Agora é a vez de os homens se divertirem com brinquedinhos sexuais

O site PornHub publicou algumas estatísticas sobre seus usuários e uma das mais curiosas é que o tempo de permanência médio no site é de 10 minutos: ou seja, se alguém entra lá para procurar algum estímulo visual para a sua masturbação, isso é feito de maneira bem rápida! Isso porque, de acordo com sexólogos, os homens aprendem naturalmente a dar aquela “rapidinha” silenciosa consigo mesmo.

Essa praticidade que os homens têm de autoestimulação criou uma realidade pouco estudada: a falta de produtos eróticos específicos para a satisfação sexual masculina. Enquanto o universo dos brinquedinhos eróticos femininos inclui uma gama muito grande de apetrechos, o dos homens praticamente está restrito ao Fleshlight, criado em 1998.

De acordo com este artigo do The Verge, existe uma parcela de culpa e vergonha na masturbação do homem: ele é treinado a fazer isso para atingir o orgasmo e não necessariamente para conhecer o próprio corpo. Ao contrário das mulheres, que recebem estímulos para se masturbarem mais e conhecerem as sensibilidades que suas vaginas possuem e as melhores maneiras de chegarem ao orgasmo durante uma relação sexual.

Novo brinquedo

Por isso, os brinquedos sexuais masculinos tentam reproduzir anatomias do corpo humano (boca, vagina e ânus) e sempre são anunciados por mulheres seminuas nas embalagens, na intenção de gerar um estímulo visual desde a prateleira. No caso dos apetrechos femininos, a variedade de tamanhos, vibrações e formatos cria um mercado muito amplo de consumo e de formas de prazer.

É por isso que a empresa Schenk está lançando o Blewit! – um novo masturbador masculino que tenta quebrar esse suposto estigma da culpa e da vergonha que o homem tem na hora do autoprazer. À primeira vista, ele é muito parecido com outros brinquedos sexuais que possuem a mesma finalidade, mas algumas características o tornam inovador.

O Blewit! promete ajudar o homem a conhecer melhor o seu corpo. Ele tem um formato parecido com os outros masturbadores, mas não tem nenhuma anatomia em sua extremidade. A ideia é que o produto te estimule com mais calma, para você apreciar a masturbação em todos os seus sentidos – não apenas uma rapidinha com a mão.

Como funciona?

Segundos os desenvolvedores do novo produto, a masturbação rápida cria problemas como ejaculação precoce, disfunção erétil e falta de química com a parceira. O Blewit! seria um “masturbador consciente”, ou seja, um processo mais lento e mais inteligente, que promete melhor o desempenho sexual masculino como um todo.

Ele tem um esquema de sucção interno que promete aumentar o prazer se comparado com produtos semelhantes. De acordo com uma crítica em um site estrangeiro, o poder de sucção é “acima da média”, e as paredes internas do produto são confortáveis o suficiente para proporcionar um prazer incrível.

Ficou com vontade de ter um? Por enquanto é necessário importá-lo. No site da Amazon, o Blewit! está custando US$ 62 – algo em torno de R$ 215, fora as despesas de envio. Será que vale a pena tanto investimento? Caso você adquira, não deixe de nos contar como foi sua experiência!

Anúncios
Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Participe do debate. Deixe seu comentário