdings, empresa de investimento controladora da Fogo de Chão Churrascaria, por um valor de US$ 400 milhões. A compra da FC Holdings foi realizada pelo fundo de investimento Thomas H Lee Partners, dos Estados Unidos.

A Fogo de Chão inaugurou seu primeiro restaurante em 1979 e contava com nove lojas quando a GP Investments e coinvestidores adquiriram uma participação inicial de 35%. Os 65% restantes foram adquiridos em 2011. Atualmente, a rede opera 38 restaurantes nos Estados Unidos e 9 no Brasil e tem duas joint-ventures no México e outras duas no Oriente Médio.

Em 2015, a empresa pediu registro para realizar uma oferta inicial de ações no pregão eletrônico Nasdaq, nos Estados Unidos. A rede de churrascarias precificou sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) em US$ 20 por ação nos Estados Unidos, avaliando a empresa em US$ 545 milhões.

G1

Deputado Edson Martins anuncia recursos para segurança pública de Cujubim

O deputado Edson Martins (MDB), 1º vice-presidente da Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (20), esteve na Secretaria de Estado da
Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), juntamente com os vereadores. Ari da Castanheira (MDB), Professor Alemão (MDB) e o ex-prefeito Fábio Neto, do município de Cujubim, acompanhado do coronel PM Gonçalves e do capitão PM Constantino.

Na oportunidade, o deputado Edson Martins destinou recurso no valor de R$120 mil, para aquisição de equipamentos de videomonitoramento para o município de Cujubim. Segundo o parlamentar, a implantação do sistema de segurança monitorada será de suma importância para auxiliar no combate à criminalidade no município.