Aécio cobra posição de Dilma sobre Delcídio

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) criticou, nesta quinta-feira (26), a postura da presidente Dilma Rousseff de se manter em silêncio sobre a prisão do líder do governo na Câmara, senador Delcídio do Amaral (PT-MS). Ao sair da reunião da comissão executiva do partido, Aécio declarou que o País espera uma explicação de Dilma sobre o episódio.

[su_frame align=”right”] [/su_frame]“É extremamente grave e incompreensível que o líder do governo esteja preso por acusações gravíssimas, e a presidente Dilma não se manifesta. É incrível que ela continue agindo como se não tivesse nada com isso, como se os delatores presos não tivessem sido nomeados por ela. Esse silêncio é um acinte”, afirmou o senador na ocasião. “A presidente tem que olhar nos olhos dos brasileiros, como gostava muito de fazer em cadeias de rádio e TV durante a campanha, e se explicar sobre os equívocos e sua responsabilidade em tudo que está acontecendo” cobrou Aécio, que acusou a presidente de “fingir que não é com ela.”

A prisão de Delcídio, ocorrida na manhã de quarta-feira (25), foi determinada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e confirmada à noite pelo próprio Senado, que aprovou a medida 59 votos a 13. Delcídio é acusado de tentar atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato, ao oferecer dinheiro e fuga ao ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, um dos delatores do esquema.

Os tucanos pediram ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que ele envie ao Conselho de Ética o resultado da votação de quarta-feira (25), com pedido de abertura de processo por quebra de decoro parlamentar, que deverá resultar na cassação do mandato do petista. O pedido já foi preparado pela assessoria de Renan e só aguarda sua assinatura.

De acordo com as lideranças tucanas, a iniciativa de pedir o processo deve ser de Renan Calheiros para dar um caráter mais institucional ao pedido. A rigor, qualquer partido poderia apresentar o pedido ao Conselho de Ética.

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário