Após registrar 79 mortes por coronavírus, Prevent Senior pode sofrer intervenção

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Mortes em hospitais da rede Prevent Senior representam mais da metade das mortes no estado de São Paulo. Intervenção ocorreria em 3 hospitais

A Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo solicitou intervenção imediata em três hospitais Sancta Maggiore, da rede Prevent Senior. Pedido ocorre após rede ter registrado 79 mortes por Covid-19, mais da metade dos 136 óbitos pela doença no estado de São Paulo.

O pedido da Secretaria Municipal de Saúde foi enviado na última sexta-feira (29) para a Secretaria Estadual, mas ainda não obteve resposta. Apenas o órgão estadual tem autoridade para realizar a intervenção nos hospitais da Prevent Senior .

A Prefeitura de São Paulo acusa a rede de ter omitido casos do novo  coronavírus e também de hospitais Sancta Maggiore estarem superlotados. Na capital, há oito hospitais da rede. O pedido de intervenção vale para as unidades da Paraíso, Pinheiros e Santa Cecília.

“Entrou o coronavírus num hospital só de idosos e você tem hoje ali dentro um ponto, que a gente chama de ponto fora da curva, um lugar concentrado com centenas de pacientes idosos em diferentes graus de imunossupressão num meio que o hospital não conseguiu segurar a transmissão e eles têm ali dentro um ponto extremamente grave”, afirmou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM) sobre a rede nesta terça-feira (31) em coletiva de imprensa. 

A rede Prevent Senior é responsável por planos de saúde voltados a idosos, que são considerados grupo de risco no contágio por coronavírus, e também administra diversos hospitais e clínicas médicas no estado de São Paulo. Via IG

Informais que não têm cadastro no governo devem receber o auxílio de R$ 600 por último, diz Onyx

Político - https://politico.painelpolitico.com

“Os informais vão precisar de um sistema novo”

O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, explicou nesta terça-feira (31) a forma como será feita a distribuição do auxílio de renda básica de R$ 600, aprovado nesta segunda pelo Senado.

De acordo com o ministro, trabalhadores informais sem cadastro no governo receberão o auxílio por último. A ordem deve ser:

1º: trabalhadores informais que recebem o Bolsa-Família

2º: informais que estão no cadastro único (banco de dados onde o governo federal tem registrados os nomes das pessoas de baixa renda habilitadas a receberem benefícios sociais)

3º: microempreendedores individuais e contribuintes individuais

4º: informais que não estão em cadastro nenhum

“Acho que é o mais fácil e mais rápido, porque nós temos que fazer duas coisas muito importantes: a primeira, agilidade, porque as pessoas precisam, e a segunda, segurança. Então nessa linha serão primeiro os beneficiários do Bolsa-Família, logo depois os informais do cadastro único, porque nós temos o registro, é de fácil averiguação. Depois os MEIs (microempreendedores individuais) e os contribuintes individuais do INSS, e por fim, os informais, esses que vão precisar de um sistema novo”, disse Onyx.

Ator de Star Wars morre após contrair o novo coronavírus

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Andrew Jack tinha morreu ‘sozinho’ em casa

Andrew Jack, ator de 76 anos, morreu na manhã desta terça-feira (31) após contrair a Covid-19. O anúncio foi feito por seu empresário Jill McCullough, ao jornal Metro.

Segundo a publicação, Andrew estava sozinho em casa quando faleceu. Sua esposa estava isolada na Austrália também cumprindo quarentena.

“Ele morreu hoje de manhã devido ao covid-19 no Hospital St. Peter, em Chertsey, na Inglaterra. O Andrew morava numa das casas flutuantes mais antigas do Tâmisa. Ele era ferozmente independente, mas loucamente apaixonado pela sua mulher Gabrielle Rogers”, ressaltou Jill McCullough.

“Tragicamente, ela está presa em quarentena na Austrália depois de ter passado pela Nova Zelândia na semana passada. Ela não teve possibilidade de o ver ou falar com ele nos seus últimos dias e provavelmente não será realizado um funeral”, explicou o agente.

Andrew Jack interpretou Caluan Ematt em ‘O Despertar da Força’ e ‘Os Últimos Jedi’

“O Andrew era uma pessoa cheia de vitalidade. Atualmente ele estava trabalhando arduamente treinando o novo Batman. Ele era um treinador de dialetos há muitos anos e era uma daqueles pessoas que promoviam orientação e apoio aos treinadores mais jovens. Ele foi um pioneiro na indústria, provando aos produtores que os treinadores de dialetos eram necessários e importantes. Ele adorava o trabalho dele e era engraçado, charmoso e alegre. Primeiramente era um amigo e só depois um cliente”, afirmou McCullough.

Na saga Star Wars, Andrew Jack interpretou Caluan Ematt em ‘O Despertar da Força’ e ‘Os Últimos Jedi’.

Ator de Star Wars morre após contrair o novo coronavírus

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Andrew Jack tinha morreu ‘sozinho’ em casa

Andrew Jack, ator de 76 anos, morreu na manhã desta terça-feira (31) após contrair a Covid-19. O anúncio foi feito por seu empresário Jill McCullough, ao jornal Metro.

Segundo a publicação, Andrew estava sozinho em casa quando faleceu. Sua esposa estava isolada na Austrália também cumprindo quarentena.

“Ele morreu hoje de manhã devido ao covid-19 no Hospital St. Peter, em Chertsey, na Inglaterra. O Andrew morava numa das casas flutuantes mais antigas do Tâmisa. Ele era ferozmente independente, mas loucamente apaixonado pela sua mulher Gabrielle Rogers”, ressaltou Jill McCullough.

“Tragicamente, ela está presa em quarentena na Austrália depois de ter passado pela Nova Zelândia na semana passada. Ela não teve possibilidade de o ver ou falar com ele nos seus últimos dias e provavelmente não será realizado um funeral”, explicou o agente.

Andrew Jack interpretou Caluan Ematt em ‘O Despertar da Força’ e ‘Os Últimos Jedi’

“O Andrew era uma pessoa cheia de vitalidade. Atualmente ele estava trabalhando arduamente treinando o novo Batman. Ele era um treinador de dialetos há muitos anos e era uma daqueles pessoas que promoviam orientação e apoio aos treinadores mais jovens. Ele foi um pioneiro na indústria, provando aos produtores que os treinadores de dialetos eram necessários e importantes. Ele adorava o trabalho dele e era engraçado, charmoso e alegre. Primeiramente era um amigo e só depois um cliente”, afirmou McCullough.

Na saga Star Wars, Andrew Jack interpretou Caluan Ematt em ‘O Despertar da Força’ e ‘Os Últimos Jedi’.

TRE autoriza Marcelo Cruz a deixar o PTB sem perda de mandato

Político - https://politico.painelpolitico.com

Deputado pode migrar para o Patriota

O Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia julgou na data de hoje (31.03.2020), uma representação eleitoral proposta pelo Deputado Estadual Marcelo Cruz contra o Diretório Estadual do PTB, alegando não haver mais condições de permanecer nas fileiras da agremiação, em razão da animosidade existente entre ambos, motivo pelo qual pediu que a justiça eleitoral reconhecesse a justa causa para que ele pudesse se desfiliar do partido sem a perda do seu mandato eletivo.

O relator do processo, juiz Ilisir Bueno, acatou a tese do parlamentar, e reforçou que o partido havia, inclusive, concordado com sua saída, motivo pelo qual declarou haver justa causa para a desfiliação, sem que ocorresse a perda do mandato. Tal posicionamento foi seguido a unanimidade de votos pelos demais membros da Corte Eleitoral.

Deputado estadual Marcelo Cruz

Procurado pela reportagem, o advogado do deputado, Nelson Canedo, afirmou que o TRE/RO agiu com o costumeiro acerto ao seguir a jurisprudência do TSE a respeito do tema, o que certamente confere maior segurança jurídica aos jurisdicionados, eis que a resposta do Poder Judiciário é única sobre determinada matéria.

A reportagem apurou também que possivelmente o parlamentar irá assumir a presidência do partido Patriota, que nos últimos dias recebeu a filiação de grande parte do staff do governo do estado.

Um ano à frente da Assistência Social e Luana Rocha, esposa do governador perdeu recursos e não consegue comprar sequer, cestas básicas

Político - https://politico.painelpolitico.com

Primeira-dama recebe salário de R$ 18 mil, mal aparece na secretaria e no momento que o Estado mais precisa da Assistência Social, não tem nenhum planejamento

A primeira dama do Estado, Luana Nunes de Oliveira Santos, mais conhecida como Luana Rocha, começou a receber diárias antes mesmo de assumir oficialmente o cargo de secretária de Ação Social. No dia 1 de janeiro de 2019, embarcou à pressas com o marido, recém-empossado governador para Brasília onde foram acompanhar a posse do presidente Jair Bolsonaro.

Mas, à exceção do governador, que já estava no cargo, Luana não tinha sido sequer nomeada, mas foi dado um ‘jeitinho’ para legalizar a situação. A Agência de Defesa Agrosilvopastoril de Rondônia -IDARON, emitiu passagens e diárias. O custo na época foi de pouco mais de 11 mil.

O casal voltou, e Luana foi nomeada como secretária da SEAS, a pasta responsável por inúmeras ações de assistência social para todos os municípios do Estado. Desde então, porém, Luana seguiu acompanhando o marido na agenda de governo, e nomeou como adjunta Liana Silva de Almeida Lima, que é, de fato, quem resolve tudo na secretaria. Para comprovar isso, sem muito esforço, basta dar um “Google” no nome dela. Praticamente todas as referências sobre a SEAS estão ligadas ao nome de Liana.

Mas isso não acontece porque a titular prefere o anonimato, mas pelo simples fato dela aparecer eventualmente na secretaria a qual, em tese, deveria estar todos os dias, para compensar o salário de pouco mais de 18 mil que recebe. 

Servidores, que por motivos óbvios preferem o anonimato, afirmam que a presença de Luana Rocha na secretaria pode ser referenciada assim, ‘de cada 5 dias, ela aparece dois’, e garantem, ‘se ela não fosse esposa do governador, teria sido demitida há muito’.

Mas, além de Liana, que representa a pasta (de fato), a primeira dama também nomeou como seu ‘braço direito’ o consultor em marketing Bruno Vinicius Fontinelle Benítez Afonso, que ocupa o cargo de ‘diretor técnico de políticas públicas’ e integra desde abril do ano passado o Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos. Bruno é sócio na empresa Afonso & Afonso Consultoria e Marketing. O resultado dessa equipe à frente da SEAS, quando se trata de atender a população mais é praticamente nulo.

Luana, de acordo com servidores, “aparece dois dos cinco dias da semana na secretaria”

Perda de recursos

Em 2019 o Estado de Rondônia perdeu 500 mil que deveriam ter sido repassados pelo governo Federal através do programa Criança Feliz, do Ministério do Desenvolvimento Social. Em síntese, o Criança Feliz atende crianças de zero a seis anos, gestantes e crianças afastadas do convívio familiar em razão de medida protetiva prevista no Estatuto da Criança e Adolescente (ECA).

A principal ação do Programa Criança Feliz é a realização de visitas domiciliares. Elas representam uma estratégia de aproximação dos serviços com a família atendida e, por isso, “favorecem um reconhecimento mais preciso das características, potencialidades e necessidades de cada contexto, resultando em propostas de intervenção singulares, pertinentes a cada realidade”, explica o Ministério de Desenvolvimento Social. 

Os repasses são feitos através do Fundo Nacional de Assistência Social, mas o Estado precisa utilizar o mínimo de 80% do valor repassado, até os meses de outubro de cada ano. Em 2019 os recursos não foram utilizados e como penalização não recebeu a parcela de 500 mil. Agora em 2020 não foi feito nenhum planejamento no sentido de corrigir esse problema, e como já estamos iniciando abril, a SEAS tem cinco meses para executar o programa, o que não deve acontecer e Rondônia, mais uma vez ficará sem o dinheiro.

A gestão SEAS vem tentando, desde o ano passado, implementar o cofinanciamento fundo a fundo, um programa da Secretaria Especial do Desenvolvimento Social do governo federal. O programa consiste em pagamentos que se caracterizam pelo repasse por meio de descentralização de recurso diretamente do Fundo Nacional de Assistência Social (FNAS) para fundos estaduais, municipais e do Distrito Federal, de forma regular e automática.

O confinamento Estadual será feito do Feas para Fundos municipais de Assistência Social conforme modelo já instituído do Fundo nacional de Assistência Social para Fundos Estaduais -FEAS

Mas para que isso ocorra, os municípios precisam apresentar um plano de ação que consiste em uma série de exigências, como a constituição do conselho de assistência social; elaboração do plano de assistência social; alocação orçamentária e a destinação de recursos próprios diretamente no Fundo de Assistência Social, consignados exclusivamente à Assistência Social e constituir Unidade Orçamentária para cada Fundo de Assistência Social nas respectivas esferas de governo contemplando os recursos destinados aos serviços, às ações, aos programas, aos projetos e benefícios de Assistência Social (devem ser previstas as parcelas do cofinanciamento federal, estadual e municipal).

Para isso acontecer o Estado precisa ajudar na construção desses projetos, e até agora não foram fechados os planos de ação. Essa semana a SEAS cobrou dos municípios as assinaturas  nos termos de adesão. E apenas nesta semana que foram encaminhados as orientações em relação a abertura das contas bancárias. E é um programa que vem sendo trabalhado desde o início do ano passado. Isso reflete bem o andamento das ações da secretaria,

De acordo com o painel do Ministério do Desenvolvimento Social, Rondônia vem caindo em todos os benefícios do governo federal, do Bolsa Família ao programa de benefício de superação da extrema pobreza. Até mesmo a atualização do cadastro das famílias indígenas, que vinha sendo feito continuadamente desde 2015, parou em fevereiro de 2019, quando foram atualizadas 1700 famílias. Na mesma data pararam as atualizações das famílias quilombolas, registradas 299.

Adaptação

Mas, não se pode negar que a SEAS não tenha criatividade. Uma das ações em andamento é o programa “Mamãe Cheguei”, que na verdade se trata apenas de uma mudança no nome do “Mãezinha Rondônia”, instituído na gestão de Cláudia Moura (outro nome que faz tremer os corredores da SEAS) que consiste na entrega de kits para famílias em vulnerabilidade social. O primeiro passo foi a entrega de 52 veículos aos municípios, comprados ainda na gestão Confúcio Moura. 

Para se ter uma idéia de como as coisas estão complicadas na SEAS, está em andamento a compra de cestas básicas para famílias de baixa renda. Os municípios estão cobrando, e a resposta dada pelo CAS-SEAS foi “quando os procedimentos estiverem concluídos estaremos passando maiores informações. Ainda não temos nenhum prazo definido”.

Ocorre que os processos de compra sequer foram montados, pois faltam cotações e um fornecedor que entregue de imediato. A SEAS estuda uma ‘compra emergencial’, já que o processo licitatório vai demorar muito. Mas, nada foi feito ainda neste sentido.

Com a crise desencadeada pelo coronavírus, as secretarias de Ação Social, seja do Estado ou municípios, terão trabalho redobrado, e é necessário que isso seja feito de forma organizada. Se em tempos normais a SEAS não consegue imprimir um ritmo de trabalho satisfatório, imagine com a demanda que está surgindo. Talvez seja hora do governador arrumar outro emprego para a primeira dama.

Bruna Marquezine expõe posts racistas de Gabigol após ele criticar Manu

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Felipe Prior, Manu Gavassi e Mari estão no Paredão do ‘BBB 20’ esta semana

Nesta segunda-feira (30), o jogador de futebol Gabriel Barbosa, o Gabigol, decidiu usar seu perfil nas redes sociais para revelar sua torcida pela permanência de Felipe Prior no ‘Big Brother Brasil’, da Globo, que está no Paredão da semana com Manu Gavassi e Mari.

O problema é que o atleta resgatou um tuíte de 2010 de Manu como argumento para pedir para deixarem Prior no reality show. Na postagem de dez anos atrás, Manu disse não gostar de futebol. Gabigol, então, compartilhou o tweet e provocou postando uma foto na qual aparece ao lado do Mickey, uma referência à fala de Prior, que ao justificar seu voto na cantora disse que ela não se empenhava no ‘BBB’ e vivia na Disney.

Incomodada com a estratégia de Gabigol, a atriz Bruna Marquezine, que é amiga de Manu Gavassi, rebateu na mesma resgatando publicações antigas do jogador de futebol. “Gabigol usando o tweet antigo da Manu em que ela fala que não gosta de futebol / agora olha os tweets antigos dele #BBB20 #ForaPrior”, disparou a artista ao compartilhar postagens do jogador com falas racistas, nos anos de 2010 e 2011.

Nos posts antigo de Gabigol, o atleta tinha postado: “Chego o macaco do #Willians04” e “@Raachudo e tu parece um palito preto”, entre outros post. O jogador acabou sendo detonado pelos internautas.

Brasil registra 201 mortes e 5.717 casos confirmados de coronavírus, diz ministério

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Região Sudeste tem 3406 casos da Covid-19. Casos em São Paulo chegam a 2.339 e total de mortes vai a 136

O Ministério da Saúde divulgou nesta terça-feira (31) o mais recente balanço nacional sobre os casos de Covid-19, doença causada pelo coronavírus Sars-Cov-2. Os principais dados são:

  • 201 mortes
  • 5.717 casos confirmados

No levantamento anterior, divulgado na segunda-feira (31), o Brasil tinha 159 mortes e 4.579 casos confirmados de pessoas infectadas pelo novo coronavírus. Com G1

Golpes por Whatsapp e SMS sobre auxílio de R$ 600 já afetaram mais de 4 milhões

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Especialistas orientam sobre como reconhecer e fugir de fraudes

Criminosos têm se aproveitado da crise gerada pela pandemia do novo coronavírus para fazer mais vítimas de golpes virtuais. O principal deles se utiliza do auxílio de R$ 600, aprovado nesta segunda-feira (30) pelo Senado. Por meio de mensagens compartilhadas pelo WhatsApp, os golpistas enviam links maliciosos que, ao ser acessados, podem roubar dados das vítimas.

Segundo o laboratório de segurança digital da PSafe, mais de 4,5 milhões de brasileiros já acessaram esses links sobre o ” coronavoucher “.

O número de vítimas aumentou mais de quatro vezes em uma semana. No último dia 24, esse golpe tinha atingido cerca de um milhão de brasileiros. Na ocasião, o governo federal havia anunciado que pagaria aos trabalhadores informais um voucher no valor de R$ 200.

Na última quinta-feira (6), porém, a Câmara dos Deputados aprovou o pagamento do auxílio com um valor maior, de R$ 600 . O projeto foi aprovado nesta segunda pelo Senado, e a expectativa é que seja sancionado nesta terça-feira (31) pelo presidente Jair Bolsonaro. O pagamento será feito pela Caixa Econômica Federal.

Serão beneficiados todos os trabalhadores que não têm carteira assinada, como autônomos e microempreendedores individuais (MEIs).

Como funciona o golpe

Os usuários recebem, por meio de aplicativos como o WhatsApp, uma mensagem sobre o auxílio de R$ 600 pedindo para que acessem um link e preencham um formulário para que então tenham direito ao saque. Essas mensagens podem ter sido enviadas por parentes ou amigos, que compartilham sem saber que se trata de um golpe.

Alguns dos links são:

auxilio-corona.info

auxiliocorona.com

auxiliocidadao.com

auxiliocidadao.archivezap.live/

bit.ly/AuxilioCidadao

A PSafe, no entanto, informou que existem diversos links por onde este ataque está sendo disseminado.

Grande parte dos links maliciosos têm o objetivo de roubar dados pessoais e financeiros das vítimas ou levá-las a páginas falsas para visualizar publicidades excessivas.

Saiba como evitar as fraudes

  • Evite clicar em links de mensagens que ofereçam brindes, prêmios ou benefícios;
  • Desconfie de informações sensacionalistas ou ofertas muito vantajosas e busque fontes confiáveis;
  • No caso de mensagens que tratam de assuntos governamentais, como benefícios sociais e questões de saúde pública, busque a informação em sites oficiais, como do Ministério da Economia e do Ministério da Saúde;
  • Não compartilhe mensagens sem antes verificar se a informação é verídica e se os links são seguros; e
  • Utilize soluções de segurança no celular que oferecem a função de detecção automática de ‘phishing’ (roubo de dados) em aplicativos de mensagem e redes sociais.

Golpes por Whatsapp e SMS sobre auxílio de R$ 600 já afetaram mais de 4 milhões

Painel Político Revista - https://revista.painelpolitico.com

Especialistas orientam sobre como reconhecer e fugir de fraudes

Criminosos têm se aproveitado da crise gerada pela pandemia do novo coronavírus para fazer mais vítimas de golpes virtuais. O principal deles se utiliza do auxílio de R$ 600, aprovado nesta segunda-feira (30) pelo Senado. Por meio de mensagens compartilhadas pelo WhatsApp, os golpistas enviam links maliciosos que, ao ser acessados, podem roubar dados das vítimas.

Segundo o laboratório de segurança digital da PSafe, mais de 4,5 milhões de brasileiros já acessaram esses links sobre o ” coronavoucher “.

O número de vítimas aumentou mais de quatro vezes em uma semana. No último dia 24, esse golpe tinha atingido cerca de um milhão de brasileiros. Na ocasião, o governo federal havia anunciado que pagaria aos trabalhadores informais um voucher no valor de R$ 200.

Na última quinta-feira (6), porém, a Câmara dos Deputados aprovou o pagamento do auxílio com um valor maior, de R$ 600 . O projeto foi aprovado nesta segunda pelo Senado, e a expectativa é que seja sancionado nesta terça-feira (31) pelo presidente Jair Bolsonaro. O pagamento será feito pela Caixa Econômica Federal.

Serão beneficiados todos os trabalhadores que não têm carteira assinada, como autônomos e microempreendedores individuais (MEIs).

Como funciona o golpe

Os usuários recebem, por meio de aplicativos como o WhatsApp, uma mensagem sobre o auxílio de R$ 600 pedindo para que acessem um link e preencham um formulário para que então tenham direito ao saque. Essas mensagens podem ter sido enviadas por parentes ou amigos, que compartilham sem saber que se trata de um golpe.

Alguns dos links são:

auxilio-corona.info

auxiliocorona.com

auxiliocidadao.com

auxiliocidadao.archivezap.live/

bit.ly/AuxilioCidadao

A PSafe, no entanto, informou que existem diversos links por onde este ataque está sendo disseminado.

Grande parte dos links maliciosos têm o objetivo de roubar dados pessoais e financeiros das vítimas ou levá-las a páginas falsas para visualizar publicidades excessivas.

Saiba como evitar as fraudes

  • Evite clicar em links de mensagens que ofereçam brindes, prêmios ou benefícios;
  • Desconfie de informações sensacionalistas ou ofertas muito vantajosas e busque fontes confiáveis;
  • No caso de mensagens que tratam de assuntos governamentais, como benefícios sociais e questões de saúde pública, busque a informação em sites oficiais, como do Ministério da Economia e do Ministério da Saúde;
  • Não compartilhe mensagens sem antes verificar se a informação é verídica e se os links são seguros; e
  • Utilize soluções de segurança no celular que oferecem a função de detecção automática de ‘phishing’ (roubo de dados) em aplicativos de mensagem e redes sociais.