Ataque a igreja copta no Egito deixa dez mortos

Dois atiradores mataram ao menos nove pessoas, incluindo três policiais, durante um ataque nesta sexta-feira a uma igreja cristã copta na região sul do Cairo. O ataque ocorreu na entrada da igreja de Mar Mina, no distrito de Helwan. O ministro da saúde do Egito informou que cinco pessoas ficaram feridas, incluindo duas mulheres que sofreram ferimentos graves.

Um dos atiradores foi morto no confronto com a polícia e o segundo, capturado.

Jornais locais reportaram que duas bombas plantadas próxima à igreja foram desativadas. Os cristãos do Egito foram alvo de vários atentados este ano. Boa parte deles foi reivindicada pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI).

Com a aproximação do natal cristão ortodoxo, que acontece no dia 7 de janeiro, a polícia aumentou a segurança nos locais de culto cristãos e instalou detectores de metais nas principais igrejas da capital egípcia.

A ONG Humans Rights Watch criticou o governo egípcio este ano por não tomar medidas suficientes para proteger os cristãos coptas. O presidente Abdel Fatah al Sisi defendeu sua estratégia de segurança afirmando que os ataques têm como objetivo “desestabilizar a união do Egito (…) e dar a impressão de que o grupo não é tão protegido quando deveria ser”.

Os cristãos copta representam cerca de 10% da população egípcia, que é majoritariamente muçulmana.

Fonte: veja

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *