Atentado em casamento deixa mais de 30 mortos na Síria

Estado Islâmico reivindicou o ataque, ocorrido na cidade de Hasakah

O grupo Estado Islâmico (EI) reivindicou um atentado terrorista ocorrido durante uma festa de casamento, na cidade síria de Hasakah, nessa segunda-feira (3).

Segundo a ONG Observatório Nacional para os Direitos Humanos na Síria (Ondus), ao menos 31 pessoas morreram, entre elas cinco crianças, e outras 80 ficaram feridas.

De acordo com o portal G1, os noivos escaparam ilesos. O marido, Zaradesht Mustafá Fatimi, é integrante de uma poderosa família curda envolvida na administração semiautônoma curda do norte da Síria.

Fatimi é membro do partido curdo local e das Forças Democráticas Sírias (FDS), uma coalizão árabe-curda que combate o grupo extremista EI, com a ajuda dos Estados Unidos. Até mesmo a cidade de Hasakah foi libertada das mãos dos jihadistas nas últimas semanas.

Em nota divulgada pelo EI, o grupo afirma que o ataque foi realizado por Abu Barai al-Ansari e diz ainda que o extremista abriu fogo contra as pessoas na festa antes de se suicidar com bombas presas ao corpo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *