A Fazenda estreia com choro, briga por comida e ídolos da década de 1980

Começou com briga por comida e muito chororô a sétima edição de “A Fazenda”, da Record, nesse domingo (14). Apresentados por Britto Jr, os 16 participantes foram chegando aos poucos à propriedade e, de cara, caíram em um acampamento improvisado com conforto zero: sacos de dormir, banho gelado de balde e alimentos escassos. “Pensaram que iam chegar e já desfrutar da sede”, alfinetou Britto.

Ídolos da década de 1980

Entre os confinados estão dois ícones da década de 1980: Andréia Sorvetão (ex-paquita) e Roy Rossello (ex-menudo). O ex-cantor, inclusive, emocionou a todos ao confidenciar que foi explorado pelo empresário do grupo. “Eu te perdoo por todo o abuso e exploração que sofremos”. Ele não deu detalhes, mas as histórias devem vir à tona ao longo do programa.

Débora Lyra (a Miss Brasil 2010), Oscar Maroni (empresário da noite), Robson Caetano (ex-atleta), Babi Rossi (ex-panicat), Diego DH Silveira (ex-integrante da banda Cine), Cristina Mortágua (ex-modelo) e Felipeh Campos (jornalista), também conhecido como Pablo, do “Qual É A Música”, do SBT, completam o grupo dos mais conhecidos do grande público.

Subcelebridades

Chama atenção no elenco do reality, que se vale do diferencial de ter famosos no confinamento – diferente do “Big Brother” – , rostos não tão famosos assim: Marlos Cruz (modelo e ator), Diego Cristo (modelo e ator), MC Bruninha, Bruna Tang (apresentadora e cantora), Leo Rodriguez (cantor sertanejo), Heloisa Faissol (socialite) e Lorena Bueri (modelo).

Brigas

Lorena, inclusive, já mostrou a que veio: brigou várias vezes, em uma, foi por causa de arroz. “Gente, essa arroz não é assim. Isso aqui que vocês estão fazendo não é arroz. Primeiro, bota óleo e bota arroz, depois põe o tempero. Nem sei se vai cozinhar porque arroz não cozinha assim”, criticou ela. “Você está exagerando”, retrucou Roy, que recebeu um pedido de desculpas após a modelo provar sua comida. “Sou mulher e te peço desculpas, o seu arroz ficou bom”.

Antes, ela já havia se desentendido com Maroni, quando o empresário comentava que mulher bonita não resiste a homem rico. “Sempre fui bonita e nunca me vendi”, gritou Lorena, mostrando que está nas mãos dos próprios desconhecidos se tornarem íntimos dos telespectadores.

Prova de resistência e líderes

A primeira prova do programa, após uma noite mal dormida no chão e no frio, foi de resistência. Os três que terminaram o desafio mais rápido, Robson Caetano, Diego Cristo e Marlos Cruz, tornaram-se os “cabeças de equipe” ou líderes de grupo, que serão formados em breve.

Anúncios
Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Participe do debate. Deixe seu comentário