Twitter desmente Trump duas vezes por postagens com notícia distorcida

Painel Político - https://politico.painelpolitico.com

Essa foi a primeira vez que a empresa interferiu nas postagens do presidente americano, famoso por postar absurdos sem comprovação

O Twitter divulgou na terça-feira um rótulo de checagem de fatos nos tweets do presidente Trump, uma resposta a críticas de longa data de que a empresa é muito ativa quando se trata de policiar desinformação e falsidades de líderes mundiais.

A medida, que aumenta as tensões entre Washington e o Vale do Silício em um ano eleitoral, foi feita em resposta a dois tweets de Trump nas últimas 24 horas.

Os tweets alegaram falsamente que as cédulas por correio são fraudulentas. A agência de checagem do Twitter diz: “Conheça os fatos sobre as cédulas por correspondência” e redireciona os usuários para artigos de notícias sobre a alegação infundada de Trump.

Os tweets, disse a porta-voz do Twitter Katie Rosborough, “contêm informações potencialmente enganosas sobre os processos de votação e foram rotulados para fornecer um contexto adicional em torno das cédulas por correio”.

As ações do Twitter acontecem no dia em que o Twitter enfrenta uma enxurrada de críticas por outro conjunto de tweets de Trump. Na terça-feira, o viúvo de um ex-funcionário Joe Scarborough pediu ao presidente do Twitter, Jack Dorsey, que excluísse os tweets do presidente Trump, promovendo uma teoria da conspiração infundada sobre a morte de sua esposa.

A informação é do Whashington Post

Governo publica MP que dá aumento a policiais e bombeiros

Painel Político - https://politico.painelpolitico.com

Policiais e bombeiros do Distrito Federal, Amapá, Rondônia e Roraima serão beneficiados

Edição extra do Diário Oficial da União publicada nesta terça-feira (26) confirmou o aumento do salário de policiais e bombeiros do Distrito Federal, Amapá, Rondônia e Roraima.

Segundo o texto, policiais militares e bombeiros recebem aumento de 25% da Vantagem Pecuniária Especial (VPE), uma das gratificações recebidas pelas corporações. Já os policiais civis do DF terão reajuste de 8% em seu salários.

Os salários dessas categorias são custeados pelo Fundo Constitucional do Distrito Federal, abastecido com recursos da União. Os reajustes custarão R$ 505 milhões anuais ao governo federal.

A medida provisória foi assinada hoje por Jair Bolsonaro. Estiverem presentes na solenidade Davi Alcolumbre, Alberto Fraga, o vice-governador do DF, Paco Britto, e o secretário de Segurança do DF, Anderson Torres.

A publicação da MP abre caminho para Jair Bolsonaro sancionar na quarta-feira (27) a lei que institui auxílio de R$ 60 bilhões para estados e municípios.

Via Antagonista

Leo Dias é proibido pela Justiça de citar o nome de Anitta

Painel Político - https://revista.painelpolitico.com

Leo Dias também não pode mais divulgar o conteúdo do processo (0098922-73.2020.8.19.0001), como fez ontem (25), por ter entrado em sigilo

A justiça acaba de acatar pedido de liminar feito por Anitta contra Léo Dias. O jornalista não pode mais citar o nome da cantora tanto nas redes sociais, quanto no portal UOL.

Leo Dias também não pode mais divulgar o conteúdo do processo (0098922-73.2020.8.19.0001), como fez ontem (25), por ter entrado sob sigilo.

Segundo Fernanda Alves postou em seu site FeFala, Anitta tomou todas as medidas judiciais contra o jornalista – que tramita no Rio de Janeiro, onde envolve além de Leo Dias, o portal UOL e o Facebook.

Entenda

Anitta entrou com uma liminar judicial contra Léo Dias, com quem vem protagonizando batalhas na web. O pedido na Justiça demanda para que o mesmo deixasse de citar seu nome, bem como a exclusão dos vídeos envolvendo sua mãe. 

Anitta, que tem seu nome real Larissa de Macedo Machado, entrou com uma medida de urgência para que Leonardo Antônio Lima Dias (Léo Dias) tenha uma “tutela antecipada”, como denomina o documento.

Entre as revelações feitas por Leo Dias, o jornalista aponta que a cantora teria ficado com oito pessoas duma mesma rádio carioca além de ter tido um encontro sexual com Luan Santana como “forma de negócio”.

Sobrinha de senador do MT morre aos 35 anos após AVC

Painel Político - https://revista.painelpolitico.com

Marianna chegou a passar por um procedimento médico operatório, mas não recobrou a consciência e foi constatada a morte cerebral

A sobrinha do senador Jayme Campos (DEM), Marianna Campos Sguarezi Sacioto, morreu nesta terça-feira (25), aos 35 anos, após sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC). O corpo deve ser transladado e sepultado em Cuiabá. 

A jovem era filha de Ivete Campos e sobrinha também do ex-governador do estado, Júlio Campos. Ela estava internada no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, há 13 dias, tentando reverter o quadro de saúde depois de sofrer o AVC. 

Marianna Campos Sguarezi Sacioto tinha 35 anos

Marianna chegou a passar por um procedimento médico operatório, mas não recobrou a consciência e foi constatada a morte cerebral. A família decidiu doar os órgãos dela, então o corpo será transladado para Cuiabá após o procedimento, para que seja feito o sepultamento.

O ex-governador Julio Campos lamentou, por rede social, a morte da sobrinha. 

” É com muita tristeza que comunico o falecimento hoje de manhã em São Paulo, da minha querida sobrinha Mariana, de 35 anos, filha da minha irmã Ivete Campos Squarezi. Após completar a doação de seus órgãos para transplantes, o corpo chegará em Cuiabá, onde será sepultada. Que Deus e a Virgem Maria a recebam no seu reino. Amém”, publicou.

Via G1/MT

Julgamento de processo por direitos autorais no valor de R$ 20 milhões contra Gusttavo Lima é adiado

Painel Político - https://revista.painelpolitico.com

Compositor entrou com ação porque alega ser o único autor de uma canção, o que a defesa de sertanejo nega

O julgamento do processo no valor de R$ 20 milhões contra o cantor Gusttavo Lima, que estava previsto para esta terça-feira (26), em Goiânia, foi adiado. A ação foi movida pelo compositor André Luiz Gonçalves da Silva, conhecido como De Luca, que requer os lucros integrais dos direitos autorais da música “Fora do Comum”, da qual diz ser o único autor. A defesa do sertanejo nega, informa o G1. 

A nova data ainda não foi definida. A sessão, que seria realizada por videoconferência, foi adiada depois que o advogado de Gusttavo, Cláudio Bessas, entrou com um pedido de sustentação oral, ou seja, uma oportunidade de argumentar sobre os motivos que sustentam a defesa. 

Em nota, o Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO) informou que o órgão tem a possibilidade de realizar as sessões de forma remota, mas que cabe ao presidente da câmara onde tramita o recurso definir sobre sua realização (veja nota na íntegra ao final do texto).

Ainda conforme o TJ, o desembargador Luiz Eduardo de Souza, presidente da 1ª Câmara Cível, onde o caso corre, determinou, amparado por um decreto, que, como “nem todos advogados têm acesso a uma boa conexão de internet”, não seriam realizadas sessões virtuais em casos que uma das partes requisitasse a sustentação oral. 

A certidão informando da suspensão foi expedida no dia 22 de maio, mas só foi publicada no sistema nesta terça, horas após o horário previsto para o julgamento ser realizado. 

O advogado de Gusttavo disse que o processo tramitaria normalmente se não fosse o fato de a sessão ser online. “Se fosse numa sessão normal, presencial, o TJ teria capacidade plena de nos atender. Porém, como é uma sessão virtual e a sustentação tem que ser feita por meio de um aplicativo, o que nos foi passado é que eles têm uma limitação para esse recurso”, afirmou Bessas. 

O advogado de De Luca, Adolfo Kennedy Marques Júnior, classificou o adiamento como “normal” e espera que uma nova sessão seja agendada para o próximo mês. 

“A 1ª Câmara Cível está preferindo fazer as sessões pessoalmente em vez de virtualmente. Como a suspensão das audiências pessoas é até o dia 31 de maio, creio que será marcada após essa data”, afirma. 

Entenda o caso

De Luca entrou com um processo porque alega ser o único autor da canção “Fora do Comum” – que estourou na voz de Gusttavo em 2011 – e que não recebeu os direitos autorais da mesma. 

Em junho do ano passado, o juiz William Costa Mello deu sentença favorável ao cantor justificando que ocorrera prescrição, ou seja, o prazo para entrar com a ação já havia vencido. No entanto, os representantes de De Luca recorreram. 

O advogado do sertanejo, por sua vez, afirma que as alegações não têm fundamento. O defensor diz que Gusttavo e De Luca escreveram a música em conjunto. Além disso, alega que o compositor recebeu toda parte que lhe cabe, isto é, 50% de todo o rendimento proveniente dela. 

“Essa melodia foi uma composição em conjunto tanto do Gusttavo quanto do André de Luca. São coautores no percentual de 50% para cada parte. Foi devidamente registrado. Passou-se um determinado período, o Gusttavo foi surpreendido. Ele [De Luca] entrou na Justiça alegando que essa composição era exclusiva dele”, afirma. 

Mas a defesa do apelante nega que Gusttavo seja coautor da canção e disse que seu cliente busca os direitos econômicos em torno dos 100% dos lucros provenientes dela. 

“O autor exclusivo da música é o De Luca. Gusttavo não compôs nenhum trecho, harmonia ou melodia da música. Ele recebeu 50% dos direitos da canção, mas reclama agora que tem direito aos outros 50% mais indenização pela mentira de que Gusttavo Lima é coautor da canção”, afirma. 

Nota do TJ-GO

A informação está equivocada, apresentando um conteúdo que destoa da realidade espelhada pelo Tribunal de Justiça do Estado de Goiás. 

O TJGO tem realizado diversas sessões de julgamento, inclusive com transmissões em tempo real via Youtube. Neste sentido, quando se fala em Sessão de Julgamento Virtual, está se falando em um julgamento de processos dentro do próprio sistema PJD e que, de regra, não comportam ou não tiveram pedidos para realização desse tipo de ato. 

Lado outro, havendo o pedido, como no caso deste processo específico, o julgamento Virtual é convertido em presencial. 

No julgamento presencial é que será feita a sustentação oral, e que, em razão da quarentena, será realizada por videoconferência. 

Contudo, valendo-se do artigo 4° do decreto 632/2020, combinado com o Parágrafo Único do art. 5 do Dec. Jud. 866/2020 , a 1ª Câmara Cível do TJGO, levando em consideração que nem todos advogados têm acesso a uma boa conexão de internet, optou por não realizar as videoconferências, oportunizando, ainda, aos advogados a opção de renunciar ao pedido de sustentação oral formulado para o consequente seguimento do feito o feito na plataforma virtual, garantindo, assim, uma prestação jurisdicional célere, sólida e imparcial.

Ex-namorado prepara armadilha e mata jovem atropelada em rodovia paulista

Painel Político - https://revista.painelpolitico.com

Ex-namorado, que está foragido atropelou a jovem por não aceitar fim do relacionamento

A jovem Nayara da Silva, de 21 anos, morreu após sofrer um acidente e depois ser atropelada ao pedir ajuda no meio de uma rodovia no último dia 17 de maio, em Itanhaém, no litoral de São Paulo. Segundo as investigação, ela foi vítima de uma armadilha feita pelo ex-companheiro Márcio Manoel dos Santos que armou o primeiro acidente, após o casal terminar o relacionamento. As informações são do G1.

Márcio está foragido

Nayara sofreu um acidente de moto na Rodovia Padre Manoel da Nóbrega e morreu atropelada enquanto pedia ajuda. O veículo dela foi encontrado embaixo da defensa metálica do acostamento. Familiares informaram à polícia que o percurso que ela fazia era rotineiro e que a jovem sempre foi cautelosa na direção.

Com isso, policiais do 2º DP de Itanhaém passaram a investigar se a vítima tinha desavenças com alguém. Colegas do supermercado onde Nayara trabalhava informaram que ela havia relatado ter recebido ameaças do ex-companheiro.

Os investigadores efetuaram diligências para entender os fatos que antecederam o momento que ela teria caído da motocicleta. Durante a apuração do caso, os policiais encontraram uma câmera do monitoramento municipal captando a saída da vítima do supermercado, com um veículo cinza logo atrás.

A placa do veículo levou os policiai até José Maurício da Silva Pereira, amigo do ex-companheiro da vítima. De acordo com a polícia, ao chegar na residência de José Maurício, ele disse que já sabia porque estava sendo procurado.

Nayara morreu atropelada pelo ex

Na delegacia, o dono do veículo contou que Márcio havia pedido o carro emprestado. Por volta das 18h do dia 17 de maio, eles saíram de um churrasco e foram até o supermercado em que a vítima trabalha de carro.

Ambos esperaram a vítima sair do supermercado e a perseguiram até a rodovia, onde Márcio jogou o veículo em cima da motocicleta que ela conduzia, causando a colisão dos veículos e fazendo com que ela sofresse um acidente. Eles fugiram em seguida e voltaram ao churrasco.

De acordo com o dono do veículo, o carro passou por conserto, para ocultar o crime. A informação foi confirmada pela polícia com o mecânico que fez os reparos. Maurício foi indiciado e está preso. Márcio teve a prisão preventiva decretada e está foragido.

Ainda segundo a polícia, o motorista que atropelou Nayara não tem envolvimento com o crime. ele não conseguiu frear a tempo de evitar a colisão. A jovem veio a óbito no local.

Petrobras anuncia alta de 5% no preço da gasolina e de 7% no diesel na refinaria

Painel Político - https://revista.painelpolitico.com

A empresa anunciou também aumento para o diesel marítimo, de 7,3%, e do diesel vendido para térmicas de 7,2%

A Petrobras confirmou que vai subir o preço da gasolina em 5% a partir da quarta-feira, 27, e do diesel em 7%, diante de um cenário de alta para o preço do petróleo pela expectativa de avanços na descoberta de uma vacina para o novo coronavírus (covid-19).

A empresa anunciou também aumento para o diesel marítimo, de 7,3%, e do diesel vendido para térmicas de 7,2%, para o S500, e de 7,5% para o S10, de menor impacto ambiental.

O petróleo tipo Brent, usado como parâmetro pela estatal, subia 2,08% para o contrato de agosto, cotado a US$ 36,87 o barril, depois de ter caído abaixo de US$ 20 o barril em meados de abril.

Via Agência Estado

Exame que indicaria se delegado atirou durante briga em que namorada morreu não foi feito

Painel Político - https://revista.painelpolitico.com

Na versão de Bilynskyj, ele estava tomando banho quando Priscila entrou no banheiro com uma arma e disparou em sua direção diversas vezes

O exame residuográfico, que detecta presença de pólvora, não foi feito nas mãos do delegado Paulo Bilynskyj, 33 anos, que ficou ferido após uma briga que terminou com a morte da namorada dele, a modelo Priscila Delgado, 27. O caso aconteceu na última quarta-feira (20/5), em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, e está sendo investigado.

Segundo o registro da ocorrência, o exame não foi feito porque Bilynskyj estava passando por uma cirurgia após ser baleado. De acordo com a Polícia Civil, Priscila teria atirado contra ele e, depois, se matado com um tiro no peito. O teste em Priscila deu positivo para a presença de pólvora. O de Paulo não foi feito.

Na versão de Bilynskyj, ele estava tomando banho quando Priscila entrou no banheiro com uma arma e disparou em sua direção diversas vezes. O motivo seria mensagens que ela leu no celular dele.

O delegado, então, teria corrido ao elevador para pedir ajuda. Policiais militares acionados o socorreram e, depois, foram até o apartamento e encontraram a modelo caída no chão com um tiro no peito. Ele não detalhou para a polícia se viu a modelo disparando a arma contra si mesma ou se ouviu o tiro e associou ao suicídio. Paulo atua como instrutor de tiros e é um defensor do armamento para defesa pessoal. Ele mantém um canal no YouTube chamado Projeto Policial com mais de 350 mil seguidores e dá aulas na Estratégia Concursos, instituição que prepara para concursos públicos, entre eles o da carreira policial.

Para o perito forense particular Eduardo Llanos, a ausência dessa prova “chama muito a atenção”. “É feito o exame residuográfico na maioria dos casos, mesmo nas mãos de vítimas feridas ou bandidos feridos quando levados a hospital”, explica.

Publicação feita pelo delegado na manhã que ele foi baleado | Foto: Reprodução
Publicação feita pelo delegado na manhã que ele foi baleado | Foto: Reprodução

O profissional considera que houve um erro que compromete a versão do delegado. “Não há como dar 100% de crédito à história que ele está contando. Por que omitir uma prova que pode confirmar a inocência do delegado?”, questiona.

O cientista forense Sérgio Hernandez faz análise semelhante e destaca que quem teria que ter feito a solicitação dessa perícia é o delegado que registrou a ocorrência. “Houve negligência, omissão. Todos os casos balísticos, onde se efetue tiros de arma de fogo, tanto a vítima, como o suspeito, o agressor, eles devem passar pela coleta de resíduos, obrigatoriamente, para verificar se essas pessoas efetuaram ou não os tiros”, explica.

Hernández também detalha que o exame residuográfico é um dos elementos da investigação, mas não o único. “Há elementos secundários, como tatuagem, a fuligem, a queimadura, [em que] dá para estimar qual foi a distância do tiro. Se o orifício de entrada da lesão apresenta tatuagem, que são de pólvora em combustão, e num raio de 10 a 30 centímetros, eu afirmaria que foi homicídio. Tiros à queima-roupa, em curta distância, eu falaria que foi suicídio. Dificilmente a pessoa vai se matar com um tiro no peito e não vai encostar a arma. Tanto na temporal, no peito, no palato, também”, analisa.

Segundo ele, o disparo no peito é comum em casos de suicídio, mas para detecção do que realmente houve é preciso analisar o sentido do tiro e o direcionamento. “Se foi de frente para trás, se foi de baixo para cima, de cima para baixo, esquerda para direita ou direita para esquerda”, explica o cientista forense.

O perito Eduardo Llanos destaca que, mesmo com o exame residuográfico dando positivo, existe a possibilidade de a pessoa não ter atirado e ter sido “contaminada” pelo disparo alheio. “Se eu deflagro um projétil de arma de fogo em um local fechado, há mais fácil concentração do chumbo nas vestes e nas mãos”, detalha. “Eu posso passar minhas mãos na de outra pessoa e vou transferir esses resíduos e vai parecer que a outra pessoa também deflagrou um projétil”, exemplifica.

Há outra possibilidade de o chumbo ficar na mão de uma vítima, como explica Llanos. “Também pode ser um ato de defesa. Quando há a possibilidade de quem vai deflagrar o projétil, a pessoa tenta se proteger e também vai ficar com resíduos de pólvora nas mãos”.

O perito alerta que os exames de trajetória da bala tem fundamental importância no caso, bem como de “hematologia forense”, responsável por analisar o comportamento do sangue.

Além disso, ele cita que as vestimentas do delegado, quando socorrido, e a análise de seu celular tem relevância na investigação. “Segundo o que se comenta, ele estava no banho, tem que ver se chegou até o elevador com quais roupas. Se estava vestido, não é de se confiar no depoimento”, explica.

“E outra coisa, se essa suposta infidelidade ou ciúme é verdadeiro, é preciso ser periciado o celular. Existe uma infinidade de provas que são necessárias para determinar a dinâmica e a responsabilidade de qualquer um deles no caso”, destaca.

Outro lado

Em entrevista ao Fantástico, da TV Globo, a advogada Priscila Silva da Silveira, que representa o delegado Paulo Bilynskyj, afirma que só será possível saber o que aconteceu naquele dia após a conclusão das investigações. “É a perícia e o Paulo, quando ele foi extubado”, disse a defensora.

No apartamento do casal foram apreendidas armas e munições, entre elas duas pistolas, dois fuzis, uma metralhadora e uma espingarda. A defesa informou que todas são legalizadas e que já entregou os registros para a polícia.

Também em entrevista ao Fantástico, familiares de Priscila Delgado de Barrios afirmaram que não acreditam na versão de Paulo de que a modelo atirou nele e depois se matou. “Primeiro pelo pouco tempo que ela teria de manuseio com arma. Não acredito que ela teria essa vontade de querer matar outra pessoa. Ela não gostava que maltratasse animal, ela preservava muito a vida, as relações”, disse um parente.

“Me parece que foi uma situação muito inusitada dizer que uma mensagem interceptada por ela de uma ex-namorada do doutor Paulo pudesse despertar nela uma ira ao ponto dela disparar todas essas vezes contra o doutor Paulo, e depois virar essa arma para o seu próprio peito e disparar um tiro mortal”, declarou o advogado da família de Priscila, José Roberto Rodrigues da Rosa, ao programa.

Via Ponte Jornalismo

Vídeo: Marinha americana testa canhão a laser montado em navio

Painel Político - https://revista.painelpolitico.com

Artefato será usado em ameaças comuns

A Marinha dos Estados Unidos afirmou na sexta-feira passada que conduziu com sucesso um teste do Laser Weapon System Demonstrator.

Para isso, o artefato foi montado em um navio no Oceano Pacífico.

O sistema foi desenvolvido pela Northrop Grumman para neutralizar ameaças comuns a navios.

Mas ele não será usado para incinerar navios inimigos: o alvo são ameaças comuns, como sistemas de vigilância e reconhecimento, veículos aéreos não tripulados e pequenos barcos armados.

Willian Bonner recebe mensagens intimidatórias e Globo reage

Painel Político - https://revista.painelpolitico.com

Jornalista recebeu mensagem de telefone de Brasília com dados fiscais sigilosos dele e da família

A Globo divulgou nesta terça-feira (26) uma nota de repúdio a uma campanha de intimidação ao jornalista William Bonner, registrada nos últimos dias. 

A nota cita o uso indevido do CPF do filho do jornalista por um fraudador que inscreveu o jovem no programa de auxílio emergencial do governo a pessoas vulneráveis que perderam renda na pandemia. O próprio Bonner denunciou o fato publicamente na semana passada, em sua conta no Twitter, e seus advogados alertaram a Caixa para a fraude e apresentaram notícia crime ao Ministério Público Federal. 

Falhas no sistema de checagem do benefício tornam possível a ação de estelionatários. No caso do filho de Bonner, sua renda familiar nem permitiria a concessão do benefício. Mas o site da Dataprev informava que o pedido fraudulento havia sido aprovado. Alertada pelos advogados de Bonner, a Caixa suspendeu o processo de pagamento, que se daria numa conta virtual criada para o estelionatário. 

A nota divulgada hoje pela Globo informa que o jornalista e uma de suas filhas também receberam mensagens de WhatsApp, originadas de número telefônico com o prefiro 61, de Brasília, com dados fiscais sigilosos dele e da família. E declara apoio da empresa ao jornalista na busca e na punição dos responsáveis pelo desrespeito ao sigilo previsto na Constituição. 

Leia a íntegra da nota da Globo:

A Globo repudia a campanha de intimidação que vem sofrendo o jornalista William Bonner e se solidariza com ele de forma irrestrita. Há dias, um fraudador usou de forma indevida o CPF do filho do jornalista para inscrever o jovem no programa de ajuda emergencial do governo para os mais vulneráveis da pandemia, para isso se aproveitando de falhas no sistema, que não checa na Receita Federal se pessoas sem renda são dependentes de alguém com renda, fato denunciado publicamente pelo próprio jornalista que apresentou notícia crime junto ao Ministério Público Federal no Rio de Janeiro.

Agora, tanto o jornalista quando a sua filha receberam por WhatsApp em seus telefones pessoais mensagem vinda de um número de Brasília com uma lista de endereços relacionados a ele e os números de CPFs dele, de sua mulher, seus filhos, pai, mãe e irmãos, o que abre a porta para toda sorte de fraudes.

A Globo o apoiará para que os autores dessa divulgação de seus dados fiscais, protegidos pela Constituição, sejam encontrados e punidos. William Bonner é um dos mais respeitados jornalistas brasileiros e nenhuma campanha de intimidação o impedirá de continuar a fazer o seu trabalho correto e isento. Ele conta com o apoio integral da Globo e de seus colegas e está amparado pela Constituição e leis desse país.

Via G1