Carlos Arthur Nuzman deixa cadeia pública em Benfica, na Zona Norte do Rio

O ex-presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) Carlos Arthur Nuzman deixou a cadeia pública José Frederico Marques, em Benfica, Zona Norte do Rio, pouco antes das 16h30 desta sexta-feira (20).

Ele teve a liberdade concedida na quinta-feira (19), em decisão da Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Algumas medidas cautelares foram determinadas:

  • entrega do passaporte
  • proibição de deixar o Brasil e o Rio de Janeiro (este apenas com autorização judicial)
  • proibição de ter contato com outros investigados
  • proibição de acessar sedes ou filiais ou exercer qualquer atividade no Comitê Rio 2016 e no COB
  • comparecimento mensal à Justiça para justificar as atividades.

Também nesta quinta, o juiz da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, Marcelo Bretas, aceitou a denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal (MPF) contra Nuzman e também contra o ex-governador do Rio Sérgio Cabral e Arthur César de Menezes Soares Filho (o Rei Arthur) por corrupção devido à suspeita de compra de votos para a escolha do Rio de Janeiro como sede olímpica em 2016.

Nuzman foi preso pela Polícia Federal no último dia 5 por suspeita de intermediar o pagamento de propinas para que o Rio de Janeiro fosse escolhido a sede dos Jogos Olímpicos de 2016. Uma semana depois da prisão ele renunciou ao comando do COB.

Segundo o Ministério Público Federal, o pedido de prisão foi decretado porque houve uma tentativa de ocultação de bens no último mês, após a polícia ter cumprido um mandado de busca na casa de Nuzman no mês passado. Entre os bens ocultados, há valores em espécie e 16 quilos de ouro que estariam em um cofre na Suíça.

A ação é um desdobramento da “Unfair Play”, uma menção a jogo sujo e que é mais uma etapa da Lava Jato no Rio.

A defesa do ex-presidente do Comitê Olímpico nega as acusações e afirma que os fatos são “injustamente” imputados a Nuzman.

Fonte: g1

Anúncios
Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário