Anvisa determina interdição cautelar de antibiótico para infecções

Órgão determinou interdição cautelar de dois lotes do Cefalexina 500mg, produzido pelo laboratório Teuto Brasileiro

A Anvisa determinou a interdição cautelar de dois lotes de Cefalexina 500mg fabricados pelo Laboratório Teuto Brasileiro SA. A medida está em resolução publicada nesta sexta-feira (10) no Diário Oficial da União. O medicamento, antibiótico utilizado no tratamento de algumas infecções como sinusite, otite e infecção urinária, obteve resultados insatisfatórios em dois testes.

Interdição cautelar tem duração de 90 dias
Divulgação

Interdição cautelar tem duração de 90 dias

Os lotes foram reprovados nos quesitos aspecto e de friabilidade, respectivamente, para os lotes 3225197 – com validade até março de 2016 – e 3225139, medicamento genérico com validade até novembro de 2015.  Enquanto o relatório final não sai, é sugerido aos consumidores que procurem um médico para avaliar a melhor forma de interromper ou substituir tratamento.

Segundo informou consta no site da Anvisa, a interdição cautelar é uma medida preventiva e temporária que vigorará pelo prazo de 90 dias.

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário