Acusado de estupro e estelionato, falso jornalista é preso em Guajará-Mirim

Alex Guimarães responde por crimes em Tocantis e no Pará

A Polícia Militar prendeu na última segunda-feira, 31, Alessandro Ferreira Guimarães, também conhecido como “Alex Guimarães”, que se passava por jornalista e é proprietário de sites de notícias nas cidades de Guajará-Mirim e Nova Mamore.

De acordo com a Polícia Militar, a Central de Operações foi informada que ele usava documentos falsos e existiam mandados de prisão em aberto.

Os policiais saíram em diligência e encontraram Alex transitando na Avenida XV de Novembro, nas imediações do bairro 10 de Abril. No momento da abordagem, o mesmo alegou que não estava portando documentos, porém, ao ser revistado, os policiais encontraram em seu poder uma cédula de identidade e um CPF, em nome de Alessandro Ferreira Guimarães. Ele ainda tentou negar, afirmando que esses documentos pertenciam “a outra pessoa que mora em Goiás”.

Segundo informações da policia, Alessandro usava documentos falsos há bastante tempo e já era procurado da policia em outros estados. Em Tocantis ele é procurado por estelionato e no Pará por suposto crime de estupro.

Ele foi recolhido ao presídio de Guajará-Mirim onde permanece à disposição da Justiça.

 

Mandado de prisão por suposto estupro
Mandado de prisão por suposto estupro



Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário