Atirador de Las Vegas levou armas em 10 malas durante dias

Stephen Paddock, autor do massacre a tiros que deixou 59 mortos e mais de 500 feridos transportou 23 armas de longo alcance para um quarto no hotel Mandalay Bay em dez malas ao longo de dias.

As informações foram divulgadas xerife do Condado de Clark, Joseph Lombardo, e citadas pela Associated Press e pela CNN. Os detetives investigam agora pessoas que possam estar envolvidas na venda das armas usadas no ataque – o mais letal envolvendo armas de fogo na história dos EUA.

Chris Sullivan, dono de uma loja chamada Guns & Guitars publicou um comunicado afirmando que Paddock era um cliente que “cumpria todas as verificações de antecedentes e procedimentos necessários”, e disse que seu estabelecimento coopera com a investigação.

“Ele nunca deu nenhuma indicação ou motivo para acreditar que ele era instável ou inapropriado [para a compra de armas] a qualquer momento”, disse Sullivan, sem especificar quantas ou quais modelos de armas o atirador comprou em sua loja.

De acordo com fontes que falaram à Associated Press em condição de anonimato, alguns dos rifles tinham cursores de mira, e suspeita-se que Paddock tenha modificado algumas armas para torná-las totalmente automáticas.

Com G1

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário