Câmara de Vilhena (RO) cassa mandato de três vereadores

Seguindo o posicionamento do relator da CPI, os dez vereadores vilhenenses cassaram na noite desta quinta-feira, 01, o mandato dos vereadores reeleitos em 2016, Carmozino Alves, Junior Donadon e Vanderlei Graebin. A sessão que durou nove horas foi realizado na Casa Legislativa.

Para cassar o mandato político, as votações foram feitas separadamente para cada vereador investigado e para cada infração cometida. Assim, o primeiro a ser julgado e cassado foi o vereador Junior Donadon, logo Carmozino Alves e por último Vanderlei Graebin.

Contra Junior Donadon pesou a acusação de infração ético-disciplinar por utilizar-se do mandato para a prática de atos de corrupção, visto que se beneficiou  de terrenos no loteamento Cidade Verde III, bem como a acusação de infração ético-disciplinar por conduta incompatível com o decoro parlamentar por utilizar-se do mandato para a obtenção de vantagens indevidas, recebendo bens como condição para a aprovação de loteamentos.

Já contra os vereadores Carmozino Alves e Vanderlei Graebin pesaram as acusações de atos de corrupção referente aos loteamentos Jardim das Acácias e Cidade Verde III, além da infração ético-disciplinar por conduta incompatível com decoro parlamentar por utilizar-se do mandato para a obtenção de vantagens indevidas, recebendo bens como condição para a aprovação de loteamentos.

Com os fins das votações, os vereadores investigados pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) tiveram o mandato cassado pela Câmara Municipal, com isso, os três parlamentares ficam inelegíveis pelo período de oito anos.

Carmozino Alves, Junior Donadon e Vanderlei Graebin foram presos em 2016 pela Polícia Federal em Vilhena. Após isso, o Ministério Público denuncia-os à justiça estadual pelos crimes de corrupção passiva, extorsão e lavagem e ocultação de bens. Os processos criminais ainda na fase final e em breve sairá o julgamento.

População vibrou com a notícia

Fonte: folhadevilhena

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *