Cassol diz que “vai recorrer”, mas não explica onde

Em coletiva realizada na manhã desta sexta-feira no Rondon Palace Hotel, o senador Ivo Narciso Cassol declarou-se “injustiçado” e comparou-se aos “grandes heróis do passado do Brasil”. As declarações foram dadas para tentar minimizar os estragos que sua condenação pode trazer as campanhas de Ivone e Jaqueline Cassol, esposa e irmã, que disputam senado e governo. Ivo Narciso Cassol teve seus embargos declaratórios rejeitados pelo Supremo Tribunal Federal na noite da última quinta-feira e com isso, logo após a publicação no Diário Oficial, ele deverá começar a cumprir a sentença de 4 anos, 8 meses e 26 dias, pela acusação de favorecimento a empresas em licitações quando foi prefeito de Rolim de Moura.

Após a coletiva, a assessoria do senador enviou uma confusa  nota, na qual ele “lamenta a velocidade que seus embargos foram julgados, foram oito meses contra oito anos dos mensaleiros, a facção mais perversa contra o Estado”. Ele não explica a que “facção” se refere. Ele afirma ainda que “vai continuar recorrendo”, mas não esclarece onde, já que a decisão transitou em julgado e não cabem mais recursos.

Veja a nota:

Mensagem do Senador Ivo Cassol sobre a decisão do Supremo

Assim como foi a readmissão de dez mil servidores pais de família em dois mil e três, assim como foi o pedido de intervenção Federal em Rondônia em fevereiro de 2004, assim como foi a denúncia dos deputados no Fantástico e assim como foi a primeira reeleição de um governador em Rondônia em outubro de 2006. O 08 de agosto de 2013 e 19 de setembro de 2014, são datas para ficar na minha memória.

Isso sem contar na injustiça que fizeram com o Carlos Magno em 2006 e com a Jaqueline ano passado.

Reúno vocês aqui hoje para dar duas más e uma notícia. A primeira má notícia é porque o Supremo Julgou ontem a noite de maneira repentina meu processo em Brasília. Não acataram minha defesa dos embargos declaratórios. Mas vou continuar recorrendo. A Segunda má notícia não é para todos as pessoas, é somente para aquelas que pensam que Ivo Cassol foi combatido. Só fui ir para a televisão pedir voto para a Jaqueline que o cenário mudou. E a boa notícia é para a grande maioria do povo de Rondônia, o qual deixo aqui minha gratidão pelo reconhecimento que tem comigo nesta caminhada política deste ano. Continuo de pé firme ! Pois durmo tranquilo. Pois sei do que fiz e o que não podia fazer enquanto Prefeito de Rolim de Moura, enquanto governadora e senador.

É de conhecimento de todos que não prejudiquei a Prefeitura, não roubei, fiz as obras de qualidade. E isto ficou bem claro nas palavras da relatora do processo, Ministra Carmen Lúcia e Dias Tofli. Testemunhos estes que vocês acabaram de ver. Não quero aqui espernear a decisão da Justiça, quero apenas dizer ao povo de Rondônia que continuo destemido.

Continuarei defendo os interesses do povo. Lamento a velocidade que meus embargos foram julgados, foram oito meses contra oito anos dos mensaleiros, a facção mais perversa contra o Estado.

Porém, o que mais lamento é o sistema política que o Brasil possuiu. Sou vítima dos ressentidos, daqueles que fazem política sorrateira, daqueles que sorriam pela frente e apunha-la por trás. Sou vítima da minha forma autêntica de falar e agir. Não tenho meias verdade. Sou de dizer sim sim, ou não não. Não vou mudar minha forma de combater os desmandos e incompetência no serviço público.

Vou continuar trabalhando e pedindo votos para a minha Governadora Jaqueline Cassol, Carlos Magno de vice e Ivone Cassol para o senado.

Faço isso porque não dá para deixar Rondônia ser tratada com frouxidão, com desmandos, com o produtor rural não tendo apoio. Faça uma reflexão, faça uma retrospectiva de Rondônia antes do meu Governo, durante e após. O que fizeram? O que estão fazendo?

Finalizo dizendo a você que me assiste e ouve neste momento. Continue contanto com o Ivo Cassol. Continue tendo em Ivo Cassol o exemplo de político que honra o que promete.

Ore por mim. Reze por mim. Aqueles que admiram meu modo de trabalhar, peço que ajude a eleger a Jaqueline Cassol e a Ivone, é a maneira de agradecer o quanto tenho feito por Rondônia.

Muito Obrigado

Senador Ivo Cassol

 

Anúncios
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário