Amir Lando espera que novo governo cumpra a transposição dos servidores públicos

[su_frame align=”right”] [/su_frame]O Deputado Federal Amir Lando (PMDB-RO) disse que não espera mais que o governo atual cumpra a Emenda Constitucional 60/2009, que transfere para os quadros da União os servidores admitidos antes da posse do primeiro governador de Rondônia. Para o parlamentar, o descumprimento por parte do governo federal representa desrespeito e causa enormes prejuízos financeiros ao estado. “Já se passaram cinco anos e Rondônia já teve que arcar com o pagamento de pessoal na ordem dos R$ 2 bilhões de reais, que poderiam ser investidos na construção de creches, escolas, unidades de saúde, casas populares, infraestrutura urbana e na juventude”, disse.

amir lando

No discurso semanal no Plenário da Câmara dos Deputados, Amir Lando lembrou que dezenas de pessoas se queixaram da morosidade e da falta de comprometimento da União com os servidores. “Durante a minha campanha, através das viagens e inúmeras caminhadas que fiz pelo meu Estado, encontrei pessoas desesperadas e sem esperança. Gente que já teria tempo para se aposentar, mas que ainda continuam trabalhando por mais alguns anos, além do tempo de aposentadoria, aguardando a transposição”, lembrou o parlamentar.

O Deputado Federal Amir Lando também expressou a sua indignação com os desequilíbrios, falta de credibilidade da economia brasileira e com os inúmeros escândalos de corrupção que tomaram conta do governo federal. “Rondônia não deve pagar pelos desperdícios constantemente denunciados. São R$ 30 milhões mensais que o Estado de Rondônia paga aos servidores que tem direito à transposição. Todo esse dinheiro deveria vir da União, assim como está na Emenda Constitucional 60/2009, mas o governo federal insiste em não arcar com suas obrigações constitucionais”, finalizou.

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário