Caminhão-tanque explode e deixa um morto em Maceió; homem foi jogado a metros de distância

Um homem morreu na manhã desta quarta-feira (27) após a explosão de um caminhão-tanque no bairro Cidade Universitária, em Maceió. Segundo relato de testemunhas, a vítima foi carbonizada e arremessada a metros de distância.

Militares do Corpo de Bombeiros disseram que a vítima, identificada como Luiz Carlos Lopes da Silva, 34, era operador de tanque de uma empresa de manutenção de carretas e usava um maçarico quando o tanque de combustível, que estava vazio, explodiu.

A reportagem do G1 tentou contato por telefone com os responsáveis pela empresa, mas as ligações não foram atendidas.

Acidente

Uma testemunha que prefere não ser identificada disse que estava indo para o trabalho quando ouviu a explosão.

“Foi um barulho muito forte. Eu vi o corpo voando mais de um metro acima do poste e entrando na casa”, contou.

O proprietário do imóvel onde o corpo de Luiz Carlos Lopes foi arremessado também não quis se identificar para imprensa. Ele disse apenas que estava dormindo quando ouviu o barulho.

A explosão de grande dimensão, que resultou na abertura da estrutura do tanque de combustível, que ficou retorcida, aconteceu em uma área que fica no loteamento Canto do Mainá, nas proximidades da Universidade Federal de Alagoas (UFAL) e do Complexo Prisional.

O Corpo de Bombeiros mobilizou para o local do acidente duas viaturas de combate a incêndio e 10 militares.

Riscos

Familiares da vítima estiveram no local do acidente. A filha de Luiz Carlos, Liziane Silva, 18, disse que o pai temia pelo risco do trabalho com tanque de combustível.

“Meu pai falava que era perigoso trabalhar aqui. Ele disse que o dono mandava ele entrar nos tanques e que era arriscado. Meu pai tinha feito cirurgia no fígado e de cálculo renal há 2 meses e já tinha voltado a trabalhar porque estava com dificuldades. Daí acabou acontecendo isso”, lamentou Liziane.

Defesa Civil

O chefe do setor de Desastres Tecnológicos da Defesa Civil disse que não há risco de novas explosões. “Nós analisamos a área e não há riscos. Estamos avaliando também as casas no entorno para saber se houve algum dano, mas aparentemente não houve”, relatou Augusto Neves.

Corpo de trabalhador foi lançado a metros de distância (Foto: Michelle Farias / G1)

Fonte: g1/al

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *