Câmara de Porto Velho paga R$ 500 mil por serviços que poderiam ser feitos pela Procuradoria

Escritório de advocacia foi contratado sem licitação

Brasília – O presidente da Câmara Municipal de Porto Velho, Jurandir Bengala contratou um escritório de advocacia para prestar serviços que a própria Procuradoria da Casa poderia (e deveria) estar fazendo.

Até o momento mais de 50% do contrato já foi pago e o restante deverá ser quitado ainda antes do natal.

A Câmara ainda não conseguiu pagar a rescisão dos comissionados que foram demitidos em outubro.

O presidente da Casa Jurandir Bengala já foi responsável por uma série de “escorregadas” com recursos e patrimônio público. Ele foi reeleito vereador em 2016.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *