Cármen Lúcia recebe presidente do TRF-4 para falar sobre julgamento de Lula
STF 

A presidente do Supremo Tribunal Federal ministra Cármen Lúcia irá se reunir nesta segunda-feira (15/1) com o desembargador Thompson Flores, presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, para falar sobre o julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, marcado para o dia 24 de janeiro.

Em pauta estão as questões de segurança para o dia do julgamento, que tem motivado uma série de alterações na corte. O Tribunal Regional Federal da 4ª Região irá suspender os prazos processuais nos dias 23 e 24.

O prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Jr (PSDB), pediu apoio da Força Nacional e do Exército, dizendo temer pela segurança da capital no dia do julgamento. Porém, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, disse que a pasta não concordava com a ideia e que apenas o governador poderia pedir.

Mudança de hábito

No dia 23, o TRF-4 funcionará das 8h às 12h. No dia 24, não haverá expediente, exceto para os servidores diretamente envolvidos com o julgamento.

A corte também prometeu que vai separar uma sala com telão para autoridades que forem à corte acompanhar o julgamento do ex-presidente Lula. O pedido foi feito pelo deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS), porque a sala de sessão será reservada somente para advogados e partes.

Pimenta liderou um grupo de deputados petistas das bancadas federal e estadual do RS que fez uma “visita de cortesia” ao TRF-4. O objetivo, segundo a nota de imprensa, era ‘‘oferecer cooperação’’ para que as manifestações do dia 24 ocorram de forma pacífica.

Anúncios
Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Participe do debate. Deixe seu comentário