Bancada de Rondônia ainda não tem posição definida sobre Eduardo Cunha

A bancada federal de Rondônia, composta por oito deputados (Marinha Raupp, Luiz Cláudio, Expedito Netto, Mariana Carvalho, Nilton Capixaba, Lúcio Mosquini, Marcos Rogério e Lindomar Garçon) ainda não tem uma posição definida em relação ao processo contra o deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ), acusado de recebimento de propina e citado por vários delatores no escândalo do Petrolão.

[su_frame align=”right”] [/su_frame]O único parlamentar que já definiu e antecipou seu voto foi Marcos Rogério (PDT) que é favorável à continuidade do processo contra Cunha. O deputado Luiz Cláudio (PP) informou, através de sua assessoria que aguarda posição da liderança de seu partido, que deve ser definida em reunião que acontece na tarde desta segunda-feira, para declarar seu voto. O deputado Lindomar Garçon (PMDB) afirmou que “não definiu nada” e pretende “aguardar a defesa de Cunha para ter clareza e votar com  a consciência tranquila”. A deputada Marinha Raupp (PMDB) não foi localizada, assim como Nilton Capixaba (PTB), mas ambos devem seguir a orientação de seus partidos e votam a favor de Cunha.

Lúcio Mosquini (PMDB), preferiu não se manifestar e vai aguardar a liderança.

O deputado Expedito Netto também não estava em Brasília, mas deve seguir orientação da liderança, assim como Mariana Carvalho (PSDB), cuja legenda já anunciou rompimento com Cunha ainda no mês passado.

PAINEL POLÍTICO acha que, se dependesse da bancada de Rondônia, Cunha escapava por 7 a 1.

 

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário