Safadão aciona Justiça para tentar levar filho ao aniversário de Neymar

Revista :: Tudo sobre tudo - https://revista.painelpolitico.com

No entanto, cantor desistiu e embarcou para Paris sem o garoto, segundo Leo Dias

Wesley Safadão e a mulher Thyane Dantas tentaram conseguir uma assinatura da ex-mulher do cantor, Mileide Mihaile, para que o filho Yhudy Lima, de oito anos, pudesse viajar à festa do jogador Neymar em Paris, na França.

No entanto, segundo informações do colunista Leo Dias, Mileide se recusou a liberar o filho.

Pelo acordo da guarda compartilhada, o garoto está passando os 15 dias do mês estipulados pela Justiça com a mãe. Mileide também teria alegado não querer deixar o menino viajar por estar no período de volta às aulas.

De acordo com Leo Dias, Safadão chegou a recorrer à Justiça para conseguir que o filho embarcasse e conseguiu um documento oficial pedindo a liberação.

Mesmo assim, Mileide disse que o filho só sairia através da polícia que fosse lá pessoalmente para garantir que a ordem da Justiça fosse cumprida. Para evitar que o filho saísse de casa dentro de uma viatura, Safadão desistiu da ideia e viajou sem o filho, afirmou o colunista.

Fonte: noticiasaominuto

Doenças sexualmente transmissíveis: as 4 enfermidades que preocupam os especialistas

Revista :: Tudo sobre tudo - https://revista.painelpolitico.com

Gonorreia, clamídia e sífilis ainda são as DSTs mais comuns e conhecidas, mas autoridades de saúde pública observam com preocupação incidência cada vez mais frequente de quatro bactérias e superbactérias.

Há novas doenças surgindo o tempo todo e as sexualmente transmissíveis (DSTs) não são exceção.

A seguir, apresentamos quatro bactérias que podem se tornar ameaças sérias para a saúde pública.

1- Neisseria meningitidis

A Neisseria meningitidis (também chamada meningococo) pode causar meningite invasiva, uma infecção potencialmente mortal para o cérebro e membranas protetoras da medula espinhal.

Mas cada vez mais ela também é apontada como causadora de infecções urogenitais.

Um impressionante estudo realizado nos anos 70, aliás, descreveu como um chimpanzé macho contraiu uma infecção na uretra após passar a bactéria do nariz e da garganta para o próprio pênis, através de autofelação, ou seja, da prática de sexo oral em si mesmo (um comportamento comum nesses animais, segundo esclareceram os autores do estudo).

Aproximadamente entre 5% e 10% dos humanos adultos também carregam a N. meningitidis na parte de trás do nariz e da garganta.

Estudos sugerem ser possível potencialmente transmitir a bactéria para os parceiros através de sexo oral, beijos profundos ou outros tipos de contato íntimo.

Os pesquisadores ainda não estão seguros sobre qual dessas vias de transmissão tem causado surtos de formas invasivas da doença entre homens gays e bissexuais na Europa, Canadá e Estados Unidos.

Um estudo, entretanto, diz ter descoberto que a fonte de contágio da uretrite causada pela N. meningitidis em homens foi o sexo oral.

Os cientistas identificaram que uma cepa – que afetou várias cidades dos Estados Unidos em 2015 – mostrava, em seu DNA, uma recombinação genética com seu parente próximo, a N. gonorrhoeae, que causa a gonorreia.

Esta mutação permitiu que essa infecção sexualmente transmissível se propagasse de forma mais eficiente.

Cinco tipos de N. meningitidis são responsáveis ​​pela maioria das infecções do tipo em todo o mundo. Felizmente, existem duas vacinas que, combinadas, são capazes de oferecer certa proteção.

2 – Mycoplasma genitalium

A Mycoplasma genitalium, uma das menores bactérias conhecidas, está ganhando grande reputação como DST preocupante.

Identificada nos anos 80, a bactéria hoje infecta cerca de 1% a 2% das pessoas e é especialmente comum em adolescentes e adultos jovens.

A infecção por M. genitalium, embora muitas vezes sem sintomas, pode ser confundida com outras doenças sexualmente transmissíveis, como clamídia ou gonorreia, com irritação persistente da uretra e do colo do útero.

Pelo fato de poder desencadear uma doença inflamatória pélvica no sistema reprodutor feminino, ela tem sido ligada a infertilidade, aborto espontâneo, parto prematuro e até a morte fetal.

O uso de camisinha pode ajudar a prevenir a infecção.

Enquanto isso, pesquisadores têm alertado sobre a crescente resistência do M. genitalium ao tratamento com os antibióticos azitromicina e doxiciclina.

“Minha preocupação com esse micro-organismo é que, à medida que ele se torne mais resistente, ele será cada vez mais prevalente”, diz Matthew Golden, diretor do Programa de HIV/DST de Saúde Pública de Seattle e King County, nos Estados Unidos.

Mais testes podem ajudar a prevenir o surgimento de uma superbactéria M. genitalium – ou seja, de uma infecção justamente resistente a tratamentos com antibióticos mais conhecidos.

No entanto, os métodos de diagnóstico já disponíveis, baseados em exames de urina e coletas de materiais cervicais e vaginais, ainda são usados ​​muito raramente e nos EUA eles ainda não foram aprovados pelos órgãos reguladores.

A ascensão da MG ocorre principalmente no continente europeu, mas, no Brasil, o Ministério da Saúde diz que monitora a bactéria tanto pelo aumento da prevalência quanto pelo aumento da resistência antimicrobiana.

Como a infecção por essa bactéria não é de notificação compulsória no país, ou seja, as secretarias de saúde dos Estados e municípios não são obrigadas a informar os casos, não se sabe quantas são as pessoas atingidas.

LEIA A REPORTAGEM COMPLETA NA BBC.

[COLUNA] – Site da prefeitura ignora princípio da impessoalidade e coloca Hildon como “grande salvador”

Politico - https://politico.painelpolitico.com

Prefeito abandonou audiência para viajar à Miami onde participou de casamento da filha em plena crise dos transportes. Episódio rendeu bate-boca em redes sociais e ameaças de processo. E ainda, Marcos Rocha leva sonora vaia em sua primeira aparição pública

Mudanças

O jornalista Gérson Costa assume a direção de comunicação da Assembleia Legislativa de Rondônia no lugar de Eliênio Nascimento. A mudança veio com a nova Mesa, presidida por Laerte Gomes (PSDB). O ex-deputado estadual Cleiton Roque (PSB) vai ficar na diretoria financeira da Casa. Gérson foi secretário municipal de esportes em Porto Velho, foi editor de política do Diário da Amazônia e do extinto Folha de Rondônia e editava o eletrônico Rondoniagora. Experiente e bem relacionado, deve dar um gás nas relações entre o legislativo e a imprensa.

Levou vaia

Marcos Rocha levou uma sonora vaia na posse dos deputados estaduais ocorrida na última sexta-feira, 1, em Porto Velho. Reflexo de seu fiasco como comunicador de Facebook. E nem na rede de Zuckerberg está conseguindo convencer, ao menos foi o que mostrou uma enquete feita pelo Rondoniavivo, que tem um público bem eclético. Com uma amostragem de 4,5 mil votos, 69% dos leitores reprovaram os primeiros 30 dias do governador. E isso é sintomático. Se as eleições fossem hoje, Rocha certamente teria dificuldades para ser eleito, afinal, acabou a euforia eleitoral.

E deve piorar

Com um secretariado apático, sem nenhuma interação, o governo trabalha para dentro e não consegue sequer manter uma aparência de eficiência. A manter esse perfil, Rocha terá muita dificuldade em se mostrar um bom gestor. Para piorar, aposta suas fichas em uma relação com o Planalto que não tem se mostrado eficiente.

Queixas

Tem muita gente reclamando da ausência do governador nos municípios do interior. Marcos Rocha não visitou nenhum, nem falou com os prefeitos desde que assumiu.

O que está havendo?

O prefeito Hildon Chaves parece que não anda lá muito preocupado com os problemas da cidade. A impressão que tem passado aos cidadãos é a pior possível. Se Hildon acredita que episódios como sua viagem aos Estados Unidos para o casamento da filha em plena crise do transporte público não vai afeta-lo politicamente, ele está muito mal assessorado. Ele já protagonizou algumas passagens lamentáveis ao longo de seu mandato, e essa é apenas mais uma. Para completar, sua esposa, Ieda Chaves andou batendo boca com usuários de redes sociais, inclusive com ameaças de processo. O pessoal ainda não entendeu que Facebook não é lugar para discussão.

Faltou a aula?

E essa ausência do prefeito cria alguns problemas bem sérios, como por exemplo o uso do site da prefeitura para promoção pessoal, ferindo de morte a impessoalidade. Roberto Sobrinho foi condenado por bem menos, denunciado pelo Ministério Público que parece não conseguir enxergar nenhuma ilegalidade nas ações de Hildon Chaves. Na última sexta-feira, estampada na capa da página oficial do município a seguinte manchete – PREFEITO HILDON CHAVES CONSEGUE VOLTA DOS ÔNIBUS. A matéria ainda está no ar e caso você clique no link e tenham apagado, o print segue abaixo.

A pergunta é

O que vai ser feito em relação a isso? O ex-prefeito Roberto Sobrinho foi condenado por uma uma estrela estilizada, colorida, que em nada lembrava a logomarca de seu partido, e nem ele, nem Nazif nunca publicaram nada levando seus nomes, mas eis que surge Hildon Chaves, que parece estar acima da lei, e vem com essa ai. Só faltou mesmo a foto dele na capa e o número de seu partido.

Novidade nenhuma

A sessão de votação da nova Mesa do Senado teve pasta roubada, fraude na votação e muita palhaçada. Mas isso não é prerrogativa da atual legislatura. No passado os senadores fizeram muito pior. Antônio Carlos Magalhães fraudou o placar de votação eletrônico, com ajuda de José Roberto Arruda que depois foi governador do DF. Todas as eleições por lá são tumultuadas, achar que isso é novidade é no mínimo mostrar total desconhecimento sobre a vida política no Brasil.

Por aqui

Também não teve novidade alguma na eleição de Laerte Gomes para comandar a Assembleia no primeiro biênio e Alex Redano no segundo. Até os bagres do Madeira já conheciam essa configuração desde o ano passado. Quem tentou tumultuar o processo e deu com os burros n’agua foi o governo, achando que o legislativo é um quartel onde manda quem tem patente. Na política, e na vida, convence quem tem argumentos, humildade e sabe respeitar os demais. Na marra não se consegue nada.

Restrição calórica com jejum intermitente é a dieta ideal, mostra estudo

Em um pequeno estudo randomizado de oito semanas, as mulheres com sobrepeso que fizeram dieta hipocalóricas e três dias de jejum por semana perderam mais peso e tiveram melhores marcadores cardiometabólicos do que as que apenas reduziram sua ingesta calórica, fizeram somente jejum ou não fizeram nenhum dos dois. “As mulheres obesas que adotaram uma dieta na qual ingeriram 70% do consumo de energia necessário para manutenção do peso e fizeram jejum intermitente foram as que perderam mais peso”, disse a primeira autora do estudo, Dra. Amy T. Hutchison, pesquisadora pós-doutoranda na Adelaide Medical School da University of Adelaide na Austrália, em uma declaração de sua universidade. “As outras mulheres do estudo, que fizeram jejum intermitente sem reduzir a ingestão de alimentos; que reduziram a ingestão de alimentos sem fazer jejum, ou que não seguiram nenhuma dieta, não foram tão bem-sucedidas em termos de perda ponderal”, comentou a pesquisadora. As novas descobertas do estudo Effects of Periodic Fasting Versus Daily Energy Restriction on Metabolic Health (PREFER) foram publicadas na edição de janeiro do periódico Obesity. Nesta coorte, de quase de 90 mulheres de meia-idade ou mais velhas com sobrepeso ou obesidade randomizadas para quatro estratégias diferentes, as participantes mais bem-sucedidas perderam entre 0,5 e 1,0 kg por semana. Os pesquisadores concordaram, dizendo ser necessário fazer novas pesquisas e admitindo que os resultados não podem ser generalizados para uma intervenção prolongada ou para outras populações. “Embora o estudo confirme que o jejum intermitente é mais eficaz do que uma dieta restritiva continuada, o estímulo determinante para limitar o apetite das pessoas, que poderia ser a chave da promoção de uma perda ponderal eficaz, exige uma investigação mais aprofundada”, disse a Dra. Leonie. O grupo planeja investigar a eficácia do jejum intermitente em longo prazo para homens e mulheres em novos ensaios clínicos.

Morre Paulo Elifas, ex-senador de RO

Politico - https://politico.painelpolitico.com

O ex-senador Elifas Paulo da Silva, conhecido como Paulo Elifas, morreu aos 72 anos em Curitiba (PR), onde estava internado há cerca de três meses. Ele foi diagnosticado com leucemia há quase 20 anos e, desde então, vinha lutando contra a doença. Paulo era pioneiro em Cacoal (RO), onde exercia a profissão de médico.

A morte ocorreu no domingo (3) e o enterro será em Cacoal na terça-feira (5).

Após o comunicado de falecimento do ex-senador, amigos utilizaram as redes sociais para prestarem as últimas homenagens ao pioneiro.

O hospital onde o médico trabalhava e era dono, informou que o corpo está vindo para Cacoal de Curitiba e o velório deve começar na terça-feira a partir das 9h na câmara de vereadores local.

Quem era Paulo Elifas

Paulo Elifas tinha 72 anos. Nasceu em 25 de outubro de 1.946 em União da Vitória (PR). Casado com Denise Eugenio Paulo da Silva, eles tiveram três filhas. Ele era médico e proprietário de um hospital em Cacoal. Exerceu o cargo de senador no ano de 2004.

Analgésico natural ajuda no alívio da dor crônica

Revista :: Tudo sobre tudo - https://revista.painelpolitico.com

Já ouviu falar em mindfulness?

A dor crônica pode muitas vezes ser insuportável e atrapalhar severamente a rotina das pessoas, prejudicando inclusive a saúde mental. No entanto, uma equipe de cientistas do Canadá revelou que o mindfulness pode ser de fato uma promissora alternativa para combater o problema. Segundo o estudo publicado no periódico científico BMJ, e divulgado pela publicação Viva Bem, a prática de atenção plena é capaz de diminuir a intensidade da dor e o sofrimento psicológico causado pela mesma.

Para chegar a essa conclusão, a pesquisa comparou o ‘poder’ do mindfulness praticado com o intuito de aliviar a dor crônica com o da terapia cognitivo-comportamental, método comumente recomendado pelos médicos para combater o problema, mas que não é eficaz em todos os doentes.

Os pesquisadores analisaram 21 ensaios clínicos que reuniram um total de dois mil participantes entre 35 e 65 anos, que usaram uma das técnicas para tratar problemas crônicos como fibriomialgia, dor lombar, artrite reumatóide e osteoartrite.

Os dados apurados revelaram que tanto o mindfulness quanto a terapia cognitivo comportamental melhoraram consideravelmente o funcionamento físico dos participantes e reduziram a dor e a depressão relacionada à dor.

“O mindfulness pode ser uma solução adicional aos pacientes com dor crônica, uma vez que se mostra promissor em diminuir a intensidade da dor e o sofrimento psicológico” disse Eve-Ling Khoo, principal autora do estudo.

Fonte: noticiasaominuto

Número de assassinatos de mulheres no Brasil em 2019 preocupa CIDH

Revista :: Tudo sobre tudo - https://revista.painelpolitico.com

Uma das medidas que se fazem urgentes, segundo a CIDH, é a formação, a partir de uma perspectiva de gênero, de agentes públicos e pessoas que prestam serviço público

A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) manifestou, por meio de nota publicada hoje (4), preocupação quanto à elevada incidência de assassinatos de mulheres no Brasil no início deste ano. Segundo a comissão, 126 mulheres foram mortas em razão de seu gênero no país desde o início do ano, além do registro de 67 tentativas de homicídio.

A comissão diz que os que casos chegaram a seu conhecimento exigem do Estado a implementação de estratégias abrangentes de prevenção e reparação integral às vítimas, além de investigações “sérias, imparciais e eficazes dentro de um período de tempo razoável”, que possibilitem a punição dos autores dos crimes. Uma das medidas que se fazem urgentes, segundo a CIDH, é a formação, a partir de uma perspectiva de gênero, de agentes públicos e pessoas que prestam serviço público.

“A CIDH enfatiza que os assassinatos de mulheres não se tratam de um problema isolado e são sintomas de um padrão de violência de gênero contra elas em todo o país, resultado de valores machistas profundamente arraigados na sociedade brasileira”, diz a nota.

A comissão também faz um alerta para o aumento dos riscos enfrentados por mulheres em situação de vulnerabilidade por conta de sua origem étnico-racial, orientação sexual, identidade de gênero, situação de mobilidade humana, aquelas que vivem em situação de pobreza, as mulheres na política, jornalistas e mulheres defensoras dos direitos humanos.

“Durante a visita in loco ao país, em novembro de 2018, a CIDH observou, em particular, a existência de interseções entre violência, racismo e machismo, refletidas no aumento generalizado de homicídios de mulheres negras. Ademais, a comissão vê com preocupação a tolerância social que perdura diante dessa forma de violência, bem como a impunidade que continua caracterizando esses graves casos”, diz.

Na nota, a organização, vinculada à Organização dos Estados Americanos (OEA), cita o fato de que o Brasil concentrou 40% dos feminicídios da América Latina, em 2017. “A impunidade que caracteriza os assassinatos de mulheres em razão de seu gênero transmite a mensagem de que essa violência é tolerada”, diz a CIDH.

A presidenta da CIDH, Margarette May Macaulay, reconhece o valor da lei que tipifica o feminicídio no Brasil, ao mesmo tempo que entende ser essencial que as autoridades competentes não minimizem a gravidade das queixas prestadas pelas vítimas. “É inadmissível que mulheres com medidas protetivas sejam mortas, que não contem com espaços seguros”, diz Margarette, que também é relatora da comissão sobre os Direitos das Mulheres.

Fonte: agenciabrasil

Jovem é morta a tiros dentro de universidade em GO

Revista :: Tudo sobre tudo - https://revista.painelpolitico.com

A assessoria de imprensa da UEG informou que a jovem não estudava na instituição.

Uma jovem morreu nesta segunda-feira(4), após ser perseguida e baleada na unidade da Universidade Estadual de Goiás (UEG) em Caldas Novas, no sul goiano. Segundo a Polícia Civil, Ana Carolina Emidio, de 20 anos, correu para dentro da instituição para fugir do atirador.

Ela estava do lado de fora quando começaram atirar. Ela correu, passou por uma abertura no alambrado, continuou correndo dentro da universidade, e o cara atrás atirando em uma moto. Ela correu cerca de 40 metros”, relatou ao G1 o delegado Tibério Martins Cardoso, responsável pelo caso.

Uma testemunha relatou a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) que o atirador estava em uma moto e fugiu após cometer o crime.

“Pelo o que nos contaram, o atirador deve ter disparado pelo menos uns 10 tiros”, completou o delegado.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros prestou socorro a jovem e a levou até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Caldas Novas, onde ela não resistiu aos ferimentos e morreu. Os socorristas informaram ao G1 que Ana foi baleada no braço e na barriga.

“A suspeita é de que o crime possa ter sido motivado pelo consumo de entorpecentes. Mas a gente tem de apurar, temos de ouvir mais pessoas. Só sabemos que o cara estava determinado a matá-la”, afirmou Cardoso.

A assessoria de imprensa da UEG informou que a jovem não estudava na instituição.

Fonte: noticiasaominuto

Operários presos há 3 dias em mina de carvão no Peru são resgatados com vida

Revista :: Tudo sobre tudo - https://revista.painelpolitico.com

Eles estavam presos a mil metros de profundidade e sobreviveram graças a um tubo de ventilação.

Os quatro funcionários presos após o desmoronamento de uma mina de carvão no Peru na última quinta-feira (31), foram resgatados com vida na noite deste domingo (3). Eles estavam presos a mil metros de profundidade e sobreviveram graças a um tubo de ventilação que não sofreu danos após o desmoronamento, informaram as autoridades.

De acordo com a REUTERS, os mineiros apresentavam quadro de desidratação porque só dois dias após o colapso na mina Pampahuay, que foi possível entregar água e alimentos através do tubo de ventilação.

Logo após o resgate, eles transferidos a um hospital da região, confirmou o ministro de Minas e Energia, Francisco Escodes, no Twitter.

Fonte: noticiasaominuto

Paternidade tardia também pode afetar a saúde do bebê, diz estudo

Revista :: Tudo sobre tudo - https://revista.painelpolitico.com

Pesquisadores da Universidade de Stanford, nos EUA, avaliaram 40 milhões de registros de nascimento entre 2007 e 2016 para chegar a essa conclusão

Um estudo da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, teve como objeto a paternidade tardia e concluiu que a idade avançada do pai pode ter efeitos negativos que vão desde um maior risco de parto prematuro a maiores chances de os filhos desenvolverem quadros de convulsão ao longo da vida.

A pesquisa avaliou mais de 40 milhões de registros de nascimentos entre os anos de 2007 e 2016 para chegar a um veredito sobre os riscos da paternidade tardia para as gestantes e os bebês e concluiu que a faixa etária de maior risco é a dos pais que têm filhos depois dos 45 anos de idade. Filhos de pais nessa faixa etária tinham 14% mais chances de nascerem prematuros e apresentavam um risco 18% maior de desenvolverem quadros de convulsão.

Mas não são apenas os filhos que sofrem os efeitos negativos: as parceiras de pais com mais de 45 anos apresentaram uma chance 34% maior de desenvolverem diabetes gestacional. Os cientistas ressaltam, no entanto, que apenas 13,2% dos casos de partos prematuros e só 18,2% dos casos de diabetes gestacional analisados durante a pesquisa podem ser de fato atribuídos a uma idade avançada do pai.

De acordo com os pesquisadores, esses problemas podem ser fruto das alterações epigenéticas que os espermatozóides sofrem com o passar do tempo, em especial no que diz respeito ao processo de metilação do DNA (que pode alterar a função das moléculas sem alterar a estrutura delas) e ao funcionamento das histonas, proteínas responsáveis por “empacotar” as moléculas de DNA nos núcleos celulares.

Essa hipótese é verossímil porque, segundo a Maria Cecília Erthal, especialista em reprodução humana e diretora médica do Vida Centro de Fertilidade, “essas alterações podem ser passadas para os seus descendentes”. Ou seja, quaisquer más formações nos espermatozóides podem ser transmitidas aos bebês – e o risco disso acontecer aumenta de maneira diretamente proporcional à idade do pai.

Além dos riscos apresentados, os cientistas também concluíram que, embora o problema não seja muito grande nos EUA atualmente – já que a parcela de pais com idade avançada é relativamente pequena -, as mudanças demográficas pelas quais o país tem passado podem levar a maiores complicações no futuro.

O que fazer para evitar problemas na paternidade

Embora o estudo seja um importante marco para promover a conscientização e a compreensão do problema, ainda não há muito que se possa fazer para combater os efeitos deletérios do tempo sobre a fertilidade masculina.

Segundo a médica, a forma mais eficiente de se prevenir destes possíveis problemas continua a ser não adiar tanto a paternidade . Outra possibilidade é optar pelo congelamento de sêmen, uma prática semelhante ao congelamento de óvulos que as mulheres fazem.

Fonte: deles.ig

Ministro Barroso remete à JF inquérito contra Temer

Sentença - https://sentenca.painelpolitico.com

O ministro Luís Roberto Barroso, do STF determinou nesta segunda-feira, 4, a remessa do inquérito no qual o ex-presidente Michel Temer é investigado por irregularidades no Decreto dos Portos (9.427/17) à 10ª vara Federal do DF. A remessa se dá porque Temer não possui mais foro de prerrogativa.

Em dezembro do ano passado, a PGR ofereceu denúncia contra Temer e outras cinco pessoas por corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro, no âmbito do inquérito 4.621, que apura se o decreto teria sido editado por Temer para beneficiar empresas do setor portuário em troca de pagamento de vantagens indevidas.

Segundo Barroso, a denúncia descreve detalhadamente o funcionamento de um esquema duradouro de corrupção que se teria formado em torno do ex-presidente da República. “Em suma, o denunciado teria se valido largamente de seus cargos públicos, ao longo de mais de 20 anos, para conceder benefícios indevidos a empresas do setor portuário, em troca de um fluxo constante de pagamento de propinas.”

Segundo a peça acusatória, o sistema de corrupção do tipo “conta corrente” – isto é, em que os pagamentos eram realizados com habitualidade, tanto como retribuição às vantagens já obtidas como para estimular a concessão de novos favores – era operacionalizado principalmente por meio de contratos fictícios de prestação de serviços com empresas de fachada, controladas por Michel Temer e João Baptista Lima Filho.

Como a denúncia foi protocolada quando já iniciado o recesso, os trabalhos regulares do STF estavam suspensos. Desta forma, Barroso afirma que já não mais detinha atribuição para examinar os pedidos de prisão preventiva de João Baptista Lima Filho e Carlos Alberto Costa, formulados pela autoridade policial, e de remessa dos autos ao Congresso Nacional para juízo político prévio pela Câmara dos Deputados

“Apesar da gravidade dos fatos narrados, não cabe mais a este Relator decidir sobre a instauração da ação penal e os pedidos de prisão preventiva.”

Processo: Inq 4.621