Após ver foto em rede social, vítima recupera videogame furtado em RO

Videogame furtado há dois meses é encontrado pelo dono em uma foto na rede social

Uma foto em uma rede social ajudou um homem de 26 anos a recuperar seu videogame que havia sido furtado há dois meses em Vilhena (RO), na região do Cone Sul.

Segundo a Polícia Civil, o aparelho foi reconhecido em um grupo virtual de jogadores do município.

O suspeito foi preso na noite da última segunda-feira (19) e nega a autoria do crime dizendo que teria comprado de uma terceira pessoa.

Conforme o boletim de ocorrência, a vítima estava no grupo da internet quando viu a foto do videogame, parecido com o seu, e foi conversar com o rapaz que fez a publicação.

Após explicar a situação, o rapaz disse que havia comprado o aparelho há uma semana por R$ 1,3 mil de um outro jovem de 18 anos, e informou o endereço.

Na ocasião, o suspeito tinha justificado a falta de nota fiscal dizendo que a mãe havia extraviado.

A Polícia Militar (PM) foi comunicada e junto com as duas vítimas foi até o endereço do suspeito.

No local, o adolescente que vendeu o equipamento alegou que conseguiu o videogame ao trocá-lo por uma motocicleta de trilha com outra pessoa. Porém, não soube informar nenhuma característica e nem sobrenome de quem lhe teria vendido.

A vítima do furto disse à polícia que quando aconteceu o crime, testemunhas descreveram o ladrão como tendo fisionomia semelhante ao do menor.

O fato foi registrado na Delegacia de Polícia Civil e o suspeito, após ser ouvido, assinou um termo circunstanciado. Ele responderá por receptação.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *