A contragosto de Deputada Federal, MEC libera curso de medicina em Vilhena à Unesc

Após intenso trabalho contrário a liberação do curso à Unesc, exercido por uma deputada federal ligada a uma faculdade concorrente, foi publicada no Diário Oficial da União nesta segunda-feira, 15, a autorização do Ministério da Educação para a instalação do curso de medicina em Vilhena. A Faculdade Unesc havia vencido a disputa para oferecer a graduação na cidade, mas o resultado estava sendo contestado na justiça.

Com a liberação do curso, a Unesc anunciou para o dia 22 de julho o vestibular, destinado a preencher as 50 vagas disponíveis. As aulas também começam ainda este ano, no mês de agosto, segundo informou a direção da entidade ao site de notícias da Região, FOLHA DO SUL.

A agilidade no início das atividades se deve ao fato de que, enquanto lutava na justiça para manter o direito de formar novos médicos em Rondônia, a faculdade continuou fazendo investimentos no campus de Vilhena, que foi recentemente vistoriado por uma Comissão de Monitoramento do MEC.

POLO UNIVERSITÁRIO

Com a autorização da graduação médica, Vilhena consolida sua vocação como pólo universitário. A chegada de novos estudantes deve aquecer vários setores da economia local.

 

 

Com informações de Folha do Sul

Anúncios
Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Participe do debate. Deixe seu comentário